quarta-feira, 31 de março de 2010

Sexo oral é pecado?

Por Pastor Josué Gonçalves

Esta é uma pergunta que frequentemente os casais me fazem, seja por e-mail ou quando eu ministro uma palestra sobre "Ajustamento Sexual." É interessante que não há nenhum texto na Bíblia que trate deste assunto de forma clara e objetiva. Por que a Bíblia silencia sobre esta questão? Por que o apóstolo Paulo não abordou sobre este assunto? Por que Jesus também não? Por que no livro de Levíticos, onde tantos assuntos na área do sexo são tratados, não encontramos nenhum versículo que fala sobre "sexo oral"?

Há pessoas que dizem que é pecado, porque o pênis e a vagina são partes do corpo contaminadas, sujas. O que muitos não sabem é que a parte do nosso corpo que mais contém bactérias é a nossa língua.

Primeiro: O sexo oral é uma questão que deve ser resolvida entre marido e mulher na presença de Deus. Esta é uma área em que ninguém pode decidir no lugar do casal.

Segundo: O apóstolo Paulo escreveu:

"Mas eu digo: já que existe tanta imoralidade sexual, cada homem deve ter a sua própria esposa, e cada mulher, o seu próprio marido. O homem deve cumprir o seu dever como marido, e a mulher também deve cumprir o seu dever como esposa. A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa. Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de Satanás por não poderem se dominar." (1 Co 7.2-5).

Terceiro: Lemos no livro de Provérbios

"Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias." (Pv 5.18-19).

Quarto: O livro de Cantares diz: "


"Como você é linda, minha querida!

Como você me dá prazer!

Como é agradável a sua presença!

Você é tão graciosa como uma palmeira;

os seus seios são como cachos de tâmaras.

Vou subir na palmeira

e colher os seus frutos.

Os seus seios são para mim como cachos de uvas.

A sua boca tem o perfume das maçãs,

e os seus beijos são como vinho delicioso." (Ct 7.6-9)



"Vamos levantar cedo e olhar as parreiras,

para ver se elas já começaram a brotar.

Veremos se as flores estão se abrindo

e se as romãzeiras já estão em flor.

Ali eu lhe darei o meu amor." (Ct 7.12)

Lembre-se, Deus criou o sexo como um presente para ser guardado, celebrado e desfrutado dentro do contexto seguro do casamento. O orgasmo é uma dadiva divina!

Fonte: Blog do Pr. Josué Gonçalves
--------

Empresa Cristã, AW Produções, fecha show com Claudia Leitte

O excelente trabalho que a AW prestou para a Prefeitura Municipal de Cotia na organização da Marcha para Jesus de 2009, fez toda a diferença e contribuiu para a realização do show de uma das maiores cantoras do Brasil

A AW Produções mais uma vez supera seus limites e fecha show com Claudia Leitte, uma das maiores cantoras do Brasil.

Esse desafio se deu a partir do excelente trabalho que a AW prestou para a Prefeitura Municipal de Cotia na organização da Marcha para Jesus de 2009, onde estiveram Eyshila, Raiz Coral e FLG.

Na ocasião eles expressaram o desejo de levar a cantora na cidade e contrataram a AW Produções para a realização desse grande espetáculo.

O show acontecerá no dia 04 de abril de 2010 as 21:00 horas no XIII Rodeio de Cotia (www.rodeiodecotia.com.br), onde a cantora promete um mega show com toda estrutura de músicos, bailarinos e cenografia.

“Acreditamos que esse evento e mais uma forma de demonstrar a qualidade dos profissionais cristãos, onde uma empresa cristã demostra através do seu trabalho a organização e profissionalismo que o nosso mercado vem atuando” comenta Ana Claudia, diretora executiva da AW Produções.

Fonte: AW Produções Via Ogalileo
--------

Antes e Depois: Mulher Maravilha

Mudança radical hein! Com o passar dos tempos a Mulher Maravilha torna-se visivelmente diferente... Antes a roupa já chamava a atenção, agora só o que se percebe é sedução e ousadia!


Porções em quadros da 'Última Ceia' aumentaram com o passar dos séculos

Um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, afirma que o tamanho das refeições mostradas em vários quatros da "Última Ceia" foram aumentando com o passar dos anos, refletindo o aumento do tamanho das porções ingeridas em refeições através dos séculos.

Especialistas em obesidade estudaram 52 das pinturas mais famosas desta cena bíblica, criadas no último milênio, para analisar o tamanho da ceia. Entre as obras analisadas está "A Última Ceia" de Leonardo Da Vinci e representações criadas pelo pintor alemão renascentista Lucas Cranach e por Rubens.

A conclusão foi de que os acompanhamentos, pão e pratos colocados diante de Jesus e dos apóstolos aumentaram, progressivamente, em até dois terços.

Os pesquisadores afirmam que a descoberta sugere que o fenômeno - servir porções maiores em pratos maiores - ocorreu de forma gradual no decorrer do milênio.

"Os últimos mil anos testemunharam aumentos dramáticos na produção, disponibilidade, segurança, abundância e capacidade de adquirir alimentos", afirmou o professor Brian Wansink, que liderou a pesquisa junto com seu irmão Craig Wansink.

"Acreditamos que, assim como a arte imita a vida, estas mudanças foram mostradas em pinturas sobre o mais famoso jantar da história", acrescentou.

A pesquisa foi publicada na revista especializada International Journal of Obesity.

Tecnologia

A equipe da Universidade de Cornell usou computadores para examinar os quadros e calcular medidas relativas dos objetos mostrados. Os pesquisadores se basearam na suposição de que, naquela época, um pão inteiro deveria ter, em média, uma largura correspondente a duas vezes a largura média da cabeça de um dos discípulos retratados para, com isso, calcular o tamanho dos pratos.

Os cientistas afirmam que as refeições principais aumentaram em 69% e o tamanho do prato aumentou 66% entre a pintura da "Última Ceia" mais antiga analisada (um quadro de cerca do ano 1000) e a pintura mais recente (dos anos 1700). O tamanho do pão, segundo estas análises, aumentou em cerca de 23%. Os aumentos maiores foram vistos em pinturas criadas depois de 1500.

Craig Wasink, que é professor de estudos religiosos, afirma que as mudanças nos tamanhos das porções provavelmente é o reflexo da cultura nos quadros, e não da teologia.

"Não há razões religiosas para as refeições ficarem maiores. Pode ser que as refeições realmente tenham crescido, ou que as pessoas simplesmente ficaram mais interessadas em comida", afirmou.

Mas, Charlene Shoneye, nutricionista da instituição de caridade britânica ligada ao controle do peso Weight Concern, afirmou que não está surpresa "por estas descobertas, pois o tamanho de nossos pratos e porções de comida aumentaram".

"Por exemplo: há 20 anos a maioria das batatas fritas vinham em pacotes de 20 gramas. Agora elas vem em pacotes de 30 gramas, 50 gramas ou até 60 gramas, e ainda estamos comendo o pacote todo."

"Este aumento no tamanho mudou nossa percepção do que é normal", acrescentou.

Fonte: BBC Brasil
--------

Erros ortográficos em propagandas


Esquisitices da música gospel: Adoração extravagante


O louvor da sua igreja é extravagante? Não? Então você está fora do mover de Deus. É exatamente isso que algumas pessoas têm dito àqueles que não aderiram a um dos mais novos métodos de adoração.

No Brasil, os representantes mais conhecidos deste estilo de louvor congregacional são Davi Silva, Mike Shea, Ludmila Ferber, David Quinlan e Ministério Diante do Trono. Em linhas gerais, essa tendência afirma a necessidade de uma adoração sincera, abundante, espontânea, totalmente guiada pelo Espírito de Deus. Para estes a palavra “extravagante” fala da atitude do adorador, a qual deve sobrepujar os padrões formais e expressar sua adoração em termos de liberdade e espontaneidade.

Nesta perspectiva, o verdadeiro adorador voa como águia, ruge como leão, salta como coelho, canta de costas para o público, além de rolar pelo chão quando tocado por Deus. Para os adoradores extravagantes o que vale é romper com os paradigmas religiosos, manifestando através do louvor congregacional uma adoração desprovida de frieza espiritual. Segundo estes, tudo é válido desde o riso incontido ao choro histérico por parte dos adoradores.

Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Em nenhum momento as Escrituras Sagradas nos ensinam a cantar extravagantemente. O Novo Testamento não nos concede respaldo teológico para que entoemos cânticos cuja inspiração é de cunho delirante. Ora, vale a pena ressaltar que o nosso louvor ainda que emocionado deve ser absolutamente racional.

Ah! Que saudade do louvor onde Cristo era o foco da adoração. Ah! Que saudade do tempo em que se cantava e entoava cânticos por missão! Lembro-me de momento maravilhosos onde a igreja prostrava-se em adoração ao Senhor cantando a Deus com coração contrito e quebrantado.
Prezado amigo, diante de tanta extravagância alguma precisa ser feita, os valores do reino de Deus precisam ser resgatados, e o evangelho de Cristo vivenciado.

Amados, mais do que nunca é imprescindível que reflitamos a luz da história sobre o significado e importância da Reforma. Acredito piamente que os conceitos pregados pelos reformadores precisam ser resgatados e proclamados a quantos pudermos, até porque, somente agindo desta forma poderemos sair deste momento preocupante e patológico da igreja evangélica brasileira.

Uma nova reforma Já!

Fonte: Renato Vargens
-----

Igreja católica alemã abre linha telefônica para denúncias de pedofilia

A Igreja Católica na Alemanha está lançando nesta terça-feira uma linha telefônica especial para vítimas de abuso sexual por parte de padres.

A linha será administrada a partir da cidade de Trier, no oeste do país. Os telefonemas serão atendidos por psicólogos e assistentes sociais.

O bispo local, Stephan Ackermann, foi escolhido para lidar com qualquer alegação feita contra o clero. Na segunda-feira, Ackermann anunciou que 20 padres de sua diocese foram acusados de pedofilia desde a década de 50. Dez deles já morreram mas os outros estão sendo investigados.

Ackermann disse que ficou perplexo com as revelações e encorajou as vítimas a fazerem denúncias.

Centenas de pessoas no país vieram a público desde o início deste ano na Alemanha dizendo que sofreram abusos por parte de padres quando eram crianças, entre as décadas de 50 e 80.

O próprio papa Bento 16 foi alvo de acusações de não ter tomado providências em relação a um padre suspeito de cometer abusos quando era arcebispo de Munique. Joseph Ratzinger, ocupou essa posição entre o final da década de 70 e o início dos anos 80.

Até agora o escândalo afetou dois terços das dioceses alemãs e o chefe da igreja católica da Alemanha pediu desculpas pelas acusações.

A correspondente da BBC na capital, Berlim, Oana Lungescu, disse que a Igreja está sofrendo grande pressão para romper o que seus críticos dizem ser “uma parede de silêncio”.

Bento 16 prometeu lidar com as alegações rapidamente.

Fonte: BBC Brasil
-------

Pescadores encontram 21 corpos de bebês em rio na China

Pescadores chineses encontraram 21 corpos de bebês em um rio, na cidade de Jining, na província de Shandong, no leste do país. Acredita-se que os cadáveres tenham sido jogados ali por hospitais. De acordo com o site China Daily, oito dos corpos possuíam etiquetas identificadoras dessas entidades.

Segundo o site britânico Time, três bebês tinham tornozeleiras de identificação indicando que estiveram em estado grave na emergência do hospital universitário de Jining e cinco apresentavam as etiquetas de atendimento do mesmo hospital.

Um pescador afirmou à TV local que percebeu que algo havia sido jogado contra a margem do rio perto de uma ponte. Inicialmente, os pescadores pensaram que eram bonecos de plástico. Ao chegarem mais perto, descobriram que eram corpos. “Não podia acreditar que eram de verdade, mas eram. E quanto mais andava por ali, via mais e mais”, disse outro homem.
Alguns corpos estavam juntos em sacos plásticos amarelos, com a inscrição “lixo hospitalar”. Ainda não foram divulgados os sexos dos bebês.

As autoridades iniciaram uma investigação e a equipe médica que pode estar envolvida no caso foi suspensa. Segundo a imprensa local, os corpos podem ter sido descartados por hospitais após abortos e partos induzidos.

Fonte: Época
------

Humor Cristão: Dinheiro não é tudo!




As 10 pragas do Egito – Cientistas comprovam a existência, mas dizem que foram uma cadeia de coincidências

Pesquisadores acreditam terem encontrado evidências dos verdadeiros desastres naturais das dez pragas do Egito, que levou Moisés a libertar os israelitas da escravidão no livro bíblico Êxodo.
Mas ao invés de explicá-los como decorrentes de um ato de Deus, os cientistas afirmam que as causas das pragas podem ser atribuídas a uma cadeia de fenômenos naturais provocados por mudanças no clima e as catástrofes ambientais que aconteceram há centenas de quilômetros de distância.

Eles compilaram evidências convincentes que oferecem novas explicações para as pragas bíblicas, que será apresentada em uma nova série a ser transmitida no canal de televisão Nacional Geographic no domingo de Páscoa.

Os arqueólogos acreditam amplamente que as pragas ocorreram numa antiga cidade de Pi-Ramsés no Delta do Nilo, capital do Egito durante o reinado do faraó Ramsés, o Segundo, que governou entre 1.279 aC e 1.213 aC.

A cidade parece ter sido abandonada há 3.000 anos atrás e cientistas afirmam que as pragas poderiam oferecer uma explicação para este abandono. Climatologistas que estudaram o clima antigo descobriram uma mudança drástica no clima da região, que ocorreu no final do reinado de Ramsés, o Segundo.

Ao estudar estalagmites em cavernas egípcias, os climatologistas foram capazes de reconstruir um registro dos padrões de tempo usando os traços de elementos radioativos contidos na formação calcária.

Eles descobriram que esses fatos coincidiram com o reinado de Ramsés. Antes havia um clima quente e úmido, mas depois o clima mudou para um período de seca.

O professor Augusto Magini, paleoclimatologista no instituto da Universidade de Heidelberg para a física do ambiente, disse que o “Faraó Ramsés II reinou durante um período muito favorável climáticas. Houve muita chuva e seu país floresceu. Este período úmido durou apenas algumas décadas. Após o reinado de Ramsés o clima faz uma curva acentuada para baixo em um gráfico. Há um período de seca, que certamente teria tido consequências graves”. Os cientistas acreditam que este parâmetro no clima foi o ponto de partida para a primeira das pragas.

O aumento das temperaturas poderia ter feito o rio Nilo secar, transformando o rio que flui rápido (que foi salva-vidas do Egito) em um movimento lento e cursos de água lamacenta.

Estas condições teriam sido perfeitas para a chegada da primeira praga, que na Bíblia é descrita como o Nilo voltando-se para o sangue.

O dr. Stephan Pflugmacher, biólogo do Instituto Leibniz de Água Ecologia e Pesca Interior, em Berlim, acredita que esta descrição poderia ter sido o resultado de uma alga tóxica de água doce. Ele disse que a bactéria, conhecida como Borgonha ou algas Blood Oscillatoria rubescens é conhecida por ter existido há 3.000 anos e ainda hoje provoca efeitos semelhantes.

“Ela se multiplica maciçamente no movimento lento das águas quentes com altos níveis de nutrição. E quando morre deixa manchas vermelhas na água”, disse.

Os cientistas também afirmam que a chegada deste conjunto de algas em movimento acarretou a chegada da segunda, terceira e quarta pragas – rãs, piolhos e moscas.

O desenvolvimento de girinos em adultos é regulado por hormônios que podem acelerar o seu desenvolvimento em tempos de estresse. A chegada das algas tóxicas teriam desencadeado tal transformação e forçou os sapos a deixarem a água em que viviam.

Com a morte das rãs, os mosquitos, moscas e outros insetos teriam se multiplicado por causa da falta de predadores. Esse fato, de acordo com os cientistas, poderia ter ocasionado a quinta e sexta pragas – gado doente e furúnculos.

“Nós sabemos que muitas vezes os insetos portadores de doenças como a malária provocam uma reação em cadeia, que é o surto de epidemias, fazendo com que a população humana fique doente”, explicou o professor Werner Kloas, biólogo do Instituto Leibniz.

Outra grande catástrofe natural que ocorreu a mais de 400 quilômetros de distância pode ser a responsável por desencadear a sétima, oitava e nona pragas, que trazem granizo, gafanhotos e trevas para o Egito.

Uma das maiores erupções vulcânicas da história da humanidade ocorreu quando Thera, um vulcão que fazia parte do arquipélago mediterrâneo de Santorini, ao norte da ilha de Creta, explodiu há cerca de 3.500 anos atrás. Essa erupção “vomitou” milhões de toneladas de cinzas vulcânicas na atmosfera.

Nadine von Blohm, do Instituto de Física Atmosférica da Alemanha, fez experiências sobre como se forma o granizo e acredita que as cinzas vulcânicas podem ter relação com trovoadas no Egito para produzir tempestades de granizo.

O dr. Siro Trevisanato, biólogo canadense que escreveu um livro sobre as pragas, disse que os gafanhotos também poderiam ser explicados pela vulcânica cair fora das cinzas.

“A queda de cinzas para fora do vulcão causou anomalias climáticas, que se traduz em precipitações mais elevadas e maior umidade. Isso é exatamente o que favorece a presença dos gafanhotos”, disse.

As cinzas vulcânicas também poderiam ter bloqueado a luz do sol realizando a história de uma praga da escuridão.

Os cientistas encontraram pedra-pomes, a pedra feita de arrefecimento de lava vulcânica, durante as escavações das ruínas do Egito, apesar de não haver qualquer vulcão no Egito.

A análise das rochas mostram que ela veio do vulcão de Santorini, fornecendo evidências físicas de que a precipitação de cinzas da erupção em Santorini atingiu a costa egípcia.

A causa da última praga, a morte dos primogênitos do Egito, tem sido sugerida como sendo causada por um fungo que pode ter envenenado o abastecimento de grãos, dos quais meninos primogênitos teriam prioridade em receber os alimentos da colheita, por isso foram a primeira vítima.

Mas o Dr. Robert Miller, professor de Antigo Testamento da Universidade Católica da América, disse: “Eu estou relutante em avançar com as causas naturais para todas as pragas”.

O problema com as explicações naturalista é que elas perdem o sentido. “E a questão toda é que você não saiu do Egito por causas naturais. Você veio pela mão de Deus”, disse.

Fonte: Gospel+
-----

Dica de Música: Aline Barros - Santidade

Após ter 'pulseira do sexo' arrancada, adolescente é estuprada em Londrina


Segundo a polícia, crime foi motivado pelo uso do adereço. Dos quatro envolvidos, três são adolescentes e um tem 18 anos.

Uma adolescente de 13 anos foi estuprada por pelo menos três rapazes, em Londrina (PR). O crime teria sido motivado pelo uso da "pulseira do sexo", segundo a polícia. A vítima foi abordada por um grupo composto por quatro jovens depois de sair da escola, na região central da cidade, por volta das 12h do dia 15 de março. De acordo com a Polícia Civil, um dos envolvidos tem 18 anos e vai responder em liberdade pelo crime de estupro de vulnerável. Os demais já foram identificados, mas ainda não prestaram depoimento até a manhã desta quarta-feira (31).

A “brincadeira” das pulseiras funciona da seguinte forma: uma menina coloca diversas pulseiras de silicone coloridas no braço e um jovem tenta arrebentar um dos adereços. Cada cor representa um “carinho”, que vai desde um abraço até a prática de sexo; quem arrebentar receberá a “prenda” da dona da pulseira.

Cada cor da pulseira representa um 'carinho', que vai de um abraço até sexo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Segundo o delegado William Douglas Soares, o caso chegou ao conhecimento da polícia no dia 23 deste mês, quando a mãe e a garota relataram o ocorrido. "A menina disse que foi abordada pelo grupo e um deles arrancou a dita 'pulseira do sexo' que ela usava. Pela cor do adereço, ela teria de pagar uma prenda aos jovens. Ela se mostrou constrangida com o fato e acompanhou o grupo até a casa do rapaz de 18 anos. A menina não relatou que eles tivessem usado arma para isso."

Soares informou ainda que o encontro preliminar aconteceu no terminal de transporte coletivo central de Londrina, que registra grande movimento de estudantes no horário de saída das escolas. "A vítima e os envolvidos não se conheciam. Por isso tenho a convicção de que o crime só aconteceu por causa do uso das 'pulseiras do sexo'. Fica aqui o alerta aos educadores, pais e estudantes sobre isso."

A jovem está recebendo acompanhamento psicológico do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) desde o registro do caso. "Estamos esperando os laudos psicológico e do Instituto de Medicina Legal (IML) sobre as agressões sofridas pela menina", disse o delegado.
Soares informou ainda que o fato de a jovem ter acompanhado os agressores até a casa de um deles não tem importância no inquérito. "Trata-se de um caso de estupro de vulnerável, que independe de consentimento ou não da vítima, que neste caso tem menos de 14 anos, como rege a legislação."

Em caso de condenação, o rapaz de 18 anos pode cumprir pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão. "No caso dos demais envolvidos, que são menores de idade, eles podem ser levados para medidas sócioeducativas ou até para internação, de acordo com o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente]", disse o delegado.

Polêmica

Em São Paulo, o uso das pulseirinhas provocou polêmica entre pais, educadores e alunos. Fáceis e baratas de se comprar, as pulseiras viraram moda.

Um projeto de lei que proíbe o uso das pulseirinhas do sexo nas escolas da rede municipal de Navegantes (SC) foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores da cidade, no começo deste mês.

Fonte: G1
------

Pensamento


"Estar crucificado implica em três coisas: Primeiro, o crucificado tem os olhos sempre voltados para uma só direção; segundo, ele não pode voltar atrás; terceiro, ele não tem mais planos próprios".
(A. W. Tozer)

Igreja levanta milhões de dólares em carros, brindes e prêmios para concurso e pregação na Páscoa

Bay Area Fellowship, a maior igreja de Corpus Christi, Texas (EUA), está oferecendo televisores de LCD, skates, guitarras Fender, móveis para a casa e 15 carros nos cultos de Páscoa deste ano.

E mesmo aqueles que não ganharem os prêmios vão receber algo. A igreja reuniu donativos para 15.000 vales presentes no valor de U$ 300 dólares em mercadorias e serviços gratuitos.

“Nós vamos dar alguns prêmios e dizer: ‘imagine o quão feliz o céu vai estar se você se sentir animado ao ganhar um carro’, disse o pastor Bil Cornélio. “É completamente de graça. Tudo o que você tem a fazer é recebê-lo”.

Ele espera que o prêmio vá ajudar a igreja a atrair algumas pessoas que não costumam ir à igreja ou aqueles que têm desviado em sua fé. “Muita gente não vai aos cultos da Páscoa porque eles pensam: ‘eu não tenho sido uma pessoa boa’”, disse Cornélio. “Você não tem que ser ‘bom’ para vir à igreja”.

Os prêmios são entendidos como uma metáfora para a mensagem de Páscoa que o pastor Cornélio chama de a dádiva suprema. Assim como os prêmios são gratuitos para os vencedores, o céu também é. Mas alguém tinha que pagar primeiro para todos os carros, móveis e televisores, como Jesus pagou pelos pecados do povo.

“A oferta final é que Jesus deu sua vida por nós”, disse Cornélio. “Quando nós pensamos sobre o espírito de dar, sempre pensamos sobre o Natal. Mas realmente o espírito de dar é a Páscoa”.

Cornelius é um pastor com cabelo espetado e que usa calça jeans. Ele tem feito algumas críticas descontraídas. Alguns dizem que a sua banda de rock n ‘roll e grande porte altivo anda muito longe da verdadeira mensagem de Jesus.

O Pastor Cornelius sabe que será criticado por sua ideia. “Sabemos que é não-convencional”, disse ele. “Nós sabemos que algumas pessoas de fé não vão concordar com isso”.

Michael Emerson, professor de sociologia na Universidade Rice e co-diretor do Instituto de Pesquisa Urbana, disse que nunca tinha ouvido falar de nada assim antes. “Eu nunca tinha ouvido falar disso, não a esse extremo”, disse Emerson. “Isso é surpreendente”.

“Outra crítica do movimento é que eles são extremamente confortáveis com a sociedade de consumo”, disse Emerson, “visto que alguns crentes diriam: ‘isto não é quem era Jesus, isso não foi o que ele ensinou”.

Cornelius também não tem conhecimento da oferta recebida. Mas sabe-se que a Igreja Lakewood, em Houston, conduzida por Joel Osteen, doou 57.000 dólares em jogos de vídeo game na última Páscoa. Outra pequena igreja em Ohio tem planos de doar US $ 500 a um membro e um convidado para esta Páscoa.

Na semana passada, os voluntários da igreja estavam ocupados fazendo uma lista especificando os carros e montando as bicicletas. Eles tiveram que cortar um grande espaço na parte traseira da capela para os carros para passarem durante os cultos de Páscoa.

A igreja levantou todas essas doações em duas semanas. A ideia começou em uma reunião com os membros na igreja Crossing em Elk River, Minnesota. O pastor Eric Dykstra estava planejando uma série que chamou de “caminho da alegria”, sobre a alegria que Jesus pode trazer. Ele queria usar um carro no palco para ilustrar sua ideia.

“Como parte da série, nós pensamos que deveríamos doar um carro”, disse Dykstra. “Nós estávamos sentados em uma reunião e pensei ‘por que não?’”

A igreja Crossing conseguiu adquirir muitos carros novos, em sua maioria doados por uma concessionária mais um pouco de dinheiro levantado pelos membros. O pr. Dykstra faz parte de um grupo de jovens pastores pastoreados por Cornelius. Dykstra mencionou a ideia do carro para Cornélio durante uma reunião de algumas semanas atrás.

“Ele me chamou e disse: ‘eu acho que vamos obter vários carros’”, disse Dykstra. Ele foi inspirado a tentar recolher mais prêmios para seus membros, mas não espera superar Cornélio e a igreja Bay Area.

“Ele gostou da ideia”, disse Dykstra rindo. “Não é realmente uma competição. É mais como ele vai ganhar”.

Cornelius pediu aos membros da igreja para oferecerem serviços e colocar na forma de “vale serviço” duas semanas atrás. A resposta já foi positiva. O plano foi promovido como uma dádiva de US $ 1 milhão, mas o valor real vai ser muito maior. Os 15.000 vales só valerão 4,5 milhões de dólares se todos os bens e serviços forem trocados. Os cupons não têm nenhum valor em dinheiro.

“Nosso povo tem sido incrivelmente generoso”, disse Cornélio. Entre os 15 carros – todos usados, mas com baixa quilometragem – há um Audi A4, Jeep, Chevrolet Aveo, Mazda RX8, Volkswagen Jetta, duas BMWs, Chevrolet Avalanche, Jaguar e dois eclipses Mitsubishi.

César Torres, proprietário da LoFi Motors em Ayers Street, é um membro da Bay Area e voluntário do ministério das crianças. “O Cornelius não disse se o carro teria que ser novo ou velho”, disse Torres. “Tenho certeza que ele pensou que seria algo que eu não poderia vender o meu lote”.

“Alguns dos carros foram doados por comerciantes, como Torres, e os outros foram comprados com o dinheiro doado pelos membros. Os carros foram comprados em leilões por causa dos baixos preços”, disse Cornélio.

A loja de móveis Wilcox também fez uma grande doação de conjuntos de quarto, poltronas e outros móveis. George Moore, dono da loja, estima que o valor total da mercadoria seja entre US $ 12.000 e $ 16.000.

Moore e sua família freqüentam a Bay Area e ele acredita na missão da Igreja para chegar à igreja. “Esperamos que o vencedor seja uma pessoa que nunca esteve em uma igreja antes, ou talvez uma pessoa que está sofrendo de algum tipo de vício ou que tenha algum tipo de problemas em sua vida. Talvez eles estejam passando por um divórcio. O que nós queremos fazer é levantar essas pessoas”.

A igreja recebeu também a doação de um iPod. Alguns doadores não são membros.

“Nós estamos lucrando com a boa vontade da igreja nos últimos 12 anos na comunidade”, disse Cornélio. “E eu não quero trazer prejuízo dentro da igreja. Quero abençoá-los dando-lhes algo de volta”.

Líderes da Bay Area esperam que a frequência da igreja aumente – entre 15.000 e 20.000 pessoas – para os cultos de páscoa. Um carro será doado em cada culto na igreja principal e um em cada uma das congregações em Kingsville, Calallen, San Marcos e Alice.

Uma congregação será aberta no domingo de Páscoa. Não haverá sorteio de carro, mas de entre 200 e 300 bicicletas para crianças.

Os vales-presentes irão incluir cupons para bens e serviços doados por empresas locais, tais como bilhetes de Corpus Christi Hooks, uma noite gratuita na plataforma de embarque Pooch, uma avaliação quiroprática grátis e uma sessão de fotografia profissional. Cornélio não permitiu cupons de descontos, apenas prêmios gratuitos.

“Nós realmente fizemos questão de que isso acontecesse”, disse ele. O concurso tem algumas regras. Somente pessoas com idades até 16 anos poderão colocar seus nomes em um sorteio de prêmios grandes. Pessoas com mais de 18 anos não podem se inscrever para ganhar um carro. O Estado exige que se faça um seguro de carro que a pessoa ganhadora possa adquiri-lo, então terá um agente de seguros no local.

O ministério de crianças irá doar prêmios apropriados para a idade. Cornélio disse que espera que os prêmios sejam ganhos por pessoas que realmente precisam. “Eu não ficaria surpreso se alguém que ganhar doá-lo para alguém que precisa mais”, disse. O pr. Cornélio fez questão de reforçar que “muita gente não vai aos cultos da Páscoa porque eles pensam: ‘eu não tenho sido bom”. Não é isso que se trata. Você não tem que ser ‘bom’ para vir à igreja”, disse.

Fonte: Gospel +
-------

Salmo 121

"Levanto os meus olhos para os montes
e pergunto: De onde me vem o socorro?.
O meu socorro vem do Senhor,
que fez os céus e a terra.
Ele não permitirá que você tropece;
o seu protetor se manterá alerta,
sim, o protetor de Israel não dormirá;
ele está sempre alerta!
O Senhor é o seu protetor;
como sombra que o protege,
ele está à sua direita.
De dia o sol não o ferirá,
nem a lua, de noite.
O Senhor o protegerá de todo o mal,
protegerá a sua vida.
O Senhor protegerá a sua saída
e a sua chegada,
desde agora e para sempre."

-------

Construção de igreja é interrompida por muçulmanos


Muçulmanos reunidos para protesto contra igreja (foto acima)

Um grupo de muçulmanos interrompeu a construção de uma igreja católica em Citra Garden, Java Ocidental no início deste mês.

Em 12 de março, mesmo dia em que a Igreja Cristã da Indonésia (GKI) enfrentou o fechamento ordenado por oficiais do governo, manifestantes liderados pelo Fórum Islâmico Unido (FUIB) bloquearam a entrada para Citra Garden, exigindo que a construção da igreja fosse interrompida. Eles basearam suas exigências na alegação de que a obra não tinha a permissão dos moradores locais, mas a igreja possuía a permissão oficial, e já estava em obras há várias semanas.

O documento que permite a construção foi apresentado para os muçulmanos, mas eles disseram que os cidadãos não concordavam com a construção do templo.

O reverendo Peter Kumiawan Subagyo disse que a igreja pertencia ao distrito paroquial de Cengkareng, mas que ele cresceu tanto (20 mil pessoas) que foi necessário construir outra paróquia.

A permissão de construção foi alcançada normalmente, e todas as assinaturas dos moradores foram garantidas. O governo da província de Jacarta aprovou o documento, que foi publicada na imprensa oficial no dia 18 de janeiro.

Logo após a aprovação do documento, o comitê de construção da igreja começou a trabalhar. A obra já estava encaminhada quando os muçulmanos começaram a protestar em nome dos cidadãos.

O líder da igreja, Albertus Suriata, disse que a congregação nunca teve problemas com a população local.

“Nós temos um bom relacionamento. Não acho que alguém próximo à igreja tenha alguma objeção. Suspeitamos de pessoas de outros vilarejos.”

Ele afirma que a igreja tentou resolver o problema apresentado pelos manifestantes de diversas formas.

“Nós já começamos a obra. Teremos que interrompê-la por causa dessas manifestações? Além disso, possuímos a permissão do governo.”


Fonte: Missão Portas Abertas
----------

"José do Egito" será a quarta minissérie bíblica da Record

Em ritmo industrial, a Record já tem pronta a sinopse de "José do Egito", a quarta na sequência de minisséries de inspiração bíblica que levará ao ar. A primeira, "A História de Ester", termina na quinta. Depois, estreiam, também com direção de João Camargo, "Sansão e Dalila" e "O Rei Davi".
"Descobrimos esse filão que tem histórias muito boas, e vamos investir nisso", diz Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da emissora. Responsável pela cadeia de produção, Silveira já se preocupa em encontrar um Sansão para começar a gravar em maio.

"Ele tem de ser fisicamente forte. E juntar isso à interpretação não é fácil. Nessa hora, já começamos a perder o sono", brinca ele, que desde 2005, ano da inauguração do Recnov, acompanhou 20 novelas. Já "Vivendo o Amor", a mais nova parceria entre a casa e a Televisa, terá Edwin Louise como um metrossexual.

A produção inaugurará a faixa de novelas das 19h após a Copa. Dono de um bar, Louise integrará o núcleo pobre da trama ao lado de Cristina Mullins, mãe da protagonista (atriz ainda a definir), uma moça de 22 anos que vivia em um orfanato até ser adotada, aos 14.

O grupo estará ambientado em uma vila simples, no Rio de Janeiro, que será reproduzida na cidade cenográfica da Record -construída a um custo de quase US$ 3 milhões (cerca de R$ 5,43 milhões).

Fonte: Folha de São Paulo
-----------

terça-feira, 30 de março de 2010

Pr. Silas Malafaia terá quadro no programa Tudo em Dia na Band

A partir do dia 28 de março, durante sete domingos o programa Tudo em dia, na Band do Rio Grande do Sul, exibirá um quadro especial em que o pastor Silas Malafaia esclarecerá as dúvidas cristãs dos telespectadores. Dentre os temas abordados, confira a diferença entre o rico e o próspero, entre o fanatismo e a religiosidade, e o sentido literal da palavra pecado.

Não perca! Apresentada pelo casal Luciano e Flávia do Valle, a atração é exibida logo após o Canal Livre.

Pr. Silas Malafaia que esteve na última quarta-feira no segundo debate sobre homossexualismo no Programa do Ratinho, no qual já havia participado debatendo contra a ex-deputada Iara Bernardes criadora do polêmico projeto PLC 122/06.

Fonte: GospelPrime
-----

segunda-feira, 29 de março de 2010

Liderança que abusa dos liderados é diabólica


Por Gutierres Siqueira

"O Senhor Jesus me deu autoridade sobre vocês, não para destruí-los, mas para fazê-los crescer espiritualmente". (Apóstolo Paulo em 2 Co 10.8 NTLH)

Uma liderança que confunde autoridade com grito, firmeza com frieza, amor com ciumes, dedicação com interferência na vida alheia... não é bíblica. Liderança antibíblica abusa, destrói e não edifica. Paulo estava consciente de sua autoridade, mas sabia que a sua missão era levar uma igreja para o crescimento espiritual, e não para a destruição de suas almas. Essa consciência, expressa tão bem nesse versículo, mostra a diferença de alguém que realmente era guiado por Deus. O guia não vinha por meio de sonhos, mas sim pelos princípios da Palavra.

A liderança abusiva rouba, não somente bens, mas corações que se arrasam na decepção. Comportam-se com pequenos tiranos, que detém o poder sobre a pequena congregação. A liderança abusiva determina os pequenos detalhes da vida de outrem com intermináveis regras, mas é incapaz de ensinar valores do Reino. O abuso traz decepção, mágoa e uma dura aversão pelo genuíno evangelho por causa de falsos evangélicos.

Resumindo: Esse tipo de liderança é diabólica.


Fonte: Teologia Pentecostal, via Púlpito Cristão
---

Alvo de polêmica, chá de Santo Daime é consumido há 300 anos


Bebida era usada por índios antes de ser incorporada a religiões.
Expansão de igrejas levou consumo da ayahuasca para EUA e Europa.

Alvo de polêmica desde o assassinato do cartunista Glauco Villas Boas e do filho dele, Raoni, há uma semana, o chá de ayahuasca, conhecido popularmente como “Santo Daime”, é consumido por comunidades indígenas da Amazônia há pelo menos 300 anos.

Relatos históricos dão conta de mais de 70 grupos que usavam a ayahuasca – e suas mais de 40 diferentes denominações – nos países ao longo da Amazônia (Brasil, Colômbia, Peru, Equador, Venezuela e Bolívia). O uso nas tribos estava relacionado ao xamanismo, às práticas de cura e aos mitos de origem dos grupos, diz a antropóloga Beatriz Labate, autora de vários livros sobre a ayuahasca.

Fiéis participam de culto do Santo Daime na igreja Céu dos Ventos em Haia, na Holanda (Foto: Divulgação / Igreja Céu dos Ventos)

Há quem acredite que a substância já seria utilizada pela civilização inca (a palavra “ayahuasca” tem origem quéchua), "embora não haja evidências arqueológicas", diz Henrique Carneiro, do Departamento de História da USP.

Mas foi só nos anos 30, quando o seringueiro brasileiro neto de escravos Raimundo Irineu Serra (1892-1971), o mestre Irineu, fundou a doutrina do Santo Daime, que a bebida passou a ter seu uso incorporado à religião a qual teve o nome vinculado.

Adeptos do Santo Daime, Glauco e o filho foram mortos por um dos freqüentadores da igreja Céu de Maria, fundada pelo cartunista. Familiares e a defesa do acusado pelo crime apontam o chá, ministrado nos cultos, como um dos agravantes do estado psicológico dele.

Divisão

Foi mestre Irineu que adaptou o uso da bebida, antes utilizada de forma terapêutica pelos xamãs indígenas, aos cultos, que incorporam elementos do xamanismo caboclo, do catolicismo, do esoterismo e do espiritismo, diz o professor de antropologia da Universidade Federal da Bahia Edward MacRae, autor de “Guiado pela Lua - Xamanismo e Uso Ritual da Ayahuasca no Culto do Santo Daime” (ed. Brasiliense).

Mais tarde, o Santo Daime foi dar origem a duas novas igrejas. Após uma revelação, um dos discípulos do mestre Irineu, Daniel Pereira de Matos, fundou a Barquinha, igreja mais restrita ao Acre, que tem elementos africanos mais fortes. Em Rondônia, outro daimista, José Gabriel da Costa, fundou a União do Vegetal (UDV), que adota a grafia hoasca.

Da Amazônia para os centros urbanos

No final da década de 70, muitos jovens de classe média brasileira, a caminho das ruínas de Machu Picchu, conheceram o chá no Acre e se converteram à religião, que migrou da Amazônia para os grandes centro urbanos, como Rio, Brasília e Florianópolis.

“A adesão de pessoas conhecidas na mídia, como Lucélia Santos, Ney Matogrosso e Maitê Proença acabou servindo com uma divulgação maior do Daime, despertando o interesse em vários lugares, inclusive em outros países”, diz o historiador Henrique Carneiro.

Expansão

Mais conhecido nos centros urbanos brasileiros, não demorou até que o chá de ayahuasca chegasse a outros continentes. Durante a década de 80, segundo a antropóloga Beatriz Labate, o Santo Daime e a União do Vegetal abriram suas primeiras igrejas nos Estados Unidos e Europa.

“No inverno de 1993, um grupo de seis pessoas foi à comunidade de Céu de Mapiá [no Acre]. Eles encontraram [o fundador] Padrinho Alfredo e quando ele soube o que estava acontecendo na Holanda, batizou de Céu dos Ventos”, conta Irene Hadjidakis que, com o marido Marco, ajudou a fundar uma das duas igrejas do Santo Daime no país, em Haia, há 16 anos.

O consumo do chá em rituais, no entanto, começou dois anos antes, quando tomaram conhecimento da visita de um grupo da Igreja acreana à Espanha. “Desde esta época, se tornou possível participar de rituais do Santo Daime na Holanda de forma constante. O grupo cresceu muito rápido e, em poucos meses, estávamos conduzindo rituais com 200 participantes”, lembra.

‘Umbandaime’

Nas grandes cidades, o chá do Santo Daime passou ainda por um terceiro ciclo de expansão, chegando a comunidades de espiritismo, umbanda e religiões orientais.

“Uma vez que o Daime e a UDV chegam nos grandes centros urbanos, começam a combinar suas práticas com matrizes religiosas típicas das cidades, em diálogo com vertentes orientalistas, hinduístas, umbanda e terapias humanísticas como meditação, yoga, expressões artísticas diferentes”, explica Beatriz Labate, pesquisadora do Instituto de Psicologia Médica da Universidade de Heildelberg, na Alemanha.

“Há um processo sincrético com certas tradições, como o 'umbandaime’ [resultado da fusão do Daime com a religião afro-brasileira], a abordagem mais hinduísta, neo-pagã, que dentro dos seus rituais passaram a incorporar o uso da ayahuasca”, diz o professor Edward MacRae.

Longe de representar o surgimento de novas religiões, segundo o antropólogo, o que se observa na introdução do chá nestas religiões é a convivência de práticas do Santo Daime, como concentrações, entoação de hinos e mirações [visões após ingestão do chá]. “O Daime é uma religião bastante sincrética, não só para a crença a santos católicos, mas também para outras entidades indígenas e africanas”, diz.

Legislação

Em janeiro deste ano, o governo brasileiro oficializou as regras para o uso religioso do chá de ayahuasca. Segundo os especialistas, a resolução, no entanto, é resultado de uma discussão iniciada há quase 20 anos. O Brasil nunca proibiu a ingestão do chá em cerimônias religiosas, mas faltavam orientações para evitar o uso indevido.

Altar onde são feitas as orações de purificação do ritual de Santo Daime é visto durante sessão na cidade de Juquitiba, em São Paulo (Foto: Arquivo / Agência Estado)

O país foi um pioneiro na regulamentação [do uso do chá], diz Beatriz Labate. Segundo a antropóloga, a legislação brasileira serviu de exemplo para que tribunais de muitos países legalizassem o consumo do ayahuasca.

Preconceito

Para a pesquisadora, no entanto, a "maneira como alguns setores da mídia tem discutido o tema" após o assassinato do cartunista Glauco é produto de preconceito. “Existe um forte dispositivo antidrogas, uma tendência a sempre se lidar de maneira preconceituosa com o tema. No caso da ayahuasca, se faz julgamentos mais severos do que se houvesse um assassinato em outra igreja qualquer.”

O professor Edward MacRae concorda. “Usar essa substância como sacramento causou espanto por muito tempo na sociedade, que não estava acostumada com isso. Houve uma série de interpelações ao governo para saber se podia ou não”, afirma.

Labate destaca que o uso da bebida em rituais religiosos é sempre mediado por pessoas experientes, que a servem nos rituais seguindo certos preceitos. “Essas igrejas têm forte conhecimento acumulado. A quantidade da dose [ministrada] varia de acordo com o peso da pessoa, da idade, do sexo, de quanto tempo participa do ritual. Para as religiões, é uma substância extremamente sagrada.”

Fonte: G1
------

'Globo' publica matéria extensa desvendando Igreja Mundial. Confira

'Milagres e milhões', é o título da matéria da 'Época'

Com promessas de cura e até de ressurreição, o apóstolo Valdemiro Santiago transformou sua Igreja Mundial num novo império evangélico

CARISMA

De chapéu, uma de suas marcas, o apóstolo Valdemiro Santiago comanda um culto para 50 mil pessoas em São Bernardo do Campo, São Paulo, em janeiro

– Uma das histórias que mais me impressionou (sic) foi de um homem que morreu. Como se diz no Nordeste, ele estava na pedra. A família já tinha recebido atestado de óbito. A filha dele chegou em mim na igreja, me abraçou e disse: “Se o senhor disser que ele está vivo, ele viverá”. O que houve ali foi pela fé dela. Comovido, respondi: “Então, está vivo”. Quando ela voltou para casa, estavam se preparando para velar o corpo e receberam a notícia de que o homem havia voltado à vida. Os médicos tentaram justificar, mas não conseguiram entender como o coração dele voltou a bater. Foi uma ressurreição.

O relato acima foi feito em 2009 pelo líder evangélico Valdemiro Santiago de Oliveira numa de suas raras entrevistas, concedida a uma publicação evangélica chamada Eclésia.

Alto, negro, extrovertido, de fala rouca cheia de erros de português e forte sotaque mineiro, Valdemiro, de 46 anos, é o criador, líder absoluto e autoproclamado “apóstolo” da Igreja Mundial do Poder de Deus. Caçula entre as neopentecostais, a igreja foi fundada em 1998, em Sorocaba, interior de São Paulo. Mineiro de Palma, região de Juiz de Fora, Valdemiro gosta de se definir como “homem do mato” ou “um simples comedor de angu”. Na pregação diária de bispos e pastores e no boca a boca de milhares de fiéis, é reverenciado como milagreiro. Além de afirmar ressuscitar os mortos, cultiva a fama de curar de aids, câncer, cegueira, surdez, tuberculose, hanseníase, paralisia, alergias, coceiras e dores em qualquer parte do corpo e da alma. Num domingo com três cultos, Valdemiro chega a apresentar mais de 30 testemunhos de cura. ÉPOCA tentou falar com Valdemiro durante dois meses. As solicitações foram feitas por meio de assessores e bispos e diretamente a ele, na saída de cultos. Em duas ocasiões, ele prometeu dar entrevista, mas nunca agendou.

Dissidência da Igreja Universal do Reino de Deus, a Mundial é a menos organizada das evangélicas. Seus templos têm instalações precárias. A pregação é classificada por alguns como “primitiva”. Há gritos, choros e performances espalhafatosas. Até suas publicações são visivelmente mais pobres que as das concorrentes. Apesar de fazer quase tudo no improviso, a Mundial já é considerada o maior fenômeno religioso do Brasil desde a criação da Igreja Universal, em 1977, sob a liderança do bispo Edir Macedo. Mais que isso, a Mundial começa a se firmar como ameaça ao império que a Universal ergueu no campo das neopentecostais.

Carismático, intuitivo, meio desafiador, meio fanfarrão, Valdemiro comanda uma estrutura que, de acordo com números da igreja, reúne 2.350 templos, cerca de 4.500 pastores e tem sedes em mais 12 países. Só em aluguéis de imóveis para cultos a Mundial gasta R$ 12 milhões por mês, segundo estima o diretor de compras da igreja, Mateus Oliveira, sobrinho de Valdemiro. Em número de templos, a Mundial superou duas de suas três concorrentes neopentecostais: a Internacional da Graça, do missionário R.R. Soares, e a Renascer, do casal Estevam e Sônia Hernandes. Nos últimos dois anos, a Mundial praticamente multiplicou por dez seu tamanho (em 2008, eram 250 templos). Mantido o atual ritmo de crescimento, ela ultrapassaria a Universal até 2012. A igreja de Edir Macedo afirma ter 5.200 templos e 10 mil pastores.

Uma característica nova na expansão da Mundial está naquilo que o sociólogo Ricardo Mariano, estudioso de religião na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, chama de “pescar no próprio aquário evangélico”. Estudos sugerem que a maior parte dos seguidores da Mundial veio de outras neopentecostais, principalmente da Universal. Poucos eram do meio católico, tradicional fornecedor de fiéis para denominações evangélicas. “Calculo que mais de 50% dos membros da Mundial saíram da Universal, uns 30% da Internacional da Graça e o resto das demais evangélicas ou outras religiões”, diz Paulo Romeiro, professor de teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie e autor de um livro sobre a igreja.

Na cúpula da Mundial, a presença de ex-membros da Universal é expressiva. Estima-se que 90% dos bispos e até 80% dos pastores tenham sido formados por Edir Macedo. O próprio Valdemiro tem origem na Universal, onde atuou por 18 anos. O apetite com que a Mundial avança sobre a Universal aparece até na distribuição geográfica dos templos. Valdemiro tem predileção por instalar igrejas em imóveis que já foram ocupados pela Universal.

Parte do encanto de Valdemiro está na imagem messiânica que ele construiu em torno de si, contando histórias mirabolantes. A mais espetacular está no livro O grande livramento: ele descreve um naufrágio que sofreu em Moçambique em 1996, quando ainda era da Universal. Valdemiro diz que ele e três conhecidos foram vítimas de uma sabotagem, que fez a embarcação afundar a 20 quilômetros da costa. A partir daí, a história ganha ares cinematográficos.

Valdemiro na época pesava 153 quilos (anos depois, ele faria uma cirurgia de redução de estômago). Ele diz que deu os únicos três coletes aos colegas e começou a nadar a esmo. Diz ter nadado oito horas “contra forte correnteza”, “ondas gigantes” e cercado por “tubarões-brancos assassinos” e “barracudas agressivas”. Na travessia, prossegue sua narrativa, um pedaço de sua perna foi arrancado e seus olhos foram queimados por “águas-vivas gigantes”. Quando finalmente chegou à praia, diz ele, dormiu na areia e acordou nos braços de dois estranhos, “africanos seminus”. “Tive a clareza de que os anjos do Senhor haviam me visitado e me dado o livramento”, diz. Dos três companheiros, dois morreram e um foi resgatado. Na época, jornais noticiaram o naufrágio, mas muita gente na igreja duvidou do relato. Um bispo foi à África fazer uma sindicância, mas isso não sanou as dúvidas.

Valdemiro também conta outros três causos de “livramento”. Diz que, numa ocasião, caiu do 8º andar de uma obra, mas nada sofreu. Afirma também que, passeando de carro “na África”, uma bomba de um campo minado explodiu “arremessando nosso carro uns 3 metros para o alto”. Diz ainda que sofreu uma tentativa de assassinato, mas os “matadores profissionais” erraram os cinco tiros. “Assustados, jogaram o rifle para dentro do carro e fugiram”, afirma.

DINHEIRO

Na multidão, uma fiel dá R$ 20 à Mundial. Nos grandes cultos, as doações são recolhidas por mais de 200 voluntários (à esq.). Depois, as sacolinhas são entregues numa cabine improvisada, de onde saem malas cheias (à dir.)

Além dos “livramentos”, a Mundial ostenta ainda outras três distinções em relação às concorrentes. A principal é a ênfase na cura. Diferentemente da Universal, que cresceu preconizando o exorcismo, ou da Renascer, que concentra o foco na prosperidade, a Mundial promete soluções divinas para doenças terrenas. O discurso não é novo. Nos anos 50, milagres de cura eram o mote da Igreja do Evangelho Quadrangular e da igreja O Brasil para Cristo, de Manoel de Mello. Valdemiro remasterizou o tema. Para dar credibilidade ao discurso, às vezes recorre ao médico Wandemberg Barbosa, que sobe ao altar para dizer que a medicina não explica certos fenômenos. “Há casos que só podem ser milagres”, diz Barbosa. “Tomo cuidado com o que falo porque existe a fiscalização do CRM (Conselho Regional de Medicina), mas Valdemiro não provoca a descrença na medicina. Ele nunca manda ninguém interromper o tratamento.”

Outra característica que distingue a Mundial é a sacralização do suor. A cada culto, Valdemiro passa quase três horas no altar. Ali, ele grita, canta, ri, chora, pula, se ajoelha e sua. Sobretudo sua. Quando a reunião termina, seu suor é disputado pelos fiéis. Mais de 200 chegam a cercá-lo. Tremendo, chorando, eles usam toalhinhas fornecidas pela igreja para coletar alguma umidade. Depois, esfregam o pano no próprio corpo, em fotos ou documentos. “A valorização do suor, que ocorre com vários líderes da Mundial, é uma novidade completa entre os protestantes”, diz o sociólogo e teólogo Ricardo Bitun, da Universidade Mackenzie. “Valdemiro é corajoso ao permitir que o público toque em seu corpo. Nenhum outro líder evangélico faz isso”, afirma o sociólogo Antônio Flávio Pierucci, da Universidade de São Paulo (USP).

O terceiro elemento distintivo da Mundial é a composição de uma cúpula majoritariamente negra. Os bispos Josivaldo Batista, o segundo na hierarquia, e Roberto Damásio, o terceiro, também são negros. Valdemiro fala com orgulho sobre a presença de negros na direção da igreja. E afirma já ter sido discriminado por sua cor. Eis o que diz o jornalista Ronaldo Didini, ex-homem de confiança de Edir Macedo que hoje trabalha como consultor de mídia para Valdemiro: “Uma vez, numa reunião de lideranças da Universal, Valdemiro foi indicado para liderar a igreja no Paraná. Macedo foi contra, dizendo que a sociedade paranaense era elitizada e que não mandaria um negro para lá. Quem defendeu o Valdemiro foi o Honorilton (Gonçalves), hoje presidente da Record. Mas não adiantou”. Por meio de sua assessoria, a Universal afirmou que tem vários pastores e bispos negros e que a acusação de discriminação contra Valdemiro é improcedente.

A Mundial não vive só de inovação. Noutros aspectos, aproveita o know-how dos concorrentes, como a prática de distribuir bens em nome de terceiros para esconder o enriquecimento das lideranças. “A Mundial cresceu muito. Então há coisas que o apóstolo coloca no nome de outros. Eu já tive veículos da igreja em meu nome”, diz Jorge Lisboa, obreiro e assessor da Mundial, presença frequente no altar ao lado de Valdemiro. “O primeiro carro que o apóstolo comprou pela igreja colocou no meu nome. Muita coisa é assim. Sabe por que o R.R. Soares está estacionado? Porque dedicou tudo à família. O dirigente tem de confiar nos outros. Se comprar dez emissoras de rádio, tem de colocar em nome de pessoas diferentes.” O missionário R.R. Soares não respondeu aos pedidos de entrevista de ÉPOCA.

A prática descrita por Lisboa é confirmada pelo advogado Fausto Bossolo, membro da Mundial e assessor do vereador José Olímpio (PP), representante da igreja na Câmara Municipal de São Paulo. “Como é que você vai declarar isso no Imposto de Renda? A Igreja Evangélica tem um crescimento absurdo e a demanda é muito grande”, diz ele. “Então é complicado colocar (tudo) no nome de uma pessoa só. Você tem uma casa e daqui a um ano tem 20. E aí? Como fica?”



No culto em São Bernardo, um bebê é levado de mão em mão sobre o público até o altar, onde depois recebeu a bênção de Valdemiro.

Como outras igrejas neopentecostais, a Mundial também não se acanha em pedir ofertas. Apesar do perfil pobre do público, os pregadores não hesitam em estabelecer valores altos para as contribuições. Valdemiro já pediu até 30% da renda do fiel, o que foi batizado de “trízimo” : “Você vai dizer para Deus o seguinte: ‘Senhor, 70% de tudo o que o Senhor me der neste mês é meu. E 30% são da sua obra’”, disse. Depois, associou o “30” à “Santíssima Trindade”. Apesar de dizer que não faz distinção entre doadores, a Mundial qualifica as ofertas em categorias: ouro (R$ 300), prata (R$ 100) e bronze (R$ 50). “Quando Jesus nasceu, recebeu três presentes: ouro, incenso e mirra. Qual foi o mais importante?”, disse Valdemiro num culto. E respondeu: “O ouro!”.

O ex-pastor Rafael Ferreira, um dos raros dissidentes da Mundial, dá detalhes das táticas de arrecadação: “Em Mato Grosso havia uma meta de R$ 1 milhão por mês, além dos R$ 500 mil para pagar a TV. Eu era responsável pelos depósitos. Todo dia ia ao Bradesco do centro de Cuiabá e depositava de R$ 80 mil a R$ 100 mil na conta da igreja”. Ferreira atuou por três anos na Mundial. Ele conta como eram os “cursos de pregação”: “O bispo Sidney Furlan mandava a gente subir no altar e orientava sobre o que falar para comover o povo. Dizia que era preciso fazer um teatrinho, um sensacionalismo para o povo acreditar que a igreja era responsável pelas curas e milagres”. Ferreira, que se diz ex-homossexual, foi expulso da Mundial em dezembro. Ele pede R$ 1 milhão na Justiça por discriminação e calúnia. Os representantes da igreja em Cuiabá não quiseram comentar suas afirmações.

Problemas com a Justiça não são uma novidade para a Mundial. No começo do mês, três pastores da igreja foram presos pela Polícia Rodoviária em Mato Grosso do Sul. Com eles foram apreendidos sete fuzis, que, segundo a polícia, saíram da Bolívia e seriam entregues para traficantes no Rio de Janeiro. O próprio Valdemiro já foi apanhado em situação parecida. Em abril de 2003, o Ford Mondeo que dirigia foi parado numa blitz em Sorocaba. No carro, havia 26 cartuchos de munição e três armas: uma carabina calibre 22 e espingardas calibres 12 e 15. “Ele disse que era caçador. Falou que tinha morado na África, onde caçava elefantes”, diz o policial Danilo Ramos, que atuou no flagrante. Na casa do apóstolo, “um lugar sujo, nos fundos de um quintal”, segundo Ramos, os policiais acharam mais duas espingardas ilegais. Na delegacia, Valdemiro afirmou que ganhava “aproximadamente R$ 500 por mês” e não tinha imóvel nem dinheiro no banco. Passou a madrugada preso. Em 2005, foi condenado a dar três cestas básicas a uma instituição de caridade.

Ainda em 2003, Valdemiro voltou a esbarrar na ilegalidade. Ao renovar a carteira de motorista, usou o RG 16.717.037, que pertence a uma mulher nascida em Paraibuna, no interior de São Paulo. A habilitação, com o número de RG errado, venceu em 2008. Não consta que ele tenha tido problema por ter circulado com um documento com informação falsa.

Valdemiro já pediu até 30% da renda do fiel – o que foi batizado de “trízimo”

Com o crescimento da Mundial, o padrão de vida de Valdemiro mudou radicalmente, embora ele continue cultivando a imagem de interiorano simplório diante dos fiéis. Valdemiro mora num condomínio de luxo em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo. Quando precisa se deslocar, usa dois helicópteros e um jato Citation Excel, de R$ 18,5 milhões, alugado há cinco meses. O helicóptero menor é um Bell Jet Ranger 206B3, avaliado em R$ 1,3 milhão. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ele já pertenceu à apresentadora Xuxa. Hoje, está em nome de uma factoring chamada Athenabanco, que diz ter vendido o aparelho à Mundial no fim de 2008, em 12 parcelas. “O pedido de transferência para a igreja está na Anac há dois meses, mas o processo é lento”, diz Robinson Leite, diretor da Athenabanco.

O helicóptero grande é um Agusta A109-C, comprado pela Mundial em setembro de 2009, por R$ 5,1 milhões. Potente, luxuoso e seguro, o Agusta é um dos aparelhos mais cobiçados do mercado. Para embarques e desembarques perto de casa, Valdemiro usa o heliponto de Amilcare Dallevo, dono da Rede TV!. É uma situação provisória (que Dallevo prefere não comentar). Em pouco tempo, Valdemiro deverá construir seus próprios helipontos. A amigos, disse que vai construir um perto de sua casa e outro perto do enorme templo que está erguendo na Zona Sul de São Paulo.

A frota de aeronaves já parece insuficiente para o apóstolo. Há algumas semanas, corretores foram acionados para tentar vender o Agusta por US$ 2,5 milhões. “O plano de Valdemiro é comprar um Agusta Grand, o mais sofisticado da marca, que custa uns US$ 7 milhões”, diz um profissional do mercado. O avião também pode estar com os dias contados. “Eu já disse para o Valdemiro que ele precisa comprar um jato intercontinental. A igreja está em expansão na África”, afirma Ronaldo Didini.

Em seu próprio nome, o patrimônio de Valdemiro é bem menor. Com a mulher, a bispa Franciléia, ele é sócio de uma empresa de comunicação e de uma gravadora de CDs, que trabalham para a igreja. Franciléia é uma loira de 44 anos. Com joias e roupas chamativas, ela acompanha Valdemiro nos cultos e ora chorando. Ainda é sócia da editora que publica livros da Mundial. Oficialmente, a renda do casal sai apenas da venda dos livros e CDs. Os outros bens de Valdemiro são um Fusca 1969, uma moto 125 cilindradas e uma picape Dodge RAM 2.500 avaliada em R$ 100 mil.

O motor do crescimento acelerado da Mundial é sua estratégia de mídia, considerada a mais agressiva entre os evangélicos. Até dois anos atrás, a Mundial disputava fiéis pela TV em pé de igualdade com os concorrentes, alugando pequenas faixas da programação. Em agosto de 2008, deu um salto. Valdemiro fechou um acordo com a família Saad, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, e passou a ocupar 22 horas diárias da grade da Rede 21, canal UHF com alcance nacional. O negócio, que garantiu presença avassaladora da Mundial na TV, foi articulado por Didini, que ficou com o cargo de gestor de conteúdo da emissora.

A Mundial tem também acordos com a Rede TV! – em que ocupa três horas e meia da programação diária – e com a CNT – oito horas por dia. Transmite por satélite para cinco países da África. No rádio, mantém operações em vários Estados. As mais relevantes no Rio e em São Paulo, onde a Mundial arrendou uma emissora FM para transmitir 24 horas por dia.

RIQUEZA

Valdemiro cultiva uma imagem de frugalidade. Mas tem um padrão de vida sofisticado. Um helicóptero Agusta (foto inferior, à esq.), um Bell (foto maior) e um jato Citation de R$ 18,5 milhões (foto superior, à esq.) ficam a sua disposição

FLAGRANTE

Um policial exibe fuzis apreendidos com pastores da Igreja Mundial em Mato Grosso do Sul. O próprio Valdemiro já foi preso com armas ilegaisAinda que a cúpula da Mundial mantenha segredo sobre a movimentação financeira da igreja, todos concordam que o gasto mais relevante é com mídia. Um membro da cúpula afirmou que o desembolso total nessa rubrica está em torno de R$ 13 milhões por mês. “No Canal 21, o apóstolo deve estar pagando uns R$ 7 milhões, daí para mais. Na Rede TV! foi renovado por R$ 1,9 milhão. E na CNT uns R$ 800 mil”, diz o assessor Jorge Lisboa sobre os três principais contratos. Para filmar eventos externos, a Mundial contratou a produtora de TV Casablanca, a maior do setor no Brasil.

A nova ambição de Valdemiro é política. Seguindo a tendência de outras igrejas, ele quer criar sua própria bancada em Brasília e eleger um representante seu em cada Assembleia Legislativa do país. “A estratégia do apóstolo é lançar só um federal e um estadual por Estado. É para não ter competição interna”, diz Irio Rosa, escalado para ser candidato a deputado estadual no Paraná pelo nanico PSC (Partido Social Cristão). A legenda, cujos maiores expoentes são o senador Mão Santa (PI) e o ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, deverá lançar a maioria dos candidatos da Mundial. Rosa, exibido constantemente na TV da Mundial, admite que mal conhece o Paraná.“Eu queria sair candidato por Brasília, mas o apóstolo não deixou. Então, faz um ano que estou morando em Curitiba”, diz.

Um dos colaboradores mais importantes de Valdemiro fará dobradinha com Rosa no Paraná. É o executivo Ricardo Arruda Nunes, ex-presidente do desativado Banco de Crédito Metropolitano, conhecido como o banco da Igreja Universal. Nunes diz ser hoje responsável pela “estratégia financeira” da Mundial. Ele já foi investigado pela Polícia Federal e pela Procuradoria da República por suas supostas relações com empresas-fantasmas que teriam sido criadas pela Universal para lavar dinheiro. Agora, prestador de serviços para a Mundial, frequenta os cultos de Valdemiro todo domingo.

Em janeiro, Valdemiro Santiago quase recebeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu altar. A ocasião era um culto no Paço Municipal de São Bernardo do Campo, com público estimado em 50 mil pessoas. Lula chegou a confirmar presença, mas não apareceu, porque teve uma crise de hipertensão. Para representá-lo, compareceram dois petistas: o prefeito Luiz Marinho e o senador Aloizio Mercadante. “Eu não conhecia Valdemiro”, disse Mercadante. “É mesmo impressionante. Ele prega de forma muito direta, autêntica e popular. Lembra as manifestações que a gente fazia aqui neste mesmo lugar com os trabalhadores, um movimento forte, espontâneo e que incomoda as elites.” Mercadante prometeu articular um encontro de Valdemiro com Lula. Até a semana passada, nenhuma reunião tinha sido agendada.

Valdemiro procura cultivar contatos com políticos de diversas tendências. Mantém boas relações com o tucano Marconi Perillo, senador por Goiás, e com Ivo Cassol (PP), governador de Rondônia. “Imagine uma pessoa íntegra, boa, verdadeira. É ele, Valdemiro. Ele faz coisas que só Deus pode fazer”, diz Cassol. Ele costuma recebê-lo em sua fazenda, em Rondônia, para pescar. Entre os políticos de destaque, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), é o único com quem Valdemiro tem relacionamento dúbio. Em 2008, Valdemiro pediu votos para Kassab. No ano passado, quando a sede da Mundial no Brás, centro de São Paulo, foi lacrada por falta de segurança e excesso de barulho, Kassab passou a ser tratado como inimigo.

A sede do Brás é um galpão enorme e antigo, que funcionava como fábrica da família Matarazzo. Ocupa uma área de 43.000 metros quadrados e foi comprado pela igreja por R$ 60 milhões em 60 parcelas. O embargo ocorreu porque o imóvel tinha fiação exposta, piso e teto comprometidos e não contava com saídas de emergência, além de produzir muito barulho. Enquanto providenciava reformas, Valdemiro dizia que o fechamento era uma “perseguição dos poderosos à obra de Deus”. Várias vezes ameaçou retaliar Kassab nas urnas. A sede, que ficou 53 dias lacrada, é a principal fonte de renda da Mundial. “O fechamento da nossa igreja provocou um prejuízo de milhões e milhões de reais”, disse Valdemiro num culto em fevereiro, enquanto pedia mais ofertas aos seguidores.

De todos os assuntos relacionados à vida de Valdemiro, um dos mais polêmicos e misteriosos é sua saída da Universal. Valdemiro é o único dissidente de Edir Macedo que prosperou criando sua própria igreja. Depois de ocupar posições de destaque em São Paulo, Paraíba, Pernambuco e em Moçambique, Valdemiro rompeu com a Universal em 1997. Sua importância pode ser medida pelas participações societárias que acumulou. No último ano de Universal, tinha em seu nome duas TVs e três rádios FM da igreja. Há várias versões para a ruptura. Alguns dizem que Valdemiro foi expulso por desviar dinheiro da Universal. Outros dizem que ele discordou de Edir Macedo na nomeação de um bispo. Há quem diga que ele caiu em desgraça porque brigou com autoridades de Moçambique e atrapalhou a expansão da igreja por lá. Sua saída não foi amigável. “Sabe o que o Macedo fez com ele? Deu R$ 50 mil e um Gol velho. Jogou na mesa. Foi assim que o Macedo fez, ó: ‘Se você ficar, vou te dar uma liderança forte, um Audi, tudo. Se sair, leva R$ 50 mil e um Gol velho’”, afirma Didini, que deixou a Universal na mesma época. “Ganhei R$ 100 mil quando saí. O cara (Valdemiro) foi um líder, trabalhou 18 anos lá, deu a vida pela igreja e só levou R$ 50 mil.”

Parte importante do sucesso da Mundial é resultado da crise da Igreja Universal. Lideranças evangélicas dizem que a Universal começou a enfrentar problemas quando Edir Macedo passou a dedicar a maior parte de sua atenção à TV Record. “Ele deixou de ser igrejeiro, virou empresário e foi morar nos Estados Unidos, longe dos fiéis”, afirma o ex-bispo Marcelo Pires, que atuou na Universal e hoje move processos judiciais contra a igreja. “O seguidor da Universal nem vê mais o Edir pregando. Como não sente o carinho de seu líder, procura outras igrejas.” Há também o desgaste provocado pelas denúncias recentes de lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito contra líderes da Universal.

Desde a criação da Mundial, Edir Macedo nunca manifestou nenhum tipo de temor sobre a concorrente. Dias atrás, ele publicou um post em seu blog em que cita pela primeira vez a Mundial. Edir Macedo reproduziu a carta de uma fiel que teria passado pela igreja de Valdemiro. Ela diz que na Mundial viu sua vida espiritual “caindo a cada dia”. Os parceiros de Valdemiro comemoraram. Para eles, Edir Macedo passou um atestado de preocupação.

PODER

Acima, Valdemiro com o prefeito Luiz Marinho (à esq.) e o senador Mercadante, que representaram Lula em São Bernardo. Abaixo, com Kassab em 2005, citado nos templos como inimigo da Mundial

Alto escalão

Os principais nomes da cúpula da Igreja Mundial

Fonte: Época
-------

Casal é condenado no Reino Unido após fazer sexo em escada de igreja

Incidente ocorreu em 17 de outubro na cidade de Durham.
Pessoas que passavam próximo à igreja metodista avisaram a polícia.

Igreja em Durham, no Reino Unido, onde ocorreu o incidente.

Um casal que fez sexo na escada de uma igreja em Durham, no Reino Unido, foi condenado na semana passada pelo juiz Christopher Prince a realizar serviços comunitários, segundo reportagem do jornal "Durham Times".

Para o juiz, Louise Lincoln, de 25 anos, e Kristian Osbaldestin, de 26, deveriam ter vergonha de si mesmos. Eles foram presos em 17 de outubro do ano passado depois que pessoas que passavam próximo à igreja metodista avisaram a polícia.

Louise passou dois meses na cadeia acusada de agredir um policial que atendeu a ocorrência. No julgamento na semana passada, ela foi condenada a 18 meses de pena alternativa, que inclui serviços comunitários.

Já o rapaz terá que realizar 280 horas de trabalhos comunitários. Os dois também foram condenados a seis meses de condicional.

Fonte: G1
------

A retórica do discurso evangélico

Os líderes evangélicos dizem que igreja não salva ninguém.
Mas não acreditam realmente que alguém que não frequenta igreja alguma possa ser salvo.

Os líderes evangélicos dizem que Deus ama quem dá $ com alegria.
Mas não acreditam que um irmão pode estar precisando exatamente do contrário: receber

Os líderes evangélicos dizem que não existe representante de Deus na Terra.
Exceto quando se trata do dízimo, pois, ao não entregá-lo para a instituição religiosa, o crente está roubando a Deus.

Os líderes evangélicos dizem que o exame das escrituras é livre.
Mas não aceitam a exposição de opiniões e interpretações diferentes na Escola Dominical.

Os líderes evangélicos dizem que o sacerdócio é universal.
Mas não acreditam que ovelhas possam viver sem se submeter às autoridades eclesiásticas.

Os líderes evangélicos dizem que Deus odeia o pecado e ama o pecador.
Mas não acreditam que Deus possa amar aos “gentios” tanto quanto aos crentes.

Os líderes evangélicos dizem que não existe “pecadinho” e nem “pecadão”.
Mas disciplinam irmãos por causa de alguns pecados considerados mais graves e ignoram outros pecados tidos como menos graves.

Os líderes evangélicos dizem que é preciso amar ao próximo como a ti mesmo.
Mas pensam que o “próximo” se refere somente aos seus irmãos de fé e não aos que confessam outra (ou nenhuma) fé.

Os líderes evangélicos pregam que é preciso dar a outra face ao inimigo.
Mas não fazem desta maneira com grupos pró-aborto, macumbeiros, homossexuais e ateus.

Os líderes evangélicos dizem que Deus é soberano e sua vontade é o melhor.
Mas não tem temor ao aconselhar ao rebanho a exigir que Deus “olhe para eles” para poder tomar posse das benção$.

Os líderes evangélicos pregam que Jesus foi pobre, andou com pecadores, venceu o diabo no deserto e sofreu morte de cruz.
Mas te fazem acreditar que você está pobre (ou no leito da morte) porque não tem fé. Provavelmente está endemoniado e anda com pecadores.

Viver e liderar um evangelho assim é fácil, não?

Fonte: Saulo Dias Luz, no blog Sal com pimentas [via Pavablog]
------

Zé Bruno, ex Bispo da Igreja Renascer, abre nova igreja

Após um mês do anúncio da saída do bispo Zé Bruno, líder da banda Resgate, da Igreja Renascer, uma nova igreja foi aberta. Em nota de esclarecimento, a esposa do bispo, Blanche Bruno, escreveu que Zé Bruno tem um chamado de Deus para começar um novo ministério.

“Numa direção do Senhor e em decisão tomada em oração, inicio agora uma nova caminhada ministerial. Sei que o Senhor me abençoará, bem como a obra da Igreja Renascer que sempre terei no coração como minha casa e minha origem. Somos parte de um mesmo corpo e sempre juntos lutaremos pelo reino de Deus”, afirmou Zé Bruno.

Ao contrário do que alguns veiculos haviam afirmado, a saída de Zé Bruno da denominação Renascer não foi conflituosa, mas sim, “abençoada” pelo próprio Apóstolo Estevam Hernandes. Segundo Blanche Bruno o casal não esperava que a sua saída e a constituição de uma nova igreja seria tão rápida.

“Não achávamos que seria tão rápido pois queríamos dar um passo de cada vez, mas Deus fez diferente e o culto que iríamos fazer em casa com nossos filhos e meus irmãos e família cresceu, então a necessidade de estarmos em um lugar maior”, escreveu Blanche Bruno.

Segundo Zé Bruno esta nova igreja não foi constituída como uma forma de rebeldia e protesto contra a Renascer. Quando anunciou a sua saída ao Apóstolo Estevam Hernandes o bispo chegou a comentar que haveria pessoas que aproveitariam essa oportunidade para criticar a Igreja Renascer em Cristo.

Ainda segundo Blanche, a ideia dessa nova igreja se baseia no princípio da multiplicação. “Paulo e Barnabé se separaram e a Igreja cresceu, porque a Igreja não se divide mas multiplica, como os pães não diminuíram mas multiplicaram”. A doutrina desta nova denominação criada por Zé Bruno é identica a da antiga igreja que liderava, a Renascer.

Os cultos têm sido realizados desde a primeira semana de março na Associação Japonesa em São Paulo e reunido cerca de 400 pessoas. O bispo já está providenciando os documentos necessários para a abertura legal da nova igreja e a locação de um espaço próprio. Ainda sem nome, no próximo domingo, dia 28, haverá uma reunião para a escolha.

Muitas pessoas que estão frequentando os cultos são membros da Renascer. Na comunidade “Bispo Zé Bruno Banda Resgate” do Orkut há várias declarações afirmando sua fidelidade ao bispo, por isso Blanche Bruno escreveu que em nenhum momento convidou membros da Renascer para fazer parte da nova igreja. “Após o nosso desligamento liguei para os pastores do Jardins [uma das igrejas da Renascer], pois após sete anos caminhando juntos expliquei a nossa saída sem nenhum tipo de “contaminação”, pressão. Não liguei para nenhum oficial, não chamei ninguém para nos acompanhar”.

Segundo depoimento dado na comunidade do Orkut, no último domingo, dia 21, faltaram lugares pela grande quantidade de pessoas. São cerca de 200 pessoas por culto.

Por enquanto os cultos ainda serão realizados na Associação Japonesa, localizada na Rua São Joaquim, nº 381 em São Paulo. Os cultos são realizados às quartas-feiras às 20h e aos domingos, às 17h e 19h.

Zé Bruno e a banda Resgate

Diferente do que o líder da banda fez, os outros bispos da Renascer que formam a banda Resgate continuam sendo membros da denominação.

A banda Resgate esta gravando seu novo álbum de inéditas, este não será mais lançado pela Gospel Records, gravadora de Estevam Hernandes, mas sim pelo recem lançado braço gospel da Sony Music, considerada a melhor e maior gravadora do país.

Bispos da Renascer

Segundo a assessoria da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, no último mês mais um bispo deixou a denominação do casal Hernandes. Segundo fiéis outros podem ter saído também, mas não há confirmação oficial da denominação.

No meio do mês de março a pastora Fernanda Hernandes foi ordenada como a nova bispa da Igreja Renascer, ela é filha do Apóstolo Estevam Hernandes e da Bispa Sônia Hernandes,

Outro famoso bispo da Renascer deixou a igreja em 2000 em um caso bem semelhante. O então Bispo Rinaldo deixou a liderança do ministério de evangelismo para fundar sua própria denominação, nascia então a Bola de Neve Church e o Ap Rina. Hoje estando em seis países a Igreja Bola de Neve é uma das denominações mais famosas do Brasil.

Fonte: Gospel+
----------

Evangélicos lideram lista de inimigos dos gays

O Cena G, site do Terra, publicou na semana passada, uma lista com os 10 maiores inimigos dos gays, segundo o veículo. Da relação, constam pelo menos seis evangélicos. Entre os "inimigos" também está o BBB Marcelo Dourado.

Leia a matéria abaixo:

Da mesma forma que as ONGs e veículos de comunicação do exterior, apresentamos uma lista com as 10 pessoas que são publicamente contra os homossexuais e que de alguma forma expressaram homofobia.
A lista está repleta de políticos, principalmente parlamentares ligados a igrejas evangélicas.

Quem encabeça a lista é o senador Magno Malta (PR-ES), que afirmou que o movimento gay quer criar um império homossexual e que ser gay é pecado. Magno Malta faz vista grossa no Senado para os projetos que apoiam os gays. O senador é o responsável maior pelo trancamento de pautas importantes para os Direitos Civis dos homossexuais. Há 15 anos está no Congresso o projeto de lei que prevê a união estável de pessoas do mesmo sexo e há 4 anos tramita uma lei que criminaliza a homofobia e equipara o preconceito contra lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros ao preconceito racial.

Confira a lista e a razão de cada inclusão:

1º - Magno Malta - Senador capixaba, opositor ferrenho do projeto de lei que equipara a homofobia ao racismo.

2º - Silas Malafaia - Pastor da Assembléia de Deus, que mantém um blog em que ofende e chama homossexuais de abominações.

3º - Walter Brito Neto - Deputado Federal pelo PRB-PB que propôs um projeto de lei para impedir casais homossexuais que adotem crianças

4º - Bispo Rodovalho - Deputado pelo DEM/DF, promoveu uma manifestação contra a provação do PL 122 que prevê a criminalização da homofobia

5º - Júlio Severo - auto-intitulado ativista cristão. Em seu blog, promoveu calúnia contra ativistas gays e a intolerância, saiu do país em março de 2010, segundo seu blog para não responder a uma denúncia do MP

6º - Rosângela Justino - psicóloga que prega a terapia de conversão. Proibida de falar sobre seus métodos desde 2009, após sofrer Cesura pelo Conselho Federal de Psicologia, pode ainda perder seu registro profissional

7º - Marcelo Crivella - Senador pelo PRB-RJ. Afirmou que a homossexualidade "é antinatural" e faz campanha contra leis que garantem direitos aos gays

8º- Roberto Requião - Governador do Paraná. Além de ofender os gays publicamente com brincadeiras de mau gosto, seu governo levou o estado a ser campeão de crimes contra homossexuais e não há nenhuma lei que combata o crime de ódio contra homossexuais no estado.

9º- Marcelo Dourado - do BBB10, disse que a lésbica Angélica deveria apanhar por ser abusada e por diversas vezes pregou a violência

10º- Juiz Manoel Maximiano Junqueira Filho, da 9ª Vara Criminal de SP. Julgou em 2007 o caso Richarlyson e afirmou em sentença de arquivamento que futebol não era jogo para homossexuais e que gays deveriam fundar uma federação - o magistrado está Censurado desde 2008 pelo Tribunal de Justiça paulista.

Fonte: Terra - Cena G / Adaptação GUIAME
--------

Dica de Música: Song of Love - Rebecca St. James

Esta é uma canção de amor, não uma canção de amor qualquer, mas sim, a canção do AMOR de Deus.

Missão Portas Abertas completa 32 anos no Brasil!

Dia 1º de maio, a Missão Portas Abertas faz aniversário. São 32 anos no Brasil e a celebração dessa data acontecerá na Igreja Presbiteriana Independente de Londrina – Espaço Esperança (R. Norman Prochet, nº 55, Centro), às 19h. A correspondente internacional da Portas Abertas, Didi Coman, estará presente ao aniversário e trará a palavra. Didi e seu marido Ben estão há mais de 30 anos servindo a Igreja Perseguida. O louvor durante o culto será dirigido pelo pr. Rodolfo Montosa e terá cânticos do CD “Campos Brancos”.

Didi e Ben Coman têm três filhos e 11 netos. Alguns anos depois de o casal ter se convertido, em julho de 1977, foram convidados para trabalhar tempo integral na Portas Abertas. Ele envolveu-se com entrega de Bíblias, livros cristãos e outros materiais para a Igreja que se encontrava em especial na Romênia. Por causa disso, Ben ganhou o apelido de “Sr. Romênia”. Ben está aposentado, mas continua a acompanhar grupos de viagens da Portas Abertas que vão ao campo visitar a Igreja Perseguida.

Didi dedicou boa parte de seu tempo na Romênia juntamente com seu marido, onde começou a ter um contato mais específico com as esposas dos líderes locais. Ao longo de sua vida, Didi desenvolveu trabalhos em diversos países, como Rússia, Ucrânia, Polônia, Romênia, Bulgária, República Tcheca, Alemanha Oriental, Hungria, Letônia, Irã, Iêmen, Líbia, Marrocos, Tunísia, Armênia, Turquia, Egito, Israel/Palestina, Ruanda, Grécia. Ela é formada em assistência social e ministra palestras em Aconselhamento Bíblico e Discipulado e Adoração. Estudou canto em um instituto de música na Holanda.

Fonte: Portas Abertas
-----