quinta-feira, 30 de junho de 2011

Dica de Filme: E SE... você tivesse uma segunda chance?

E SE...você tivesse outra chance para escolher melhor? Essa é a pergunta central do filme que conta a história de Ben Walker (Kevin Sorbo), que, há 15 anos, abandonou sua namorada da faculdade, Wendy (Kristy Swanson), e sua vocação para perseguir uma oportunidade no mundo dos negócios. Agora, com um emprego altamente remunerado, noivo e dono de um novo Mercedes, ele vê sua vida se transformar depois que seu carro quebra misteriosamente. A situação se complica quando ele recebe a visita de um motorista de caminhão-guincho chamado Mike (John Ratzenberger), que diz ser um anjo enviado para mostrar a Ben como sua vida poderia ter sido se ele tivesse feito outra escolha. Antes que ele possa voltar à sua vida antiga, Ben deve primeiro abraçar essa realidade a fim de descobrir o valor da fé e da família -- e, talvez, encontrar o seu verdadeiro propósito de viver!

É um filme lindo, tocante! Kevin sorbo ganhou o prêmio de interpretação mais inspiradora do Movieguide Awards!

Confira o trailer do filme (com legendas):



Fonte: Graça Filmes
---------------------

Padre Marcelo Rossi está em cadeira de rodas, e diz "Tenho que fazer orações contra a inveja"

Segundo informações do jornal "Folha de São Paulo" desta quinta-feira, 30, o padre Marcelo Rossi está em cadeira de rodas devido a um edema ósseo no joelho esquerdo, descoberto enquanto fazia exercícios na esteira.

"Tenho que fazer orações contra a inveja", disse ele em entrevista, relacionando o problema aos quase 6 milhões de exemplares vendidos por seu livro "Ágape". "Nunca ninguém alcançou isso, meu Deus do céu, tenho que me cuidar", completou. Ainda segundo a publicação, o padre não poderá caminhar por duas semanas.

Por causa do repouso , ele também terá que fazer uma pausa nas gravações de seu novo CD, que leva o nome de "Ágape". A nova produção vai contar, mais uma vez, com a participação do cantor Belo.


Fonte: Correio 24h
------------------------

O que é o fruto do Espírito Santo?

Gálatas 5:22-23 nos diz: "Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio..." O fruto do Espírito Santo é o resultado da presença do Espírito Santo na vida do Cristão.

A Bíblia deixa bem claro que todos recebem o Espírito Santo no momento em que acreditam em Jesus Cristo (Romanos 8:9; 1 Coríntios 12:13; Efésios 1:13-14). Um dos propósitos principais do Espírito Santo ao entrar na vida de um Cristão é transformar aquela vida. É a tarefa do Espírito Santo conformar-nos à imagem de Cristo, fazendo-nos mais e mais como Ele.

Os frutos do Espírito Santo estão em direto contraste com as obras da natureza pecaminosa em Gálatas 5:19-21: "Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam."

Gálatas 5:19-21 descreve a vida das pessoas, em proporções diferentes, quando elas não conhecem a Cristo e, portanto, não estão sob a influência do Espírito Santo. Nossa carne pecaminosa produz certos tipos de fruto (Gálatas 5:19-21), e o Espírito Santo produz outros tipos de fruto (Gálatas 5:22-23).

A vida Cristã é uma batalha entre as obras da natureza pecaminosa e os frutos do Espírito Santo. Como pecadores, ainda estamos presos a um corpo que deseja coisas pecaminosas (Romanos 7:14-25). Como Cristãos, temos o Espírito Santo produzindo fruto em nós e o Seu poder disponível para nos ajudar a vencer as ações da nossa natureza de pecado (2 Coríntios 5:17; Filipenses 4:13).

Um Cristão nunca vai ser completamente vitorioso em sempre demonstrar os frutos do Espírito Santo. No entanto, um dos propósitos principais de vida Cristã é progressivamente permitir que o Espírito Santo produza mais e mais de Seu fruto em nossas vidas – e de permitir que o Espírito vença os desejos pecaminosos que se opõem aos Seus frutos. O fruto do Espírito é o que Deus deseja que nossa vida demonstre.... e com a ajuda do Espírito Santo, isso é possível!


Fonte: Got Questions
-------------------------

Outdoors mostram indignação do povo em Santa Catarina contra vereadores

Em Jaraguá do Sul, município próximo a Joinville, Santa Catarina, a população demonstrou indignação sobre a proposta de aumento do número de vereadores de 11 para 19 na Câmara. O protesto teve iniciativa na comunidade local, representada por associações de moradores de bairros não ligadas a partidos políticos, diretórios estudantis e o Centro Empresarial de Jaraguá do Sul. Outdoors com letras garrafais expressando a revolta da comunidade foram espalhados pela cidade.



Dica de Livro: Limites no casamento - Henry Cloud e John Townsend

Duas vidas que se unem em uma só carne: esse é o ideal de casamento. Entretanto, talvez você descubra que a teoria é mais fácil que a prática. Como enfrentar e superar os problemas? Como fazer para manter a comunicação transparente e sincera? Como resolver as diferenças e encarar as necessidades de cada um?

Se você acabou de se casar, é casado há vários anos ou está pensando em ingressar no matrimônio, Limites no casamento lhe mostrará como estabelecer seus próprios limites e como respeitar os da pessoa amada. Seguindo princípios cristãos, este livro fornece os mecanismos protetores para evitar rompimentos e reparar problemas cuja solução parece impossível.

Esta obra de Henry Cloud e John Townsend pode até salvar um casamento à beira do fracasso, bem como ajudar a melhorar uma relação já estabilizada.

Descubra:

- por que os limites e as "dez leis dos limites" são vitais para um casamento bem-sucedido e fértil;
- como os valores influenciam a estrutura e a arquitetura do casamento;
- como proteger o casamento dos intrusos: pais, estranhos, ídolos e relacionamentos extraconjugais;
- por que os cônjuges precisam estabelecer limites próprios e como devem fazê-lo;
- como agir com alguém que não entende nem reconhece o valor dos limites.

Ilustrado com muitos exemplos, este livro é um dos melhores investimentos que o casal pode fazer para garantir uma relação conjugal bem-sucedida.


Fonte: Editora Vida
-------------------

Igreja Católica se posiciona contrária à Marcha da Maconha: combatemos até o uso do cigarro diz Arcebispo

A polêmica sobre a legalização das drogas, após o Supremo Tribunal Federal (STF) liberar a realização da marcha da maconha em diversas cidades brasileiras tem dividido opiniões.

Em Alagoas muitos usuários passaram a fumar crack e recentemente, o Oxi, que é ainda mais nocivo à saúde.

Diante disso, instituições como a Igreja Católica mantém casas para a recuperação de usuários de drogas na capital e em cidades como Marechal Deodoro. O arcebispo de Maceió, Dom Antônio Muniz afirmou ser um contra-senso legalizar o consumo de drogas no Brasil, assim como acontece na Argentina e Holanda.

“Combatemos até o consumo do cigarro. Temos mais de 17 instituições que acolhem jovens e adultos, vítimas das drogas. O Juvenópolis, Fazenda Esperança, Casa do servo sofredor e nas comunidade terapêuticas Nova Jericó e Renascer são mantidas pela igreja Católica e outras igrejas”, contou.

Segundo ele, como a macha da maconha foi liberada deveriam haver outras formas de mobilização contrárias.

“Serão duas marchas: Uma pela maconha e outra contra a violência e a liberação das drogas. Lutamos tanto e agora querem essa liberação. É a mesma coisa que ter um bar e parar de vender cerveja e começar a vender 51”, ressaltou o arcebispo


Fonte: Correio do Povo
----------------------

A você...

A Você que mudou a minha vida
A Você que sempre demonstrou

seu infinito amor por mim
Quando tudo parecia escuro para mim
A Você que me escolhes-te

desde o ventre de minha mãe
A Você que me mostrou um mundo novo
A Você que lutou comigo

contra mil dragões da realidade
A Você que foi o primeiro

a acreditar em mim
A Você que me fez mudar

tão completamente
Que me fez acreditar que

meu sonhos eram possíveis
A você que me deu a mão

quando tudo era incerto
Quando o choro era cada vez mais presente

e as lágrimas já não se estancavam
Que me acolheu em seus doces braços

quando eu me senti completamente sem chão
A você com quem conquistei mil coisas
A você quem eu não posso deixar jamais
A você que faz parte de mim
A você que é tão necessário quanto o ar
A você que me faz tão feliz
E as palavras são poucas

para expressar meu amor por ti
A você companheiro

e amigo de todas as horas
A VOCÊ meu Deus

toda minha gratidão.!!!


Autor: Luana Souza
---------------------

Sede da Igreja Universal do Reino de Deus é incendiada no Senegal

A sede da Igreja Universal do Reino de Deus em Dacar foi incendiada por um grupo de manifestantes durante protestos contra os cortes de eletricidade na capital senegalesa. De acordo com informações apuradas pela Agência Efe, a sede da comunidade evangelista situada no bairro popular de Grand Dacar foi completamente destruída pelas chamas.

Após um primeiro ataque, na noite de segunda-feira, que atingiu parte da sede, os manifestantes voltaram nesta terça-feira para mais uma vez atear fogo no interior do local e queimaram cadeiras e mesas que haviam resistido ao primeiro incêndio.

No domingo passado, dezenas de jovens muçulmanos atacaram um lugar de oração da comunidade de testemunhas de Jeová em Yoff, próximo a Dacar. Os autores consideram "inaceitável" a presença na cidade, de maioria muçulmana, da comunidade de testemunhas de Jeová. "Estamos travando uma dura batalha para dizer não às más práticas em Yoff. Nunca aceitaremos a construção de uma casa de Jeová", afirmaram os agressores.


Fonte: EFE
-------------

Líder muçulmano pede proibição da Bíblia no Irã

Abdul Rauf Farouk, líder do partido islâmico paquistanês JUI (Jamial Ulama Slam), encaminhou à Suprema Corte pedido para que a Bíblia seja proibida no país por “difamar o nome de alguns profetas”. O cristianismo e o islã são religiões abraâmicas.

Farouk argumentou que alguns trechos bíblicos são imorais, porque “minam a santidade dos santos”. “Isso é um insulto a todos os muçulmanos.”

Ele disse que o islã respeita os livros sagrados de todas as religiões, mas não aceita, nem nessas escrituras, calúnia contra os profetas.

Censura ao texto sagrado

O líder muçulmano afirmou que só desistirá de proibir a Bíblia caso esses trechos sejam suprimidos, mas ainda assim manterá a acusação de que o apóstolo Paulo distorceu as escrituras sagradas para criar uma falsa religião. “O cristianismo é um grande fonte de imoralidade que se estende à pornografia, dança e outros males”, disse ele em entrevista ao "La Razón", da Espanha.

O Paquistão fica ao sul da Ásia e tem uma população de 170 milhões. É uma república islâmica cuja constituição prevê a liberdade religiosa.

A comunidade cristã reagiu com veemência contra a solicitação de proibição da Bíblia. O bispo John Alexander Malik, por exemplo, disse que o JUI está se intrometendo em religião alheia, além de “semear as sementes da discórdia”.

Ele disse temer que a iniciativa do fundamentalista Farouk seja o prenúncio de perseguições mais severas aos cristãos. O extremismo religioso no Paquistão tem aumentado após a captura e morte de Osama Bin Laden. Além disso, atitudes das autoridades paquistanesas têm recebido destaque na mídia, caso da condenação à morte da cristã Asia Bibi, por blasfêmia contra o profeta Maomé.


Fonte: Paulopes Weblog
----------------------

Você está sofrendo? Acesse o site PalavraDeCristo e seja abençoado!

Navegando na internet num momento de tribulações em minha vida acessei um site chamado Palavra de Cristo e fui tremendamente abençoado. Ouvi uma mensagem em vídeo sobre a parábola das 10 virgens do pregador Marcos Moraes, a qual jamais em toda minha vida tinha ouvido antes com aquele enfoque, causando-me um impacto profundo.

Que Palavra! Compartilhei com muitos irmãos queridos e também ouvi outras mensagens com o mesmo impacto desse mesmo ministério. Desejei sinceramente que muitos fossem abençoados como ocorreu comigo, pois muitas vezes temos anos de conversão mas continuamos a sofrer, até porque nos falta o conhecimento necessário sobre a própria Palavra de Deus.

Também nos falta pessoas que preguem o evangelho de Cristo, o autêntico. Existem milhares de irmãos sofrendo nesse momento mundo afora, dentro das igrejas, exaustos da teologia da prosperidade e do evangelho da ganância. Estamos vivendo um tempo onde está cada dia mais raro encontrar igrejas que preguem a palavra de Deus, ou seja, que preguem única e exclusivamente a bíblia! O que temos visto são salões com cara e placa de igreja, abarrotados de seguidores buscando bençãos, recebendo palavras de auto-ajuda ou palestras motivacionais com intuito de animar a plateia.

A cada dia abrem-se centenas de novas igrejas e ministérios que mais enaltecem o homem do que a Deus, basta atentar para o detalhe das fachadas com a própria foto do pastor ou bispo na placa. Veja, não estariam com isso incentivando a idolatria a imagens?

Sobre o PalavradeCristo é um ministério que foi direcionado por Deus desde novembro de 2004 para levar a pregação cristocêntrica para milhões de pessoas, e que utiliza a internet para alcançar essas vidas tendo em vista o número alarmante de pessoas que navegam no mundo virtual como uma fuga para tentar esquecer a dor, a angústia, e o grande vazio que sentem dentro de si.

O trabalho desse ministério na internet é puramente evangelístico, sendo composto por vários missionários compromissados com Cristo, que pregam a palavra de Deus de forma autêntica, abençoando muitas vidas sem possuir vínculo com qualquer denominação cristã ou religiosa. Os vídeos das pregações e mensagens estão disponíveis no site YouTube apresentando pregadores jovens e adultos, transmitindo um evangelho puro e verdadeiro.

Ouça agora a mensagem que me levou ao Palavra de Cristo:



Acesse o site PalavraDeCristo aqui mesmo

Fonte: Libertos do Opressor
----------------------------

Outdoor de grupo ateu "Bom Sem Deus" é retirado do terreno da igreja Christ Cathedral Church

O outdoor Clear Channel foi colocado no terreno Igreja Christ Cathedral Church imediatamente provocou a ira de pastor da Igreja. O Rev. Waymon Malone conseguiu remover o cartaz com sucesso apenas alguns dias depois que foi exposto.

O outdoor apresenta uma imagem sorridente de Dylan Galos e é acompanhada das palavras "Eu fico bem sem Deus". O cartaz da campanha faz parte de um esforço nacional da Freedom From Religion Foundation para "encorajar a aceitação social dos não crentes", afirma a fundação.

A campanha inclui ainda entradas on-line disponíveis no site da FFRF para não crentes para inserir suas citações e pequenas biografias. A fundação seleciona as entradas para ser usadas em seus outdoors. Os cartazes da campanha em Ohio estão programados para estar no local por um mês.

O outdoor da propriedade da Igreja Christ Cathedral Church foi transferido no início desta semana.

Malone ordenou que o outdoor fosse removido porque estava chateado com o conteúdo do painel, disse sua sogra, Carolyn Kelly, em uma entrevista ao Columbus Dispatch. "Ele disse que nós não precisamos de Deus, e estamos na Igreja, por isso temos necessidade de Deus", disse ela. Malone não pôde ser contatado para comentar o assunto.

A FFRF não sabia que o outdoor estava no terreno da Igreja, segundo informações da imprensa local. O grupo com sede em Madison, Wisc. manteve seus membros atualizados com frequência sobre a campanha em Ohio e a transferência do outdoor em seu site.

"A ação da censura desta Igreja mostra exatamente porque que a nossa campanha, destinada a promover a aceitação social dos não crentes, é tão importante", afirmou Annie Laurie Gaynor, que é co-presidente da FFRF. "Faça seus diáconos realmente acreditarem que não se pode estar bem sem Deus?"

A FFRF teve vários outdoors nos últimos anos, muitas vezes promovendo controvérsia dentro das comunidades onde são colocados. A campanha "Saia do Armário" começou em Madison ano passado e também esteve Raleigh, NC, e Tulsa, Oklahoma.

Constituída em 1978, a FFRF se descreve como uma associação de livres-pensadores, incluindo ateus, agnósticos e cépticos. O grupo conta com mais de 16.500 membros em todo o país.


Fonte: The Christian Post
----------------------------

Cantora Aline Barros e seu bom testemunho!

Cada vez que vejo Aline Barros na mídia ou em programas de tv, penso no quanto ela tem dado um bom testemunho, o quanto ela tem transmitido a mensagem do poder transformador do Espírito Santo. Dá pra perceber que ela tem um diferencial, a vida cristã de acordo com os padrões bíblicos. Estou falando sobre os frutos do espírito: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

Há muitos anos ela vem se destacando no meio gospel e jamais se ouviu algo que denegrisse sua conduta, seu caráter cristão, ou algo que pudesse revelar uma falsa espiritualidade. Em todo lugar onde Aline se apresenta sempre se observa as transformações no próprio ambiente, o toque do Espírito Santo nas pessoas, nos apresentadores, nos músicos e na plateia. No programa da Xuxa e da Hebe observou-se nitidamente o quanto as apresentadoras estavam emocionadas e impactadas com a presença de Deus através do semblante e da postura de Aline.

Perceba você também que Aline Barros não se posiciona como ícone gospel, não tem performance de artista gospel, não usa roupas exóticas, nem botas ungidas e não imita o leão rs... não gesticula de forma estranha, não atropela o apresentador falando ansiosamente, não grita, não ora em línguas estranhas, não escandaliza e não envergonha o nome de Cristo

Fica aqui um alerta: Oremos por todos os "ícones gospel" para que não se desviem da palavra de Deus em razão de fama e riquezas desse mundo tenebroso! Continemos a orar pela igreja de Cristo, para que se volte ao evangelho, ao cristianismo puro e simples.






Fonte: Libertos do Opressor
----------------------------

Pensamento sobre falsa espiritualidade


“A pior maldição que um povo pode sofrer é ter uma religião movida à base de mera emoção e sensacionalismo. A ausência de realidade espiritual já é trágica; mas o aumento da falsa espiritualidade é pecado mortal”.

(Samuel Chadwick)

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Pronunciamento dos pastores da Igreja Betesda de São Paulo sobre o Pastor Ricardo Gondim

Nós, pastores da Igreja Betesda de São Paulo, orientados a não tolerar a injustiça e a defender os inocentes, temos nos incomodado com os recentes acontecimentos que atingem nosso pastor presidente, Ricardo Gondim, o que por si só pede de nossa parte uma manifestação, haja vista a maneira exemplar e digna com que tem conduzido nossa igreja em todo o tempo.

Quando as desinformações dos assuntos tratados e a distorção da verdade cristã que praticamos e cremos desviam pessoas crédulas e mais inexperientes em seus passos de Jesus, não podemos nos calar.

A Betesda, antes de qualquer coisa, é conhecida em sua história por ser uma Igreja reflexiva e inserida na realidade. Quanto ao nosso pastor presidente, desnecessário é fazer referência ao seu caráter, pois sua reputação é, sabidamente, intocável.

O pastor Ricardo tem dedicado sua vida para que a verdade de Cristo seja conhecida por todas as pessoas. Apaixonado por Jesus trabalhou e trabalha incansavelmente.

Se há algo que Jesus manda verificar em seus discípulos são os frutos.
Ninguém há que possa acusá-lo de ter ensinado, incitado ou produzido o mal.
Suas mensagens pelo rádio, os seus livros, site e internet com suas exposições disponíveis atestam a verdade. Pessoas testemunharam e testemunham que, impactadas pelo evangelho pregado, se tornaram melhores e livres do tacão da religião e da manipulação de líderes inescrupulosos e manipuladores da boa fé. São mais autônomas e responsáveis através de seu ministério.

Os membros da Betesda testemunham que são pessoas menos religiosas e mais apaixonadas por Jesus. Quando entregam suas contribuições não o fazem por barganha, ou por medo de serem castigadas, mas por um compromisso e ato de fé. São testemunhas de um cristianismo leve, livre e obviamente de uma enorme responsabilidade.
Também testemunhamos que mesmo os que saíram, foram servidos, alimentados e cuidados pela mentoria do pastor Ricardo.

Há algo mais a ser requerido de um pastor?

O fruto serve para testemunho de quem é de Jesus. Não aceitamos que alguém digno, referência de cristianismo, que dedicou e dedica sua vida para o bem do Reino de Deus, que fala a verdade do evangelho sem rodeios, seja enxovalhado por interpretações errôneas da verdade, abusos e ataques inescrupulosos.
Em nome da defesa do evangelho, estes opositores maculam o significado mais profundo do Reino de Deus.

As questões que perturbam os que se intitulam defensores da verdade do evangelho e influenciam muitos, vêm da aberta renúncia de Ricardo Gondim à lógica evangélico-calvinista que impera na teologia de nossa pátria.

É fato que alguns pastores desistiram desta caminhada, e reconhecemos isto, pois diante da pressão existente por parte de líderes opositores gratuitos, desejaram seguir seu próprio caminho e ter suas próprias igrejas.

Testemunhamos que, de nós pastores, sempre foi exigido corresponder com as atribuições inerentes à responsabilidade pastoral. Honrarmos as contribuições dos fiéis que confiam a nós sua fé trabalhando com mais afinco, pastoreando, dedicando-nos ao crescimento pessoal e ao estudo para que a mensagem seja bem preparada e comunique a todas as pessoas a vontade de Deus conectada com a realidade.

As reflexões, estudos e questionamentos que temos praticado com seriedade, pertinência e sem restrições de pensamentos, nos levaram às desconstruções da lógica do movimento evangélico brasileiro, que sabemos também ser uma construção humana e cultural; e ao contrário do que se pensa, elas, as desconstruções, não serviram para nos afastar ou esfriar na fé, mas sim compreendermos melhor o amor de Deus.

Corroboramos com a proposta da reforma, sempre reformanda, e isto se dá mediante a reflexão, ouvindo o Espírito e compreendendo nosso Mundo.

Confirmamos que ele, assim como nós pastores da Igreja Betesda, não reconhecemos as acusações de que nos desviamos da fé cristã.

Somos testemunhas de sua pregação, com Bíblia em punho, da fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador e o único mediador entre Deus e os homens. Da ressurreição dos mortos, da volta de Cristo. Da triunidade de Deus como Pai-Filho-Espírito Santo, da Bíblia como Palavra de Deus. Consideramos que não se faz necessário repetir todo o credo apostólico e nem as afirmações como os atributos divinos, pois estas e outras afirmações encontram-se em todas as publicações da Betesda e do próprio pastor Ricardo. (indicamos o livro “Creio, mas tenho dúvidas”, Ed Ultimato, pg 28ss).

Rejeitamos as acusações de que o pastor Ricardo Gondim, na entrevista à Carta Capital, tenha ferido a fé cristã. Fazemos coro com a Bíblia, que defende os direitos dos oprimidos, dos abandonados e injustiçados; que o pecador precisa ser acolhido e orientado e a que os direitos civis dos cidadãos, independente de credo, raça, etnia e gênero, devem ser respeitados e defendidos; por consciência democrática nenhuma expressão religiosa deve gerir o Estado, assim como o Estado deve preservar os direitos das expressões religiosas.

Negamos que haja na Betesda qualquer manual a ser obedecido ou norma que fira o princípio de liberdade, igualdade e justiça e, principalmente, que contrarie o legado deixado por Jesus Cristo revelado na Bíblia.

Damos nosso inteiro apoio ao pastor Ricardo Gondim e reiteramos nossa caminhada com ele.
Desejamos a continuidade da Betesda, como tem sido nestes 30 anos de sua existência: uma igreja relevante para a sociedade em que está inserida. Consideramos, portanto, as acusações maldosas, inconsistentes e vazias do significado cristão.

Ricardo Gondim tem demonstrado uma fé lúcida, tecido reflexões pertinentes e comunicado todo o evangelho de forma íntegra para toda humanidade.

Nós, que com ele andamos, e dele ouvimos não só as palavras, mas mais ainda, seu coração, reconhecemos que, se há um pastor a ser reconhecido como um servo de Deus que não se vende ao discurso que visa encher templos, que não se associa a políticas para obter vantagens em nome do Reino de Deus, não vende bênçãos, e se preocupa em promover a vida e pastorear os corações pela Palavra de Deus, é ele.

O que tem sido colocado na boca de muitos é fruto de manipulação religiosa e, no mínimo, falta de compreensão.

Os brasileiros precisam ouvir mais mensagens como as que vêm sendo pregada na Betesda para que saibam que há um Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que ama a todos e é o Salvador de todos os homens e mulheres, pois não faz acepção de pessoas e estende sua graça à humanidade.

Assinam o presente pronunciamento as Igrejas Betesda:

Em São Paulo SP - Jardim Marajoara, Zona Leste, Vila das Belezas, Jardim das Fontes;
Diadema;
Osasco;
São José dos Campos -Jardim Satélite, Jardim Uirá e São Judas.

Representadas pelos seus pastores:

Airton Mendes, Antônio Teles, Célia Bonilha, Daniel Aldemir, Daniel Santos, Eliel Batista, Elienai Jr, Fátima Nascimento, Laércio Amorim, Lucas Lujan, Marcelo Néry, Mário Mingoni, Paulo Silvano, Salvador Júnior, Sérgio Oliveira, Silvia Geruza, Telma Mingoni e Villy Fomin.

Fonte: Pronunciamento dos pastores da Igreja Betesda de São Paulo
---------------------------------------------------------------------

Série Bizarrice Gospel: "Silvio Santos" do Paraguai na "igreja" da Lagoinha

Eu pensei que já havia visto de tudo, mas eis que de repente sou surpreendido por mais uma bizarrice da turma da Lagoa Pequena. Ao que parece está acontecendo algo que eles chamam de culto, e assista ao vídeo abaixo para você entender a história. É uma vergonha para Silvio Santos, mas veja a que ponto se chegou.




Abaixo reproduzo um texto do Pr. Luiz Fernando que sintetiza esse triste momento.

QUANDO A IGREJA SE TRANSFORMA EM CIRCO E O ALTAR EM PICADEIRO

Ao postar este texto não questiono pessoas, pois, muitos no vídeo conheço pessoalmente e as tenho em alta estima. Questiono comportamentos.

Vemos um avanço avassalador do mundanismo sobre a igreja. A igreja abraçou acriticamente o mundanismo como modus vivendi. O diabo seduziu um grande percentual de cristãos a aceitar os padrões do mundo como referência para a igreja. Charles Haddon Spurgeon, pregador batista do século XIX disse: "A igreja abandonou a pregação ousada; em seguida, ela gradualmente amenizou seu testemunho; depois, passou a aceitar e justificar as frivolidades que estavam em voga no mundo, e no passo seguinte, começou a tolerá-las em suas fronteiras; agora, a igreja as adotou sob o pretexto de ganhar as multidões". A tentativa de tornar o culto mais atrativo para os não convertidos tem jogado a igreja na sarjeta e a tem descaracterizado. Nunca se soube de um profeta que tenha utilizados desses meios para atrair multidões. João Batista, a voz que clamava no deserto, tinha uma rara capacidade desconhecida pela maioria dos pregadores e cristãos, ele conseguia encher um deserto e esvaziar uma cidade com uma mensagem cujo cerne era "arrependei-vos porque é chegado o Reino dos céus". A igreja historicamente não se deu ao luxo de divertir seus ouvintes, antes os confrontavam com uma mensagem que os tirava de seus sonos letárgicos. Agora esta igreja tentar aplacar as consciências transformando-se em circo e fazendo de seus altares picadeiros. O que vemos neste vídeo nada mais é do que o total fracasso de um sistema falido, onde Deus é totalmente desprezado e vituperado. Não questiono intenções, que por sinal devem ter sido boas, mas questiono o modo grotesco e inútil de tentar tornar a mensagem do Evangelho de Cristo mais aceitável para esta geração, como se esta geração não precisasse de se arrepender e confessar a Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas.

A igreja que deveria ser a voz profética desta geração, sacrifica esse chamado no picadeiro da idiotice. Nenhum profeta sofreu por entreter o povo, mas por apontar e colocar o dedo nas feridas morais e espirituais de seus tempos. Foram serrados ao meio por trazerem uma mensagem que triturava o status quoo de suas gerações. Lançavam no desconforto emocional e espiritual aqueles que estavam confortáveis e confortavam os que estavam angustiados. Não vejo no espectro da fama dos cantores gospel um rol de mártires. Nada mais traz vergonha para o nome de Cristo do que essa banalização do sagrado. Prover distração é algo antagônico ao Evangelho e ao chamado de Cristo para a igreja. Tornar o culto mais agradável para atrair pessoas injetando no mesmo princípios mundanos não trará salvação e libertação para ninguém. Tentar atrair pessoas para Cristo de qualquer jeito é desconhecer por completo o que é Evangelho. Deus sempre trabalhou e trabalha com padrões e o seu padrão é: "Retirai-vos dela povo meu". Não passa pela minha cabeça o apóstolo Paulo, Agostinho, Tertuliano, Orígenes, Lutero, Calvino, M. L. Jones, J. Pipper, Enéas Tognini, Rosivaldo Araújo, Ashbel Green Simonton e outros permitindo o mundo entrar pela porta da frente da igreja transformando-a em circo e seu altar em picadeiro. Para mim, isso é oferecer fogo estranho no altar do Senhor.

A igreja primitiva por pregar a Cristo e este crucificado não tinha tempo para entreter o povo. Os primeiros cristãos saíram espalhando as boas novas de salvação em meio a uma terrível perseguição. Não havia tempo para circo. Não havia espaço para o picadeiro. Eles tinham uma mensagem candente da parte de Deus para uma sociedade que caminhava para o inferno a passos largos. A igreja, em nossos dias, se alinhou com o mundo e aceitou os conselhos de Balaão nos quais os filhos de Israel se corromperam casando-se com as filhas dos moabitas. Balaão não conseguiu amaldiçoar o povo de Deus, então o fez corromper com a prostituição. O que vemos neste vídeo é corrupção do culto a Deus e consequentemente prostituição espiritual.

Fico a me perguntar: Quais os benefícios advindos de práticas como estas? No final todos perdem. Os novos convertidos perdem por aprenderem que entrar na presença de Deus pode ser feito de qualquer maneira. Os novos convertidos são infantilizados e idiotizados. O mundo encontra motivos para rir de Deus e sua igreja. Os zombadores se acham em casa nestes momentos. O aflito que entrou para encontrar uma palavra de conforto foi apresentado a um outro evangelho que não o de Cristo. Quem veio buscar alimento para sua alma sai destas reuniões anêmicos. O espelho da Palavra é trincado nestes cultos e ninguém pode se ver à luz da Palavra.
Realmente entreter as multidões não traz nenhum benefício.

Sei que atrairei o desprezo, a ira e manifestações de muitos. Mas quem poderia ser o exemplo e apontar o caminho se encontra perdido.

A grande necessidade da igreja nestes dias é a de um púlpito forte com mensagens bíblicas que provoquem quebrantamento, confissão de pecados e devoção ao nosso Deus. Isso abrirá as portas para um aviamento que mudará a vida da igreja e do país. Por não termos Palavra de Deus proferida por lábios e corações incendiados pelo Espírito Santo, apelamos para o mundo como meio de aplacar nossos clamores interiores. Davi expressou de modo excelente a necessidade da igreja moderna quando disse: "A minha alma tem sede do Deus vivo".

Precisamos olhar para o nosso farol, Cristo. Somente Ele pode nos mostrar os perigos que nos cercam e apontar a melhor rota para as embarcações de nossas vidas.

Soli Deo Gloria

Pr. Luiz Fernando R. de Souza


Fonte: Graça Plena
-------------------

Tá na Bíblia: Marido, ame a sua mulher!


“Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo. “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne.” “Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja.”

(Efésios 5.28-32)

Pastor Ciro Sanches Zibordi manda recado a pastora lésbica Lana Holder: "De Deus não se zomba"

Ciro Sanches Zibordi é pastor, escritor, articulista, palestrante em escolas bíblicas. Autor dos best-sellers “Erros que os pregadores devem evitar” e “Erros que os adoradores devem evitar”das obras, além de “Mais erros que os pregadores devem evitar”, “Evangelhos que Paulo jamais pregaria”, “Adolescentes S/A”, “Perguntas intrigantes que os jovens costumam fazer” e “Teologia Sistemática Pentecostal”.

Colunista Convidado do The Christian Post, o pastor Ciro aproveitou o espaço para comentar sobre a "pregadora" Lana Holder e a trajetória de seu ministério e aproveita para mandar uma mensagem:Que Saibam as Fundadoras da Comunidade Cidade de Refúgio: “De Deus não se zomba”

Leia o texto na íntegra:

Há alguns anos, eu ganhei de um gerente de loja evangélica uma fita de vídeo de uma famosa pregadora. O irmão me disse: “Os vídeos dessa irmã estão vendendo muito. Ela prega demais”. Desejoso de ouvir uma mensagem cristocêntrica, acabei me decepcionando...
* Ciro
Assustei-me com o que vi logo no primeiro minuto da “pregação” e nem assisti ao vídeo todo. A pregadora (pregadora?) imitava os trejeitos de famosos animadores de auditório e quase punha as entranhas para fora, ao pronunciar o aleluia final. E a sua exposição não tinha começo, meio e fim. Não sabendo aplicar bem a simbologia bíblica, ela atrelou o precioso sangue de Cristo a uma inundação de poder: “Receeeba o rio de sangue”.

Gosto muito de ouvir pregadoras que mantêm a feminilidade. Deus fez as mulheres sensíveis, delicadas, detalhistas, singularmente inteligentes e cativantes. Mas, assim como é estranho ver um pregador desmunhecando e rebolando, causa espanto assistir a uma pregadora que emprega gesticulação masculina e possui voz grossa, masculinizada.

Sem paciência para assistir ao vídeo, fui avançando, até chegar à parte pior... Depois gritar muito e empregar técnicas de manipulação de plateia do tipo olhe-para-o-seu-irmão-e-diga-isso-e-aquilo, a “pregadora” começou o testemunho que - como todos sabem - era o “carro-chefe” do seu ministério.

Com todos os trejeitos mencionados, a “avivalista” chama à frente o seu marido - ao som de muitas glórias a Deus - e diz que Jesus Cristo havia transformado a sua vida por completo, libertando-a da homossexualidade e dando-lhe uma linda família. Alguns anos depois, no entanto, a “pregadora” teve uma recaída...

Há pouco tempo, ela resolveu assumir a sua “orientação sexual” e fundar, junto com a sua companheira, a Comunidade Cidade de Refúgio, em São Paulo. Agora, ela, que visitou várias igrejas brasileiras e usou o nome do Senhor - em vão, é evidente - para contar o testemunho de que fora liberta do lesbianismo, está afirmando que o “sistema evangélico” a obrigava ser contrária à sua “orientação sexual”.

Ela passou rapidamente da condição de ex-homossexual para a de ex-heterossexual! Antes, uma pecadora arrependida, teve coragem de pedir perdão em público por ter tido uma recaída. Agora, dizendo-se vítima dos próprios evangélicos, funda uma “igreja inclusiva” para ajudar todas as pessoas, inclusive as que sofrem preconceito no meio evangélico...

Em resumo, a tal “pregadora” enganou o seu esposo, o povo de Deus e a si mesma. Mas nunca enganará o Espírito Santo! “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6.7).


Fonte: Guia-me com informações do Christian Post
----------------------------------------------------

Fiéis pedem candidatura de Silas Malafaia à presidência em 2014, pastor ri e afirma ser piada

Durante a Marcha para Jesus na última quinta-feira, dia 23, em São Paulo, um cartaz chamou atenção. Nela um fiel pedia a candidatura do pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, à presidência da república em 2014. Considerado um líder influente e de opinião, o carioca logo desmentiu e brincou: “A pessoa que fez este cartaz tem que fazer humor”, brincou.

Durante a caminhada ao ver o cartaz, do trio elétrico, no exato momento em que o apóstolo Estevam Hernandes pedia oração pela nação, Silas pediu que a pessoa guardasse a faixa. O CREIO não conseguiu localizar o autor da faixa, mas conseguiu registrar o cartaz.

Silas, após fazer duras críticas ao STF no palco da marcha e declarar que Igreja ‘não é curral eleitoral’, foi questionado sobre o cartaz. Sem pestanejar respondeu: “Esta pessoa tem que fazer Zorra Total, show do Tom. É uma piada. O pastor que entra na política deixe de atender o todo para ser parte.”

Fonte: Creio
---------------

Dica de Música: Essência da Adoração - Atmosfera de Adoração

Quando a música esmorece
E o resto desaparece
Simplesmente a ti me achego
Ansiando oferecer algo de valor
Pra abençoar teu coração

Mais que uma canção eu te darei
Pois apenas uma canção,
não é o que queres de mim
Mais profundo busca senhor
Do que os olhos podem ver:
queres meu coração

Estou voltando
a essência da adoração
E a essência és tu,
a essência és tu Jesus
Ó me perdoa pelo que eu fiz dela
Quando a essência és tu,
a essência és tu Jesus

Rei de imensurável valor,
ninguém pode expressar
O quanto és digno
Embora eu seja pobre e fraco,
tudo que tenho é teu
Cada fôlego meu


Técnica da seleção feminina de futebol da Nigéria recorre a pastores para combater homossexualismo na equipe: “é algo sujo”

A técnica da seleção feminina de futebol da Nigéria declarou na imprensa, na véspera da estréia do seu time pela Copa do Mundo disputada na Alemanha neste domingo, que o homosexualismo era “algo sujo” e explicou que tinha combatido sua presença na equipe ao recorrer aos serviços de conselheiros religiosos.

“O homossexualismo é algo sujo. Espiritualmente e moralmente, é algo muito, muito equivocado”, comentou Ngozi Eucharia Uche, em declarações publicadas no jornal popular Bild. Nesta semana, a Parada do Orgulho Gay aconteceu nas ruas de Berlim, capital da Alemanha, um das sedes do mundial.

Uche afirmou que já tinha contado com o auxílio de pastores e conselheiros religiosos para evitar a presença de homossexuais no seu vestiário através de orações.

No futebol feminino, diversas jogadoras já assumiram seu homossexualismo publicamente. No mês de dezembro, a goleira alemã Nadine Angerer anunciou que era bissexual.


Fonte: Yahoo
----------------

O casamento que mata aos poucos

Não consigo tirar da cabeça um estudo de psicologia divulgado há alguns dias nos Estados Unidos. Ele demonstra como um casamento infeliz é capaz de destruir a saúde do coração. A imprensa deu pouca atenção ao trabalho apresentado na reunião anual da Sociedade Americana de Psicossomática. Para mim, ele suscita uma discussão da maior importância. A minha escolha é mais um exemplo de que os jornalistas não são poços de imparcialidade. Como qualquer pessoa, somos esponjas do mundo. Captamos a realidade e somos tocados por ela a partir de referências e experiências muitos pessoais.

Talvez por isso eu tenha ficado tão interessada na pesquisa realizada pela psicóloga Nancy Henry, da Universidade de Utah. Ela recrutou 276 casais com idades entre 40 e 70 anos. Eram uniões duradouras – de 20 anos, em média. Nancy investigou a qualidade desses casamentos a partir de parâmetros como suporte mútuo, envolvimento emocional e frequência de desentendimentos sobre sexo, filhos e dinheiro. Os participantes também passaram por avaliações médicas como exames de sangue, medidas da pressão arterial e da circunferência da cintura.

Nancy descobriu que uniões desgastadas podem provocar depressão tanto nas mulheres quanto nos homens. Mas as mulheres que vivem casamentos infelizes parecem estar mais sujeitas a desenvolver sintomas fisiológicos da chamada síndrome metabólica. Ela é caracterizada por sinais como acúmulo de gordura abdominal, hipertensão, excesso de açúcar no sangue, baixos níveis de colesterol bom (o HDL, que ajuda a limpar as artérias) e excesso de triglicérides. Quem tem pelo menos três dessas cinco características tem a tal síndrome metabólica. Ela aumenta o risco de infarto, AVC e diabetes.

Por que as mulheres sofrem mais? "As mulheres parecem basear o conceito que elas têm de si mesmas na qualidade das relações que elas vivem. Talvez por isso um casamento ruim tenha um impacto tão grande na saúde física e emocional das mulheres", diz Nancy.

Perguntei a dois cardiologistas brasileiros se as conclusões do estudo são plausíveis. O médico Raul D. Santos, diretor da unidade clínica de lípides do Instituto do Coração, em São Paulo, diz que sim. Ele explica que vários estudos epidemiológicos associam a depressão e a raiva com a síndrome metabólica. A maneira mais simplista de explicar a relação seria que a pessoa deprimida ou com forte stress psicológico abandona medidas saudáveis de estilo de vida. Fuma mais, não vê razão para fazer atividade física e come mal.

Existem também mecanismos metabólicos envolvidos nisso. O stress aumenta as descargas do hormônio cortisol. Essa substância contribui para o acúmulo de gordura abdominal, aumento da pressão arterial e da resistência à insulina (o que desencadeia o diabetes). Há dúvidas na literatura médica sobre se as mulheres realmente sofrem mais danos. "Alguns estudos sugerem que as mulheres sejam mais sensíveis aos efeitos deletérios da depressão. Outros apontam a mesma coisa nos homens", diz Santos. "Depressão não é legal para ninguém e é um dos gatilhos do infarto", afirma.

O cardiologista Marcelo Assad, do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio, tem a mesma opinião. "A depressão é indiscutivelmente a doença do século. A manutenção de um relacionamento falido perpetua um ciclo de stress, diminuição da autoestima e falta de perspectivas", afirma Assad.

Conheço bem de perto um casal que vive esse ciclo há quase 50 anos. Começou a se desentender na lua-de-mel e nunca mais encontrou o eixo do respeito mútuo. Vai completar bodas de ouro (ou será de sangue?). Esse homem e essa mulher nunca tiveram coragem de reconstruir a vida – cada um a seu modo. O sofrimento não é só deles. A decisão de perpetuar um casamento desgastado e desgastante teve uma grande repercussão na formação da personalidade das filhas. As eternas brigas continuam fazendo vítimas. Hoje elas reduzem as possibilidades de convívio familiar oferecidas aos netos.

Sempre que os visito lamento tanta imobilidade. Eles se acostumaram a viver mal. Não há quem os faça enxergar que enquanto houver vida há espaço para transformação. A saúde de ambos anda mal. O homem, contido e calado, já sofreu um "quase" infarto. As artérias obstruídas puderam ser alargadas com stents. A mulher, explosiva e rancorosa, tem açúcar demais no sangue, colesterol alto e gordura abdominal. Os médicos tentam baixar os índices com remédios, mas a "questão de fundo" está além do alcance deles.

A infelicidade deveria ser tão combatida quanto o colesterol. Mas essa decisão só pode partir de quem sofre. Naquela relação não sei qual dos dois sofre mais. Nem qual dos dois é mais culpado. Amo os dois da mesma forma.

Acho que um dia vou receber um telefonema de um dos meus pais dizendo que o outro morreu de repente. De infarto. De AVC. Uma morte rápida, instantânea, mas tramada ao longo de décadas de uma infeliz vida a dois. Essa é a minha sensação. Mas quem sou eu para prever quem vai morrer antes de quem? Talvez um dia eles estejam vivos para receber um telefonema desse tipo. E a ligação pode partir da minha casa.


Fonte: Cristiane Segatto, na Revista Época
----------------------------------------------

terça-feira, 28 de junho de 2011

Tá na Bíblia: erramos por ignorar a bíblia...




"Vocês estão enganados
porque não conhecem as Escrituras
nem o poder de Deus!"

(Mateus 22:29)

Como é a relação de Neymar com a igreja evangélica

Lembra quando Neymar trombou com o técnico Dorival Júnior?

Foi na Igreja Batista Peniel que ele encontrou equilibrio. É o que revela reportagem da revista IstoÉ desta semana. No trecho que destaco a seguir, dá pra perceber mais ou menos como é a sua relação com a igreja:

Foi o período mais conturbado vivido pelo craque. Nessa época, até o pastor da Igreja Batista Peniel, que a família frequenta há 12 anos às quintas-feiras e aos domingos, entrou em campo para salvar o garoto. “O Neymar se perdeu um pouco quando brigou com o Dorival”, diz o pastor Belmiro Paiva Neto. “Ele procurou o nosso presidente do ministério, os dois conversaram e o Juninho pediu perdão.”

Nos cultos, o jogador, que foi batizado nas águas da praia do Gonzaguinha, em 2008, costuma sentar nas últimas fileiras. De boné para esconder o rosto, fica tímido e não gosta de dar seu testemunho no microfone. “Um dia peguei no pé dele”, diz o pastor Newton Glória Lobato. “Ele vai no Jô Soares, bagunça e aqui tem vergonha?” Presidente do ministério, Lobato avisou os subordinados e os fiéis que, durante o culto, se alguém incomodar o craque, ele imediatamente para a reunião.


Desde os 12 anos Neymar deposita seu dízimo em um envelope. Hoje, sua oferta mensal, segundo pessoas próximas, é de R$ 40 mil. O boleiro tem tanta moral entre as lideranças religiosas que chegou a cometer a heresia de, em uma pelada realizada entre fiéis e pastores, aplicar um chapéu no pastor Neto. “Falar que levei um chapéu do Neymar é algo glorioso”, diverte-se ele.


Fonte: Marcondes Brito no blog da band
----------------------------------------

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Mulheres: As que se acham vítimas e as que buscam soluções

Zoé Avillez fala sobre "Mulheres: as que se acham vítimas e as que buscam soluções."

Como você tem agido?

"Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará." Salmos 37:5

Família pede que governo indiano autorize a morte de gêmeas siamesas

A família das gêmeas siamesas indianas Saba e Farah Shakeel pediu que o governo da Índia desse autorização para que elas fossem mortas, para evitar que continuem sentindo dor.

As gêmeas, de 15 anos, nasceram unidas pela cabeça, e se tornaram conhecidas em 2005, quando o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, xeque Mohammed bin Zayed al-Nahyan, decidiu pagar as despesas de sua cirurgia de separação.

Na época, a família das gêmeas optou por não realizar a operação. Mas nos últimos quatro meses, os pais de Saba e Farah decidiram pedir ajuda ao governo indiano para acabar com seu sofrimento.

As irmãs sofrem de fortes dores de cabeça e dores agudas em todas as articulações do corpo.

O irmão mais velho de Saba e Farah, Tamanna Ahmad, disse ao jornal indiano India Today que as duas estão presas na cama.

"Até a fala delas se tornou mais confusa. Seus dedos e tornozelos estão retorcidos", afirmou.

Segundo Ahmad, a família não conta com ajuda financeira que permita pagar por um tratamento médico e prefere que as gêmeas morram para que seu sofrimento seja aliviado.

"Minha mãe quer a permissão do presidente ou dos tribunais para que elas possam morrer."

Separação delicada
Em 2005, o xeque Mohammed al-Nahyan pagou pelas consultas das gêmeas com alguns dos maiores especialistas em separação de siameses no mundo, incluindo a equipe do neurocirurgião americano Benjamin Carson, do Hospital Pediátrico Johns Hopkins, em Baltimore.

O príncipe dos Emirados Árabes Unidos entrou em contato com Mohammed Shakeel Ahmad, o pai das meninas, através da embaixada do país na Índia, depois de ler uma reportagem sobre o caso.

Os médicos descobriram que as duas meninas compartilhavam uma artéria, que leva o sangue do corpo para o coração, e uma importante veia no cérebro. Além disso, elas possuem somente dois rins, ambos no corpo de Farah.

Segundo os especialistas, a separação completa só seria feita após uma série de operações, mas havia grande possibilidade de que uma das gêmeas morresse.

A família optou por não realizar as cirurgias por medo de perder uma das filhas, mas a condição das gêmeas se deteriorou com o passar dos anos. Médicos disseram à família que a dependência das gêmeas dos rins de Farah poderia causar pressão alta, perda de peso e fraqueza.

O pai de Saba e Farah sustenta a família de oito pessoas com o dinheiro obtido com uma casa de chá em Patna, no leste da Índia, mas disse ao jornal britânico The Daily Telegraph que não ganha o suficiente para os medicamentos que as duas filhas precisam.

"As meninas querem viver e aproveitar a vida como outras pessoas, mas quando estão sentindo dores, elas choram e pedem ajuda", disse Shakeel.

A mãe das gêmeas, Rabia Khatoon, disse ao India Today que, se o governo não puder ajudar no tratamento, deve permitir que as gêmeas sejam sacrificadas.

"Pelo menos será melhor do que vê-las sofrer todos os dias", disse.


Fonte: BBC Brasil
---------------------

Juiz cristão afirma que continuará anulando casamentos gays

Em entrevista exclusiva exibida ontem no programa Fantástico, da Rede Globo, o juiz Jeronymo Villas Boas falou sobre sua decisão e negou ser homofóbico.

No último dia 18, Jeronymo Villas Boas, juiz de Goiás, mandou anular a união estável de um casal gay. Em entrevista exclusiva ao Fantástico, o juiz falou sobre sua decisão e negou ser homofóbico.

A assinatura histórica, que se dependesse do casal homossexual que se casou em Goiás duraria para sempre, valeu por pouco mais de um mês.

“[O juiz] comparou o nosso ato para o cartório como um ato criminoso, de um roqueiro que tira a roupa durante um show no palco”, diz o jornalista Léo Mendes.

Odílio e Léo foram ao Rio de Janeiro fazer outra escritura de união estável. “Sim! E não há juiz nesse país que irá nos separar”, disse Léo, na cerimônia.

A cerimônia se transformou em um protesto coletivo: 43 casais homossexuais firmaram compromisso em cartório, inclusive, Odílio e Léo.

Mas eles nem precisavam ter viajado. A corregedora de Justiça de Goiás Beatriz Figueiredo Franco anulou a sentença do juiz e deu validade ao primeiro documento assinado pelo casal. “Eu achei por bem tornar sem efeito a decisão, dado o alcance administrativo que esta significava”, diz a corregedora.

O Fantástico foi a Goiás encontrar o juiz Jeronymo Villas Boas que contrariou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de aceitar a união estável de pessoas de mesmo sexo. A equipe de reportagem chegou no momento em que ele recebia a notificação da corregedoria, revendo a sentença.

Perguntado se não teria medo de uma punição, ele responde: “Medo não faz parte do meu vocabulário”.

Mineiro de Uberaba, 45 anos, casado, pai de dois filhos e vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Jeronymo Villas Boas é juiz há 20 anos e diz que se baseou na lei para tomar sua decisão.

“O que neste ato pretenderam os dois declarantes é obter a proteção do estado como entidade familiar. Os efeitos jurídicos que se extrairia disso são efeitos jurídicos de proteção da família. Eles não são uma família”, afirma.

Ele argumenta que se ateve ao conceito de família definido pela Constituição brasileira. “Declara no artigo 16 que constitui família o núcleo formado entre homem e mulher. E dá a esse núcleo uma proteção especial como célula básica da sociedade. Família é aquele núcleo capaz de gerar prole”.

Para o juiz, a união estável de pessoas de mesmo sexo contraria esse conceito constitucional. Na opinião dele, casais gays não teriam como constituir nem família nem estado. “Se você fizer um experimento, levando para uma ilha do Pacífico dez homossexuais e ali eles fundarem um estado, sob a bandeira gay, e tentarem se perpetuar como estado, eu acredito que esse estado não subsistiria por mais de uma geração”, argumenta.

A posição do juiz vai contra a interpretação do Supremo Tribunal Federal sobre o que é uma família. “O ministro-relator Ayres Britto disse que a Constituição apenas silencia e, portanto, não proíbe a união homoafetiva. Em linguagem poética, o relatório dele, aprovado por unanimidade, diz que família é um núcleo doméstico baseado no afeto e que os “insondáveis domínios do afeto soltam por inteiro as amarras desse navio chamado coração”.

Religião

Desde o ano passado, o juiz Jeronymo Villas Boas é também pastor da Igreja Assembleia de Deus, que frequenta toda semana. Para os que o acusam de fundamentalismo religioso, Jeronymo Villas Boas diz que já tomou decisões contra a sua própria igreja, negando pedidos de isenção de impostos. E afirma ter outras inspirações. “As pessoas, talvez, possam querer me criticar porque eu tenho uma forte influência marxista”, diz o juiz.

De Marx, o fundador do comunismo, a Martin Luther King, de quem tem um imenso painel. “O Martin Luther King foi um defensor da igualdade racial, mas também foi um defensor da família”, destaca.

Em uma biblioteca contígua ao gabinete dele, Jeronymo mostra à equipe de Vinicius de Moraes, ao famoso ensaio do psicanalista Roberto Freire sobre o desejo, e até uma bíblia em hebraico.

Diz que lê de tudo, sem preconceito. Mas não nega a influência de seus princípios religiosos. “A Constituição brasileira foi escrita sob a proteção de Deus. Querer que um juiz, que professa a fé evangélica, não decida questões que envolva conflitos, muitas vezes, de natureza política, social ou religiosa é negar a independência do juiz”, pondera.

E afirma que vai tomar a mesma decisão sempre que houver casos semelhantes. “Já solicitei de todos os cartórios que me remetam os atos que foram praticados a partir de maio deste ano para análise”, avisa.

O repórter pergunta se ele sabe que irá enfrentar uma briga, e Jeronymo responde: “Não há problema. Se o juiz tiver medo de decidir, tem que deixar a magistratura. Juiz medroso ou covarde não tem condição de vestir a toga”.

Já quando perguntado sobre o que fará se for enquadrado pelos superiores, argumenta: “Eu tenho direito de defesa. Se me punirem sem o direito de defesa, nós entramos no regime de exceção”, afirma.

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, se diz perplexo com a atitude de Villas Boas. Para o ministro, nenhum juiz está acima das orientações do Supremo. “No meu modo de ver, a reiteração dessa prática por esse magistrado vai revelar a postura ostensiva de afronta à Suprema corte. Isso efetivamente vai desaguar em um processo disciplinar junto ao Conselho Nacional de Justiça”, alerta Fux.



Fonte: G1
------------

Calçados exóticos e nada convencionais do designer Kobi Levy

Formado pela Academia Bezalel de Arte e Design, de Jerusalém em 2001, especializado em design de calçados, Kobi Levy, trabalha como designer freelancer em empresas israelenses e internacionais. Atualmente trabalha em sua linha de calçados femininos em Tel-Aviv, Israel.

Kobi Levy aos 35 anos, cria calçados incrivelmente exóticos os quais são apresentados em várias exposições em Tel-Aviv, Jerusalém, Tóquio, Verona, St.Etienne, Berlin, etc. Confira!










Fonte: Blog de Kobi Levy
------------------------

Projeto de Lei sobre Ensino Religioso nas escolas públicas abre polêmica no Legislativo

Se tudo sair como planeja o prefeito Eduardo Paes (PMDB), em breve as 1.063 escolas municipais da cidade do Rio de Janeiro passarão a contar com ensino religioso. Para levar à frente a medida, a prefeitura terá de contratar 600 novos professores, o que deve causar um impacto orçamentário anual de aproximadamente R$ 12 milhões. Embora a lei determine a obrigatoriedade do ensino nas escolas públicas, a frequência será facultativa. Na Câmara Municipal o debate pega fogo.

Audiência pública realizada nesta terça-feira (14) mostrou que além de polêmica, a lei pode aumentar as pilhas de processos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF). Representantes das minorias temem o aumento do preconceito entre estudantes e suas famílias e argumentam que a proposta fere o artigo 19 da Constituição, que garante o Estado laico.

Porém, o ensino religioso também está previsto no artigo 210 da Carta Magna e conta com o respaldo do artigo 33 da lei 9.394 das Diretrizes e Bases da Educação Nacional – cujo conteúdo levou o Ministério Público Federal a entrar com uma ação de inconstitucionalidade que foi acolhida pelo STF, mas ainda aguarda parecer final.

“O ensino religioso já existe nas escolas estaduais do Rio. E nós sabemos que todas as vezes em que os segmentos mais hegemônicos entram na escola, eles começam a fazer a cabeça de alunos para entrarem nas suas religiões e perseguirem as religiões de matrizes africanas”, reclama o babalaô Ivanir dos Santos, interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa. Ele afirma que se a pluralidade das diferentes religiões não for respeitada, irá recorrer ao STF. “Se houver cerceamento às religiões de matrizes africanas vamos recorrer ao Judiciário. Ou é para todo mundo ou não é para ninguém”.

Apresentado à Câmara no dia primeiro de abril, o projeto chegou com a recomendação de que fosse votado em caráter de urgência. Porém, depois do escândalo com a compra milionária dos automóveis Jetta para os parlamentares da Casa, os 51 vereadores optaram por não jogar lenha em mais nenhuma fogueira. Assim, foi o próprio líder do governo, Adilson Pires (PT), que retirou a proposta da pauta, para que fosse realizada uma audiência pública. Ainda não foi estabelecida nova data para a votação.

Em fevereiro, o Conselho Municipal de Educação emitiu um parecer contrário à proposta.

No projeto de lei nº 862/2011, o Prefeito Eduardo Paes explica que para cumprir “preceitos constitucional e infraconstitucional” os futuros professores de ensino religioso terão de ter como “formação mínima a licenciatura plena em Sociologia, Filosofia ou História, ou bacharelado em teologia desde que comprovada, também, licenciatura plena em outros campos específicos do conhecimento que constituam disciplinas obrigatórias do ensino fundamental”.

Representante do Conselho Nacional de Educação (CNE) no Rio de Janeiro, o professor de Sociologia da Educação da UFRJ Luiz Antônio Cunha recomendou aos edis que aguardem a formação de uma comissão intercameral, que irá estudar a questão e propor normas que orientem a oferta do ensino religioso nas escolas públicas, antes de cabalarem votos a favor ou contra o projeto.

“Pesquisas realizadas por docentes da UFRJ e da USP mostram que o ensino religioso tem sido evocado como um mecanismo de controle individual e social supostamente capaz de acalmar os indisciplinados, de conter o uso de drogas, de evitar a gravidez precoce e as doenças sexualmente transmissíveis”, afirmou Cunha, sem no entanto sinalizar com uma data para a apresentação das normas indicativas.

O vereador Paulo Messina (PV), presidente da Comissão de Educação e Cultura na Câmara de Vereadores do Rio, apresentou uma emenda ao projeto. Ele quer que, além de opcional, o ensino religioso seja oferecido fora do horário mínimo das 800 aulas anuais de aula. "Isso limitaria a proposta a ser aplicada apenas nas escolas que oferecem horário integral o que hoje, no Rio, não passa de 200", disse o vereador, que é contra o projeto.


Fonte: IG Último Segundo
---------------------------

Padre e freira condenados por pedofilia em Santa Catarina

O padre Marcos César Andreiv foi condenado a 10 anos e meio em regime fechado pelo crime de pedofilia.

Em 2009, a mãe de uma menina suspeitou do abuso porque ela se recusava a ir à creche que fica próxima à igreja onde o pároco era… pároco.

A mãe procurou a polícia e, pra ela, a garota contou que o padre a tocava em suas partes pudentas e dizia para ela não contar a ninguém porque senão “o anjinho levaria sua mãe pra sempre”. A menina teria dito também que o padre tirava a roupa quando ambos estavam a sós.

De acordo com relatórios médicos, a garota estava emocionalmente abalada por causa do abuso.

As acusações de pedofilia contra o padre Marcos César Andreiv, ligado à Igreja Católica do rito ucraniano, em Canoinhas, no Planalto Norte de Santa Catarina, renderam uma condenação de 10 anos e seis meses de prisão ao religioso. A sentença foi assinada nesta sexta-feira (24) pelo juiz Rodrigo Rodrigues.

O padre estava preso preventivamente desde outubro do ano passado, acusado de abusar de uma menina de quatro anos. Ele não terá o direito de recorrer em liberdade. Na mesma sentença, o juiz também condenou a freira Josiane Kelniar à mesma pena. Mas ela terá o direito de responder em liberdade. A freira foi denunciada por ajudar o padre a praticar os atos de pedofilia.

O caso veio à tona quando a mãe da menina desconfiou que a filha estivesse sendo molestada. Em depoimento à polícia, a criança disse que era tocada nas partes íntimas e que o padre a orientava a não contar nada " porque o anjinho a levaria".

Um relatório psicológico confirmou que a menina foi vítima de abuso. Ainda no decorrer da investigação, a Justiça aceitou o pedido de prisão preventiva feito pela Polícia Civil.

— O que se pretende é evitar que o indiciado cometa novos crimes contra outras crianças. Conforme indicam as provas indiciárias, o acusado aproveitou-se de sua profissão de sacerdote para praticar os delitos de cunho sexual — escreveu o juiz Rodrigo Rodrigues, na época.

Antes de se entregar, o padre Marcos Andreiv deixou Canoinhas e chegou a passar algumas semanas como foragido no Paraná. Durante o processo, a defesa do padre alegou "constrangimento ilegal" na prisão por falta de prova da autoria do crime.

A reportagem tentou falar com o advogado Ivo Fiorentin, que defende o padre e a freira no caso. Mas ele não foi encontrado para atender os telefonemas em casa e no escritório. Procurado no celular, o filho dele atendeu a ligação e informou que Ivo havia se retirado para uma fazenda e estava incomunicável.


Fonte: O Barriga Verde
-----------------------

Tá na Bíblia: Jesus é o único mediador entre Deus e homens




"Porque há um só Deus,
e um só Mediador
entre Deus e os homens,
Jesus Cristo homem."

(I Timóteo 2:5)

Série Talento Gospel na Internet: Jean e Renato

Hoje na Série Talentos Gospel na Internet é a vez de Jean e Renato da Igreja Memorial Batista de Brasília, na voz e violão cantando uma série de corinhos antigos e inesquecíveis. Parabéns para a dupla! Deus continue abençoando!




Profecias e Promessas

Encontramos na Bíblia Sagrada uma série de Profetas de Iavé, cujas profecias eram verdadeiras e fidedignas, e que se baseavam nas Promessas do Senhor nosso Deus para toda a humanidade ou especificamente para seu povo. Promessas que iriam se cumprir imediatamente ou ainda em um tempo mais remoto.

O Profeta não falava de si mesmo, nem de seus próprios sonhos ou de seus desejos pessoais, mas sim segundo a vontade de Deus. O Profeta era um Porta-Voz de Deus. Seu compromisso era com o Senhor, sua palavra era a transmissão do desejo Divino. O Profeta não se corrompia, não se contaminava, nem se deixava influenciar pelos poderosos nem se acovardava diante dos dominadores.

Também descobrimos nas páginas do Livro Sagrado, inúmeros falsos profetas cujas profecias eram apenas o relato de seus sonhos ou de visões advindas de suas preocupações ou da vontade das autoridades da época (1 Reis 22.1-28).

Nos nossos dias encontramos o mesmo quadro do passado: Profetas autênticos, comprometidos com a Bíblia na sua totalidade e submissos à vontade de Deus plenamente, sem medo de sofrer nas mãos dos detentores da autoridade legal, nem nos tribunais inquisitórios dos dirigentes religiosos. Profetas que não inventam profecias.

Profetas que pregam a Salvação e o Perdão através do sacrifício vicário de Cristo na Cruz do Calvário; que anunciam a Graça Maravilhosa de Cristo que regenera o pecador perdido; que proclamam a doce Comunhão do Espírito Santo e mostram o único Caminho para agradar a Deus – Jesus. Profetas do Amor de Deus.

Também convivemos com profetas falsos. Profetas do mal, do desrespeito e do medo. Profetas que querem levar vantagem sobre as pessoas atemorizando-as e fazendo com que se tornem presas de seitas e de corpo de doutrinas contrárias às Escrituras. Profetas que querem ter lucros. Profetas que querem ganhar autoridade semeando o pânico e a instabilidade emocional.

Há os que são os aprendizes de profetas e vivem falando asneiras, “profetizando” como fazem os videntes, as cartomantes (quem lê cartas), os quiromantes (quem lê linhas da mão), os lançadores de búzios, os amantes da astrologia e dos signos do zodíaco e toda sorte de engano e trapaças próprias dos que não conhecem a Bíblia como Palavra de Deus.

Cuidado, meus irmãos, não entrem pelo caminho dos que estão usando o Nome do Senhor em vão, dizendo “profecias” que são meras especulações sobre assunto que não se tem convicção, ou sobre ensinos recebidos de lideres religiosos que se baseiam na opinião pessoal de alguma autoridade religiosa, ou nas elucubrações deletérias dos falsos profetas.

Cada vez que você tenta adivinhar um fato futuro, você está sendo um profeta falso. Não faça de seus sonhos, de seus pesadelos ou de sua imaginação fértil uma profecia para os outros. Não tente adivinhar o futuro. Não se preocupe com o dia de amanhã, pois o amanhã a Deus pertence.

Caso alguém venha lhe apresentar uma adivinhação como profecia, rechace com veemência, com vigor e com autoridade bíblica. Não admita ser enganado nem mesmo por pessoas cheias de boa vontade e aparência vida espiritual. Não queira, tampouco, ser um enganador para os outros. Não seja um falso profeta, inventado coisas sobre a vontade do Senhor ou suas Promessas.

Todas as Profecias estão registradas na Bíblia. Todas as Promessas de Deus estão claras e demonstradas na Sua Palavra. O que passa disso é de procedência maligna. Que o Senhor seja louvado, a Ele toda a Glória.


Fonte: Pr Paulo Roberto Sória em seu blog
--------------------------------------------

Dica de Livro: C.S. Lewis - O mais Relutante dos Convertidos - David Downing

Uma caminhada em direção à fé

Seus livros já venderam mais de cem milhões de exemplares em todo o mundo, incluindo clássicos como O leão, a feiticeira e o guarda-roupa, Cristianismo puro e simples e Cartas de um diabo a seu aprendiz. Contudo, C. S. Lewis nem sempre foi um gigante da fé cristã. Esta obra essencial revela o mais importante e, ao mesmo tempo, negligenciado aspecto da vida de C. S. Lewis — seu período de ateísmo.

David Downing faz uma leitura instigante da jornada pessoal de C. S. Lewis — de ateu convicto a um dos mais amados e influentes escritores cristãos de nosso tempo. Um livro inteligente, fruto de meticulosa pesquisa e de leitura altamente agradável e inspirativa para os que desejam conhecer melhor a exploração ao mesmo tempo intelectual e espiritual do escritor irlandês.


Fonte: Editora vida
-------------------

Jornalista premiado nos EUA é imigrante ilegal

Tem escrito para alguns dos melhores jornais dos Estados Unidos, venceu um prémio Pulitzer pelas suas reportagens sobre o massacre de Virgínia Tech, mas tinha um segredo que já não estava a conseguir guardar. Jose António Vargas é imigrante ilegal nos EUA.

“Não posso mais esconder isto, não posso simplesmente deixar as coisas andar”, disse Jose Antonio Vargas numa entrevista à estação de televisão ABC. O seu segredo estava a corroêlo por isso publicou nesta quarta-feira um artigo no “The New York Times” a contar a sua história. Jornalista premiado, sabe que corre o risco de ser deportado mas mesmo assim resolveu contar que é imigrante ilegal.

“Sou um de tantos, tantos. Não somos quem pensam que somos e todos merecemos dignidade”, disse Jose Antonio Vargas à ABC. Agora que falou do seu passado, promete lutar para que o Deram Act avance, a proposta do Presidente Barack Obama que abrirá caminho à legalização dos cerca de 11 milhões de pessoas que vivem sem papéis nos EUA.

“Podem chamar-me o que quiserem, eu sou americano”, explica o jornalista “No meu coração, sou americano”. Apesar de ter nascido nas Filipinas, Jose Antonio Vargas cresceu na Califórnia, estudou na escola secundária de Mountain View e foi aí que começou a colaborar com um jornal local. Mais tarde viria a trabalhar para o “San Francisco Chronicle, até que foi contratado pelo “Washington Post”, já em 2004.

Fez várias reportagens e até documentários sobre a sida, o “casamento” entre os políticos e a Internet, mas viria a ser a cobertura sobre o massacre na universidade de Virgínia Tech – onde um aluno entrou armado e matou 32 pessoas em Abril de 2007 – a valer-lhe o mais prestigiado prémio de jornalismo. Foi um dos jornalistas do “Washington Post” a vencer o Pulitzer na categoria “Breaking News” em 2008.

O perfil de Jose Antonio Vargas não encaixa nos estereótipos mais comuns sobre os imigrantes ilegais. Na última década tem sido um jornalista de grande sucesso, conhecido pelas reportagens em Virgínia Tech mas também, por exemplo, pela entrevista que fez ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg. Tudo isto enquanto vivia nos EUA de forma ilegal. “E por que é que fiz tudo isso?”, perguntou ao jornalista da ABC, antecipando uma questão que certamente lhe iria ser feita. Depois responde: “Queria sobreviver. Queria viver. E queria saber realmente o que significa ser americano”.

Deixou as Filipinas quando tinha 12 anos, mas só quatro anos depois viria a saber que estava em situação ilegal.

Foi quando tentou tirar a carta de condução e lhe disseram que o seu “green card” – o documento que permite a cidadãos estrangeiros viver e trabalhar nos EUA – era falso. Aconselharam-no a não voltar, Vargas regressou a casa e foi contar ao avô o que tinha acontecido. Soube então que era um imigrante ilegal.

Primeiro tentou atenuar o sotaque, não queria que ninguém duvidasse de que era americano. Depois descobriu o jornalismo, quis trabalhar e percebeu que o sotaque não seria o maior dos seus problemas.

Enconder as fotos da família numa caixa de sapatos


Acabou por ceder àquele que é o caminho de tantos imigrantes ilegais.

Com documentos falsos, conseguiu uma carta de condução no estado de Oregon. “Uma pessoa tem de fazer o que tem de fazer”, disse à ABC. “Queria trabalhar, provar que era digno de estar aqui”. Ninguém duvidará de que o conseguiu. Foi com essa carta de condução que chegou a entrar na Casa Branca para fazer a reportagem sobre um jantar de Estado”.

O medo não passou com o tempo.

Vargas estava nervoso no dia do jantar na Casa Branca, e noutros dias também. “Cada vez que fazia isto pensava que me iam apanhar”. Nunca apanharam.

Sabe que poderá ser enviado de volta para as Filipinas, por isso terá demorado a ganhar coragem para falar do seu passado. Mas acabou por decidir-se quando viu, em Dezembro, ser rejeitado no Congresso o Dream Act, uma legislação que permitirá a legalização dos imigrantes que já cresceram nos Estados Unidos. É por essa proposta que agora fará campanha, por não acreditar que possam ser deportadas 11 milhões de pessoas. “Somos parte desta sociedade, e todos merecemos dignidade”.

Fonte: O País
----------------

Pai, volta, por favor…

Desejo Teu retorno,
clamo diariamente pela Tua vinda.
Quero ser noiva prudente,
sempre cheia de azeite.
Me ajuda a nunca,
tirar os olhos do Teu Filho Amado.
Não quero ser imprudente
em nenhuma situação.

Sinto você perto,
em mim e em meus irmãos.
Nos livra de pecar,
nos livra de sermos nós.
Me ensina a perdoar
todos a minha volta.
Não quero guardar nada
que não seja Teu amor.

Como sou necessitado.
Como choro de temor.
Como clamo por amor.
Muda sempre minha vida.

Volta, volta logo…
Por favor, volta logo…


Autor Estêvão Avillez
-----------------------------

Cristão é preso, após convidar dois leprosos para irem à igreja

Um católico, que havia levado dois pacientes leprosos a uma reunião de oração, foi preso e solto após o pagamento da fiança, no último dia 14 de junho. Os dois pacientes foram espancados pela polícia e o cristão foi acusado e detido sob a suspeita de estar praticando proselitismo.

A polícia prendeu o católico, que é um aposentado do exército indiano, chamado Henry Baptist Robey, e os dois visitantes, Moorthy Ram e outro, identificado somente como Mani.

Leprosos são considerados pessoas religiosamente impuras na Índia e, pelo fato de ser uma doença contagiosa, eles vivem em aldeias afastadas. Robey disse que costuma visitar os leprosos duas vezes por ano para levar-lhes roupas, comida e medicamentos.

“Alguns deles disseram que realmente queriam participar da reunião de oração e eu os convidei”, disse ele. “O que há de errado nisso?”, disse Robey.“Eu fui preso sob a seção 295 do código penal indiano, “intenção deliberada de afrontar os sentimentos religiosos dos outros”, o que é punido com pena de prisão até três anos e/ou multa.”

Na Índia, existem uma série de leis anticonversão, para impedir os hindus de migrarem para outro credo.

O caso

Robey contou que apenas convidou os pacientes para participarem de uma reunião em sua igreja. “Os pacientes vieram à minha casa em função da reunião de oração; eles mesmos afirmaram que não estavam sendo convertidos, mas mesmo assim a polícia registrou uma queixa contra nós”, disse Robey. “A polícia veio nos prender porque alguém fez uma denúncia. Eles invadiram minha casa, procurando em todos os quartos e, quando os acharam, agrediram-nos.”

Dr. Sajan K. George, do Conselho Karnataka, que enviou o relato de Robey para ser apresentado à Comissão Nacional de Direitos Humanos do país, disse: “A tragédia é que, embora os pacientestenham recebido roupas que foram consideradas como presentes, conforme a polícia relatou, eles próprios alegaram que não existiu conversão forçada”, disse George.

Multidão

“Disseram-me que havia cinegrafistas e fotógrafos da mídia ao redor da minha casa para fazer imagens, mas eu não estava prestando muita atenção. Então ouvi muito barulho e percebi que havia uma multidão cercando a minha casa. Eles alegavam que eu havia trazido os pacientes à minha casa para que fossem convertidos. Expliquei que estava apenas interessado em cuidar deles como seres humanos e não em convertê-los, mas não estavam dispostos a ouvir”, disse Robey.

A polícia levou Robey e seus convidados ao posto policial e, na mesma noite, foram transferidos para a delegacia de Hennur e presos oficialmente. Na manhã de 13 de junho, foram levados ao tribunal sob custódia, onde tiveram o primeiro pedido de fiança negado. No dia seguinte, porém, foram concedidos os seus pedidos de fiança.


Tradução: Lucas Gregório
Fonte: Compass Direct
-----------------------

Dizem que pagode é música gospel...



Fonte: Will Tirando
-----------------------