sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O Libertos do Opressor deseja a todos um Feliz Ano Novo!

Seja feliz neste novo ano que inicia...
Comemore, cante, dance, vibre e agradeça a Deus...
Em 2011...

Faça tudo para ser feliz.
Viva com coragem e determinação
Siga suas intuições.
Ouça a voz do seu coração.
Só vá por onde levem seus próprios passos.
Assuma as consequências dos seus atos.
Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro.
Seja o comandante único de seu destino.
Ame seu ofício com todo o coração.
Persista em fazer o melhor.
Seja fascinado pelo realizar,
Crie filhos, não crie herdeiros.
Desenhe seus pés em mundos inexplorados.
Trabalhe com fé na materialização dos seus sonhos.
A vida não teria sentido sem eles.
Derrube seus obstáculos.
Não espere que alguém os faça por você.
Trabalhe, mas de pausas para os seus amores.
Muitas e muitas pausas.
Assim, você em 2011 vai ser promovida
a melhor mãe ou pai, esposa(o) irmã(o), tia(o) e amiga(o).

Não se permita perder o bem que poderia conquistar pelo medo de errar.
Mesmo sabendo que o risco de fracassar existe.

Tenha consciência, da para fazer mais do que somente à sua parte.
Faça parte das pessoas que fazem acontecer.
Não forme fila com aquelas que esperam tudo pronto.
Viva a vida e Não simplesmente passe por ela.

Mais uma Bizarrice Gospel: Quanto custa essa tijolada?

Quer reconstruir a vida irmão? Tá desanimado? Sem dinheiro? A mulher te trocou por dois de 20? Sem trabalho? Devendo pra Deus e todo mundo? Tá sem marido? Tem dor de barriga, gases presos, dor nas costas ou verminose?

Então não perca mais essa bizarrice gospel do "Tijolo da Edificação".

Vá lá e confira. Ah e de quebra vai levar pra casa um tijolaço (se der oferta é claro!). Não esqueça de levar um caderno pra recolher autógrafos do pastor camarada e sua equipe de fé...hahahha


--------------------------------

Aline Barros no Show da Virada da Rede Globo

A cantora será a única representante da música gospel no especial de fim de ano mais tradicional da TV aberta.

Pela primeira vez, o programa receberá um cantor evangélico.

O programa de virada de ano da Rede Globo contará com a participação de um expressivo nome da música gospel nacional. A cantora Aline Barros marcará presença no Show da Virada da Rede Globo.

O programa, que foi gravado nos dias 23 e 24 de novembro no Credicard Hall, em São Paulo, será transmitido à noite e se prolongará madrugada adentro, apenas com uma pequena pausa para a queima de fogos à meia-noite.

Aline será a única representante do meio gospel a participar do evento, que reunirá vários artistas da música secular. Esta será a primeira vez que o especial de fim de ano da Globo recebe um cantor evangélico.

O ano de 2010 marcou, aliás, uma abertura da emissora para o meio musical gospel. Nos últimos meses, o programa Domingão do Faustão recebeu Fernanda Brum, Diante do Trono, Ludmila Ferber e a própria Aline. Nesses dias, a audiência da emissora atingiu grandes picos no ibope.



Fonte: Mogi News
-----------------------------------

Tá na Bíblia: O destino dos homens e dos animais



"No fim das contas, o mesmo que acontece com as pessoas acontece também com os animais... os dois têm de respirar para viver... tanto um como o outro irão para o mesmo lugar, isto é, o pó da terra. Tanto um como o outro vieram de lá e voltarão para lá"


(Eclesiastes 3.19-20)

Influência da religião vem diminuindo nos Estados Unidos

Sete em cada 10 norte-americanos dizem que a religião como um todo está perdendo sua influência na vida americana. Este é uma alta porcentagem quase recorde desde que a Gallup começou a fazer a pergunta há mais de 50 anos atrás.

A porcentagem mais alta de norte-americanos que dizem que a religião estava perdendo influência foi em 1970, quando 75 por cento disseram isso.

Para os mais de 53 anos em que a Gallup tem feito essa pergunta, os norte-americanos tem sido prováveis de dizer que a influência da religião estava decrescendo. Isso até 2001, depois dos ataques terroristas de 11 de setembro, em que houve uma reversão das visões. Nesse ano, 55 por cento dos norte-americanos disseram que a religião estava aumentando sua influência na vida dos americanos enquanto 40 por cento disseram que estava perdendo sua influência.

Mas o seguinte ano e no resto da década, a visão de que a religião estava diminuindo a sua influência começou a desaparecer.

De acordo com a pesquisa Gallup, liberada na quarta-feira, 54 por cento dos norte-americanos dizem que a religião é “muito importante” em suas vidas, um pouco abaixo das últimas décadas. Enquanto isso, a porcentagem dos norte-americanos que dizem que a religião “não é importante” continua a ascender e está atualmente nos 20 por cento.

Os norte-americanos tiveram uma visão muito mais positiva da religião em termos de sua influência sobre a sociedade e o efeito disso sobre suas próprias vidas durante os anos 1950, quando a Gallup registrou altos recodes. Em 1952, 75 por cento disseram que a religião era “muito importante” em suas vidas.

A membresia em uma Igreja ou sinagoga continuou constantemente a cair. Hoje, 61 por cento relata Igreja ou membresia da sinagoga. A porcentagem é a mesma daquelas registradas em 2007 e 2008 e é a mais baixa da história da Gallup fazendo essa pergunta desde 1937.

Os resultados para essa pesquisa estão baseados nas entrevistas telefônicas conduzidas de 3 a 6 de Maio e de 10 a 12 de dezembro, com uma amostra aleatória de 2.048 adultos, com idades de 18 ou mais.


Fonte: Christian Post
-----------------------

Para os loucos por livros




Você é daqueles que coleciona livros na cabeceira e não consegue dormir sem aquela agradável leitura?
Para os loucos por livros chegou a mais criativa invenção: a colcha de leitura, que nasceu do projeto Sleepless (Sem sono) e a colaboração de alguns estudantes do departamento de design do Royal College of Art's. Nem precisa fazer muito esforço, basta apenas dar uma olhadela! Uma excelente dica para os amantes da boa leitura.


Fonte: Royal College of Art's

Padre belga admite pedofilia e pede fim de campanha por Nobel da Paz

Um padre católico belga confessou ter abusado de uma criança de oito anos e pediu o fim de uma campanha para sua nomeação ao Prêmio Nobel da Paz devido à sua luta contra o impacto da globalização nos países em desenvolvimento.

A confissão do padre François Houtart, 85, foi publicada em um jornal belga nesta quarta-feira, agravando a crise em meio aos escândalos sexuais envolvendo membros da Igreja Católica em vários países.

Em outubro, depois que partidários deram início à campanha apoiando o sacerdote para o Nobel da Paz, uma mulher o denunciou à ONG que ele fundou, a Cetri (na sigla em francês).

Ela disse que Houtart teria abusado sexualmente de seu irmão há 40 anos, de acordo com o diretor da organização, Bernard Duterme.

No e-mail que enviou à ONG e ao comitê que fazia campanha pela nomeação de Houtart ao Nobel da Paz, a irmã da vítima fornece detalhes sobre os supostos abusos. Segundo ela, Houtart -- que era amigo de seu pai-- entrou no quarto de seu irmão duas vezes "para estuprá-lo". "Antes da terceira vez, meu irmão procurou nossos pais e contou sobre os abusos", disse a mulher no e-mail.

Segundo ela, seu pai conversou com o padre sobre o incidente alguns dias depois e disse que ele deveria se desculpar, mas o sacerdote se recusou e disse "que aquilo era normal". A família cortou então qualquer contato com Houtart.

Ao jornal belga "Le Soir", o padre admitiu que abusou do garoto em duas ocasiões na casa dos pais do menino em Liege, no leste da Bélgica. "Entrei no quarto do garoto e toquei suas partes íntimas por duas vezes, o que fez com que ele acordasse e se assustasse", disse Houtart na entrevista.

Ele disse ainda à publicação que ficou "perturbado" com o incidente, já que tinha consciência da contradição entre o que fizera e seu papel na Igreja e sua fé cristã.

Houtart disse ainda que os pais do garoto sugeriram que ele entrasse em contato com um professor em Liege, que o aconselhou a continuar na Igreja e se concentrar em seu trabalho.

No mês passado, Houtart renunciou ao cargo no conselho da ONG, que publica relatórios críticos às ações de países desenvolvidos em nações em desenvolvimento.

O comitê que defendia a nomeação do sacerdote encerrou a campanha, dizendo que o próprio padre teria pedido o emcerramento porque "sua idade e seus projetos pessoais" não permitiriam que ele assumisse tal papel "nestas circunstâncias".

Em um comunicado, o comitê diz que "milhares de pessoas de 74 países" assinaram a campanha, reconhecendo o papel de Houtart para a justiça social e o movimento antiglobalização.

"Erros do passado"

Em setembro, a Igreja Católica da Bélgica reconheceu os "erros do passado" na gestão dos casos de abuso sexual de crianças por padres e prometeu ajuda às vítimas.

Na época, a Igreja católica disse ainda que iria tentar tirar "lições" do escândalo de pedofilia sem precedentes que atingiu seus padres, depois da publicaçãode um relatório que revela mais de uma centena de testemunhos de vítimas de abusos sexuais durante os últimos 50 anos.

O documento, que continha os testemunhos anônimos de 124 "sobreviventes" --termo utilizado pela própria comissão-- destacava que os abusos sexuais da maioria das vítimas aconteceu aos 12 anos, mas também existem casos de crianças vitimadas dos dois aos sete anos.

A descrição das vítimas sobre os autores dos abusos geralmente é imprecisa, já que passaram muitos anos desde os crimes, mas depois das verificações pertinentes a comissão determinou que 102 eram membros de uma congregação religiosa.



Fonte: Folha Online
--------------------------

Hinos Inesquecíveis: Santo, Santo, Sasnto

Judeus lidam melhor com o sexo do que os cristãos, afirma teólogo

Os judeus lidam melhor com o sexo do que os cristãos, afirmou um professor de teologia ao falar na Conferência Hönö de grupos de fé cristã, organizada anualmente na costa oeste da Suécia. A Hönö é realizada desde 1945, sempre organizada pela Aliança Missionária da Igreja da Suécia [Luterana].

Leif Carlsson (foto), um dos palestrantes da Conferência Hönö deste ano, quer que os cristãos resolvam de uma vez a visão negativa que a fé tem em relação ao sexo. Ele usou como termo de comparação o judaísmo, segundo reportagem do jornal cristão Dagen.

Desde os tempos da igreja primitiva, os cristãos dedicaram as suas energias mais ao evangelismo do que à reprodução. Afinal, eles acreditam que Jesus está voltando em breve e um novo mundo será criado, diz o relatório.

“Existem poucos modelos a serem seguidos no Novo Testamento. Jesus não era casado e não falou muito sobre sexo e não precisamos falar sobre Paulo. Gostaríamos que o Novo Testamento falasse mais sobre sexo, mas ele não diz quase nada”, disse Carlsson ao Dagen.

O silêncio em torno da sexualidade começou sendo influenciado pelos que se opunham à visão grega sobre o assunto e acabou tornando-se uma visão negativa do sexo. “No entanto, a atitude cética da igreja ao longo da história mudou de tal forma que a sexualidade é vista de maneira bem mais positiva nos dias de hoje”, prossegue Carlsson.

No judaísmo, a sexualidade sempre foi vista como algo essencialmente bom. Segundo Carlsson, isso pode ter acontecido porque os judeus eram sempre minoria e a reprodução era essencial para a sua sobrevivência. “No judaísmo rabínico, é fortemente acentuada. Eles dizem que o sexo é mais importante do que estudar a Torá. Há também uma atitude geral mais positiva em relação ao corpo e ao desejo”, acrescenta o teólogo.

“Os homens têm obrigações sexuais para com suas mulheres. Existem regras antigas de quantas vezes o homem deve satisfazer uma mulher, que variavam dependendo da profissão do esposo. Para um marinheiro, uma vez a cada seis meses, para o desempregado é algo diário e para um professor da Torá, toda sexta-feira”, explicou rindo.

A tradição judaica tem um claro viés patriarcal, mas Carlsson vê sinais de que há respeito pelas mulheres. “Em um texto cabalista judeu dos século 13, existe a proibição ao sexo forçado no casamento. Isso só foi regulamentado na Suécia na década de 1970.

Perguntado sobre o motivo de tantas pessoas serem feridas por causa do sexo, se é algo positiva, à resposta ao jornalista do Dagen foi: “Os judeus dizem que a sexualidade é uma das forças mais poderosas que os seres humanos têm, mas precisa ser domesticada para ter um efeito positivo”.



Fonte: Pavablog
------------------

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Dica de Livro: A História - A Bíblia Contada Como uma Só História do Começo ao Fim

Quantas vezes você tentou ler a Bíblia, mas desistiu por achar a leitura cansativa e complicada? No fundo, provavelmente continuou com vontade de conhecer esse texto por ter consciência de sua importância na história da humanidade.

Agora você vai ter oportunidade de saber o que há de essencial na Bíblia, pois A História é um livro que vai prender sua atenção do princípio ao fim.

É de fato uma bela história. A Bíblia é uma narrativa repleta de amor, ódio, disputas, conquistas e milagres. Ela nos traz poesia, cultura, episódios históricos e teologia. É um verdadeiro romance de suspense, um livro de sociologia, uma lição de História - tudo isso em torno do conflito eterno entre o bem e o mal.

O texto nos faz conhecer pessoas que, apesar de pertencerem a épocas e lugares muito diferentes, são extremamente parecidas conosco em nossas buscas e paixões.

Para facilitar a compreensão, este livro utiliza trechos retirados das Escrituras e apresenta os fatos em ordem cronológica, da Criação ao Apocalipse, em 32 capítulos claros e concisos.

Além disso, A História traz perguntas para reflexão, uma lista dos personagens, mapas, linha do tempo, notas e comentários explicativos.

Com seu comprovado poder de orientar vidas e fornecer respostas para os mais diversos questionamentos, este livro conta a emocionante jornada de um povo em busca de salvação e está repleto de ensinamentos profundos e poderosos.


Fonte: Travessa
----------------------

Idéias religiosas sobre a masturbação

Entre as religiões do mundo, opiniões sobre masturbação variam amplamente. Algumas religiões vêem como uma prática prejudicial espiritualmente,outras vêem como não espiritualmente prejudiciais e outras chegam a não se posicionar sobre a questão. Entre essas religiõesmais permissivas ou não posicionadas quanto ao tema, algumas vêem a masturbação como sendo permitida se for utilizado como um meio para a auto-controle sexual , ou como parte de saudável auto-exploração, mas não permiti-la se for feito por motivos errados (existe, claro, uma amplitude enorme quanto ao erro ou acerto dos tais motivos) ou como um vício .

Budismo

A formulação mais comum da ética budista é a dos Cinco Preceitos e a do Caminho Óctuplo , que dizem que um indivíduo não se deve ser consumido nem ansear por prazeres sensuais. Esses preceitos tomam a forma de voluntariado, compromissos pessoais, e não mandato divino ou instrução. Enfim, entende-se que pessoalmente o indivíduo constrói uma idéia de boa conduta sexual baseada nesses preceitos, sem que seja necessária qualquer revelação divina ou catecismo.O terceiro dos cinco preceitos é "se abstenham de cometer abusos sexuais". No entanto, a "má conduta sexual" é um termo tão amplo que é sujeitao várias interpretações em relação às normas sociais de seus adeptos. O budismo, na sua forma fundamental, não define o que é certo e o que é errado em termos absolutos para os seguidores leigos .

Também pode-se argumentar que, mesmo para um leigo, o foco excessivo sobre o prazer sexual, não é recomendado, e a masturbação seria ruim se indicasse esse tipo de conduta. Ela e qualquer outra prática sexual seria "lícita" desde que seguisse pelo que chamam caminho do meio . Pode-se entender então que a masturbação só se torna algo prejudicial espiritualmente no caso dela significar qualquer depedência ou foco excessivo do indivíduo no prazer sexual. A idéia de equilíbrio livra o indivíduo da má conduta, no caso.

Catolicismo Romano

A Igreja Católica defende desde muito tempo que o uso do sexo fora do casamento é, essencialmente, contrário do seu principal objetivo da procriação. Há de se lembrar ainda que mesmo essa posição demorou certo tempo a se firmar, dado que num catolicismo antigo predominava o pensamento anti-matrimonialista, em que a virgindade é um estado superior do indivíduo em relação a quaisquer outras condições sexuais., tais como o próprio casamento. Assim sendo, a Igreja, em linhas gerais , prega que todas as outras atividades sexuais que não o casamento, incluindo a masturbação, atos homoeróticos , qualquer forma de contracepção ou controle da natalidade - é gravemente condenado, pois contraria a ordem natural , a finalidade, e a função natural da sexualidade. Em alguns momentos da história eclesiástica, assim como em algumas posições de teólogos ou de linhas menos ortodoxas do pensamento católico romano, a orientação para a ação pastoral é para se levar em conta a imaturidade afetiva, a força de hábito adquirido, o estado de angústia ou outros fatores psíquicos ou sociais que diminuem, se não mesmo reduzem a um mínimo, a culpabilidade moral.

Apesar de estudos em diversas áreas apontarem para a masturbação como um ato comum entre as pessoas, a posição da igreja tende a considerá-la um ato gravemente desordenado "e" que, seja qual for o motivo dela ser praticada. O uso deliberado da faculdade sexual fora das relações conjugais "normais" contradiz essencialmente a finalidade do corpo humano. Para ela não tem a relação sexual chamado pela ordem moral, ou seja, a relação que se dá conta "o pleno senso de auto-doação e da procriação humana mútua no contexto do verdadeiro amor. "(Cardeal Seper, Franjo (2005/12/29). "Persona Humana: Declaração sobre certas questões relativas à ética sexual" IX. §. The Roman Curia . )

Os primeiros teólogos católicos teriam universalmente condenado a masturbação e a contracepção como sendo ato pecaminoso. A idéia de que o ato serve como um desperdício de sêmen, ou seja, uma contradição quanto a função determinada pela criação quanto ao sexo, persiste com mais ou menos força ao longo de diversas idéias católicas acerca do tema ao longo da história.

Cristianismo Ortodoxo Oriental

Na Igreja Cristã Ortodoxa a sexualidade era vista como um dom de Deus, a qual encontra a sua plenitude na relação conjugal. Nela não se vê o sexo como um pecado, mas sim seu "mau uso".O ato da masturbação, que é auto-dirigido, e por sua própria natureza é incapaz de expressar o amor e preocupação para outra pessoa, é por isso visto como uma distorção do uso do dom da sexualidade. Isto é especialmente evidente quando a masturbação se torna um vício. Ela se torna, no mínimo, uma prática em que o propósito de honrar o dom divino da sexualidade não acontece.

Os pecados sexuais de adultério,fornicação, masturbação e sexo virtual , assim como o ódio, a inveja, embriaguez e outros são considerados pecados do coração tanto quanto o corpo. Acredita-se que se afastar do pecado sexual é afastar-se de auto-indulgência com a finalidade de auto-gratificação.

Protestantismo Evangélico

James Dobson , presidente do conselho administrativo da Focus on the Family , uma organização cristã sem fins lucrativos, considera parte da exploração adolescente sobre o próprio sexo como sendo normal, e insta que os pais não imponham a vergonha para seus filhos sobre o ato ou sobre a sexualidade em geral para que eles não tenham dificuldades conjugais mais tarde. Ao mesmo tempo, ele acredita que se torna um vício e uma fuga da intimidade de alguns e argumenta contra o sexo solitário nesse caso. Richard Dobbins, em Teaching Your Children the Truth About Sex tem uma abordagem semelhante.

Alguns desses autores vêem o ato como uma ferramenta de auto-controle sexual para homens solteiros. Sua visão para mulheres solteiras na matéria é diferente por sua biologia e da falta de esperma que se acumule, e aconselham as jovens a esperar para experimentar seu primeiro orgasmo com seu marido. Ambos, Dobson e Miles, não vão tão longe como para discutir o que é biblicamente permitido para que as pessoas imaginam enquanto se masturbava. Estas opiniões, no entanto, podem não refletir a opinião dos conservadores denominações evangélicas.

Adventismo

Ellen G. White , uma das fundadoras do Igreja Adventista do Sétimo Dia , em meados do século 19, afirmava ter tido visões espirituais de Deus que lhe deu orientações sobre a vida e conduta cristãs. Ela advertiu contra os alimentos excessivamente estimulantes,sexo e masturbação, a qual ela se referiu como "vício solitário". Teria avisado a seus seguidores de suas visões do homem desfigurado e as conseqüências da masturbação, que não só destruia a vida das pessoas praticantes, mas também impedia o acesso ao céu depois da morte. Ela teria feito declarações de que a masturbação era a causa de muitas doenças em adultos , entra as quais,o câncer a pulmonar. Teria afirmado mesmo que à masturbação custaram a vida de muitos pecadores "prematuramente". Ela acreditava que a dieta teve uma correlação direta com a própria vontade de se masturbar. Teria alegado que uma dieta saudável de frutas, legumes, pães de trigo, água e levaria a uma diminuição desejo de se masturbar e, portanto, levaria a uma mais saudável e mais gratificante. Baseado nestas posições, White teria produzido um guia com estas para que as gerações futuras fossem protegidas desse vício, apresentado como sendo tão prejudicial à saúde física e espiritual.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons)

Spencer Kimball , o décimo segundo Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, solicitou insistentemente que o Santos (mórmons ) a abandonar o hábito antes de ir em uma missão, recebendo o sacerdócio santo, ou indo para o templo de bênçãos. Segundo ele, "A masturbação não é aprovada (...) pelo Senhor, nem de Sua Igreja, independentemente do que pode ser dito por outros cujas normas são mais baixas."

Similar à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias,as Testemunhas de Jeová ensinam que a masturbação é uma "forma de impureza", que "promove atitudes que podem corromper a mente".

Hinduísmo

De acordo com o hinduísmo, a vida começa no Brahnacharya ou "aprendiz", fase na qual eles são direcionados a se preparar para promover seu dharma (deveres e direitos sociais, profissionais, familiares etc) e o karma (direitos e deveres de natureza terrena). Apenas quando chegam à Grihastya ou chefe de família, ocorre o "estágio" em que eles podem procurar o kama (prazer físico) e Artha (conquista do mundo, a prosperidade material) através de suas profissões. O prazer sexual faz parte do kama, um dos quatro objetivos da vida. Sobre a questão da masturbação, as escrituras hindus são relativamente silenciosas, não a incentivando diretamente e nem muito menos a rotulando como sendo errado.

Os antigos hindus, no tratado sobre sexo conhecido como Kama Sutra, não condenam a masturbação e,além disso, explicam em detalhes o melhor procedimento a se masturbar, "Churn seu instrumento com um leão atacar: sentar com as pernas esticadas em ângulos retos um do outro, apoiando-se acima com as duas mãos plantadas no terreno entre neles, e entre seus braços. "

No entanto, a pureza sexual e a disciplina são bases do hinduísmo e masturbação é um dos impedimentos para a pureza sexual durante Brahnacharya . A palavra brahmacharya tende a assumir uma conotação de disciplinar do uso e da conservação da energia sexual.

Muitos conservadores vêem a masturbação como ato impuro e viciante, vendo isso como uma distração do objetivo de auto-realização e à prossecução das suas vocações.Interpretam o Brahnacharya no sentido de se atribuir uma condenação à masturbação além de formas de vida sexual ilícita.

Islã

Masturbação (istimna [استمناء] em árabe) não é proibido no Alcorão ou o sunita Salih Hadith . No entanto, é desaprovado por alguns estudiosos, que afirmam que ela só deve ser feita se um receio de cometer sexo ilícito (fornicação ou adultério); mesmo assim, alternativas como casar ou o jejum são os preferidos, tal como sugerido no Salih Hadith .

Taoísmo

Alguns professores e praticantes de medicina tradicional chinesa ,de orientação muitas vezes taoista, assim como os mesmos na meditação e nas artes marciais, dizem que a masturbação pode causar um nível de energia baixa em homens. Afirmam que a ejaculação reduz a origem do "qi "e do "dentuiam" no centro de energia localizado na parte inferior do abdome.

Alguns profissionais, portanto, dizer que os homens não devem praticar artes marciais, pelo menos, 48 horas após a masturbação, enquanto outros prescrevem até seis meses, porque a perda de Origem Qi não permite qi novo a ser criado pelo fora deste intervalo.

As mulheres são encorajadas a praticar as técnicas de massagem em si mesmas, mas também são desincentivadas a experimentar uma sensação de prazer. Caso contrário, a mulher poderá deixar fluir suas secreções sexuais e perder sua força vital, encurtando sua vida e trazendo doenças.

Ateísmo*

Tudo acima não passam de curiosidades. Me masturbo toda vez que me dá vontade.

*obviamente, ateísmo não é uma religião, e portanto não tem um ponto de vista instituicionalizado e dogmático sobre este tema. Foi apenas uma brincadeira, e certamente a maioria que ler isso entenderá.



Fontes: Igor Néfer em Quero que você morra
----------------------------------------------------

Isso é que eu chamo de ECUMENISMO!! Pastor e Pai de Santo envolvidos em duplo homicídio



Fonte: Youtube via Vergonha Gospel
-----------------------------

Ataques contra cristãos matam 2 em Bagdá

Duas pessoas foram mortas e pelo menos 16 ficaram feridas numa série de atentados a bomba na quinta-feira contra casas de membros da minoria cristã na capital do Iraque, informaram fontes de segurança.

As explosões ocorreram depois que militantes ligados à rede Al Qaeda ameaçaram realizar mais ataques contra cristãos iraquianos durante o período de Natal, dois meses depois que 52 pessoas foram mortas a tiros por homens armados que invadiram uma catedral síria católica em Bagdá.

Uma fonte do Ministério do Interior e fontes da polícia disseram que houve até dez explosões contra cristãos em Bagdá. No pior ataque, duas pessoas supostamente cristãs foram mortas no bairro de Ghadir, leste de Bagdá.

O major-general Qassim al-Moussawi, porta-voz do comando de operações de Bagdá, disse que houve apenas um morto, negando que a vítima fosse cristã. Ele disse que seis pessoas ficaram feridas e duas outras bombas foram desmanteladas antes de explodir.

Cerca de mil famílias cristãs, ou 6.000 pessoas, fugiram para a região curda no norte do Iraque ou para outros países da região desde o atentado de 31 de outubro contra a catedral, informou o Alto Comissariado de Refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) neste mês.

Os cristãos do Iraque chegaram a somar cerca de 1,5 milhão, mas agora são menos de 850 mil, numa população total de 30 milhões de habitantes.

Em sua mais recente ameaça, o Estado Islâmico do Iraque (EII), grupo local afiliado à Al Qaeda, disse que os cristãos iraquianos deverão sofrer mais ataques, a menos que pressionem a igreja cristã do Egito a liberar um grupo de pessoas que, segundo o EII, está sendo mantido preso por causa de sua conversão ao Islã.

Os líderes cristãos iraquianos dizem que temem que os sunitas da Al Qaeda os eliminem do país. A vasta maioria dos milhares de civis mortos na violência desde a invasão dos EUA, em 2003, é muçulmana.

Fonte: Reuters
--------------------

O ataque dos Clones...


Comece agora

A amar.
A pensar melhor.
A fazer algo de bom.
A estudar mais.
A trabalhar com propósitos.
A respeitar a si mesmo.
A diminuir o ódio.
A exterminar com a injustiça.
A semear virtudes.
A pensar para falar.
A fazer algo para ajudar.
A observar a vida nos mínimos detalhes.
A compreender mais.
A acreditar em si mesmo.
A realizar sem esperar.
A adquirir princípios.
A dizer a verdade.
A aprender a falar, e calar.
A gostar de crianças.
A respeitar os velhos.
A viver o presente.
A esquecer o mal.
A propagar o bem.
A preservar a natureza.
A respeitar a dor alheia.
A ouvir e compreender.
A não ser vulgar.
A ser simples e leal.
A gostar da vida.
A ser, acima de tudo, gente!
A pensar para acertar.
A calar para resistir.
A agir para vencer.


Autor: R. Stanganelli
-------------------------

Derek Webb, cantor gospel fala em favor de diálogo entre cristãos e gays: “Os ensinamentos de Jesus são incongruentes com muito de nossa prática”

Derek Webb não tem o perfil de um evangélico comum, mas espera que um dia venha a ter. Bastante conhecido e querido pelos apreciadores de música cristã, Webb várias vezes tem flertado com a controvérsia desde o início de sua carreira solo, após sair do grupo Caedmon’s Call. Isso ficou acentuado depois do álbum Stockholm Syndrome, de 2009, cuja primeira música a fazer sucesso What Matters More [O que mais importa], falava abertamente sobre a homofobia na igreja cristã. Nesta entrevista, perguntei a Webb sobre a sua identidade religiosa e como isso influencia seu trabalho e suas posições.

Chris Stedman: Acompanhando a sua carreira, parece-me que você se tornou cada vez mais assertivo ao expressar suas opiniões sobre certas questões sociais. O que há por trás disso?

Derek Webber: Minha esposa e eu somos artistas. Parte da vantagem de ser um artista é que você não apenas pode, mas tem a responsabilidade de pensar muito sobre as coisas e dar sua opinião aos que gostam do seu trabalho. Você pode dar apenas um ponto de partida para questões que nem sempre fazem parte da rotina ou da realidade da maioria das pessoas. Acho que existe muita gente inteligente por aí, mas que simplesmente não tem tempo para pensar sobre algumas destas questões. Fica mais fácil ver as notícias na TV, ler alguns blogs e a partir disso formar sua opinião sobre certas coisas.

Às vezes, as pessoas precisam de um empurrãozinho. Sinto que os artistas podem desempenhar um papel realmente único, aproveitando da vantagem de poder pensar sobre questões que atingem nossa vida e cultura para, em seguida, resumir esses pensamentos em apenas alguns minutos, acrescentar uma melodia – como algo que ajuda o remédio a descer – e dar às pessoas algo para reagir. A partir disso, elas poderão começar a formar suas próprias opiniões.

Qual foi a reação a What Matters More e, de maneira mais ampla, ao conteúdo de Stockholm Syndrome? Você estava preocupado com o risco de tomar partido em uma discussão tão acirrada?

Honestamente, isso já era bastante previsível. [Webber chamou para abrir os seus shows Jenniffer Knapp, cantora evangélica que se declarou homossexual no início do ano] O que realmente não esperava foi a resposta daqueles que administram a porção mercadológica da Igreja, especialmente no que se refere à “questão gay”. O que foi surpreendente, no bom sentido, e me mostrou que escolhi o melhor tipo de problema para abordar – foi a resposta de um grande número de pessoas que realmente estavam lutando espiritualmente com esse assunto.

Elas não sabiam como expressar quem realmente são e crer no que realmente pensavam crer. Durante toda a vida ouviram pessoas lhes dizendo que não podiam ser daquela maneira. Fiquei muito satisfeito por conseguir oferecer um pouco de sanidade mental a um punhado dessas pessoas. Isso fez valer a pena qualquer tipo de julgamento ou mal-entendido que meu álbum poderia gerar.

Pensando sobre ter medo ou não de uma reação. Bem, levo meu trabalho muito a sério. Ao longo dos anos, tentei criar o hábito de não dar ouvidos às pessoas que me criticam ou me elogiam. A espiritualidade é algo muito misterioso e sinto como se tivesse recebido durante anos várias orientações de Deus sobre como e onde devo investir meu tempo e meu trabalho. É realmente isso o que estou fazendo. Se ao seguir fielmente essas coordenadas e acabar recebendo elogios de um determinado grupo de pessoas, isso é muito bom. Mas não faço nada para agradar os outros, nem fico chateado se perder o apoio de algumas pessoas ao longo do caminho. Prefiro muito mais ser fiel a ser bem-sucedido. Acho que essa é uma diferença real quando vejo como agem alguns profissionais do meio em que vivo.

Como você acha que a comunidade cristã pode construir pontes com a comunidade LGBT?

Pra começar, os cristãos podem parar de fingir que são tão diferentes. Acho que haveria uma mudança imediata na conversa, se todos percebermos como somos semelhantes e como partilhamos de uma linguagem comum. Outra coisa que realmente poderia mudar o diálogo entre a igreja e a comunidade gay – e que precisa desesperadamente mudar – é a resposta da igreja. A igreja passou tantos anos lidando publicamente com a moralidade da questão, de uma maneira que distorce a resposta que creio que Jesus daria. Talvez os cristãos tenham se esquecido, ou talvez nunca souberam, é que a maneira de tratar os gays não deveria mudar.

Quer você seja da opinião que a questão gay é perfeitamente admissível segundo a Bíblia, ou que é totalmente condenável, não importa. Saiba que essa resposta é o amor. Ponto final. É amar e manter os braços abertos, independentemente de sua posição sobre o aspecto moral.

Seu último trabalho, Feedback, é um disco de louvor. No entanto, é bastante diferente dos discos de adoração, especialmente por ser, na maior parte, instrumental. Como você responde às pessoas que dizem que você “se vendeu”, ou que não é um “cristão de verdade”? E, por outro lado, como responder às pessoas que dizem que você é ” cristão demais” e que deveria “ficar com a sua religião para si”?

Regularmente escuto alguns desses comentários. Você não pode agradar todo mundo, e não gravo pensando em agradar a todos. No entanto, o trabalho de qualquer artista é olhar para o mundo e dizer o que eles veem. Todo artista, quer reconheça isso quer não, tem uma maneira preestabelecida de ver o mundo e dar sentido ao que vê. Mesmo que seja uma maneira recheada de incredulidade – sem crer que haja algo controlando o mundo e que tudo é completamente casual. Sempre existirá uma maneira preestabelecida como as pessoas analisam o que ocorre no mundo.

Um monte de “arte cristã” trata mais das “lentes” que usamos para ver as coisas do que do mundo que enxergamos através delas. Não vou criticar ninguém por fazer isso, mas prefiro olhar o mundo através do chamado para seguir a Jesus e dizer o que vejo. Mas isso não pressupõe que toda a arte que vou fazer será sobre seguir a Jesus.

No ano em que gravei Stockholm Syndrome, aconteceram várias situações que me fizeram pensar muito sobre as questões referentes a raça e sexualidade. Tenho um monte de amigos e familiares que estavam sofrendo por causa do julgamento dentro da igreja. O meu melhor amigo é gay. Senti que havia um monte de gente ao meu redor traçando limites. Foi então que decidi: não quero traçar limites e escolher ficar de um lado ou de outro. Porém, se alguém vai me forçar a escolher de que lado quero estar, vou ficar do lado daqueles que estão sendo julgados, porque era assim que Jesus se encontrava com as pessoas. Fiz Stockholm Syndrome em meio a essa jornada. Essas mesmas lentes este ano me ajudaram a compor Feedback. São trabalhos artísticos bastante diferentes, mas foi exatamente a mesma ética que norteou esses dois registros.

Sou um ateu que trabalha para envolver os religiosos e os não-religiosos em torno do diálogo e da ação positiva. Queria saber o que você acha que pode ser feito para diminuir o que é talvez seja a maior divisão inter-religiosa: a existência de ateus que querem ver o fim de todas as religiões e parecem ser especialmente desfavoráveis ao cristianismo, e alguns cristãos que acreditam que os ateus estão causando a destruição dos nossos valores.

Acredito que deveríamos ir além da tolerância, precisamos amar e cuidar daqueles que não são como nós e não acreditam nas mesmas coisas. Puxa vida, essa é uma disciplina espiritual! Uma das características de seguir a Jesus é ir atrás e amar as pessoas que são diferentes de nós e têm crenças diferentes. Precisamos viver vidas cheias de amor, compreensão e achar um terreno em comum para conviver com essas pessoas.

O que muda a cabeça e a linguagem das pessoas são os relacionamentos. Pessoalmente, acho que qualquer cristão que não tem um amigo de verdade que é gay deva falar sobre a questão gay. Acho que devia ser quase uma obrigação antes de alguém expressar publicamente a sua opinião. É quase impossível descrever como sua postura e sua linguagem mudam quando você não está falando apenas de um “comportamento” ou de um grupo de “infiéis”, mas sim de um membro de sua família ou de alguém querido. Não estou dizendo que devemos mudar nossas posições sobre questões que pensamos ser verdadeiras, mas tudo poderia mudar se realmente conhecêssemos essas pessoas.

Qual é a sua visão para o futuro do cristianismo? Que tipo de comunidade cristã que você quer ver?

Honestamente, adoraria ver os cristãos seguindo a Jesus. Ele não era um cara fácil de seguir, especialmente quando começou a falar sobre amar o próximo e amar os inimigos; ir além da tolerância para viver entre pessoas que não são como você e que discordam de você. Realmente quero insistir em alguns desses pontos, porque acho que essas são as principais características de um seguidor de Jesus.

Não acho que o cristianismo, Jesus ou a Bíblia falharam. Acho que foram os cristãos que não conseguiram crer e viver isso. Se os cristãos conseguirem olhar para o exemplo e os ensinamentos de Jesus e os seguirem, acho que descobriríamos que são incongruentes com muito do nosso cristianismo cultural e nossa prática cristã de hoje. Gostaria muito de ver Jesus levar todos nós para fora do gueto que é a subcultura cristã.

Mesmo que isso acontecesse, continuaríamos sendo membros diferentes de um corpo. Ou seja, não quer dizer que, de repente, ficaríamos todos iguais. Continuaríamos tendo personalidades e dons diferentes. Essas diferenças são boas. Mas queria que mudasse a ética mais primária e básica que deveria guiar os seguidores de Jesus. Isso mudaria tudo e nos levaria de volta ao que realmente significa ser cristão: o amor.





Tradução: Jarbas Aragão
Fonte: State of Formation
------------------------

Porque Amamos Quem Amamos?

10 Jóias do Livro de Provérbios…

A Fofoca: “o difamador separa os maiores amigos” (Proverbios 16.28)

A Correção: “Quem ama a disciplina ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é estúpido”(Provérbios 12.1)

A Sabedoria: O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência. (Provérbios 9.10)

A Raiva: “O insensato expande toda a sua ira, mas o sábio afinal lha reprime” (Provérbios 29.11)

O Adultério: “O que adultera com uma mulher está fora de si; só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa”(Provérbios 6.32)

Aprender das formigas: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos e sê sábio. Não tendo ela chefe, nem oficial, nem comandante, no estio, prepara o seu pão, na sega, ajunta o seu mantimento” (Provérbios 6.6-8)

Uma palavra bondosa: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra” (Provérbios 12.25)

A Oração: “O SENHOR está longe dos perversos, mas atende à oração dos justos” (Provérbios 15.29)

Seis-não, sete coisas: “Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos” (Provérbios 6.16-19)

Não Falar: “O que despreza o próximo é falto de senso, mas o homem prudente, este se cala” (Provérbios 11.12)




Fonte: Timóteo Carriker
-----------------------

Turismo para Jerusalem bate record, mais de 2 milhões de cristãos visitam a Terra Santa

A Terra Santa recebeu um número recorde de visitantes em 2010, segundo informa o governo de Israel.

O Ministério do Turismo israelense afirma que, dos 3,4 milhões de turistas esperados no país até o fim de dezembro, 2,4 milhões devem ser cristãos. Metade deles, segundo as autoridades, também visitam a cidade de Belém, na Cisjordânia –administrada pelos palestinos.

Afirmando que o seu ministério “não faz política”, o vice-diretor-geral de Turismo israelense, Raphael Ben Hur, ressalta os benefícios econômicos da cooperação com a ANP (Autoridade Nacional Palestina).

“Não temos nenhuma disputa no que diz respeito aos peregrinos na Terra Santa, porque isso é uma ponte para a paz”, diz ele.

“Com todo o respeito aos políticos, eu preciso dizer que é muito difícil dividir a Terra Santa. Você não pode dizer a um hóspede, ‘venha para Jerusalém e não venha para Belém’.”

No entanto, devido a medidas de segurança de Israel, quase todos os turistas precisam entrar em Belém a partir de Jerusalém, atravessando um posto de checagem israelense e passando pelo muro de separação de oito metros de altura que cerca a cidade.

A estimativa é de que 2 milhões de visitantes façam a viagem até a Cisjordânia até o fim de 2010.

Ocupação embelezada

Autoridades palestinas dizem que o papel da política não pode ser subestimado.

“Há muitas questões que estão enraizadas no conflito político”, diz o ministro do Turismo palestino, Khaloud Daibes.

“A ocupação não pode ser embelezada. Israel ainda está monopolizando o turismo para seu próprio benefício e colocando muita pressão sobre o nosso lado.”

Israel –que ocupa a Cisjordânia e Jerusalém Oriental desde 1967– restringe seriamente a movimentação da população no território palestino, alegando preocupações com segurança.

Daibes diz que Israel também controla sítios arqueológicos em terras reivindicadas pelos palestinos e não permite que eles tenham um aeroporto próprio.

Natividade

Ainda assim, enormes grupos de turistas admiravam as luzes de Natal na Praça da Manjedoura este ano, enquanto esperavam em fila para entrar na Igreja da Natividade, em Belém.

Na gruta embaixo da igreja, o guia israelense Mikey Horesh apontava a estrela que marca o local onde Jesus teria nascido.

Horesh fez esta turnê pela primeira vez há 15 anos, mas houve um longo hiato depois disto. As autoridades israelenses não permitiam que guias israelenses entrassem na Cisjordânia por questões de segurança após as intifadas (levantes palestinos).

Em 2010, Horesh conseguiu fazer parte de um grupo de cem guias e motoristas de ônibus israelenses que receberam uma licença especial do governo para voltar a Belém como parte de um projeto piloto.

“Nós sentimos muita falta disso porque é parte da turnê dos peregrinos”, disse ele à correspondente da BBC em Jerusalém Yolande Knell.

“Nós tínhamos que fazer os turistas cruzarem a fronteira, passarem pelo posto de checagem, pelo controle de passaporte, para então se encontrarem com um guia e um ônibus palestinos. Nós não sabíamos o que estava acontecendo.”

Temor por restrições

As autoridades palestinas querem agora que seus guias licenciados possam trabalhar em Israel, o que, segundo eles, estaria previsto em acordos assinados pelos dois lados.

No entanto, segundo a repórter da BBC, eles temem que as restrições aumentem, afetando até mesmo aqueles com residência israelense, vivendo em Jerusalém Oriental.

Recentemente, um grupo de parlamentares israelenses propôs uma legislação que requer que grandes grupos de turismo visitem Jerusalém acompanhados por um guia com cidadania israelense. Eles alegam que os palestinos poderiam apresentar uma versão tendenciosa da história.

Fonte: Folha Online
----------------------

Eternidade

O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim.

Tudo o que tenho foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida.

Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão. Há muito o que dar e o que receber; há muito o que aprender, com experiências boas ou negativas.

É isso… tente ver as coisas negativas que te acontecem com como algo que aconteceu por uma razão precisa. E não se lamente pelo ocorrido; além de não servir de nada reclamar, isso vai vendar seus olhos para continuar o caminho.

Quando você não consegue tirar da cabeça que alguém te feriu, está somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início.

Nem sempre as pessoas te ferem voluntariamente. Muitas vezes é você quem se sente ferido e a pessoa nem mesmo percebeu; e você se sente decepcionado porque aquela pessoa não correspondeu às suas expectativas. Às suas expectativas!!! E sabe-se lá quais eram as expectativas do outro? Você se decepciona e decepciona também. Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que te atingem.

Quando alguém te disser que te magoou sem intenção, acredite nele! Vai te fazer bem. Assim talvez ele poderá entender quando você o magoar e, sinceramente, disser que “foi sem querer”.

Dê de você mesmo o quanto puder! Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui.

Seja bom, tente dar sempre o primeiro passo, nunca negue uma ajuda ao seu alcance, perdoe e dê de você mesmo.

Seja uma bênção! Deus não vem em pessoa para abençoar, Ele usa os que estão aqui dispostos a cumprir essa missão.

Todos nós podemos ser Anjos!

A eternidade está nas mãos de todos nós. Viva de maneira que quando você se for, muito de você ainda fique naqueles que tiveram a boa ventura de te encontrar.



Autor: Letícia Thompson
----------------------------

As piores tentativas de vender algo usando a imagem de Jesus

Durante a época de Natal as lojas aproveitam o momento e fazem de tudo para vender, após a comemoração só nos resta lamentar certas propagandas e comerciais, que as vezes extrapolam o mal gosto e acabam ofendendo.

No mundo inteiro Jesus as vezes deixa de ser o homenageado no Natal para ser o garoto propaganda de anúncios, produtos ou publicações para festivais ou humor. Abaixo você confere uma coletânea do que há de pior e de mais mal gosto feito com o nome de Jesus, (se é que há alguma propaganda publicitária com o nome de Jesus que seja de bom gosto):

10) Anúncio falso da cola No More Nails [Não Precisamos de Pregos]

Trata-se de um anúncio falso, de uma campanha de mentira que ganhou um concurso em 2007. Mas ficou realmente famoso este ano. Harry Taylor, um ateu militante, foi condenado por ofensas religiosas na Inglaterra em março deste ano após deixar esta paródia (e outros materiais contra a religião) na capela do aeroporto John Lennon, em Liverpool. Em sua defesa, Taylor argumentou, sem sucesso, que as imagens eram sátiras e que as pessoas ficariam ofendidos apenas se sua fé fosse “fraca”. Também disse que suas ações eram um tributo a Lennon, um ícone anti-religioso, cuja canção mais famosa pede um mundo sem religião.

9) Bonecos de ação da crucificação de Jesus [paródia]

Outro anúncio falso e que provavelmente nem deveria estar a esta lista, mas é uma paródia muito bem feita. O bonequinho de ação de Cristo pode fazer tudo. Ele “caminha sobre a água” e o kit vem com um soldado romano sádico e uma Maria Madalena que chora. Crianças, isso não está nas lojas, ok?



8 ) XXXChurch.com, “Jesus Loves Porn Stars”

Essa é real! Uma campanha online contra a pornografia foi realizada pelo ministério XXXChurch.com Eles defendem que Jesus ama as estrelas pornô, mesmo não aprovando o trabalho delas. É uma distinção sutil, que as pessoas podem (e vão) interpretar mal. O mais chato foi a tentativa da XXXChurch.com de encomendar 10.000 bíblias com a imagem acima e o slogan “Jesus ama os astros pornôs” na capa para distribuir em eventos da indústria de cinema adulto. O pedido foi negado pela American Bible Society.

7) Comercial da Plug TV, Bélgica

Uma boa maneira de criar controvérsia é mostrar um Jesus hippie e barrigudo, tomando uísque, entrando em um clube ao transformar os seguranças em anões e fazendo mulheres normais virarem diabinhas gostosas. Encerre mostrando ele em uma limosine assistindo TV. A Igreja Católica disse que essa promoção da Plug TV, um canal da Bélgica voltado para jovens, “ultrapassa os limites de respeitabilidade. Mas o comportamento impróprio de Jesus não tem consequências.No final do anúncio ele é levado para o céu, onde recebe uma bronca de Deus, que usa uma camiseta dizendo “pai número um”.

6) “Cristo morreu pelos nossos preços!”, das lojas Safeway

É bom saber que todo o sofrimento na cruz não foi em vão.Os preços da rede Safeway realmente são bons. Obrigado, Jesus?!

5) Cartaz da festa rave durante a Páscoa

A crucificação realmente não é a imagens mais apropriado para anunciar uma festa onde rola de tudo. Mas uma boate de Melbourne, na Austrália, fez uso da cena junto com as frases “Jesus morreu pelos pecados de alguém … mas não pelos meus!” e “Quinta-Feira Santa. A melhor noite do ano.”

4) “O quarto rei mago”, da Red Bull

Esta animação da Red Bull veiculada na Itália mostra um quarto rei mago juntando-se aos três mais conhecidos nas hora de dar presentes ao menino Jesus. Enquanto os outros trazem ouro, incenso e mirra, ele entrega latinhas de Red Bull. Imediatamente surgiram queixas dos padres italianos condenando anúncio, que foi tirado do ar. Ao que parece Jesus não precisa de energéticos pois já é todo-poderoso.



3) Jesus Jeans

A marca de jeans Jesus, fundada na Itália na década de 1970, usou muitos anúncios provocativos, dando fama ao fotógrafo Oliviero Toscani e a redatora Emanuele Pirella. O Vaticano, em particular, teve problemas com a marca, que parecia incentivar a luxúria e a cobiça da mulher do próximo.

2) Suco de Jesus
A idéia veio durante o julgamento de Michael Jackson por abuso sexual, em 2005. Foi divulgado que o músico referia-se ao vinho como o “suco de Jesus” quando supostamente o oferecia a meninos para seduzi-los. Um produtor da rede de TV CBS, que estava cobrindo o caso, tentou registrar a frase, desejando comercializar um vinho chamado Jesus Juice [suco de Jesus]. O rótulo traria uma imagem do Rei do Pop mesclada com a de Jesus. A idéia nunca decolou, mas foi amplamente noticiada.

1) Lojas Betta Electrical, “Dê um presente melhor”

Assim como o anúncio da Red Bull, esse comercial de uma loja de eletrônicos australiana reimaginou a cena clássica do presépio. Vemos o menino Jesus jogando fora os presentes dos três reis sábios em sua manjedoura. Evidentemente, ele desejava algo melhor, como um iPod o outro eletrônico moderno. Fica com o primeiro lugar em nossa lista por retratar Cristo como um materialista desde o momento em que nasceu.




Fonte: Pavablog
--------------------------

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Evangélicos ministram cursos de cura para gays em países da America Latina

Entidades ligadas a igrejas evangélicas estão dando seminários e cursos de “restauração” de homossexuais masculinos e femininos em países da América Latina, como Argentina, Colômbia e México.Os cursos se destinam a pastores, líderes religiosos e psicólogos cristãos para que saibam como tratar de gays e lésbicas. As pessoas que sofrem “desse problema” também são bem-vindas.

Na Argentina, por um curso de até três dias o participante paga preço na faixa de R$ 85 a R$ 250. Existem cursos básicos e avançados.

Neste país, dois grupos de evangélicos se destacam na realização dos cursos, o Ministério de Restauração Sexual da Igreja da Cidade e a Fundação Pró Integração e Saúde Sexual. Haverá no país em abril o oitavo encontro da Capacitação de Líderes da Área de Restauração Sexual.

No México, a Exodus Latinoamérica ministra cursos com tópicos como “Raízes do homossexualismo e lesbianismo”, “o processo de cura”, “como evangelizar a comunidade gay”, “desmascarando o lado sombrio da vida gay”, “como se prevenir da homossexualidade”, “combatendo as tentações sexuais” e “respostas bíblicas para a teologia gay”.

A Exodus Latinoamérica está ligada à Exodus Global Alliance, uma organização americana cristã dedicada à cura da homossexualidade “através do poder transformador de Jesus Cristo”, de acordo com o seu site.

Adriana Sanz, do Ministério de Restauração Sexual, disse que na Argentina os cursos têm sido bastante procurado por homossexuais de 18 a 30 anos. “A homossexualidade é desvio”, disse. “Se tivermos consciência da função sexual [do ponto de vista religioso], então podermos corrigir esse desvio.”

Esteban Paulón, presidente da Federação Argentina de Lésbica, Gays e Bissexuais, disse que os cursos são frequentados na maioria por jovens levados por seus pais.

O governo da Argentina está investigando os cursos para, se for o caso, enquadrar os responsáveis na lei de discriminação sexual. O país legalizou recentemente o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

No Brasil, a psicóloga e evangélica Rozângela Alves Justino foi advertida em 2009 pelo CFP (Conselho Federal de Psicologia) para que parasse com o tratamento de “cura” de homossexuais, porque não se trata de uma doença.


Fonte: EFE e site Ministério da Restauração das Águas Vivas, do Exodus Latinoamérica e do Exodus Global Alliance. – via PauloWeblog
-------------------------------

Humor: Os preparativos para uma festa...


Fonte: Cibele Santos
---------------------

Saiba mais sobre Cantores Gospel: Chris Tomlin

Christopher Dwayne Tomlin nasceu em 4 de maio de 1972, em Grand Saline, Texas, é compositor, cantor e líder de culto cristão de Grand Saline, Texas, Estados Unidos. Ele tem dois irmãos mais novos, Ryan e Cory. Tomlin recebeu sua primeira guitarra de seu pai, Connie, aos onze e aprendeu a tocar ao lado de Willie Nelson.

Tomlin escreveu sua primeira canção de adoração aos catorze anos. Ele entrou colégio planejando estudar fisioterapia, mas ele sentiu que Deus tinha outros planos para a sua vida.

Após a faculdade, em Tyler Junior College e Texas A & M University Tomlin continuou a compor e cantar canções. Em 1997, Louie Giglio perguntou se ele estaria interessado em trabalhar com a Paixão Conferências. Tomlin aceitou e tem desempenhado um papel chave desde então. Seu primeiro projeto solo lançado nacionalmente, intitulado The Noise We Make, foi lançado em 2001, com as músicas “Forever”, “Be Glorified”, e “Kindness”, que ficou no top 200 em 2005 CCLI como uma das 500 melhores canções de adoração.

Tomlin lançou vários outros álbuns. Seu álbum Breakout é considerado o melhor, já que produziu quatro hits número um ("Indescritível" (escrito por Laura Story), "Santo é o Senhor", "Como é Grande o nosso Deus ", e "O caminho que eu quero fazer"), e outras duas canções ("On Our Side "e" Poderoso é o poder da Cruz", escrito com Shawn Craig da Phillips, Craig, e Dean). O álbum Breakout foi certificado com o disco de platina pela RIAA em 2008.

Em meados da década de 1990 Tomlin passou a conduzir o culto no Dawson McAllister Conferências da Juventude, bem como em vários campos em todo o estado do Texas. Tomlin também conduz o culto Paixão em muitos eventos. Algumas de suas músicas mais conhecidas são "How Great Is Our God ," "Indescribable," "Forever," "Famous One," " We Fall Down ," " Holy Is the Lord ," " Made to Worship ," e "Amazing Grace."

Segundo a Christian Copyright Licensing International, Tomlin é o cantor gospel que mais tem músicas cantadas nos Estados Unidos. Ele foi premiado no Vocalista Masculino 2006, 2007 e 2008 Gospel Music Awards, e foi nomeado o Artista do Ano em 2007 e 2008. Chris Tomlin lançou seu quinto álbum "Hello Love em 2 de setembro de 2008. Tomlin é um dos membros do Compassionart, um ministério de caridade fundado por Martin Smith de Delirious e sua esposa Anna.

Embora ele seja um artista solo, Tomlin viaja ao redor do mundo com uma banda. Ele também escreve muitas das suas canções com os membros da sua banda, na qual ele executa vocais, guitarra acústica e piano. A banda é composta por Daniel Carson (guitarra eléctrica, backvocal), Jesse Reeves (guitarra baixo, gaita, back vocal), Travis Nunn (bateria), e Matt Gilder (piano, teclado). Tomlin e a banda desenvolve o Ministério Colheita, da Igreja Metodista Unida em Woodlands, Texas desde 1990.

Tomlin tem saído em turnê com vários cantores consagrados da Música Cristã Contemporânea, como Delirious, Steven Curtis Chapman, Matt Redman, e Louie Giglio. Em 2008, Tomlin saiu em turnês mundiais divulgando o Passion Conferências. No início de 2009, ele lançou "Hello Love" turnê com Israel Houghton e New Breed.

Desde então, Chris Tomlin viaja por todos os lugares estimulando às pessoas a adorem a Deus através da música.

Em março de 2010, Tomlin e sua banda anunciaram através de suas contas de Twitter a gravação de um novo álbum de estúdio slated para uma liberação de novembro de 2010. Em 30 de agosto, Tomlin anunciou em seu Twitter que o título seria And If Our God Is For Us… O primeiro single “I Will Follow” foi lançado nas rádios em 23 de agosto.

Em 10 de novembro de 2010, os amigos Tomlin anunciou que o cantor havia se casado com sua namorada Lauren Bricken em 9 de novembro.










Fonte: Letras
-------------------

Lições de Vida para Famílias

Primeira: escute com atenção antes de falar; tente entender o que a pessoa realmente está dizendo, que pode ser muito diferente do que você acha que ela quer dizer.

Segunda: gentileza e boas maneiras são essenciais para construir um bom convívio familiar.

Terceira: aumente as opções de atividades prazerosas com seus familiares: conversar, brincar e jogar, ver bons filmes, passear.

Quarta: demonstre seu interesse em saber o que seus familiares estão fazendo, experimentando ou descobrindo na vida.

Quinta: para enviar mensagens fortes e eficazes para seus familiares, procure ter coerência entre palavras, gestos e atitudes.

Sexta: se você diz ‘não’ com muita freqüência, aprenda a dizer ‘sim’ com carinho. Se você diz ‘sim’ demais, aprenda a dizer ‘não’ sem culpa.

Sétima: tente criar, junto com seus familiares, maneiras eficazes de simplificar a vida para torná-la mais pacífica e prazerosa.

Oitava: aprender a tolerar frustrações é essencial para desenvolver paciência, compaixão e compreensão.

Nona: cada membro da família precisa descobrir meios eficazes e saudáveis de descarregar as tensões inevitáveis do dia-a-dia sem maltratar os outros.

Décima: os laços de sangue não garantem automaticamente a existência do amor, que precisa ser constantemente criado e bem cuidado ao longo da vida.



Fonte: Maria Tereza Maldonado no livro Lições de vida para famílias
---------------------------------------

Missão entre os ciganos

Uma grande porta se abriu em um dos maiores acampamentos de ciganos de São Paulo. Estreitando os laços com ciganos dessa comunidade, os missionários Gilmar e Jádi Barbosa conseguiram convencê-los a montar uma tenda onde serão realizados encontros para estudos bíblicos e atendimentos sociais.

Os preparativos para a montagem tiveram início no dia 20 de dezembro, com previsão de término para segunda (27). Haverá um trabalho social, com atendimento odontológico, aferição de pressão, entre outros.

Segundo o missionário Gilmar, os ciganos desta comunidade estão em processo de conversão, o que causou surpresa pelo fato de tamanho envolvimento dos mesmos neste projeto. "Vemos assim o agir de Deus em nosso meio. Este presente maravilhoso é a montagem de nosso primeiro templo em meio ao povo cigano", concluiu Gilmar.


Fonte: JMN
-------------------

Dica de Filme: Venha o Que Vier

A BV Films traz para o Brasil o filme “Venha o Que Vier”, cujo tema é o aborto:

Nos Estados Unidos esse filme foi de grande interesse nas universidades e faculdades de Direito.

Mas a grande questão é, sob a perspectiva bíblica, de acordo com os princípios bíblicos, a mulher tem o direito de abortar?

A polêmica do aborto está sendo motivo de muitas discussões jurídicas e religiosas, pontos de vista diferentes, tanto no Brasil, como em outros países.

Muitos casos de vítimas de estupro e gravidez na adolescência estão sendo usados como fortes argumentos a favor do aborto.

Como encarar uma situação real sobre o tema com jovens que lidam com Leis?

Com a mãe advogada e o pai professor, Caleb Hogan cresceu sabendo a importância de expor suas ideias, responsabilizar-se por seus atos e escolher o que é certo…

Estando face a face com as realidades e legalidades do aborto – na preparação para o National Moot Court championship, enquanto sua mãe prepara-se para defender uma ação de grande importância diante do Supremo Tribunal – Caleb precisa decidir no que ele realmente acredita.

Se tiver um argumento pró-vida, poderá perder a competição mais importante para ele – e o apoio de sua mãe. Se ele decidir segui-la, poderá ganhar o tão cobiçado prêmio… mas, no processo, poderá perder o coração de sua amiga de equipe, Rachel.

Com seu professor e colegas de classe, Rachel não apenas entende
o valor dos argumentos a favor da vida, assim como acredita nisso
como a essência de tudo. A vida, desde o começo, existe para
honrar a Deus.

Caleb pode ter a mesma convicção? Pode ele, ao mesmo tempo, ganhar o coração de Rachel? Enquanto o acordo é a saída mais fácil, é também a mais perigosa.

Assista o Trailer:




Fonte: Bv Films
------------------------------

Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz,
assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo,

assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor,

assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje,

assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom,

assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz,

assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir,

assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém,

assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas…
É difícil pedir perdão?

Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o…
É difícil perdoar?

Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga…
É difícil se abrir?

Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça…
É difícil ouvir certas coisas?

Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o…
É difícil entregar-se?

Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida…

Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar

para que não apenas sonhemos,
Mas também tornemos
todos esses desejos, realidade!!!


Autor: Cecília Meireles
-------------------------------

Evangélico ganha na loteria e investe o prêmio para alimentar moradores de rua

Um dólar que sobrou da compra de uma garrafa de leite foi multiplicado. Em breve deverá alimentar 150 pessoas, tudo graças a uma bênção divina e a generosidade de um homem.

Blair Noles foi até uma loja de conveniência em seu bairro para comprar leite algumas semanas atrás. Ele e sua namorada, Kimberly Huffstetler, tinham acabado de voltar do Toy Hellfighters Run, evento que distribui brinquedos para crianças carentes. Eles estavam planejando aquecer-se com um pouco de chocolate quente, mas estavam sem leite em casa. Foi então que Noles decidiu ir até o mercado Garrison Express.

Noles usou uma nota de 5 dólares para pagar o leite. Seu troco foi US$ 1.03. Sabendo que não poderia comprar muita coisa com apenas um dólar, pediu ao funcionário um bilhete da loteria Powerball, deixando o computador escolher os números para ele. Colocou os três centavos no copo de gorgetas do balcão e foi para casa.

Poucos dias depois soube que alguém havia ganhado 10.000 dólares no primeiro sorteio de dezembro do Powerball. Ele nem imaginava que poderia ser o ganhador. Esperava apenas que o contemplado soubesse usar bem o dinheiro. Quando Noles conferiu seu bilhete, viu que tinha os números certos em mãos. ”Então eu chorei”, disse Noles.

Dois anos atrás, Noles perdeu seu emprego como gerente de peças de uma equipe da corrida da NASCAR. Ele tentou encontrar trabalho, mas as tentativas mal-sucedidas acabaram dando lugar a um sentimento de desespero. ”Eu perdi a fé durante algum tempo”, disse Noles, que é evangélico. ”Eu realmente perdi a minha fé.”

Noles pensou que outros poderiam se beneficiar de algum tipo de incentivo, por isso criou uma página no Facebook chamada “Hope for a hopeless day”[Esperança para um dia sem esperança]. O site pretende ser um lugar onde outras pessoas que estão enfrentando dias difíceis podem desabafar, pedir ajuda ou oferecer apoio. Até então, apenas 81 pessoas “curtiam” a página no Facebook.

Compartilhar

Quando Noles que ganhou o prêmio da loteria, cerca de 6.800 dólares após o desconto dos impostos, seu primeiro pensamento não foi comprar um carro ou alguma outra coisa grande. Seu desejo era compartilhar isso de alguma forma. Ele decidiu que vai alimentar pessoas que estejam sem-teto e famintas no dia 1 de janeiro, na sede do Exército da Salvação na cidade de Gaston, Carolina do Norte, onde ele mora.

“É uma coisa que eu sempre quis fazer. Sempre disse que se algum dia ganhasse uma boa quantia de dinheiro, iria compartilhar”, afirma Noles, que continua desempregado.

Ele diz que aprendeu com sua mãe, Ruth, a dividir o que possui com os outros. Ela faleceu em 2007, mas sempre ajudou os outros e ensinou generosidade aos seus filhos.

Noles convidou sua família para ajudar a colocar um plano em prática. Sua filha Keri, suas irmãs Carolyn e Nancy Price, e também a namorada dele, Kimberly, estão ajudando a organizar o almoço grátis batizado justamente de “Esperança para um dia sem esperança”. O cardápio será cachorro-quente e hambúrguer e eles esperam alimentar 150 pessoas. Além disso, irão distribuir sacolas com luvas, gorros, cachecóis nessa época em que muitas famílias de sua cidade passam frio.

Mais voluntários

“Muitas pessoas têm se prontificado a ajudar”, disse Noles. A igreja Solid Rock, que ele frequenta, e a Primeira Assembléia de Deus de Gaston estão contribuindo. Noles disse que tem bastante voluntários para trabalhar nesse dia, mas quem quiser ajudar pode fazer uma doação em dinheiro ou em alimentos na sede da igreja.

“Deus o colocou para trabalhar”, disse sua irmã Carolyn.

Noles deseja fazer desse almoço grátis uma tradição a cada dia de Ano Novo. ”Você nunca sabe no que Deus pode transformar um único dólar”, garante ele.


Tradução: Jarbas Aragão
Fonte: Gaston Gazette
------------------------------

Johnny Hammer, 12 anos, a versão gospel de Justin Bieber?

Uma nova canção falando do nascimento de Jesus foi lançada este Natal. Seu diferencial é a levada techno, característica do século 21. “Mary Did You Know?” está impressionando ouvintes com sua batida típica do clubes de dança, mas algo inacessível nos bancos da igreja.

Uma estrela em ascensão chamado Johnny Hammer, 12 anos, é o dono da voz. Sua popularidade está crescendo rapidamente no YouTube e muitos já o comparam à estrela adolescente do momento, Justin Bieber.

Ele faz parte do “technopraise”, um gênero inovador, iniciado em Nashville pelo produtor russo Yuri Mamchur. A mistura começa com os ritmos dance e pop, acrescentando posteriormente elementos de trance e techno. Este é o carro-chefe do lançamento de um movimento iniciado pelo selo Technopraise. Entre os conselheiros da empresa estão produtores famosos da indústria da música secular e também evangélica.

“O som típico da música eletrônica ajudará a levar a mensagem cristã ao coração de adolescentes e das pessoas que gostam do gênero”, afirma o renomado produtor Tim DuBois.

“Technopraise é um sopro de ar fresco na cena musical contemporânea de adoração”, diz Kenton Lee, produtor e ministro de louvor da Igreja Life Center, em Washington. ”Na primeira audição, pode-se pensar que é apenas para os jovens. Mas descobrimos que está agradando a muitas faixas etárias, pois esse som novo e criativo dá asas renovadas às eternas Boas Novas. Mamchur Yuri está criando um outro gênero musical! “, acrescenta Lee.



“Este novo gênero permitirá que canções de louvor cheguem até a Ásia, a Europa e outros mercados globais”, diz Mamchur. “Muitos jovens de todo o mundo que amam a Jesus irão apreciar melhor as canções de adoração tocadas num estilo que eles já gostam. Aqueles que ainda não conhecem Jesus pode curtir estas músicas incríveis, aliadas à sua mensagem redentora”, acrescenta Mamchur.

“Como cristãos, devemos ser formadores de opinião mundial”, diz Mamchur. O comandante da Technopraise deseja levar a mensagem de Deus a uma audiência global mais ampla através do estilo musical que já é predominante em várias partes do mundo.

O primeiro lançamento da nova gravadora é a coletânea “Technopraise”. Como o nome indica, são versões techno de canções gospel, cantadas por Johnny Hammer e pela jovem artista Jocelyn Lee. São cinco faixas no EP “transformed”, que foi especialmente preparado para embalar o Natal de 2010. Já estão disponível no iTunes e podem ser ouvidos no site da gravadora AQUI.



Mamchur cresceu na antiga União Soviética, em uma família cristã ortodoxa russa. Mesmo conhecendo o cristianismo, afirma que só teve um encontro pessoal com Jesus depois de se mudar para os EUA em 2003. Ele descobriu a música cristã pouco tempo depois. Durante uma viagem que fez à Europa, em 2007, percebeu que os jovens daquele continente não ouviam músicas de adoração, consideradas antiquadas para o seu gosto. Mamchur abandonou sua carreira promissora e em 2009 começou a produzir música techno cristã em tempo integral.


Fonte: Pavablog
------------------------------

Pastor e técnico, Müller quer decolar na nova carreira

"Fora do campo sou pastor, um servo de Deus, mas sempre colocando as coisas no seu devido lugar", afirma Müller.

Quando Müller chegou ao Estádio Emília Mendes Rodrigues para ser o técnico do Imbituba no Catarinense 2011, alguns torcedores fizeram uma comparação com um personagem bem conhecido do futebol catarinense:

- Esse aí é bom e tem tudo para se dar bem como o Silas no Avaí - profetizaram.

Silas e Müller jogaram juntos no São Paulo em 1985 e 1986 e, além de terem se destacado na Seleção Brasileira, também buscaram em um clube de Santa Catarina a chance de decolar na carreira de treinador, façanha já conseguida pelo ex-técnico do Avaí e agora perseguida pelo atual comandante do Imbituba.

Aos 44 anos, com a fala pausada e tranquila, Müller quer fazer parte da geração de "treinadores emergentes" que se deram bem no futebol brasileiro nos últimos três anos. Antes, ele comandou o Grêmio Maringá-PR, Sinop-MT e Ipatinga-MG.

- A mentalidade em torno do perfil mudou, os técnicos mais jovens, em início de carreira, estão ganhando mais espaço. Espero repetir o sucesso que esses colegas, entre eles o Silas, conseguiram - arrisca.

O ex-atacante ainda mantém o físico dos últimos anos como atleta, o que o faz parecer mais um dos boleiros do Imbituba. Mülller tem uma maneira peculiar de trabalhar com o grupo: sem os discursos inflamados e cheios de palavrões, o técnico do Imbituba adota uma conversa firme, onde o convencimento procura ter mais efeito junto aos jogadores.

É com esse jeitão "conciliador" que Müller quer tentar fazer história em Santa Catarina. O técnico vai passar a folga de Natal em Florianópolis, cidade que classifica com excepcional, e depois retorna ao Ninho da Águia para ajustar o time.

- A minha defesa está pronta e o ataque funciona bem. Só falta definir uma peça no meio para que o time fique 100% - afirma.

"Não misturo ser pastor com treinamento"

Confira abaixo a íntegra do bate-papo com Müller, que destaca a sua relação entre futebol e religião.

Diário Catarinense - Como jogador, Müller era rápido e goleador. E o técnico como é?

Müller - Sou muito resolvido, mas também muito companheiro dos jogadores. Minha palavra é bastante light no dia a dia do time. Treinador não deve ser ditador, mas um conciliador; precisa ter autoridade, mas jamais ser autoritário.

DC - Quando parou de jogar você virou pastor. Até onde é possível o pastor se juntar ao técnico?

Müller - Não dá para misturar as duas coisas, se misturar a gente se atrapalha e se complica diante do trabalho. Fora do campo sou pastor, um servo de Deus, mas sempre colocando as coisas no seu devido lugar.

DC - A sua trajetória como jogador sempre foi vitoriosa, e a torcida vai exigir essas vitórias também agora como técnico.

Müller - A torcida precisa entender que o técnico agora não é mais aquele jogador vencedor, mas um ex-jogador que está em seus primeiros passos como treinador para ser vitorioso também fora de campo.

DC - O Imbituba é um time que tem menos recursos se comparado aos clubes tradicionais. Como tentar se destacar?

Müller - Sabemos das nossas limitações, mas a partir do momento que se forma um time competitivo e determinado, com a mentalidade vencedora, podemos conseguir.

DC - Sobre a Copa no Brasil, qual sua expectativa?

Müller - O futebol é uma paixão nacional e quem critica a Copa no Brasil é porque não gosta do futebol, apenas uma minoria. A Copa vai ser um sucesso total e o país vai ganhar muito com isso.

Fonte: Diário Catarinense
-------------------------

Ide...levai o Evangelho a toda criatura

“Se abrires a tua alma aos famintos e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia” (Is 58:10)

Que promessa bendita e gloriosa!

Enquanto isso... em uma das suas reuniões, nosso adversário dizia: “É preciso fazer com que eles parem imediatamente” – bradou satanás. Empreguem todos os expedientes que pus à disposição de vocês”. Empolgado, declarou: “Odeio qualquer forma de evangelismo, não as reuniões evangelísticas realizadas nas igrejas, essas são muito menos perigosas à nossa causa do que aquelas feitas por evangelistas intrépidos que atingem diretamente os nossos cativos. Por isso, ouçam-me vocês todos, fiéis meus: é preciso que eles parem imediatamente!”
Enquanto isso..., mais da metade do povo que hoje vive sobre a face da Terra, nunca ouviu o Evangelho, sem sequer uma vez!

Mais de 140 mil almas estão partindo para a eternidade a cada 24 horas.

O que faremos para que essa gente tenha a oportunidade de ouvir o Evangelho?

Constantemente, os cristãos ficam impressionados com o número de convertidos ou com os desdobramentos dos planos missionários. Mas esquecem-se que contrastando-se o vertiginoso aumento da população mundial com o número de conversões e os resultados de “todas as igrejas juntas”, o mundo está realmente voltando ao paganismo – e isso a passos de gigantes. Os fatos reais têm prognosticado um futuro com o império de religiões pagãs e de idéias ateísticas, se não se der já suprema prioridade à evangelização intensiva. Pessoalmente, o que você acha que pode fazer para ajudar a levar o Evangelho à sua geração?

Talvez possa fazê-lo começando por sua casa, seus amigos, vizinhos...

Você acha que basta ir aos cultos, fazer boas ofertas, e cuidar de seus próprios afazeres?

Você já ouviu dizer de uma pobre mãe que subiu ao topo de uma árvore bem alta e atirou-se ao chão, quebrando os seus ossos em morte sacrificial? Já ouviu? Bem, isso ainda se faz hoje na África. Por que? Porque morreu uma criança e o médico feiticeiro achou que a mulher era a responsável por aquilo. Diz que se a mulher for inocente, aquele salto da árvore em nada a prejudicará. Se morrer a mulher, fica provado que era a culpada e toda a povoação se ajunta para ratificar o julgamento.

Já ouviu dizer que numa ilha no Sul do Pacífico alguém colocou uma grossa corda no pescoço de uma esposa bela e jovem, e a fez morrer estrangulada, pouco a pouco?

Por que fazem isso? Por religião. Uma vez que o marido morreu, ela deve ser enterrada com ele. É o que os “sacerdotes” da religião delas determinam e exigem! E isso tudo é cumprido, sem contestação.

Ainda hoje, estão marcando com sangrenta crueldade os rostos de inúmeras crianças; estão circuncidando inúmeras meninas em rito pagão, e pessoas estão retalhando seus corpos; outros milhares andam de joelhos, alguns se conservam adorando o sol, as plantas e os animais; milhões estão clamando a deuses mortos, procurando em vão, por esse caminho; livrar-se dos seus pecados. Você está de acordo com isso? Acha que essa religião é boa para aqueles pagãos? Claro que não, mas eles não conhecem outro caminho, outra maneira de vida. Assim, agem conforme as luzes que têm.

A palavra do Senhor nos afirma: “Considera a tua aliança, pois os lugares tenebrosos da terra estão cheios de moradas de violência.” (Sl 74:20).

Um dos preceitos mais desafiadores já apresentados ao cristão é esse: a tarefa suprema da Igreja na evangelização do mundo. Como o fogo se ateia com o fogo, também a igreja existe pela evangelização, pelo ganhar almas. Quando a igreja perde o perdido, morre. Estará arruinada sempre que os seus membros deixarem de alcançar os perdidos.

Será que, como cristãos, estamos cientes disso? Será?

Para que existe no mundo a Igreja Cristã?

Ela não é uma companhia de seguros, à qual se pode pagar prêmios e se ficar inteiramente livre do fogo do inferno. A igreja não é um clube social, cujos membros se reúnem, ocasionalmente, para desfrutar da companhia uns dos outros, divertirem-se e trocar idéias!

A igreja de Cristo é uma instituição ganhadora de almas, a proclamar, a tempo e fora de tempo, que Jesus Cristo salva a todos os que se renderem a Ele. Ela é o farol, cujos raios da luz do Evangelho alumiam todos os cantos da Terra, mesmo os mais distantes e entenebrecidos. É um poderoso exército em marcha, cujos soldados estão resolvidos a invadir todas as pátrias para fazer tremular em cada nação a bandeira de Cristo! Como soldados do rei dos Reis, a tarefa dos cristãos não é construir fortes nem acumular reservas de munições, mas conquistar o território inimigo, para tomar deles um povo para o Seu nome (At 15:14).

Maomé não pode salvar, tampouco Confúcio, Buda, sacerdotes ou santos; nem mesmo Maria, a mãe de Jesus, o pode. Aliás, foi ela quem disse aos serventes em Cana da Galiléia: “Fazei tudo quanto Ele vos disser.” (Jo 2:5). “E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, que devamos ser salvos” (At 4:12). Deus só teve um filho – Jesus Cristo – e Ele foi missionário, evangelista, pescador de almas. “... Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo 14:6). O sangue de uma geração pode ser requerido de nossas mãos. Esta é justamente a posição muito séria em que nos encontramos. Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? (Rm 10:13,14). “Mas em vão Me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. Invalidando assim a Palavra de Deus pela vossa tradição que vos transmitistes; também muitas outras coisas semelhantes fazeis” (Mc 7:7-13).
Podemos começar hoje a contar a mais maravilhosa de todas as histórias. Em nome de Jesus comecemos hoje!

Fonte: Jornal Sal da Terra
---------------------------