terça-feira, 31 de maio de 2011

Dossiê do Astro Gospel

Ser um astro gospel não é fácil. Administrar fama e grana não é pra qualquer um. Nessa mistura maluca de mercado e “adoração”, muita “unção” tem surgido como novidade fazendo com que os empresários da fé mexam mais e mais nesse caldeirão de investimento.

As performances impressionantes e melodias super emotivas não conseguem me comover quando parto para investigar o que pensam e fazem as estrelas da música gospel. Como ex-frequentador de shows, e testemunha de fatos pitorescos, escrevi um breve dossiê sobre o “astro gospel” cujas aparências, com certeza, não enganam:

O “astro gospel” se posta como uma celebridade cheia de exigências: toalhas caríssimas, bons camarins, transportes sofisticados, hospedagens em hotéis de luxo, entrevista com hora pré-marcada e muita privacidade.

O “astro gospel” para justificar sua fama, exige uma forte equipe de seguranças que o protege de frenéticos fãs que se auto declaram adoradores (extravagantes).

O “astro gospel” evita se apresentar em locais pequenos, igrejas, praças, escolas – quanto menor for o público, menor a notoriedade, e para se esquivar desse incômodo, cobram um alto cachê pra espantar rapidamente a negociação de pouca expressão.

Para o “astro gospel”, tocar de graça nem pensar! Mas há exceções, uma apresentação no Raul Gil, Faustão, Gugu, dá pra fazer sem cachê ou até pagar, pois cai bem para o marketing.

Contratar o show de um “astro gospel” sempre custa caro pois visa cobrir as cláusulas contratuais e engordar a poupança do “letiva” do Senhor.

O “astro gospel” também costuma se vestir de uma capa de marketagem que vai de tratamentos de pele a novos hábitos no falar e no vestir, e tudo isso porque agora ele não mais se pertence, ele é um produto de investimento.

O “astro gospel” geralmente grava canções compradas, professa testemunhos duvidosos e sem autonomia alguma, por estratégia de mercado, sempre se adapta como camaleão ao modismo do momento.

Se há uma coisa boa para o “astro gospel”, com certeza é viajar pelo país fazendo shows, só assim convertem o trabalho num turismo e suvenir frequente; esses shows estão mais comprometidos com o lucro do investimento do que com as almas alcançadas.

O “astro gospel” é uma figura de difícil acesso. Pra se chegar a ele é preciso fazer sacrifícios tipo: ir à porta do camarim e esperar longas na esperança de que ele(a) tenha um surto de simpatia, apareça e conceda, quem sabe, um autógrafo.

“Astro gospel” olha e vê a massa, não a pessoa. Ele domestica consumidores, desconstrói adoradores.

O “astro gospel” não está comprometido com a saúde espiritual dos seus seguidores. Ele canta o que o povo quer ouvir, não o que precisa ouvir, além disso passa distante de ser um formador de opinião.

“Astro gospel” não tem posicionamento teológico sobre o que crê. Muitas vezes não sabe nem o que canta, e entende mais de jargões do que de Bíblia.

“Astro gospel” se parece mais com “astro global” do que com os “heróis da fé”. Ostentam e almejam as mesmas coisa que as celebridades seculares sob a desculpa de que querem ganhar o Brasil para Cristo.

Pois bem. Quando você se encontrar com um desses “astros” e notar que existe nele boa parte desse dossiê, não duvide, as aparências não enganam! Ele é isso mesmo que você vê!

Chega de tanta mentira no meio dessa música gospel!


Fonte: Antognoni Misael em seu blog
----------------------------------------

Site da ABGLT convoca para ato de queima da Bíblia; entidade diz que foi "hackeada"

No que a entidade classifica como um "ataque hacker", um aviso postado na tarde desta terça-feira (31) no site da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) convocava simpatizantes a um evento em Brasília, supostamente programado para amanhã (1), em que seriam queimados exemplares da Bíblia.

Na primeira versão publicada na seção de "eventos nacionais" da página virtual, o texto dizia que "em frente a Catedral, nós ativistas LGBTT iremos queimar um exemplar da 'Bíblia Sagrada'". Em seguida, a mensagem defendia que "um livro homofóbico como este não deve existir em um mundo onde a diversidade é respeitada."

Por fim, o autor da postagem, que se indentificava como "João Henrique Boing, ativista GLSBTT", conclamava o público para seu suposto ato: "Amanhã iremos queimar a homofobia. Compareça".

Após o anúncio gerar comentários raivosos no Twitter, uma nova versão do aviso foi postado. O texto dizia: "Queimando a Homofobia: aglomeração as 14h na porta da catedral. Tragam livros religiosos, em prol da diversidade".

Às 20h40, esse trecho continuava publicado no site da instituição, uma das mais atuantes no processo que culminou com a aprovação da união estável entre homossexuais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 5 de maio.

Segundo Toni Reis, presidente da associação, tudo não passou de um ataque de hackers. "Não somos nós que estamos publicando esse tipo de coisa. Temos respeito total pelas religiões. A Bíblia é para ser respeitada", disse ele, que afirmou ter teólogos no corpo diretivo da entidade.

A liderança gay, que se uniu ao seu companheiro logo após a decisão no Supremo, explicou que já entrou em contato com as autoridades policiais de Curitiba, cidade sede da ABGLT, para registrar a modificação ilegal de sua página virtual. "Estamos até cogitando tirar o site do ar", assumiu.

Toni pediu "mil desculpas" aos que se sentiram ofendidos com a postagem. "Estamos tentando verificar quem é o autor desse tipo de ataque. É alguém muito mal intencionado. As pessoas que são homofóbicas não param de nos atacar."

Segundo ele, esta não foi a primeira vez que hackers teriam entrado na página da entidade. Há dois meses, explica ele, foi publicada a seguinte mensagem na página eletrônica: "Bolsonaro para presidente do Brasil", em referência ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que protagonizou inúmeros ataques aos movimentos gays nos últimos tempos em Brasília.


Fonte: UOL
----------------

Salmos 72

Reveste da tua justiça o rei, ó Deus,
e o filho do rei, da tua retidão,
para que ele julgue com retidão
e com justiça os teus que sofrem opressão.
Que os montes tragam prosperidade ao povo,
e as colinas, o fruto da justiça.
Defenda ele os oprimidos entre o povo
e liberte os filhos dos pobres;
esmague ele o opressor!
Que ele perdure como o sol e como a lua,
por todas as gerações.
Seja ele como chuva sobre uma lavoura ceifada,
como aguaceiros que regam a terra.
Floresçam os justos nos dias do rei,
e haja grande prosperidade enquanto durar a lua.
Governe ele de mar a mar
e desde o rio Eufrates até os confins da terra.
Inclinem-se diante dele as tribos do deserto,
e os seus inimigos lambam o pó.
Que os reis de Társis e das regiões litorâneas
lhe tragam tributo;
os reis de Sabá e de Sebá lhe ofereçam presentes.
Inclinem-se diante dele todos os reis,
e sirvam-no todas as nações.
Pois ele liberta os pobres que pedem socorro,
os oprimidos que não têm quem os ajude.
Ele se compadece dos fracos e dos pobres,
e os salva da morte.
Ele os resgata da opressão e da violência,
pois aos seus olhos a vida deles é preciosa.
Tenha o rei vida longa! Receba ele o ouro de Sabá.
Que se ore por ele continuamente,
e todo o dia se invoquem bênçãos sobre ele.
Haja fartura de trigo por toda a terra,
ondulando no alto dos montes.
Floresçam os seus frutos como os do Líbano
e cresçam as cidades como as plantas no campo.
Permaneça para sempre o seu nome
e dure a sua fama enquanto o sol brilhar.
Sejam abençoadas todas as nações por meio dele,
e que elas o chamem bendito.
Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel,
o único que realiza feitos maravilhosos.
Bendito seja o seu glorioso nome para sempre;
encha-se toda a terra da sua glória. Amém e amém.
Encerram-se aqui as orações de Davi, filho de Jessé.


---------------------------------------------------

O falso evangelho

Nos dias de hoje há muita confusão no meio evangélico. Não podemos negar que são muitos pregadores (nas televisões, no rádio e nas igrejas) que tentam convencer as pessoas com seu estilo e suas convicções. E diante de tantas vozes que falam sobre a Bíblia, alguém já me perguntou: "como posso saber se o evangelho que é pregado na minha igreja não é falso?" Há um grande número de pessoas vendendo "gato por lebre", isto é apresentando um evangelho falsificado ou diluído para agradar às multidões. Então, precisamos recorrer às Escrituras para não comprar "gato por lebre".

Como você pode saber se o evangelho que é pregado na igreja que frequenta não é falso? O caminho correto é comparar o que você ouve na sua igreja com Evangelho que foi pregado por Cristo e explicado pelos apóstolos nas Escrituras. É importante observar o que está registrado na Bíblia, pois somente a Bíblia oferece o autêntico evangelho. Quando as Escrituras são deturpadas, surgem os falsos evangelhos, os ensinos que são contrários ao padrão bíblico. Então eu gostaria de tratar rapidamente sobre três ensinamentos contrários à Palavra de Deus, que geram falsos evangelhos.

1 – Qualquer ensinamento que promete saúde física perfeita nessa vida como resultado da salvação em Cristo é um falso evangelho. Jesus nunca prometeu que os seus seguidores ficariam livres de qualquer problema de saúde e teriam saúde garantida. O crente também sofre de câncer, tem hepatite e pneumonia. E se não for ao médico e tratar corretamente pode morrer destas doenças. Cristo pagou o preço porque o nosso maior problema era o pecado e não doenças físicas. A Sua morte em favor do pecador serviu como livramento da condenação do pecado. Então, se você está ouvindo um evangelho que promete libertar você de seus problemas de saúde, tome cuidado, porque este é um falso evangelho.

2 – Qualquer ensinamento que nega a realidade do céu e do inferno é um falso evangelho. Satanás quer enganar se possível até os crentes. E muitos hoje acreditam nesta ensino errado. Se observarmos o que Jesus ensinava, vamos perceber que ele falou várias vezes sobre o inferno como um lugar real. Não é uma ilusão ou invenção de alguém. O inferno é um lugar de tormento para todos aqueles que rejeitaram a salvação pela fé oferecida por Cristo. Jesus contou a história do rico e de Lázaro para mostrar a situação do homem que morreu confiando em suas riquezas e estava em tormento neste lugar chamado inferno. Então, se você está ouvindo em sua igreja que o inferno é aqui mesmo, tome cuidado, porque este também é um falso evangelho.

3 – Qualquer ensinamento que defende que todas as pessoas serão salvas mesmo sem arrependimento é um falso evangelho. A Bíblia não ensina em lugar nenhum a salvação universal. As pessoas se agarram ao conceito que Deus é amor e não irá condenar ninguém, porque todos são filhos de Deus. Errado! Deus nunca prometeu que todos os homens serão salvos. Então, se você, está ouvindo que não importa como vai viver sua vida aqui e que Deus vai salvá-lo de qualquer jeito, cuidado, porque este também é um falso evangelho.

"Todo ensinamento que você escuta deve ser avaliado à luz da Palavra de Deus, que oferece o padrão absoluto sobre o que é verdadeiro e o que é falso."


Fonte: Marcos Aurélio de Melo em seu blog
------------------------------------------------

O que acontece às pessoas que nunca tiveram a chance de ouvir a respeito de Jesus?

Todas as pessoas responderão a Deus, se “ouviram a Seu respeito” ou não. A Bíblia nos diz que Deus claramente Se revelou na natureza (Romanos 1:20) e nos corações das pessoas (Eclesiastes 3:11). O problema é que a raça humana é pecadora; todos nós rejeitamos este conhecimento de Deus e contra Ele nos rebelamos (Romanos 1:21-23). Longe da graça de Deus, Deus nos entregaria aos desejos pecaminosos de nossos corações, permitindo que descobríssemos quão inútil e miserável é a vida longe Dele. Isto é o que Ele faz com aqueles que O rejeitam (Romanos 1:24-32).

Na verdade, não é que algumas pessoas não tenham ouvido a respeito de Deus. Mas ao contrário, o problema é que elas rejeitaram o que ouviram e o que está claramente revelado na natureza. Deuteronômio 4:29 proclama: “Então dali buscarás ao SENHOR teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Este versículo ensina um princípio importante: todos que verdadeiramente buscarem a Deus O acharão. Se uma pessoa verdadeiramente deseja conhecer a Deus, Deus a ela Se fará conhecido.

O problema é: “Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus” (Romanos 3:11). As pessoas rejeitam o conhecimento de Deus que se faz presente na natureza e em seus próprios corações, e, ao invés, decidem adorar um “deus” de sua própria criação. É tolo debater a justiça de Deus em enviar alguém ao inferno por nunca ter tido a oportunidade de ouvir o Evangelho de Cristo. As pessoas são responsáveis perante Deus pelo que Ele a elas já revelou. A Bíblia diz que as pessoas rejeitam este conhecimento, e por isso Deus é justo em condená-las ao inferno.

Ao invés de debater o destino daqueles que nunca ouviram, nós, como cristãos, deveríamos estar fazendo o nosso melhor para ter certeza de que ouçam. Somos chamados a espalhar o Evangelho através das nações (Mateus 28:19-20; Atos 1:8). O fato de sabermos que as pessoas rejeitam o conhecimento de Deus revelado na natureza deve nos motivar a proclamar as boas novas de salvação através de Jesus Cristo. Somente aceitando o Evangelho da graça de Deus através do Senhor Jesus Cristo as pessoas podem ser salvas de seus pecados e resgatadas de uma eternidade longe de Deus no inferno.

Se tomarmos por base que aqueles que nunca ouviram o Evangelho serão agraciados com a misericórdia de Deus, vamos cair em um imenso problema. Se as pessoas que nunca ouviram o Evangelho forem salvas... devemos então nos certificar que ninguém ouça o Evangelho. A pior coisa que poderíamos então fazer seria compartilhar do Evangelho e a pessoa rejeitá-lo. Se isto acontecesse, a pessoa seria condenada. As pessoas que não ouviram o Evangelho devem ser condenadas, ou do contrário, não há motivo para o evangelismo. Por que correr o risco de que pessoas possivelmente rejeitem o Evangelho e se condenem, quando anteriormente já eram salvas porque nunca tinham ouvido o Evangelho?


Fonte: Got Questions
------------------------

Tá na Bíblia: Copiemos as coisas boas...



"Amado, não imite o que é mau, mas sim o que é bom. Aquele que faz o bem é de Deus; aquele que faz o mal não viu a Deus."

(3 João 1:11)

Loja de brinquedos cristã se recusa a vender produtos de Harry Potter por considerar 'incentivo à bruxaria'

Uma rede de lojas de brinquedos do Reino Unido se recusa a vender produtos do Harry Potter, por medo de que eles encorajem crianças a praticar bruxaria.

Gary Grant, um cristão convicto, é dono das lojas Entertainer e disse que nunca vendeu qualquer produto dos filmes em seus estabelecimentos, temendo se tornar responsável por "atrair crianças ao ocultismo".

A cliente Jennifer Gledhill ficou chocada quando chegou à loja com seu filho de oito anos e ficou sabendo que eles não vendiam o Lego do bruxinho mais famoso do mundo, em razão de "não acreditam em ensinar maldades às crianças".

"Pedi ajuda ao gerente para encontrar o Lego do Harry Potter e ele disse: 'olha, somos uma loja cristã e não acreditamos em ensinar o mal para as crianças'. Me senti insultada, como se eu estivesse querendo ensinar maldades ao meu filho", contou ao "Daily Mail". "Respondi que não queria ensinar mal coisa nenhuma, só queria comprar um Lego."

Grant diz que não está tentando empurrar seus valores para os clientes, mas espera que Jennifer retorne à loja em breve. Mesmo assim, ainda ressalta que nenhuma mercadoria relacionada ao Harry Potter será vendida em qualquer de suas lojas.

"Eu sou o responsável por tudo o que se passa dentro da empresa, tenho que fiscalizar os produtos e certificar que me sinto feliz com os itens que comercializamos", alegou. "Também não vendo Trolls - personagens com poderes místicos e mágicos - nem produtos de Halloween."



Fonte: UOL
---------------------------

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Corinhos Inesquecíveis: Rei das Nações - Vencedores Por Cristo

Grandes são as tuas obras,
Senhor todo-poderoso;
Justos e verdadeiros
são os teu caminhos.

Ó, Rei das nações,
Quem não temerá?
Quem não glorificará teu nome?
Ó Rei das nações,
Quem não te louvará?
Pois só teu nome é santo.

Todas as nações virão
E adorarão diante de ti,
Pois os teu atos de justiça
se fizeram manifestos.


Vulgarização da Unção

O Substantivo (Unção)

Unção, todo mundo quer ter, até quem não sabe o que é.
O termo até deixou de ser bíblico depois que passou a ser composto.
Hoje temos a:

“Unção da prosperidade”
“Unção de Multiplicação”
“ Unção de Conquista”
“Unção da capa de Elias”
“Unção do Cai, cai” e acreditem tem até a “ Unção da lagartixa”.

E que bom seria se acabasse por aqui, porém imagino que a unção da multiplicação, multiplicou outros tipos e nomes de unção.

O Verbo (Ungir)

No mercado circular a regra sempre é : para aumentar a procura deve aumentar a oferta, então vamos lá.

Você pode levar o óleo da unção por apenas R$ 16,50 a compra pode ser feita pela internet. Com ele vai poder ungir sua casa contra mau olhado, pode ungir seu carro, cartão de credito. Caso tenha duvida se com ele pode ungir as partes intimas de seu marido, recomendo, (mesmo que se seu pastor tenha respondido que sim), que você consulte o descritivo químico do produto.

O Adjetivo (Ungido)

Muitos querem ser chamados de ungidos, e em sua vaidade até pensam ser eles apenas ungidos, enquanto o resto da igreja não é.

O titulo de ungido tornou alvo de ambição de quem não aceita mais ser servo.

Sempre apelam diante da critica para texto como ” Não toqueis no meu ungido” texto que fala concernente a agressão física e não repreensão doutrinaria, Paulo sabendo disso não receou em repreender o também ungido Pedro.

O adjetivo ungido é para todos o que possuem o Espírito Santo, e quem tem o Espírito já tem a Unção. 1 João 2: 20, 27

Explanação

No antigo testamento a unção era um ato cerimonial praticado pelo os judeus, eram ungidos reis, sacerdotes e profetas com o intuito de outorgar poder, separar e confirmar perante todos, o oficio. Também era ungida parte do tarbenaculo, e estava presente no dia a dia como purificação e tratamento terapêutico.

Agora, no novo testamento, a unção com óleo aparece apenas para os doentes.

A ação do antigo testamento de outorgar poder e separar não é mais figurada pela a unção com óleo, mas sim pela ação do Espírito Santo quando entra na vida do homem.

No novo testamento não é mais o sacerdote (pastor, bispo, apostolo ) que unge, mas é Deus, e não faz como um ato cerimonial de derramar o óleo, mas sim de enviar o seu Espírito àquele que recebe o Filho por Salvador. 2 Cor. 1:21

Infelizmente, hoje, muitos voltaram à praticas judaizantes e querem ungir tudo, pensam que o óleo tem poder mágico.

Ungir tornou-se mais um “ponto de contato” para os que não conseguem ainda se familiarizar com a fé que é invisível.



Fonte: Alan Corrêa no Gospel Prime
----------------------------------------

Pensamento sobre perdão





“Segundo as palavras de Cristo, aquele que não perdoa o outro,
detona a ponte
que ele mesmo
terá que atravessar”

(George Herbert)

Venda ilegal de órgãos circula pela internet

Em mais de 7 mil anúncios postados na rede, pessoas oferecem seus órgãos em troca de dinheiro fácil, num comércio ilegal e de alto risco. O mais negociado na rede é o rim

Uma cicatriz de 40 centímetros, dinheiro no bolso e nada mais. Essa expectativa de ganho fácil, sem maiores consequências, leva centenas de pessoas a venderem seus próprios órgãos corporais num comércio ilegal e macabro, que é cada dia mais frequente na internet. O DIÁRIO pesquisou diversos sites e encontrou histórias desconcertantes, como a de uma paulistana de 32 anos, que anuncia seus órgãos como quem vende qualquer produto: "Vendo rim, medula óssea, fígado e pulmão. Urgente!"

No anúncio, a moça, que diz ser uma pessoa "madura, equilibrada e sensata", explica sua situação:

"Lamento tratar desse assunto tão delicado como uma barganha, mas minhas complicações financeiras ....enfim ....Tenho muita urgência. Estou realmente decidida ! Então, reitero: contatar somente pessoas interessadas e objetivas. Meu perfil: sangue A positivo, sou branca. Tenho 32 anos. Não fumo. Nunca fumei. Não bebo absolutamente nada (seja cerveja, licor, champanhe.. enfim: qualquer tipo de bebida com álcool: NÃO BEBO ! ) Alimentação saudável (fibra, legumes, frutas etc.). Não como carne vermelha há pelo menos oito anos. Não tenho filhos. Não faço nem nunca fiz uso de drogas não lícitas. Não tomo nenhuma medicação, nem anticoncepcional. Meu ciclo menstrual é regular. Realizei check-up completíssimo recentemente, em um centro de diagnósticos muito bem conceituado aqui em SP, que é inclusive referência no país! (tudo ok ).Tenho saúde plena !!!!! Sempre fui muito cuidadosa !!!!!"

Mais para frente, parte para assuntos práticos. Diz que tem disponibilidade para viajar, pretende receber 60% no acerto e os demais 40% antes da cirurgia, tudo adiantado.

Custos

Nos anúncios verificados pelo DIÁRIO, um rim chega a ser comercializado por R$ 150 mil. Há casos curiosos, como o de um rapaz de 21 anos, que afirma vender o órgão "barato", por R$ 50 mil. Em seguida, as explicações: "Não fumo e não uso drogas. Sou sano e estou sujeito a realizar todas as provas de compatibilidade. Negócio preço a custo baixo porque tambem quero ajudar."

O DIÁRIO conversou com três pessoas que pretendem vender seus órgãos pela internet. Um deles disse que esteve desempregado por dez anos, acaba de arranjar trabalho mas mesmo assim ainda aceita negócio, "para fazer um pé de meia para o futuro". Outro, contou sofrer de uma doença crônica, a osteomielite (uma infecção óssea). Por isso precisaria de dinheiro para se tratar e tem a intenção de vender um rim. O terceiro foi taxativo: "Esse anúncio é antigo. Hoje tenho 29 anos, mas continuo saudável e querendo vender um rim."

A delegacia responsável em apurar crimes cometidos pela internet informa que não há nenhum inquérito em andamento envolvendo a venda de órgãos humanos pela web. A Lei Federal 9.434, de 1997, prevê pena de reclusão, de três a oito anos, para esse crime.

No Brasil, pessoas vivas podem doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea e parte do pulmão. Pela lei, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Não parentes só podem ser doadores com autorização judicial. Na prática, entretanto, isso nem sempre funciona.

Nancy Scheper-Hughes, antropóloga americana da Universidade da Califórnia (EUA), trabalhou mais de dez anos no Brasil investigando denúncias sobre o tráfico internacional de órgãos. Num livro que escreveu sobre o tema, ela enumera casos em que a lei foi desrespeitada. "Os médicos dizem que de vez em quando chegam duas pessoas que dizem ser primas. O interessante é que a que recebe o órgão é de classe alta. A que doa usa sandálias de plástico e vem da área rural. Os cirurgiões dizem que não são responsáveis se eles mentem", afirma.

Policia descobriu esquema internacional

A Polícia Federal desarticulou, em 2003, na chamada Operação Bisturi, um esquema internacional que rendeu aos traficantes internacionais mais de US$ 4 milhões. Eles pagavam, em média, US$ 6 mil pelos rins de pessoas pobres, no Recife, que eram abordadas em áreas da periferia da cidade.

100

brasileiros venderam órgãos no esquema

Brasileiros eram operados na África

Os brasileiros eram transportados até a África do Sul e lá, operados. Seus órgãos eram transplantados para pacientes de Israel, que pagavam até US$ 120 mil, 20 vezes mais do que os pernambucanos recebiam. Os traficantes respondem processo na África do Sul.


Fonte: Diário de São Paulo
-------------------------------

Pr Ed René Kivitz: "O sexo também é santo"

Segundo Ed René Kivitz o casamento é santo, o sexo também é santo, assim sendo: “Não se concebe casamento sem sexo e também, não se deveria conceber sexo sem casamento.”

Recentemente, Maria Shriver teve um ataque histérico ao descobrir a traição de Arnold Schwarzenegger, o astro do Exterminador do Futuro. A traição resultou em um filho com a empregada doméstica Mildred Baeana, que não sabia que ele era seu pai.

O que fazer quando há traição? Quando é que podemos divorciar? Como deve ser o `sexo` em nossas vidas? São provavelmente algumas das possíveis perguntas daqueles que passam por tais ‘díficeis’ momentos na vida conjugal.

Kivitz, teólogo Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo, falou sobre essa questão em um vídeo chamado “Sexo” em seu blog, nesta segunda-feira.

Citando o versículo de Mateus 19:9 sobre adultério (“Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério…”), Kivitz menciona por qual motivo deve haver divórcio, segundo o que disse Jesus.

“Jesus está discutindo aqui quando que o divórcio é permitido e quando ele é permitido na lei de Moisés. Os rabinos discutiam como se poderia cumprir a lei o que deveria ser feito o que não poderia ser feito,” diz ele.

Segundo o teólogo, Jesus, que era um dos rabinos disse: “Não é por qualquer motivo que alguém vai se divorciar… A não ser em caso de questão de imoralidade sexual.”

O que é isso? Ai, é que aparece a palavra em grego “pornéia” e ele explicou que é dessa palavra que surgiu a palavra “pornografia,” que é tradução para o português. Isso significa ‘toda e qualquer perversão da sexualidade,’ não apenas o adultério.

Assim, ele ressalta que apenas questões de sexo Jesus disse que podem levar ao divórcio.

Portanto, “não seja leviano no processo de divórcio… a leviandade não é uma justificativa para o divórcio,” advertiu.

O que significa o sexo afinal?

Segundo ele, através do sexo “o casal encarna a unidade original pretendida por Deus, e nessa unidade de dois que se fazem um é que está a expressão da imagem e semelhança de Deus.”

O autor do livro Vivendo com Propósito, afirma então que “tanto um homem que dorme com uma prostituta ou uma mulher que dorme com um prostituto se faz uma só carne com essa pessoa,” diferindo dessa maneira do que seria a unidade pretendida por Deus.

“é no sexo que há a relação de uma só carne e ser uma só carne é diferente de estar casado,” disse.

Assim ele aponta que é a profanação dessa dimensão de ‘uma só carne’- que o sexo traz para a vida conjugal – que Jesus aponta como uma cláusula que justificaria o divórcio.

“O sexo é uma coisa muito sagrada, o casamento é sagrado, o sexo é sagrado.”

“Não se concebe casamento sem sexo, e também não se deveria conceber sexo sem casamento.”

Para concluir, ele disse que a sugestão Jesus parece ser: “quem é uma só carne que se assuma integralmente e que assuma o outro por inteiro.”


Fonte: The Christian Post
----------------------------

domingo, 29 de maio de 2011

Mais americanos estão orando por saúde

Em relação ao ano passado, os americanos ficaram mais religiosos, pelo menos no que diz respeito à saúde. Segundo um novo estudo, durante a última década, a porcentagem dos americanos que dizem que rezam pela sua saúde aumentou 36%.

Os pesquisadores dizem que a oração aumentou entre as pessoas com boa renda e acesso aos cuidados médicos. Isso significa que as pessoas não estão trocando seguro de saúde pela oração; elas provavelmente utilizam a reza como um complemento e não como um substituto.

Estudos anteriores sugerem que a oração pode melhorar a percepção da saúde física e mental e serve como um amortecedor ou protetor contra a depressão, ansiedade e estresse.

Depois do ataque de 11 de setembro, houve um aumento na frequência religiosa dos Estados Unidos. A maior participação em atividades religiosas após essa data pode explicar em parte o aumento da oração pela saúde.

Segundo os pesquisadores, tem havido uma série de mudanças no mundo nos últimos 15 anos. Embora a participação em atividades religiosas públicas não tenha mantido o nível alto logo após 11 de setembro, parece que as pessoas continuam a participar de atividades religiosas particulares.

Os cientistas analisaram informações do Levantamento Nacional de Saúde americano, que, entre outras questões, perguntou aos participantes se eles oraram por sua saúde no ano passado.

O estudo analisou respostas de mais de 31.000 adultos em 2002 e 23.000 em 2007. Entre 2002 e 2007, o percentual de adultos que oraram por sua saúde aumentou de 43 a 49%. Um estudo anterior descobriu que o percentual de pessoas que oraram por sua saúde em 1999 era de 13,7% (ou seja, um aumento dramático ao longo de 10 anos).

As mulheres tinham mais probabilidade de orar pela saúde do que os homens. Em 2002, 51% das mulheres disseram que oraram por sua saúde em comparação com 34% dos homens. Em 2007, os percentuais eram de 56 versus 40% para mulheres e homens, respectivamente.

Aqueles que tiveram uma piora ou melhora na saúde eram mais propensos a rezar. Isso sugere que as pessoas com uma doença progressiva, ou aqueles que experimentam uma mudança repentina de saúde, são mais propensos a recorrer a oração como uma maneira de lidar com a situação.

Na pesquisa, os que oraram por sua saúde também eram mais propensos a ser afro-americanos, casados e educados além do ensino médio. Por outro lado, os com rendimentos elevados e os que se exercitavam regularmente eram menos propensos a rezar pela saúde.

Segundo os pesquisadores, é importante que os médicos reconheçam que há uma ligação entre espiritualidade e saúde. Eles devem se certificar de que seus pacientes tenham acesso aos recursos que necessitam caso se considerem religiosos ou espirituais. Por exemplo, se o paciente está internado e é religioso, o médico pode se certificar se que há uma capela naquele hospital.

Um estudo de 2006 descobriu que a maioria dos médicos estão dispostos a discutir religião com seus pacientes, mas apenas cerca da metade realmente conhece a fé deles.



Fonte: Hypescience
-------------------

sábado, 28 de maio de 2011

Dica de Música: Michael W Smith - Draw me close (Traga-me para perto)

Traga-me para perto de Você
Nunca me deixe ir
Eu faria tudo de novo
Para ouvir
Você dizer que eu sou seu amigo
Tu és o meu desejo,
Ninguém mais me completa
Por que nada mais pode ocupar o seu lugar
Para sentir o calor de Teu acolhimento
Ajude-me a encontrar o caminho,
traga-me de volta para o Senhor
Você é tudo o que eu quero
Você é tudo que eu sempre precisei
Você é tudo o que eu quero
Ajude-me a saber que Tu estas perto

Pensamento sobre política




"Quando a política
entra no recinto
dos tribunais,
a justiça se retira
por alguma porta."

(François Guizot)

Curitiba cria o bolsa doador de órgãos

Objetivo é aumentar número de doadores

Um projeto que prevê auxílio-funeral para doadores de órgãos e tecidos para transplante será votado na Câmara Municipal de Curitiba na próxima semana. A votação acontece na terça-feira (24), a partir das 14h30, e é uma proposta do vereador Jair Cézar (PSDB). Mais duas emendas que foram anexadas ao texto original entram em votação.

O parlamentar justifica que a proposta é “incentivar o aumento do número de doadores, com o propósito de trazer uma nova esperança aos que estão aguardando na fila por um transplante e que somente será possível através do consentimento de uma população consciente da possibilidade, da necessidade e responsabilidade de, depois da morte, destinar os seus órgãos para salvar vidas”.

Entenderam? O consentimento de uma populaçao consciente da possibilidade, da necessidade e até da responsabilidade (sim, se você não doar será responsável pelas doenças dos outros) de depois da morte destinar os seus órgãos para "salvar vidas". E como se conscientiza o povo brasileiro? Pagando! O bolso doação de órgãos está aí!

O projeto autoriza a criação pela prefeitura do auxílio-funeral de pessoas que, em vida, tenham permitido a doação de seus órgãos e tecidos para transplante. De acordo com o documento, o auxílio será concedido desde que os familiares confirmem a doação em tempo hábil para sua efetivação e comprovem a retirada dos órgãos ou tecidos por laudo médico.

Se os órgãos não forem bons, adeus auxílio funeral. Só doar não basta! Tem que ter qualidade!

Os hospitais, casas de saúde, prontos-socorros e unidades de saúde da Secretaria Municipal de Saúde ficarão obrigados a afixar, em lugar visível, aviso referente ao auxílio-funeral para doadores de órgãos e tecidos corporais para fins de transplante.

Caso o projeto seja aprovado em primeiro e segundo turnos (quarta-feira) e a lei sancionada pelo prefeito, deverá ainda ser regulamentada através de decreto do Executivo.

Que maravilha!! Curitiba agora está comprando seu corpo caso você doe-se com "consciência é claro" e muita responsabilidade. Portanto, cuide da sua saúde para que quando você morrer seus órgãos não sejam rejeitados, caso contrário, você perderá o auxílio funeral, cujo valor ainda não foi definido. Compra de órgãos oficializada pela cidade de Curitiba.


Fonte: Paulo Pavesi em seu blog
----------------------------------------

Scotty McCreery, membro da Primeira Igreja Batista em Garner, na Carolina do Norte foi o vencedor do “American Idol”

Scotty McCreery, de 17 anos, foi o vencedor da décima temporada do “American Idol”. Membro da Primeira Igreja Batista em Garner, no Estado da Carolina do Norte, sua cidade natal, ele derrotou em número de votos do público a concorrente Lauren Alaina, 16, de Rossville, no Estado da Geórgia.

O programa da Sony, de maior audiência nos EUA, recebeu mais de 122 milhões de votos só na final desta quarta-feira.

Com a vitória, o agora “Ídolo Americano” gravará um disco, além de ganhar outros prêmios, e sairá em turnê com os calouros classificados para a fase final – este ano, foram 11 cantores.

Durante suas apresentações, ele aproveitou para promover a campanha “I am Second (Eu sou Segundo)” usando a habitual pulseira. O movimento inspira as pessoas a viverem para Deus e para os outros.

Assista ao vídeo da performance do jovem cantor na final do programa:




Fonte: iGospel
------------------

Tá na Bíblia: sobre confissão de pecados...





“Portanto, confessem
os seus pecados
uns aos outros
e façam oração
uns pelos outros,
para que vocês
sejam curados.
A oração de uma pessoa
obediente a Deus
tem muito poder”.

(Tiago 5.16)

É errado cremar os mortos?

Você pergunta sobre a cremação, se é correto para um cristão ser cremado. A falta de respostas bíblicas em muitas questões desta vida nos deixa em um éter de dúvidas e frustrações. Ficamos como um navegante sem bússola. A segurança do cristão está na Palavra de Deus, não em si mesmo, suas idéias, ou em outros homens. Deus falou. Cabe a nós escutar a Sua Palavra.

Se perdermos isto de vista ficamos como Saul. Ele foi um rei rebelde que queria fazer sua própria vontade. Isto acabou fechando completamente sua comunicação com Deus. "E perguntou Saul ao Senhor, porém o Senhor lhe não respondeu, nem por sonhos, nem por Urim, nem por Profetas. Então disse Saul aos seus criados: Buscai-me uma mulher que tenha o espírito de feiticeira, para que vá a ela e a consulte..." 1 Samuel 28:6,7

Quando não temos de Deus uma resposta clara e inequívoca, acabaremos buscando por alternativas como a consulta aos mortos, que foi o que Saul quis fazer e os espíritas acreditam fazer. E o engano jaz à porta daqueles que foram surdos aos clamores de Deus até chegar ao ponto em que o próprio Deus deixa de responder. Foi a mesma má vontade de escutar a Palavra de Deus que levou os judeus a serem endurecidos em parte, passando a ficar incapazes de ouvir a Palavra de Deus e entendê-la:

(AT 28:26) Vai a este povo e dize-lhe: De ouvido, ouvireis e não entendereis; vendo, vereis e não percebereis.
(AT 28:27) Porquanto o coração deste povo se tornou endurecido; com os ouvidos ouviram tardiamente e fecharam os olhos, para que jamais vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, para que não entendam com o coração, e se convertam, e por mim sejam curados.

Quando se atinge este estado, passamos a ser aqueles que o Senhor descreveu em Mateus:

(MT 15:8) Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
(MT 15:9) E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.

Se você reparar, o Senhor Jesus estava citando Isaías em Is 29. O que antecede isto em Isaías é justamente o Senhor tornando o povo incapaz de entender a Sua palavra, por terem ouvido de mal grado. Estamos prontos a escutar a Palavra de Deus e tê-la como decisiva em toda e qualquer questão? Este é o ponto. A Bíblia não fala nada sobre doação de órgãos, portanto não tenho qualquer problema com isso. Mas ela fala de sepultar mortos (Gn. 15:15) e ela fala de cremação associada a desprezo pelo corpo ou maldição. Não vemos que fosse costume do povo de Deus (os judeus) cremar os corpos e essa prática era vista com horror (Am. 2:1). A cremação só era prescrita como castigo (Js. 7:15).

Minha opinião deve ser formada pela Palavra de Deus. Ou então estarei me considerando mais sábio do que Deus, escolhendo dela o que me convém e rejeitando o que não convém.


Fonte: Mario Persona em O que Respondi
------------------------------------------

Mulher ganha US$ 1 milhão na loteria após seu filho ateu pedir um sinal a Deus

Um filho não-religiosos orou ironicamente a Deus pedindo que sua mãe ganhasse na loteria ficou atordoado depois de testemunhar esse “milagre”

Sal Bentivegna, 28 anos, viu Gloria, sua mãe de 61 anos de idade perder muito dinheiro em um cassino durante uma viagem da família para Atlantic City. Sarcasticamente, disse que mãe deveria ‘pedir ao seu Deus para lhe dar um milhão de dólares “.

Como uma boa católica, ela recusou. Então, o filho deu um passo à frente e orou em meio às máquinas do cassino: “Deus, não sei se você é real ou não, mas se você estiver aí, por favor, faça minha mãe ganhar um milhão de dólares”. E acrescentou: ”Se Jesus deseja que eu acredite nele, é isso o que ele vai fazer.”

Milagrosamente, a senhora Bentivegna ganhou no dia seguinte o primeiro prêmio do Sweet Million, na Loteria de Nova York. Ela receberá US$ 50.000 por ano para os próximos 20 anos. Um grande alívio para essa mãe solteira que vivia com uma pequena pensão, após se aposentar por problemas médicos.

Depois de voltar de Atlantic City, Gloria Bentivegna foi a um evento de caridade de uma igreja em Long Island, NY, onde comprou um bilhete de “raspadinha” chamada Sweet Million. A intervenção aparentemente divina fez com que Sal Bentivegna cumprisse a promessa e se tornasse um cristão.

Ele explica: ‘Vejam só, ela recebeu o dinheiro no dia seguinte. Eu sentei e pensei sobre isso e percebi que as chances disso acontecer eram astronômicas. Não posso negar que Jesus teve alguma participação. Sem trocadilhos, foi um presente de Deus. ”

A senhora Bentivegna, emocionada com o prêmio e a conversão do filho comemora: “ Deus fez dois milagres, verdadeiros milagres.” Ela lembra ainda que no domingo de Páscoa, foi até sua igreja, onde rezou de joelhos por seu filho. ”Eu orei e pedi a Jesus que ajudasse meu filho a acreditar de novo no Senhor. Eu pedia: Deixe que ele veja um milagre acontecer em sua vida.”


Fonte: Agência Pavabews, com informações de MailOnline e New York Post
-------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Luxo, glamour, riqueza, fama? Saiba como viviam os discípulos de Jesus enquanto pregavam o Reino de Deus

Como viveram os discípulos de Jesus? Como se mantinham e se sutentavam?
Tinham uma vida próspera e abundante com luxo, glamour, fama e riquezas?
Pr Ed René Kivitz fala a respeito da vida dos discípulos de Jesus. Assista!

Deus NÃO pode

Deus não pode falar “NÃO” por você, quando você souber que o “NÃO” é a escolha correta.
- Suas escolhas, determinam seu futuro.

Deus não pode afastar seus “amigos” de “balada”.
- Cabe a você decidir com quem quer andar.

Deus não pode impedir que tribulações e lutas te alcancem.
- Impediria de fazer você crescer.

Deus não pode ir contra os princípios que Ele mesmo instituiu.
- Não pode negar a Si mesmo.

Deus não pode retirar do seu “msn” as meninas ou meninos que não contribuem para sua vida e fé.
- É necessário saber onde está meu coração?

Deus não pode retirar do seu celular os contatos que o afastam dEle.
- É uma decisão pessoal e intransferível.

Deus não pode retirar os seus contatos das redes sociais que levam você a pecar.
- O pecado cega! – Faz criar justificativas vazias que nos jogam pra longe de Deus.

Deus não pode estudar por você.
- Ele te capacita e dá entendimento.

Deus não pode entregar currículo por você.
- Ele vai ao seu lado, quando você vai.

Deus não pode abraçar seus pais, irmãos e amigos, como você pode fazer.
- Amar é uma decisão pessoal.

Deus não pode tomar a decisão de sorrir por você.
- O sorriso é uma atitude transformadora.

Deus não pode retirar o seu poder de escolha.
- Seu “destino” é definido pelas suas decisões, hoje.

Deus não pode retirar suas “cartas na manga”.
- “Cartas na manga” são “brinquedos antigos” que insistimos em carregar.

Deus não pode orar por você.
- A oração é seu acesso ao coração de Deus.

Deus não pode jejuar por você.
- Se esvaziar para se encher de Deus, é um posicionamento.

Deus não pode ler a bíblia por você.
- A disciplina da leitura, te aproxima do Criador.

Deus não pode falar com você enquanto seu coração estiver cheio de si mesmo.
- Um coração cheio de si, se torna surdo a voz de Deus.

Deus não pode fazer o que você deve e pode fazer.
- Deus corre em sua direção, desde que, sua vida corra em direção a Ele.



Autor: Junior Della Mea
----------------------------

Pastor mexicano é condenado a 1 ano de prisão por venda de Green Cards falsos

Felipe de Jesus Coronel Pacheco, líder do Ministério Epicentro Onde Nasce a Bendição, em Austin, havia se mudado para San Antônio em meados de 2010.

Em 20 de maio, o pastor evangélico Felipe de Jesus Coronel Pacheco, 55 anos, e seu comparsa Luis Angel Tovar Cisneros, 38 anos, foram condenados a 1 ano de detenção pela acusação de fazer e distribuir “Green Cards” (documento que comprova a residência permanente) falsos. Ambos foram em dezembro do ano passado por agentes do Departamento de Imigração de San Antônio, Texas.

Pacheco, líder religioso do Ministério Epicentro Onde Nasce a Bendição, em Austin, havia se mudado para San Antônio em meados de 2010, segundo documentos na Corte. Os réus, ambos naturais do México, assumiram a culpa referente à acusação de conspirar para manufaturar cartões falsos de residência permanente.

Documentos na Corte indicam que agentes do ICE e policiais deram início à investigação, depois de receberem a denúncia que Cisneros estava vendendo os documentos falsos.

Ambos enfrentavam entre 12 a 18 meses de detenção e o Juiz Fred Biery os condenou a 12 meses e 1 dia de prisão. Cisneros, que vive nos EUA desde 2004, enfrentará a deportação certa e Pacheco, que possui o Green Card, pode também ser deportado.

Quando aplicou para a cidadania, o pastor indicou em sua aplicação que nunca havia sido preso posteriormente ou acusado de qualquer delito, entretanto, ele já havia sido preso por dirigir alcoolizado e enfrentou acusações relacionadas às drogas na década de 80. O juiz o repreendeu por não praticar aquilo que ele pregava e por mentir. “Isso não é hipocrisia?”

“Este foi o erro mais grave que cometi”, respondeu Pacheco, que seria mesas em restaurantes quando não estava no púlpito pregando para sua congregação. “Sinto-me muito mal por prejudicar o país que me deu de comer, estudar e trabalhar”.

Durante 5 meses, agentes do ICE encomendaram documentos falsos a Cisneros por US$ 160 e, secretamente, observaram ele os obtendo de Pacheco. Após vasculhar a residência dos suspeitos, os agentes encontraram Green Cards falsos, 1 máquina de plastificar, computadores e impressoras.

O assistente de Promotoria Pública, Bill Baumann, disse ao juiz que os réus venderam 5 conjuntos de documentos aos agentes, mas que eles admitiram ter vendido entre 60 e 100 documentos ao todo.


Fonte: Brazilian Voice
----------------------------

Por quê Igrejas Presbiterianas pelo mundo estão aceitando pastores homossexuais?

Para ele essa atitude é resultado de uma igreja que considera a Bíblia como um livro antigo e passou a abrir espaço para a cultura moderna.

Duas denominações presbiterianas acabam de decidir no plenário de suas Assembléias Gerais que homossexuais praticantes podem ser pastores nas igrejas delas.

A primeira foi a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos da América (PCUSA). Veja a notícia aqui:

Igreja Presbiteriana dos EUA permite ministros homossexuais

E ontem, foi a vez da Igreja Presbiteriana da Escócia. Veja a notícia aqui:

Church of Scotland votes on gay ministers

Estas resoluções foram tomadas depois de muitos anos de conflitos internos e discussões teológicas. E em ambas as igrejas, o voto passou com uma maioria apertada. Os pastores, presbíteros, diáconos e membros destas denominações que discordam da decisão, e que por muito tempo lutaram para que ela não fosse aprovada, enfrentam agora o dilema de saber qual é a coisa correta a fazer. Com certeza, muitos sairão para outras denominações ou para formar novas igrejas; outros, ainda, permanecerão na esperança de que um dia as coisas mudem.

A pergunta que não quer calar é como igrejas de origem reformada, que um dia aceitaram as confissões de fé históricas e adotaram os lemas da Reforma, especialmente o Sola Scriptura, chegaram a este ponto? Em minha opinião, o que está acontecendo hoje é o resultado lógico e final da conjunção de três fatores: a teologia liberal que foi aceita por estas igrejas, a conseqüente rejeição da autoridade infalível da Bíblia e a adoção dos rumos da sociedade moderna como norma.

O processo pelo qual estas denominações passaram, uma na Europa e outra nos Estados Unidos, é similar. As etapas vencidas são as mesmas. Primeiro, em algum momento de sua história, em meados dos séculos XIX, o método crítico de interpretação da Bíblia passou a ser o método dominante nos seminários e universidades teológicas destas denominações. Boa parte dos pastores formados nestas instituições saíram delas convencidos que a Bíblia contém erros de toda sorte e que reflete, em tudo, o vezo cultural de sua época. Para eles, os relatos bíblicos dos milagres são um reflexo da fé dos judeus e dos primeiros cristãos expresso em linguagem mitológica e lendária (veja aqui um post sobre liberalismo teológico).

Segundo, uma vez que a Bíblia não poderia ser mais considerada como o referencial absoluto em matérias de fé e prática, devido ao seu condicionamento às culturas orientais antigas e patriarcais, estas denominações aos poucos foram adotando as mudanças culturais e a direção da sociedade moderna como referência para suas práticas.

Terceiro, com a erosão da autoridade bíblica e o estabelecimento da cultura moderna como referencial, não tardou para que estas igrejas rejeitassem o ensinamento bíblico de que somente homens cristãos qualificados deveriam exercer a liderança nas igrejas e passaram a ordenar mulheres como pastoras e presbíteras. As passagens bíblicas que impõem restrições ao exercício da autoridade por parte da mulher nas igrejas foram consideradas como sendo a visão patriarcal dos autores bíblicos, e que não cabia mais na sociedade moderna (veja aqui uma matéria deste blog sobre ordenação feminina).

O passo seguinte foi usar o mesmo argumento quanto ao homossexualismo: as passagens bíblicas que tratam as relações homossexuais como desvio do padrão de Deus e, portanto, pecado, foram igualmente rejeitadas como sendo fruto do pensamento retrógrado, machista e preconceituoso dos autores da Bíblia, seguindo a tendência das culturas em que viviam. A igreja cristã moderna, de acordo com este pensamento, vive num novo tempo, onde o homossexualismo é comum e aceito pelas sociedades, inclusive com a aprovação do Estado para a união homossexual e benefícios decorrentes dela.

E o resultado não poderia ser outro. O único obstáculo para que uma igreja que se diz cristã aceite o homossexualismo como uma prática normal é o conceito de que a Bíblia é a Palavra de Deus, inerrante e infalível única regra de fé e prática para o povo de Deus. Uma vez que esta barreira foi derrubada - e a marreta usada para isto sempre é o método crítico e o liberalismo teológico - não há realmente mais limites que sejam defensáveis. Pois mesmo os argumentos não teológicos, como a não procriação em uniões homossexuais e a anormalidade anatômica e fisiológica da sodomia, acabam se mostrando ineficazes diante do relativismo da cultura moderna. E as igrejas que abandonaram a autoridade infalível da Palavra de Deus acabam capitulando aos argumentos culturais.

Nem todos os que adotam o método crítico são favoráveis ao homossexualismo. E nem todos liberais são a favor da homossexualidade. Mas espero que as decisões destas duas igrejas, que têm em comum a adoção deste método e a aceitação do liberalismo teológico, sirvam como reflexão para os que se sentem encantados com o apelo ao academicismo e intelectualismo da hermenêutica e da teologia liberais.

Veja o artigo relacionado:

Gays e Lésbicas praticantes agora podem ser ministros do Evangelho na Igrejas Luterana Americana

Fonte: Rev Augustus Nicodemus Lopes em O Tempora O Mores
--------------------------------------------------------------------

Todo o meu apoio e defesa às idéias do ‘pastor herege’

Num país com cada vez mais políticos ligados a denominações religiosas e, não só isso, também empresas – a maioria de comunicação – ligadas a igrejas, com o intuito não de evangelizar, no sentido mais clássico da palavra, mas, sobretudo, com a vontade de impor um estilo de vida e conceitos que, no Século XV, a Reforma Protestante combateu e agora, num processo antropofágico, parecem estar sendo devorados justamente por quem hoje deveria representá-los, eis que surge um “pastor herege”, Ricardo Gondim, líder da Igreja Betesda e mestre em teologia pela Universidade Metodista, com a seguinte pérola de razão iluminista e laica: “Deus me livre de um Brasil evangélico”.

A frase, dita por representante de uma igreja cujo primórdio é o Protestantismo, não é singular somente pelo seu efeito literário, do uso do “Deus me livre” em contraposição ao “Brasil evangélico”. É, de fato, uma frase que se aproxima de seu sentido literal e, acredito, nem mesmo um ateu se negaria a concordar com ela. Como “Deus me livre”, neste caso, significa “tenho medo”, “não desejaria” ou “seria uma tragédia”, a sentença do “pastor herege” engloba a periculosidade que se transformou o discurso neopentecostal, tacanho e opressivo, capaz de subverter o valor máximo que todas as sociedades progressistas devem defender, que é o da liberdade, com democracia e pluralidade.

O discurso de Ricardo Gondim é, em certa medida, otimista. Em sua visão, ao mesmo tempo em que cresce em números, o movimento evangélico perde sua capacidade de influência, baseado numa cegueira coletiva. “Quanto mais crescem (...) o rigor doutrinário e os valores típicos dos pequenos grupos se dispersam, e os evangélicos ficam mais próximos do perfil religioso típico do brasileiro”, avalia Gondim, em entrevista à revista Carta Capital. Ao completar sua análise, ele define o perfil religioso do brasileiro como “extremamente eclético e ecumênico”. E sentencia: “Pela primeira vez, temos evangélicos que pertencem também a comunidades católicas ou espíritas”. Algo como um “evangelicalismo popular”, nos moldes do catolicismo popular, e em evangélicos não praticantes, o que não existia até pouco tempo atrás.

Mesmo com o suposto enfraquecimento dos fiéis, não significa que o Brasil está livre deste mal (sim, é um mal, e dos grandes). Como coloca o “pastor herege”, o projeto de visão neopentecostal impõe não só a espiritualidade, mas toda a cultura, estética e cosmovisão do mundo evangélico. “Seria a talebanização do Brasil”, pontua. E deixa claro que este movimento se expande com a proposta de ser a maioria, para poder cada vez mais definir o rumo das eleições e, quem sabe, escolher o presidente da República. “Isso fica muito claro no projeto da Igreja Universal. O objetivo de ter o pastor no Congresso, nas instâncias de poder, é o de facilitar a expansão da igreja”, avalia.

O maior benefício do discurso de Ricardo Gondim é que ele não fala para ateus, que, por natureza ideológica, são críticos à invasão religiosa nos meios laicos. Mas trata de laicismo aos crentes, que, sem dúvida, são a maioria da população. E, como um pastor, Ricardo Gondim não sugere aos cristãos afastamento de seus valores espirituais, mas pondera, de forma sóbria, o espaço da Igreja e do Estado. Ao se dizer a favor do casamento entre homossexuais, o “pastor herege” destaca que “minhas convicções de fé não podem influenciar, tampouco atropelar o direito de outros; temos de respeitar as necessidades e aspirações que surgem a partir de outra realidade social”. E pontua: “Tenho minhas posições contra a promiscuidade, que considero ruim para as relações humanas, mas isso não tem uma relação entrevista com a homossexualidade ou heterossexualidade”.

As palavras de Gondim são um alento num país dominado por discursos que flertam com o fascismo. Ninguém está imune aos perigos do neopentecostalismo. Sua visão errática e distorcida, lendo a Bíblia como um “manual de instruções”, está entranhada em meios de grande influência. Os crentes, sobretudo os cristãos, sabedores dos limites políticos e sociais de sua fé, devem apoiar Ricardo Gondim, o “pastor herege”, que, de fato, sabe fazer a ponte entre as demandas atuais da sociedade e o que há de bom no Cristianismo.


Fonte: Erich Vallim Vicente em A Tribuna
------------------------------------------------

Opinião: Pr. João Flávio Martinez sobre o G12

"O G12 carrega em seu bojo muitas doutrinas controvertidas e nada ortodoxas, e isso para mim é um problema sério. Diante disso, poderíamos definir esse movimento como um movimento cheio de boas intenções, entretanto não podemos nos esquecer que de boas intenções o inferno está cheio! Pastor nenhum tem o direito de tirar a liberdade particular de cada cristão. Eu, como ministro do evangelho, posso orientar, mas nunca exigir e obrigar; o domínio mental sobre o discípulo é uma atitude anticristã e totalmente sem respaldo bíblico! Temos visto muitas igrejas se esfacelarem devido a esse movimento, pastores sendo depostos, muita confusão e um certo ambiente propício para que muitas heresias frutifiquem. Geralmente o líder de células possui pouco conhecimento teológico."

(Pr. João Flávio Martinez)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

A vida de extravagâncias da Irmã Dulce

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. Este era o nome de batismo da Irmã Dulce.

Transformou sua casa em centro de atendimento a necessitados.

Foi ordenada freira e recebeu o nome de Dulce em homenagem a sua mãe.

Mesmo tendo como missão primeira o exercício de ensinar como professora em Salvador - BA, irmã Dulce trilhou o caminho do amor e da solidariedade dando assistência às comunidades carentes, preconizando assim suas atividades principais em suas obras sociais.

Em 1936, ela fundou a União Operária São Francisco.

Chegou a invadir cinco casas na Ilha dos Ratos para abrigar pessoas doentes, recolhidas nas ruas.

Naturalmente, como era de se esperar, irmã Dulce foi expulsa com seus flagelados e deu início a uma peregrinação de 10 anos, ocupando temporariamente diversos lugares até que com muito trabalho e perseverança, conseguiu transformar um galinheiro do Convento de Santo Antônio em albergue, que mais tarde passou a ser o Hospital de Santo Antônio, um centro de atendimento social e educacional que continua atendendo carentes até hoje.

Irmã Dulce morreu em 1992, mas sua obra e seu trabalho continuam ecoando até os dias de hoje, ajudando os mais necessitados do Brasil.

Agora, Irmã Dulce será beatificada. Será tratada como santa.

Santa ela já era estando viva!

Ela cumpriu o ide de Jesus e certamente receberá seu galardão.

Irmã Dulce é inspiração para mim e retumba em nossos ouvidos com sua obra e exemplo exatamente o que deveríamos ser.

Ela não se preocupava com visibilidade. Não se importava com banalidades advindas das vaidades humanas e com “pouca” força fez mais do que milhões de nós ousamos fazer até o dia de hoje.

Irmã Dulce é um grande exemplo de ser humano.

Que cada um de nós evangélicos, pense bem antes de abrir a boca pra tecer qualquer comentário pejorativo acerta da madre que foi santa aos olhos de Deus.

O Vaticano, que dará o título de santa para querida e saudosa Dulce, o fará de forma humana e pertinente aos seus dogmas, porém, segundo a palavra de Deus que diz que devemos amar ao próximo como a nós mesmos e em conformidade com a vida exemplar dela, acredito que santa ela já era há muito tempo aos olhos do Pai.

Parabéns aos irmãos católicos que foram presenteados com um ser humano tão especial como Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, que resumidamente pode ser chamada de irmã Dulce, uma santa mulher, um anjo bom.

Que Deus continue levantando gente assim, independente do credo ou filosofia, pois Ele está à procura de verdadeiros adoradores.

Sejamos santos também e façamos o bem a quem precisa.

"Eu sou o Senhor vosso Deus; portanto vós vos consagrareis, e sereis santos, porque eu sou santo" (Levítico 11:44).

Pense nisso – seja feliz.


Fonte: Rogério Bitencourt em seu Blog
--------------------------------------

Carta Aberta de Ricardo Gondim

Minhas coragens não tão corajosas

Tornei-me alvo de todos os crivos. Depois de devidamente rotulado, sinto-me dissecado, espiritual, moral e psicanaliticamente. Pessoas que não me veem há décadas, se sentem com liberdade de diagnosticar o que “vem acontecendo com o Gondim”. Não há como negar que me sinto incômodo com achômetros.

Faltam-me argumentos. Como explicar que não perdi a fé, que não apostatei, que não estou na ladeira do inferno e que não sou um Belzebu? Diante de juízos subjetivos, melhor calar. Não vale sequer lembrar que a tarefa de separar trigo e joio, sempre delicada, Deus reservou aos anjos e, ainda assim, para o fim dos tempos. Como justificar-me diante da presunção de que não há outro caminho para a espiritualidade que não seja o pacotão doutrinário, que os evangélicos se consideram legítimos guardiões?

Um rapaz de apenas 24 anos mandou-me uma mensagem insolente, mal educada. Notei que ele era apenas dois anos mais velho que o Pedro, meu filho. A princípio, meu estômago embrulhou; depois, uma leve taquicardia fez meu coração perder o ritmo. Logo, porém, pensei no futuro do jovem. Onde ele estará com a minha idade? Acalmei. E supliquei a Deus por sua alma.

Os dias são bicudos. Mas não vou fragilizar-me diante de algozes, ainda noviços na arte de difamar e enxovalhar. Não darei o privilégio de verem as lágrimas que derramo por escolher um caminho acidentado. Meus soluços, conhecem Deus, meu travesseiro e minha mulher. Permanecerei altivo em minhas colocações. Não, não me considero uma encarnação de Quixote. Minha altivez esconde o homem claudicante, fraco mesmo. Mas, à minha fraqueza, fiquem certos senhores e senhoras da reta doutrina, vocês nunca terão o privilégio de acessar.

Estou consciente de que devo explicações. Entretanto, antes de explicar-me, acredito que eu tenho que dar satisfações. Mas, dar satisfações a quem? Primeiro, à minha própria consciência. Devo trancar a porta do banheiro e, sozinho, olhar o que me espreita de dentro do espelho, e perguntar: “Aonde você quer chegar, cara?”. Beirando os 60, eu deveria já preparar-me para uma aposentadoria tranquila (eu sei que alguns torcem por isso). "Por que o risco de posicionar-se no que só traz prejuízo pessoal? Por que deixar as costas à mercê de quem maneja bem os punhais?". Respondo ao velhote que mira os meus olhos de dentro do espelho: “Faço o que faço pelo simples fato de querer ser coerente e honesto comigo mesmo e com Deus, que ergueu um tabernáculo em meu coração”.

Sei que é inútil o que vou dizer. Mesmo assim digo: Não desejo holofotes; eu já os tive. Não surfo no oportunismo midiático, em busca dos prosaicos quinze minutos de fama; eu sei azeitar um discurso pequeno-burguês e ganhar o favor de quem patrocina aventuras caríssimas na televisão. Conheço bem os truques do peleguismo religioso. Caminho nos corredores, sacristias e bastidores do meio desde a adolescência. Só que não consigo mais respirar esse ar viciado.

Por que falar em direitos civis de homossexuais? Pelo simples fato lembrar-me de Niemöller, o pastor luterano que bem expressou a passividade de sua geração quando a justiça foi pisoteada pelos nazistas: "Quando vieram atrás dos judeus, calei-me, pois não era um deles; quando vieram prender os comunistas, silenciei, eis que não era comunista; quando vieram em busca dos sindicalistas, calei-me, pois eu não era sindicalista; depois, vieram me prender, não havia mais ninguém para protestar e ninguém disse nada".

Não levanto a bandeira homossexual. Ela não é minha, eu não sou homossexual. Levando o estandarte do direito. Ele diz respeito não só aos homossexuais, mas aos religiosos, aos ateus, aos ciganos, aos deficientes. Quando a lei protege um segmento da sociedade, acaba por alcançar os que não fazem parte daquele segmento. Por que insisto em fazê-lo? Porque acredito que Jesus, o meu senhor e salvador, o faria.

Sim, concordo, tenho que dar explicações. Mas a quem? Devo explicações aos que acompanham as mudanças milimétricas que venho fazendo ao longo dos anos; pessoas que entendem as articulações que brotam de meus neurônios racionais e de minhas entranhas espirituais. Tenho certeza que elas se surpreenderiam se eu respondesse qualquer coisa diferente do que veio na entrevista. Prego todos os domingos e disponibilizo as mensagens na www.tvbetesda.com.br . Escrevo em um site/blog www.ricardogondim.com.br . Publiquei diversos livros. Meus pensamentos estão espalhados por aí. Meus parceiros não se assustaram com nada do que eu disse à Carta Capital. Pelo contrário, celebraram a oportunidade que tivemos de comunicar os valores do reino para outros que não fazem parte do movimento evangélico.

Por último, um hábil escritor sugeriu que eu estou em crise de fé. Eu sei que ele confunde fé com a aceitação da doutrina calvinista. Devo responder-lhe que tomo sua insinuação como insulto, mero xingamento. Reconheço, igualmente, que os rótulos de estar alinhando ao teísmo aberto, de ser liberal, humanista, ateu, para mim, não passam de simplificações de quem desejava calar-me. Alguns intuíram que seus discursos já não se sustentam diante da realidade concreta das pessoas, por isso, buscam desqualificar-me. Deixo claro: não retrocederei, mesmo xingado. Não há como voltar; puxei um novelo de significados e sentidos e estou fascinado com os fios. Cada nova descoberta me leva para mais perto de mim, do meu próximo e de Deus. Agora vou até o fim.

Soli Deo Gloria


Fonte: Ricardo Gondim em seu site
-------------------------------------

Benefícios que a cranberry traz para a saúde

Um estudo divulgado recentemente pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, mostrou que o consumo diário de produtos à base de Cranberry, ao longo de um ano, reduz em 35% os casos de infecções urinárias, como a cistite causada por germes oriundos do nosso trato intestinal. Homens, mulheres e crianças estão sujeitos à doença, porém ela se concentra mais nas mulheres por conta das características anatômicas femininas.

A cranberry é uma fruta pequena, de cor vermelho escuro, nativa do leste da América do Norte. Existem dois tipos do fruto cranberry: Vaccinium oxycoccos e Vaccinium macrocarpon. No Brasil a fruta é chamada de oxicoco, porém ainda é pouco popular.

Saúde Bucal

De acordo com as especialistas, a cranberry apresenta ainda propriedade de inibir a colonização bacteriana na superfície dentária. Este processo está relacionado ao desenvolvimento da placa dental e, conseqüentemente ao desenvolvimento de cáries e doenças periodontais.

Colesterol

A cranberry é rica em flavonóides, como quercetina e mirecetina, que apresentam propriedades antioxidantes. Estudos demonstram que a inclusão do suco de cranberry na dieta reduz a oxidação do LDL- colesterol e promove aumento dos níveis de HDL - colesterol. Este efeito demonstra sua ação positiva na prevenção de doenças cardiovasculares, o que torna a cranberry uma fruta aliada à saúde do coração.

Envelhecimento

A cranberry é rica em antocianinas, proantocianidinas e vitamina C, que apresentam potente ação antioxidante, combatendo os radicais livres e retardando o envelhecimento precoce da pele.

Câncer

A antocianina é um potente antioxidante presente na cranberry, que auxilia no combate aos radicais livres, moléculas altamente reativas, que quando em contato com nossas células podem ocasionar o surgimento de tumores. Estudos demonstram que o cranberry atua na prevenção, principalmente, do câncer de mama.

Úlceras Pépticas

Os casos de úlceras pépticas estão aumentando constantemente, em alguns destes, seu desenvolvimento ocorre pela infecção da bactéria Helicobacter pylori. Estudos demonstram que o suco de cranberry pode auxiliar na prevenção, pois é capaz de inibir a adesão e proliferação do H. pylori no epitélio gástrico.

Cérebro

Estudos demonstram ainda que a cranberry atua na proteção das células cerebrais contra danos causados por radicais livres e perda das funções cognitivas. Portanto, a cranberry auxilia na prevenção do Mal de Alzheimer, já que é rica em compostos bioativos que protegem contra a degeneração de neurônios.

Ácido úrico

Dados da literatura também apontam que o consumo do suco reduz a concentração urinária de ácido úrico, bem como os níveis plasmáticos, ou seja, ácido úrico sanguíneo.


Fonte: Divirta-se uai
---------------------

Pastor Silas Malafaia pede para que membros boicotem comemorações do Centenário promovidas pela CGADB

Em seu programa ele pede para os pastores só participarem das comemorações que acontecerão entre os dias 16 e 18 de junho.

O pastor Silas Malafaia volta a usar seu programa para denunciar as intenções da Convenção Geral das Assembleia de Deus do Brasil (CGADB) e também da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), que estão organizando eventos paralelos ao da Igreja Assembleia de Deus do Belém que completa 100 no próximo mês.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo lembrou que a igreja presidida pelo pastor Samuel Câmara é a única igreja das ADs que está completando 100 anos.

O problema é que a CGADB está organizando eventos uma semana antes da programação oficial, para Malafaia o objetivo da convenção geral é atrapalhar os eventos oficiais com o sentimento movido por interesses políticos.

Aos membros e pastores da Igreja no estado do Pará, o pastor Silas Malafaia mandou um recado pedindo para que eles só participem da programação que acontecerá entre os dias 16 e 18 de junho. Que são os eventos oficiais.

“Não participe dessa baixaria nojenta, esses homens não honram a igreja, honram seus cargos,” disse o apresentador do Vitória em Cristo.

Além do ex-vice-presidente da CGADB os vereadores da cidade de Belém também se manifestaram contra a convenção emitindo na semana passada uma nota de repúdio, condenando a atitude de criar eventos paralelos para impedir os membros e líderes de participarem do evento oficial.


Fonte: Gospel Prime
---------------------

Erros ortográficos do cotidiano...



"Não aceito propaganda de opções sexuais", afirma presidente Dilma Rousseff sobre kit anti-homofobia

A presidente Dilma Rousseff criticou o kit Escola sem Homofobia, também chamado de kit anti-homofobia e kit gay, na manhã desta quinta-feira (26). Ela disse que assistiu a um dos vídeos e não gostou do seu conteúdo.

A presidente Dilma Rousseff criticou o kit Escola sem Homofobia, também chamado de kit anti-homofobia e kit gay, na manhã desta quinta-feira (26). Ela disse que assistiu a um dos vídeos e não gostou do seu conteúdo.

"Não aceito propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas", afirmou em cerimônia no Palácio do Planalto. A presidente disse, ainda, que o governo defende a luta contra práticas homofóbicas. “O governo pode, sim, ensinar que é necessário respeitar a diferença e que você não pode exercer práticas violentas contra os diferentes.”

Segundo a presidente, a situação está em estudo: “É uma questão que o governo vai revisar, não haverá autorização para esse tipo de política de defesa A, B ou C. Agora, lutamos contra a homofobia”.

Kit gay fica no armário

Depois da pressão da bancada evangélica e de grupos católicos do Congresso e das ameaças dos parlamentares desses grupos de apoiar investigações sobre o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, o governo federal decidiu suspender a produção e a distribuição do kit anti-homofobia, que estava em planejamento no Ministério da Educação. Segundo o governo, todo o material do governo que se refira a "costumes" passará por uma consulta aos setores interessados da sociedade antes de serem publicados ou divulgados.

A pressão dos parlamentares dos grupos de evangélicos e católicos foi feita com ameaças de convocar o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci para esclarecer a multiplicação do seu patrimônio e de pedir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) na área da educação por causa do projeto do material que seria distribuído às escolas para promover a diversidade. O governo nega que esse tenha sido o motivo do cancelamento.

Veja a entrevista da presidente Dilma Rousseff, clicando aqui.


Fonte: UOL
--------------

Agora o “Fim do Mundo” de Harold Camping será em 21 de outubro de 2011

Desacreditado pregador apocalíptico Harold Camping respondeu sobre a sua previsão errada de Arrebatamento e Fim do Mundo, nesta segunda-feira, dizendo que o julgamento veio espiritualmente em 21 de maio e que 21 de outubro é a data real da destruição de todo o mundo.

Embora ele tenha errado, Camping insistiu em sua declaração pública de que suas previsões têm sido certas o tempo todo, só que a sua interpretação foi mais literal, quando deveria ter sido espiritual. Ele falava segunda-feira da sede do Family Radio, em Oakland, Califórnia, em um "Fórum Aberto," que foi transmitida ao vivo pela rádio.

“Em 21 de maio, este fim de semana passado, aí é onde o aspecto espiritual disso realmente vem passando. Novamente Deus trouxe julgamento sobre o mundo. Não vejo nenhuma diferença, mas Deus trouxe o Dia do Julgamento de se incidir por todo o mundo. Todo mundo está sob o Dia do Julgamento e vai continuar mesmo até 21 de outubro de 2011 e nesse tempo, todo o mundo será destruído,” disse o presidente da Rádio da Família.

Durante seu discurso de segunda-feira, Camping, 89 anos, defendeu fortemente a exatidão de todas as suas previsões anteriores do Dia do Julgamento.

Ele detalhou cada uma de suas previsões, dizendo que elas foram todas cumpridas: 21 de maio de 1988, veio o juízo sobre as Igrejas; 07 de setembro de 1994, o julgamento prosseguiu nas Igrejas e, depois, em 21 de maio de 2011, veio o juízo sobre o mundo inteiro .

"Nós não estamos alterando as datas, no final das contas. Estamos apenas olhando para elas um pouco mais espiritualmente, mas não vai ser espiritual em 21 de outubro, porque a Bíblia ensina que o mundo será destruído totalmente. Mas vai ser muito rápido," disse Camping.



Fonte: Christian Post
---------------------------

Ignorância

Ignorância é não conseguir encantar-se com o belo;
é abraçar a feiura como desculpa para não ser excelente.

Ignorância é fugir da verdade;
é enrolar-se nas teias da mentira para não ser notado nu como se é.

Ignorância é deturpar palavras e ideias;
produzir o caos para não precisar manter a ordem.

Ignorância é a falsa humildade que esconde
sob o manto tosco da miséria seu gritante desejo de riquezas.

Ignorância é a "coragem" dos anônimos virtuais
que utilizam a blogosfera para destilar seu veneno.

Ignorância é ler sem paixão,
pensar sem originalidade e escrever sem alma.

Ignorância é a duvidosa "virtude" da contradição:
gente que troca de teologia como quem troca de camisa.

Ignorância é usar a aparência como mecanismo de afirmação,
alargando ainda mais a distância entre ética e estética.

Ignorância é quando a espiritualidade mercantilista "usa" Deus para satisfazer
mediocridades de uma adolescência evangélica nunca amadurecida.

Ignorância é tudo que enoja, embrutece,
amarga, neurotiza, enfraquece, enraivece, morde...

Que Deus nos ajude a domesticar a ignorância que nos habita.
Pensou que era com os outros?

Talvez venha daí a nossa ignorância...
Da irritante mania de jogar a culpa nos outros.



Fonte: Alan Brizotti em seu blog
-------------------------------

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Médico pode perder licença após receitar ‘Jesus’ a paciente

Um médico da família em Margate (Inglaterra) está sendo investigado após ter “receitado Jesus” a um paciente de 24 anos. A mãe do paciente levou o caso ao Conselho Médico Geral do Reino Unido, e Richard Scott pode perder a licença para exercer a medicina.

Segundo a imprensa britânica, quando a mãe perguntou ao jovem sobre a consulta, o paciente respondeu: “Ele disse apenas que preciso de Jesus”. A mulher ficou furiosa e denunciou Richard. Segundo ela, o médico não atendeu o filho como profissional, mas sim como um pregador.

O paciente, descrito como “no cio e precisando de ajuda”, foi criado em outra fé.

Richard, que tem 28 anos de profissão, defendeu-se, afirmando ter falado de religião apenas ao fim da consulta e com o consentimento do paciente. O médico disse estar sendo vítima de uma onda politicamente correta no Reino Unido que inibe que as pessoas exprimam sua fé no ambiente de trabalho.

“Em nenhum momento o paciente se mostrou ofendido ou que gostaria de interromper a conversa. Caso contrário, eu interromperia imediatamente a conversa”, declarou Richard, que já foi missionário cristão.

Conselho Médico Geral diz que toda consulta não deve ter qualquer conotação religiosa.


Fonte: Page Not Found
-----------------------

Pensamento

“Nada que não seja decorrente do amor pessoal a Cristo e da comunhão com Ele pode ter algum valor. Podemos saber de cor as escrituras, pregar com eloquência e fluência considerável, com uma fluidez que as pessoas podem facilmente até confundir com poder de Deus. Mas não devemos nos enganar, se nossos corações não beberem profundamente da fonte principal, se o que nos incentiva não é o amor de Cristo que brota de uma realidade prática, o resultado de tudo isso será algo fugaz, passageiro!”

(Charles Henry Mackintosh)

Presidente Dilma Rousseff suspende 'kit gay' após protesto da bancada evangélica

A presidente Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira a suspensão da produção e distribuição do kit anti-homofobia em planejamento no Ministério da Educação, e definiu que todo material do governo que se refira a "costumes" passe por uma consulta aos setores interessados da sociedade antes de serem publicados ou divulgados.

Segundo o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral), Dilma considerou o material do MEC "inadequado" e o vídeo "impróprio para seu objetivo".

A manifestação ocorreu na esteira de uma reunião de Carvalho com a bancada evangélica da Câmara. O grupo de parlamentares chegou a ameaçar o governo com obstrução da pauta no Congresso, colaborar com assinaturas para convocar o ministro Antonio Palocci (Casa Civil) a se explicar sobre sua evolução patrimonial e propor uma CPI para investigar o MEC.

Ontem, no plenário, o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) chegou a pedir a demissão do ministro da Educação, Fernando Haddad. Na semana passada, o mesmo Garotinho, que é vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica, afirmou que a bancada evangélica, composta por 74 deputados, não votaria "nada", nenhum projeto na Câmara, até que o governo recolhesse os vídeos anti-homofobia.

Mesmo depois das declarações do Planalto, Gilberto Carvalho afirmou que não há "toma lá, dá cá" entre o governo e a bancada evangélica na questão do kit e da convocação de Palocci.

O MEC nega que o kit e os vídeos que vazaram na internet tenham sido aprovados pelo ministério. Eles teriam sido produzidos por ONGs que prestam serviços à pasta e estariam em avaliação.

Os deputados da bancada evangélica afirmam que os vídeos e a cartilha anti-homofobia "são um estímulo ao homossexualismo".

"Mostramos ao ministro Gilberto Carvalho que é virulenta a maneira como o material está sendo aplicado", disse o ex-governador do Rio.

Veja abaixo alguns dos vídeos que estavam em fase de análise pelo MEC, para possível inserção no kit anti-homofobia:








Fonte: Folha
----------------

Pregação da palavra, uma necessidade abandonada

Vivemos hoje tempos difíceis, tempos que se levantam contra a Verdade de Deus, tempos que tentam relativizá-la ou até destruí-la. O mais estarrecedor é que esta calamidade também ocorre dentro dos espaços que são identificados como evangélicos. E dentre as muitas oposições mencionadas destacam-se: relativização da Lei de Deus, amenização do pecado, desfiguração da teologia, descaracterização do culto e a descentralização de Cristo em nossa vida. Isso, todavia, não surpreende, uma vez que o mundo está sob o controle do maligno ou, como afirma João, jaz no maligno. Tal expressão significa dizer que o presente século encontra-se no regaço de Satanás para cumprir os seus maus desígnios para impregnar o coração do homem de pecado e, conseqüentemente, impregná-lo da morte (que significa separação de Deus). É triste perceber que muitas igrejas estão habitadas por cadáveres que estão amoldados à cobiça da carne, cobiça dos olhos e à soberba da vida.

Neste contexto nefasto surge uma pergunta: qual a solução para esta situação? Como combater o secularismo que destrói o mundo e enfraquece o rebanho? A solução encontra-se na defesa e na pregação das Verdades imutáveis do Senhor Deus contidas nas Sagradas Escrituras, pois somente assim perceberemos quem, de fato, é do Senhor, e quem não é. Somente a divulgação, obediência e vivência das Escrituras proporcionará a saúde do rebanho e o contraste com o mundo de Satanás.

Foi exatamente isso que Paulo alertou ao seu filho na fé, Timóteo, quando escreveu: "Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério." (2 Tm 4: 1 5).

Esse poderoso texto, escrito pouco antes do martírio do apóstolo, mostra-nos três aspectos da pregação da Palavra diante do mundo:

1) Trata-se de uma exortação importantíssima. A ordem de Paulo é solene quando apela para o que mais tinha de precioso em sua fé. Primeiro o próprio Deus Pai Todo-Poderoso, seguido de seu Filho Jesus, o grande Juiz que a todos julgará no dia da manifestação e, por fim, o próprio Reino onde Paulo habitava e trabalhava como servo. A exortação traz um tom extremamente solene na expressão "conjuro-te", termo que significa "testemunho-te". Aqui encontramos o velho apóstolo lançando o olhar para a sua própria vida descrita a seguir quando diz: "Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, e o tempo da minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda." Em outras palavras, a exortação apostólica começa dizendo: "com base no meu testemunho diante de Deus, seu Filho e o Reino: prega a Palavra!"

2) Trata-se de uma prática contra o paganismo. Paulo mostra a necessidade dessa pregação que deve ser insistente (significado de "insta"), deve ser em qualquer momento e deve atingir a integralidade do ser (significado de "corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina"). Os tempos seriam difíceis quando muitos, dentro da igreja, não ergueriam mais a Lei divina e, em seu lugar, colocariam fábulas que satisfizessem à cobiça. É nesse sentido que o apego inegociável à Palavra deve ocorrer. Nada pode ofuscar aquilo que Deus nos deixou como sua bendita e perfeita vontade. Nada, por menor e aparentemente inofensivo que pareça, pode encontrar morada em nosso coração e, conseqüentemente, na igreja. Tudo deve passar pelo crivo das Escrituras. Essa argumentação final não apenas exorta a vivência, mas o cumprimento do serviço dado por Deus, que no texto foi traduzido por ministério.

3) Trata-se de um contraste para com os traidores. Não basta apenas pregar essa Palavra, mas vivê-la totalmente. Como vimos no primeiro ponto, o próprio apóstolo evoca o seu testemunho, e agora encoraja Timóteo a demonstrar o seu. Não podemos tratar a Palavra como profissionais, mas como viventes cheios de temor e tremor, cheios de compromisso, cheios de amor.

Em suma, a célebre exortação de Paulo a Timóteo, feita solenemente, baseia-se na própria vida do apóstolo, no poder de Deus, na majestade de Cristo, na existência de seu Reino, na necessidade de se combater os mundanos, e no resultado pessoal que faz de nós sóbrios e trabalhadores na igreja. Portanto, é nossa responsabilidade viver, preservar e ensinar essa Palavra para que continuemos como um povo distinto do mundo, distinção demarcada pela presença bendita do Espírito Santo. Nesse aspecto enceramos a presente meditação com as palavras do apóstolo: Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem! (Rm 3: 4).


Fonte: Pr Alfredo Souza em seu Blog
--------------------------------------