segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Soul embala cultos evangélicos

Jovens da Zona Norte do Rio buscam inspiração nos corais gospels norte-americanos da década de 70 para resgatar a arte de cantar em grupo nas igrejas evangélicas cariocas. A idéia surgiu há quatro anos num culto de talentos realizado na Igreja Batista Nova Peniel da Tijuca. Na época, Luciana Araújo Paulino, 23 anos, e seus irmãos Daniela, 21, e Paulo Moreira de Araújo, 17, reuniram primos e alguns amigos para formar o Coral "Divine Soul". E desde então não pararam de receber convites para eventos religiosos.

Com o tempo, o Divine Soul se aprimorou e deu a origem ao Ministério Israel Coral agora com roupagem mais profissional. A maioria dos músicos vem da Assembléia de Deus Vitória em Cristo, da Penha. Para a fundadora do ministério, Luciana, o grupo é a sua família. "Estamos unidos por um ideal, que é louvar ao Senhor e reacender a arte do canto Coral, que está se perdendo no decorrer dos anos", diz.



A prova de fogo do grupo aconteceu no Gospel Nigth, no Irajá Atlético Clube. A apresentação levantou o público de cerca de quatro mil pessoas. Graças à boa receptividade, os jovens cantores passaram a ser chamados para as edições seguintes do baile gospel. Além de composições próprias, eles cantam antigas canções recicladas e apimentadas pelo rítmo "soul" - gênero musical nascido do “rhythm and blues” e do gospel no final da década de 50 nos Estados Unidos.

O ministério vocal faz uma maratona pelas igrejas. A intenção é estimular o mergulho das novas gerações às raízes do "Black Choir", do inglês, coral negro. É um estilo musical nascido nos guetos americanos. "O canto Coral surgiu nas igrejas dos negros dos Estados Unidos na década de 50 e se espalhou por todo o mundo. Missionários americanos trouxeram o ritmo para o Brasil. “Hoje, somos convidados a participar de ‘Workshop’ e incentivamos o resgate e a formação de corais bem treinados e estruturados nas igrejas", revela Luciana.

Para o Pastor Lauremir Lopes, da Igreja de Nova Vida, em Itaboraí, investir em Canto coral é resgatar a tradição. "Nós investimos, pois cremos que isto realmente é algo que agrada o coração de Deus", dá a dica.



O sucesso é tão grande que o grupo já pensa em gravar CD e DVD com composições próprias. Segundo o produtor musical Maurício Cozzaro a equipe está mais madura e pronta. "Vivemos um grande momento, e a equipe está mais segura, fator essencial para enfrentarmos o desafio da gravação do CD e DVD", acredita.

A maioria das músicas é composta por Daniela Araújo, que aposta na canção "Vai Moisés" como o "hit" do CD. "Fico muito feliz e emocionada ao ouvir as minhas composições na boca do povo de Deus. É muito gratificante.", se emociona.

Mas para realizar o sonho de ver o trabalho nas prateleiras das lojas, o Israel Coral ainda depende de gravadora. O grupo põe fé que um dia vai alcançar o sucesso. “Cremos que diante de tanto trabalho, breve iremos alcançar o reconhecimento. Só então conseguiremos atingir multidões”, profetiza.


Fonte: O Dia Online
--------------------

Resistindo às tentações

Ao ensinar que seus seguidores deviam “dia a dia” tomar sua cruz (Lucas 9:23), Cristo fez da resistência ao diabo (Tiago 4:7) parte fundamental do cristianismo. Biblicamente, “tomamos a cruz” quando resolvemos dar fim ao pecado em nossa vida. Sem essa determinação básica, não há conversão completa. O Senhor frisou bem essa questão: “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:27). Se a nossa intenção de confessar o nome de Cristo é genuína, devemos apartar-nos “da injustiça” (2 Timóteo 2:19).

O que é de fato difícil é traduzir essa intenção da teoria à prática. Mas aqui, como em todas as demais áreas, somos auxiliados pelo exemplo do Senhor. “Para isso se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo” (1 João 3:8). Em sua morte, Cristo destruiu “aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo” (Hebreus 2:14) e, em sua vida, sempre frustrou a obra do diabo repelindo toda sedução que Satanás punha diante dele. Jesus foi em tudo tentado “á nossa semelhança, mas sem pecado” (Hebreus 4:15). Sua vida, portanto, pode servir-nos como um manual sobre como resistir ao diabo em nossas batalhas diárias com a tentação.

Nos evangelhos, não há incidente que melhor revele como Cristo lidou com o diabo do que a tentação no deserto (Mateus 4:1-11; Marcos 1:12-13; Lucas 4:1-13). Eu lhe recomendaria ler estes textos e, ao lê-los, para que possam resistir à tentação, lembrem-se do seguinte:

1. Não devemos desconhecer os expedientes do diabo. Douglas MacArthur disse certa vez: “Quanto mais soubermos acerca do inimigo, mais capacidade teremos de vencê-lo”. Da mesma forma, se quisermos resistir ao diabo, é essencial que saibamos como ele age (2 Coríntios 2:11). Os atos de Satanás traem suas táticas. Os métodos que usou (em vão) com Jesus, ele usará conosco. Uma vez precavidos, ficamos prevenidos.

2. Devemos confiar plenamente em Deus. Conforme a análise de Tiago acerca do processo da tentação (Tiago 1:13-15), Satanás aproveitou os desejos de Jesus na tentativa de abalar a confiança deste em Deus. Ao propor que Jesus matasse a fome transformando as pedras em pão, o diabo ofereceu uma solução para uma necessidade aparentemente esquecida pelo Pai. Ao oferecer entregar os reinos do mundo em troca da adoração de Cristo, o diabo ofereceu um atalho por meio do qual Jesus poderia ter a coroa sem enfrentar a tortura da crucificação exigida pelo Pai. Assim, Satanás tentou explorar os desejos legítimos de Cristo, buscando levá-lo a cometer a iniqüidade, mas em todos os casos Cristo discerniu o engano. Embora as propostas do diabo soassem inócuas, benéficas e mesmo respaldadas na Bíblia (como quando citou as Escrituras para convencer a Cristo a pular do templo), elas na verdade não passavam de ataques insidiosos à bondade e à credibilidade de Deus. (Veja Gênesis 3:1-5. “Quando o diabo mais se mostra nobre e razoável, é aí que ele é mais perigoso” – Dorothy Sayers.) Ter-se entregado às propostas de Satanás teria sido um ato de iniqüidade e descrença. Portanto, Cristo morreria de fome antes de abandonar a vontade de Deus. Ele não desculparia o pecado raciocinando que os fins justificam os meios. Ele não agiria presunçosamente. Também não engoliria ingenuamente uma proposta baseada numa distorção das Escrituras. Antes, ele guardaria “firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel” (Hebreus 10:23). Na tentação devemos nos segurar firmemente à nossa fé e confiar em Deus, pois “esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1 João 5:4).

3. Devemos ser guiados pela pelavra de Deus. Jesus não resistiu ao diabo utilizando o seu poder miraculoso ou invocando alguma revelação especial dada a ele e a nenhum outro. Antes, ele se manteve firme, abraçando a palavra de Deus: “Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Salmos 119:11). Por meio da palavra de Deus, podemos saber como ele deseja que vivamos quando tentados. Isso nos encoraja bastante, pois nos mostra que a resistência está ao nosso alcance. Se permitirmos que a palavra de Deus habite em nós, seremos fortalecidos em nosso homem interior com o poder necessário para vencer o malvado (1 João 2:14). “Porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1 João 4:4). Observe os versículos que Cristo citou em resposta às seduções do diabo. “Não só de pão viverá o homem” está em Deuteronômio 8:3. “Não tentarás o Senhor, teu Deus” está em Deuteronômio 6:16. E “Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto” está em Deuteronômio 6:13. Todas as três são citações de uma parte das Escrituras que se inicia com estas palavras: “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força” (Deuteronômio 6:4-5). Cristo mais tarde chamou isso: “O principal de todos os mandamentos” (Marcos 12:29). No deserto, Cristo demonstrou que, embora atacado por severas desvantagens, tanto físicas quanto emocionais, mesmo a maior das tentações pode ser vencida se estivermos completamente comprometidos com Deus e com a sua causa. Que o exemplo de resistência de Cristo sempre nos guie.



Fonte: Kenny Chumbley em Estudos da Bíblia
----------------------------------------

Justiça mantém exibição de programas religiosos na Empresa Brasileira de Comunicação (EBC)

Decisão do Conselho Curador da empresa indicou que programas deveriam ser suspensos; para magistrado, mudanças devem ocorrer 'sem prejuízo dos milhões de telespectadores'

Graças a uma decisão da Justiça Federal, as Igrejas Católica e Batista conseguiram manter a exibição de três programas religiosos que vão ao ar na TV Brasil e, por decisão do Conselho Curador da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), deveriam ter sido suspensos na última semana de setembro.

Embora tenha concordado com a resolução da EBC que prevê uma nova programação, aberta à "pluralidade máxima das vivências religiosas existentes no País", o juiz da 15ª Vara Federal do Distrito Federal, João Luiz de Sousa, considerou "desnecessária" a suspensão dos programas semanais A Santa Missa e Palavras de Vida, de orientação católica, e Reencontro, da Igreja Batista.

Em antecipação de tutela (espécie de liminar) concedida no dia 20 de setembro, o juiz aceitou o argumento da Arquidiocese do Rio de Janeiro e da Primeira Igreja Batista na Ilha da Conceição, de Niterói, de que "a pluralidade máxima consegue-se com a ampliação dos programas religiosos, não com a supressão dos existentes". Ao mesmo tempo, exaltou "o bom propósito da ré (EBC)" de abrir a programação da emissora às demais religiões. "Afinal, o Brasil é um país laico", lembrou o magistrado. Sousa destacou que as mudanças devem ocorrer "sem prejuízo dos milhões de telespectadores" dos programas atuais.

O Conselho Curador recorreu à segunda instância para manter o teor da resolução, de março deste ano, que determinava "a suspensão dos atuais programas religiosos nos veículos públicos da EBC" a partir do dia 23 de setembro. Além da TV Brasil, a EBC opera oito rádios estatais.

Segundo Daniel, não há contrato firmado com a EBC e os programas vão ao ar graças a uma tradição de décadas de a emissora pública ceder espaço às Igrejas Católica e Batista. "Os programas usam equipamentos, profissionais e espaço públicos", diz. A presidente do Conselho Curador, Ima Célia Guimarães Vieira, informou que os conselheiros vão decidir sobre a programação religiosa em reunião marcada para 24 de novembro.

Em nota, a diretoria-executiva da EBC disse que "sempre foi contrária à supressão dos programas religiosos, por entender que o Estado é laico para garantir sua neutralidade, mas que a TV pública deve espelhar a sociedade, que é plural e diversa, inclusive na religiosidade". A diretoria informa que "fez várias tentativas de rediscutir a resolução do Conselho, propondo o adiamento da vigência da medida, até que se pudesse discutir mais amplamente a adoção de uma política de programação religiosa". A nota diz ainda que a TV Brasil "herdou e manteve" os três programas religiosos que eram veiculados na antiga TVE do Rio de Janeiro.


Fonte: Estadão
--------------

Hinos Inesquecíveis tocados no violão. Que coisa mais linda!

Como é maravilhoso o dom de tocar instrumentos musicais principalmente se esse dom for usado a serviço do nosso Deus para exaltar e engradecer o seu nome! Encontrei esses vídeos de hinos antigos no you tube e estou postando aqui para você ouvir e ser abençoado no dia de hoje. Confira!









domingo, 30 de outubro de 2011

Motivos para se comemorar a Reforma

Em primeiro lugar, os cristãos são seres históricos e, como tais, comprometidos com ordenanças históricas da Escritura. Ler a Bíblia, orar, congregar, passar pelo batismo, participar da santa ceia, pregar e viver o Evangelho, são práticas milenares, próprias de uma igreja verdadeira que milita e persevera na história, e não há cristão genuíno que não as pratique e as ensine à próxima geração.

Tais práticas são, sobretudo, vivenciadas como vontade pessoal de Deus para o crente. Elas encaminham os eleitos ao conhecimento de Deus e de si mesmos. A Reforma foi um movimento histórico importantíssimo pró-restauração deste sentido da vida cristã, e por isto deve ser comemorada.

Em segundo lugar, os princípios que sempre nortearam o sentido real e bíblico da fé evangélica – a salvação, providenciada pela graça divina, recebida exclusivamente pela fé em Cristo; a Escritura, definida como a revelação especial do Deus triúno, para redenção do ser humano e para obediência, como única regra de fé; o sacerdócio universal e efetivo de cada eleito, percebido pela revelação de que os eleitos são herança (clero) de Deus e, ao mesmo tempo, seu povo (laico); a liberdade e a responsabilidade pessoais de interpretar a Escritura – são os fundamentos sobre os quais os cristãos sinceros de muitas denominações descansam sua fé, sem conhecer e valorizar o preço pago. A comemoração da Reforma, de forma ampla, certamente conduziria muitos desses cristãos a uma enorme gratidão a Deus, pela luta mantida pelos reformadores.

Há um terceiro motivo. A Reforma colaborou, dentro de sua esfera de influência, para o desenvolvimento da religião, da ciência, da arte e da educação, e assim valorizou o indivíduo. Os reformadores perceberam a necessidade de capacitar pessoas para a leitura das Escrituras e para a vida. Abriram-se escolas; a Escritura ganhou traduções para os idiomas das pessoas; doutrinas bíblicas foram revisitadas e revalorizadas; um desejo libertário em relação ao jugo teológico dominante ganhou força. Assim se abriram os horizontes dos cristãos para o estudo da revelação especial e da revelação geral de Deus – a natureza. A Reforma deve ser comemorada por trazer à luz tais convicções.

Finalmente, a Reforma precisa ser comemorada por ser um período de grande produção da era do Cristianismo. Acatando as decisões de vários Concílios dos primeiros séculos da era cristã, em que vários pontos comuns da doutrina cristã evangélica foram definidos, os reformadores foram instrumentos para a formulação teológica que auxiliou no surgimento das confissões de fé reformadas. Em um mundo tão turbulento e relativo como o atual, a perseverança na fé bíblica e na doutrina reformada são motivos de segurança para os cristãos e sustento para a perseverança. O exame sincero dessas confissões, sempre na dependência do Espírito e da Escritura, fortalece a convicção, aumenta a confiança e a esperança, produz coragem e obediência a Deus.

Graças a Deus pela Reforma! E que todos saibam de seu valor para a fé cristã!


Fonte: Rev. Wilson do Amaral Filho no site da Igreja Presbiteriana
------------------------------------------------------------

Salmos 76

Em Judá Deus é conhecido;
o seu nome é grande em Israel.
Sua tenda está em Salém;
o lugar da sua habitação está em Sião.
Ali quebrou ele as flechas reluzentes,
os escudos e as espadas,
as armas de guerra.
Resplendes de luz!
És mais majestoso que os montes
cheios de despojos.
Os homens valorosos jazem saqueados,
dormem o sono final;
nenhum dos guerreiros foi capaz de erguer as mãos.
Diante da tua repreensão, ó Deus de Jacó,
o cavalo e o carro estacaram.
Somente tu és temível.
Quem poderá permanecer diante de ti
quando estiveres irado?
Dos céus pronunciaste juízo,
e a terra tremeu e emudeceu,
quando tu, ó Deus, te levantaste para julgar,
para salvar todos os oprimidos da terra.
Até a tua ira contra os homens
redundará em teu louvor,
e os sobreviventes da tua ira se refrearão.
Façam votos ao Senhor, ao seu Deus,
e não deixem de cumpri-los;
que todas as nações vizinhas
tragam presentes a quem todos devem temer.
Ele tira o ânimo dos governantes e
é temido pelos reis da terra.


-------------------------

Justiça libera pastor preso por pregar contra o homossexualismo

O pastor peruano José Linares, fundador do Movimento Pro-Família (International CIPROFAM) corria o risco de ser condenado a 45 anos de prisão nos Estados Unidos por pregar contra o homossexualismo. O pastor foi preso pelo “Crime de Ódio” e de acordo com um de seus advogados ele “estava sendo incentivado pela leitura de sua Bíblia, falando de Cristo para seu companheiro de cela”.

“Estamos preocupados com a violência dos manifestantes gays e do Estado. E como a imprensa tem sido indiferente sobre este caso, estamos tomando medidas, se tudo for favorável, ele está fora do país o mais rápido possível”, disse o Dr. James Lockett para a agência La Voz dias antes do julgamento.

José Linares é casado com Iris Linares com quem tem dois filhos, nos últimos meses sua família tem sido alvo de ataques de militantes gays. O processo contra ele foi movido por uma organização LGBT que o acusa de ser o responsável pela morte de um jovem gay, depois que fez um comentário sobre o homossexualismo em uma rádio.

“Tudo é uma armação dos ativistas LGBT, que sempre buscaram silenciá-lo e trancá-lo em uma prisão com falsos argumentos”, disso o advogado alegando que o grupo de homossexuais tem muito espaço na mídia.

Mas depois de passar pelo julgamento o Tribunal do Distrito de Lawrence declarou que Linares era inocente e a denúncia de “Crime de ódio” foi desfeita pelos juízes mesmo com o protesto da comunidade LGBT.

“Me sinto honrado por padecer pela causa de Cristo. Me sinto feliz por pregar o evangelho integral, obrigado a todos pelas orações. Para aqueles que me seguem, saibam que não é a primeira vez que os inimigos da família e da vida tentam me silenciar”, escreveu o pastor em sua página do Facebook.

Linares e sua família vão voltar para Peru, país que esta prestes a aprovar o projeto que caracteriza “Crimes de ódio”. A proposta foi apresentada e está sendo analisada pela Comissão de Justiça e Direitos Humanos.



Fonte: Gospel Prime
-------------------

Qual era o perfil dos doze apóstolos de Jesus?

Veremos a seguir uma síntese da vida dos doze discípulos de Jesus, contendo, suas cidades, localidades de origens, profissão que exerciam antes de serem escolhidos por Jesus, pontos de suas personalidades, alguns fatos de seus ministérios e, como se deu a morte de cada um. A formação apresentada da ordem dos nomes dos discípulos, é a que encontramos em Mateus, capítulo 10, do versículo 1 ao 4:

"Tendo chamado os seus doze discípulos, deu-lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos para os expelir e para curar toda sorte de doenças e enfermidades. Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, por sobrenome Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, que foi quem o traiu.”

1. Simão Pedro - Nasceu em Betsaida, mas residia em Cafarnaum, na Galiléia; Era pescador de profissão;Foi o primeiro líder da igreja cristã. Escreveu as epístolas que levam seu nome; Tinha pouco estudo, impulsivo, amoroso, tímido, explosivo e entendia com dificuldade os ensinamentos; Morreu em Roma, crucificado de cabeça para baixo;

2. André - Também era de Betsaida; Era sócio de seu irmão Pedro na indústria da pesca;Foi um homem zeloso, sincero e dedicado em sua tarefa de apóstolo;Foi quem apresentou Pedro à Jesus. Um dos primeiros discípulos e também o primeiro missionário no estrangeiro; Morreu martirizado na Acássia, onde pregou. Foi crucificado em uma cruz em forma de “X’’.

3. Tiago - Era de Betsaida, onde trabalhava com a pesca; Tinha personalidade forte e ambiciosa; Foi um dos mais íntimos discípulos de Jesus. Pregou na Judéia; Tornou-se o primeiro mártir entre os apóstolos, morrendo pela espada de Herodes Agripa I.

4. João - Também era de Betsaida e trabalhava com seu irmão Pedro na pesca; A princípio era de espírito exaltado e indisciplinado; Fazia parte, também do rol dos discípulos mais chegados ao Mestre. Trabalhou pregando em Jerusalém. Escreveu o evangelho e as epístolas que levam seu nome, e também o Apocalipse. Terminou seu ministério em Éfeso e Ásia Menor; Morreu de morte natural, provavelmente com 100 anos de idade, o único que não foi martirizado.

5. Felipe - Nascido em Betsaida, provavelmente exercia a profissão de pescador; Possuía uma personalidade tímida e inicialmente um pouco incrédulo; Teve um brilhante ministério na Ásia Menor, trabalhou também na Frigia; Foi sepultado em Hierápolis, desconhece-se, porém, o motivo de sua morte, provavelmente foi um mártir.

6. Bartolomeu - Era de Caná da Galiléia, sua profissão é desconhecida; Foi uma pessoa em quem não se via dolo, fraude, era honesto (Jo 1:47); Acredita-se que tenha trabalhado na Índia e na Grande Armênia;De acordo com o martirológio romano, ele foi esfolado vivo pelos Bárbaros e recebeu o golpe de misericórdia através da decapitação.

7. Tomé - Originário da Galiléia, onde era pescador por profissão; Foi uma pessoa determinada, mas no momento propício não creu na ressurreição de Jesus; Trabalhou pregando o evangelho na Síria, na Pártia, na Pérsia e na Índia; Sobre sua morte há duas versões, uma diz que foi traspassado por uma flecha enquanto orava, e a outra, é de que foi torturado próximo a Madras.

8. Mateus - Era de Cafarnaum, onde trabalhava como cobrador de impostos (publicano). Podemos observar sua humildade quando seu nome aparece na lista dos Apóstolos após Tomé (Mt 10:3), em outras listas aparece antes de Tomé. O fato de ter abandonado a sua profissão que apesar de ser mui desprezada, também, demonstrava sua humildade. Recebeu poderes apostólicos de milagres e sinais. Esteve no cenáculo em Jerusalém (At 1:13 e 14) após a ascensão de Jesus ao céu. Escreveu o evangelho que leva o seu nome. Ao que se presume trabalhou em prol do evangelho na Judéia, no Egito, na Etiópia e na Pártia. A igreja ocidental o alista entre os mártires.

9. Tiago, de Alfeu - Originário da Galiléia, sua profissão é desconhecida; Era o mais jovens dos apóstolos; Escreveu a epístolas que leva o seu nome, pregou na Palestina e no Egito;Há duas versões sobre sua morte, uma é que os judeus o expulsaram do templo e o apedrejaram, morrendo por fim através de um golpe de paulada; a segunda hipótese é de que foi crucificado no Egito.

10. Judas, o Tadeu - Nascido na Galiléia, a sua profissão também é desconhecida; Era bastante temeroso e um pouco incrédulo; Escreveu a epístola que leva o seu nome, pregou em Edessa na Síria, na Arábia e na Mesopotâmia; Morreu martirizado na Pérsia.

11. Simão, o Zelote - Originário da Galiléia, a sua profissão está também entre as desconhecidas; Era uma pessoa zelosa e cuidadosa em sua vida e ministério; Pregou o evangelho na Pérsia; Morreu crucificado.

12. Judas Iscariotes - Nasceu na Judéia, provavelmente em Queriote-Hesrom; Sua profissão é desconhecida, mas é provável que tivesse uma formação administrativa, que fez com que exercesse o cargo de tesoureiro do grupo; Era egoísta, ambicioso e possuía um espírito egocêntrico; Suicidou-se após ter traído Jesus.
Com o suicídio de Judas, foi escolhido através da sorte o discípulo Matias para ocupar a vaga de apóstolo deixado por Judas. A história, porém, nos mostra que um outro homem foi escolhido por Deus para ser o apóstolo dos gentios. Seu nome era Saulo, da cidade de Tarso.
Paulo se chamava também Saulo (At.13.9), nome hebraico derivado de "Saul", que significa "pedido". Nasceu em Tarso, na Cilícia, no ano 1 d.C. (At.21.39). Era judeu por descendência e romano devido ao status de sua cidade natal no Império (At.16.37; 22.25-30). Paulo era seu nome romano, derivado do latim "Paulus", que significa "pequeno" (At.13.9).

A conversão de Saulo se deu por volta dos anos 33 ou 34 d.C.. Converteu-se sem a pregação do evangelho por parte de outro homem (Gál.1.11-12). Afinal, quem pregaria para Saulo? O próprio Ananias ficou temeroso quando Deus lhe enviou a orar por aquele que era conhecido como o grande perseguidor da igreja (At.9.13). Uma conversão sem pregação constitui-se exceção. O normal é que alguém pregue o evangelho para que outros se convertam (Rm.10.14).


Fonte: Pensar e Orar
--------------------

Fé do jogador brasileiro David Luiz fez a diferença no jogo do seu time, o Chelsea

A fé do jogador brasileiro David Luiz fez a diferença no jogo do seu time, o Chelsea, da Inglaterra, contra o KRC Genk, da Bélgica, na última quarta-feira, dia 16. Durante a partida, o brasileiro colocou as mãos na cabeça do jogador Fernando Torres, da Espanha, e fez uma oração.

A intenção do David foi ajudar o jogador espanhol que passava por uma má fase. Ele ainda não havia marcado nenhum gol durante os jogos da Liga dos Campeões e vinha sofrendo pressões por parte da diretoria do time por ter sido contratado por 50 milhões de libras, cerca de 140 milhões de reais, e devido ao seu mal desempenho não estava dando retorno ao Chelsea.

A oração deu certo. Fernando marcou dois dos 5 gols que deram a vitória ao seu time. Assim, os ingleses seguem líderes absolutos do Grupo E, com sete pontos. Os próximos jogos da chave acontecem em 1º de novembro e as equipes voltam a se encontrar, dessa vez na Bélgica.

Não foi só nesta partida que David Luiz buscou sua fé. “Eu sou evangélico. Procuro agradecer sempre o que Deus me deu. O ser humano é falho, mas eu procuro sempre buscar acertar e fazer o bem, com pureza”, declara.
Sua simpatia e simplicidade conquistou os moradores da Inglaterra, onde ele mora atualmente.

"Aprendi que só entrar em campo e jogar bola é pouco. Tem que entender o sentimento das pessoas, das crianças, das senhoras que torcem por nós. Busco sempre ter humildade, uma postura centrada, correta. Quero ajudar as pessoas, seja com um sorriso na rua, com um abraço ou com um bom jogo".

Em suas entrevistas, ele não esconde a saudade de casa, mas quando questionado sobre um possível retorno ao país, declara “Tenho vontade de voltar, sim. Mas o meu futuro deixo nas mãos de Deus”.


Fonte: The Christian Post
-------------------------

Dica de Filme: Graça e Perdão

Neste ano a tragédia na escola Amish na Pensilvânia completa seis anos. Acontecido chocou toda a nação Norte Americana no dia 2 de outubro de 2006. Cinco meninas morreram e outras cinco ficaram internadas em estado crítico.

Não tão distante de nossa realidade, no dia 7 de abril deste ano a história se repetiu em Realengo, Rio de Janeiro. O Colégio Municipal Tasso da Silveira foi atacado por Wellington Menezes de Oliveira, um homem frio e calculista que matou onze adolescentes, sendo 10 meninas e 1 menino. Ficou claro que o alvo principal do atirador era meninas, já que a maioria dos feridos foram do sexo feminino semelhantemente ao caso de 2006 nos EUA.

No caso que abalou a comunidade Amish, apesar da brutal violência, houve angústia, mas não raiva. Dor, não ódio. O perdão imediato dos Amish comoveu o mundo. Coletivamente, eles se mobilizaram a ajudar a família do atirador, um leiteiro da comunidade. No dia seguinte à tragédia, enquanto a família do atirador abalada pelo acontecido se reunia, um vizinho Amish se aproximou e declarou: “Perdoamos vocês”. Líderes Amish também visitaram a esposa e os filhos do atirador expressando seu pesar e perdão.

Essa admirável manifestação de fé que tinham nos ensinamentos do Sermão da Montanha: “Fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam”, é evidente no filme “Graça e Perdão”, distribuído no Brasil pela BV Films. A produção relata os detalhes dessa história de fé e superação.

O exemplo dos Amish nos ensina que em circunstâncias difíceis ou em situações julgadas imperdoáveis é possível encontrar paz por meio do perdão e que o ódio é um alimento que corrói a alma, matando lentamente. Perdoar, entretanto, é um ato de cura interior e não significando esquecer o acontecido, mas cicatrizar a ferida em seu âmago.

Assista o Trailer do filme:



Fonte: BV Filmes
----------------

Pastor Metodista recebe título de Cidadão Honorário por trabalho social em Ji-Paraná

A Câmara Municipal de Ji-Paraná aprovou requerimento da vereadora Solange Pereira (PMDB), que concedeu o título de Cidadão Honorário Ji-Paranaense ao Pastor Edson Cortasio Sardinha da Igreja Metodista do Bairro Urupá.

Em sua justificativa, Solange ressaltou o trabalho social que vem sendo desenvolvido pela Igreja liderada pelo pastor. Com uma ampla folha de serviços prestados à sociedade Ji-Paranaense, Edson Sardinha tem voltado as ações de sua igreja em favor de melhorias para o município, como é o caso do Projeto Gestante que atende 60 gestantes carentes por ano com Curso sobre Gestação, oficina de enxovais, lanche e devocional, sendo que ao final do curso, as gestantes recebem gratuitamente uma banheira com todo o enxoval necessário para o seu futuro bebê.

“O Pastor Edson Sardinha vai nos deixar um exemplo de como se conciliar o espiritual com o social através de ações que estão resultando em benefícios para nós Ji-paranaenses. O projeto de educação ambiental que envolve crianças de 5 a 15 anos, o Pastoral Hospitalar e o prédio Bondade de Jesus que acolhe pessoas carentes são alguns exemplos”. Acrescentou Solange.

O Pastor foi enviado para Ji-Paraná em 2002 pela igreja Metodista do Rio de Janeiro. Em Janeiro de 2012 deve retornar ao seu estado de origem. Autoridades eclesiásticas e políticas prestigiaram a entrega do título.

O Secretário Chefe da Casa Civil do Estado Ricardo Sá Vieira comentou: “Eu considero justa a homenagem prestada ao Pastor Edson Sardinha pelo brilhante trabalho em beneficio da nossa cidade”. Para Sardinha, conhecer Ji-Paraná foi uma das melhores coisas que lhe aconteceu.

“Hoje sou mais feliz e abençoado. Minha família aumentou. Fica em mim a palavra do Senhor Jesus:...Depois de haverdes feito tudo quanto vos foi ordenado, dizei: somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer”.


Fonte: Câmara Municipal de Ji-Paraná
------------------------------------

Os Terríveis Efeitos da Infidelidade Conjugal

O lar cristão deve ser a continuação da igreja, porque, num sentido mais profundo, é a igreja também. O relacio-namento entre os membros da família deve ser tão santo em casa, quanto na igreja. Dentre as características de um bom relacionamento familiar, destacamos a fidelidade. Esta é indispensável para que se mantenham inabaláveis os alicerces do lar. Os pais precisam ser fiéis entre si e aos filhos e estes aos pais, todos fiéis uns aos outros.

João, evangelista e presbítero, dirigindo sua terceira epístola a Gaio, diz: "Amado, procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, e para com os estranhos" marcante dos verdadeiros cristãos. O oposto disso, ou seja, a infidelidade, é um terrível inimigo, que tem destruído inteiramente muitos lares e famílias. Neste aspecto, avulta com maior gravidade, a conjugal: o esposo, o pai de família, sendo infiel à es-posa e vice-versa.

A infidelidade é um mal que não é de hoje, mas que, nos tempos atuais, tem-se tornado muito comum nos lares sem Cristo, e também tem atingido muitos lares cristãos. A infidelidade conjugal não passa de um instrumento diabólico para a destruição e desagregação da família. A Bíblia diz que o marido deve amar a sua esposa da mesma forma que Cristo ama a Igreja. Ora, o Senhor ama a Igreja com sinceridade, e sobretudo, com fidelidade. Esta fidelidade é tão grande, que "se formos infiéis, Ele permanece fiel: não pode negar-se a si mesmo" (2 Tm 2.1.'3).

Mas Satanás diz ao esposo: "ora, não é nada demais; procura unir-te a outra mulher: a tua já não te agrada. No fim, tudo dará certo. - Os teus amigos não possuem outras mulheres?". Com isso, o inimigo procura desfazer o plano de Deus para a vida conjugal. E muitos homens, mesmo cristãos, têm cedido a essa tentação diabólica, cometendo adultério e prostituição, e desprezando o lar, a esposa, os filhos e seu próprio nome e, o que é pior: desprezando a Deus. A infidelidade, inimigo cruel, não acontece de repente.

É necessário estar alerta para as ciladas do Inimigo. MuItas vezes, a causa do adultério, ou melhor, dos fatores que contribuem para a infidelidade, está sendo fomentada dentro do próprio lar: Com o passar dos anos, o esposo e a esposa deixam de cultivar o amor verdadeiro. Aquelas expressões de carinho dos primeiros tempos ficam esquecidas. O afeto vai desaparecendo entre os dois. No entanto, a necessidade de afeto continua a existir em cada um.É a chamada carência afetiva, que leva muitos a se decepcionarem com o casamento.

As lutas do dia-a-dia também tendem a desfazer o clima amoroso entre o casal, se não forem adotadas providên-cias para cultivá-lo. O lar, em muitos casos, passa a ser uma espécie de pensão, na qual o marido é o hóspede número um. Proceder fielmente em tudo é uma característica marcante dos verdadeiros cristãos. O oposto disso, ou seja, a infidelidade, é um terrível inimigo, que tem destruído in-teiramente muitos lares e famílias. Neste aspecto, avulta com maior gravidade, a infidelidade conjugal: o esposo, o pai de família, sendo infiel à esposa e vice-versa.

A infidelidade é um mal que não é de hoje, mas que, nos tempos atuais, tem-se tornado muito comum nos lares sem Cristo, e também tem atingido muitos lares cristãos. A infidelidade conjugal não passa de um instrumento diabólico para a destruição e desagregação da família. A Bíblia diz que o marido deve amar a sua esposa da mesma forma que Cristo ama a Igreja. Ora, o Senhor ama a Igreja com sinceridade, e sobretudo, com fidelidade. Esta fidelidade é tão grande, que "se formos infiéis, Ele permanece fiel: não pode negar-se a si mesmo" (2 Tm 2.1.'3).

É necessário estar alerta para as ciladas do Inimigo. Muitas vezes, a causa do adultério, ou melhor, dos fatores que contribuem para a infidelidade, está sendo fomentada dentro do próprio lar: Com o passar dos anos, o esposo e a esposa deixam de cultivar o amor verdadeiro. Aquelas expressões de carinho dos primeiros tempos ficam esquecidas. O afeto vai desaparecendo entre os dois. No entanto, a necessidade de afeto continua a existir em cada um. E a chamada carência afetiva, que leva muitos a se decepcio-narem com o casamento.

As lutas do dia-a-dia também tendem a desfazer o clima amoroso entre o casal, se não forem adotadas providências para cultivá-lo. O lar, em muitos casos, passa a ser uma espécie de pensão, na qual o marido é o hóspede número um. mero um, a esposa é a dona da pensão, e os filhos, os outros hóspedes costumeiros. Não mais existe o ambiente acolhe-dor e amigo no qual se respira amor, paz e harmonia. Enquanto isso, fora do lar, os cônjuges, no trabalho, no círculo de amizades, encontram sempre alguém que lhes dê atenção e se interesse (ou finge se interessar) pelos seus problemas.

Então Satanás, que não dorme, entra em ação. Começa a falar ao coração que é hora de experimentar um caso de amor, um romance, mesmo passageiro. O cônjuge, mesmo sendo cristão, diante de tal sedução, entra em conflito consigo mesmo. A mente começa a estampar a crise de afeto que existe no lar, a falta de carinho, a indiferença do outro cônjuge. A consciência bate forte, lembrando a condição de cristão, lavado e remido no san-gue de Jesus. Nas primeiras investidas, o servo de Deus pensa, recua, vence. Mas, dia após dia, as coisas se agra-vam. A voz do Inimigo soa mais forte e sedutora; a concupiscência se aquece. Vem a queda, o ato, o pecado, a morte espiritual.

Depois, entre desespero e reações evidentes, o coração explode. O lar, que antes estava ruim, fica pior. A culpa não dá paz. Os conflitos aumentam. Só há dois caminhos: abandonar o lar, a esposa, os filhos e viver na nova "pensão" ou continuar enganando a todos (mas não a Deus). Em qualquer caso, todos sofrem. O cônjuge infiel, o cônjuge fiel, os filhos, a família, a igreja. Para evitar esse tipo de contribuição à infidelidade, é necessário que o casal se mantenha debaixo da orientação da Palavra de Deus. O esposo, amando sua esposa de todo o coração, como Cristo à Igreja. A esposa, amando o esposo da mesma forma e lhe sendo submissa pelo amor.

Em termos práticos, é necessário cultivar, tratar, regar e cuidar da planta do amor, para que as ervas daninhas da infidelidade não germinem no coração de um dos cônjuges. É bom, que os cristãos casados saibam que a santidade do cristianismo não faz ninguém deixar de ser humano. Nesta vida, precisamos de amor, de alegria, de paz, de carinho, de afeto. O leito conjugal precisa ser bem aproveitado, e a união sexual, legítima entre os asados, deve continuar sendo fa-tor de integração, não apenas física, afetiva, mas também espiritual.

Deus se agrada da união entre os casados, especialmente entre cristãos: "Seja por todos venerado o matrimônio, e o leito sem mácula" (Hb 1.3.4), diz a Palavra. Reconhecemos que há muita infidelidade que começa por mera tentação, para o que o outro cônjuge, às vezes, em nada contribui. Mas havemos de reconhecer que o casal bem unido em torno do Senhor Jesus terá condições de vencer o Inimigo.

O Senhor Deus, repreendendo Israel, dizia que não aceitava mais suas ofertas. - Por quê? - "Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu FOSTE DESLEAL, sendo ela a tua companheira e a mulher do teu concerto" (Ml 2.14). Esse trecho nos mostra que Deus rejeita aquele que é infiel à sua esposa, e o rejeita não aceitando suas ofertas, seus sacrifícios. Até as orações não são recebidas por Deus, quando o marido não coabita com sua mulher com entendimento, e vice-versa.

Aqui desejamos relembrar algumas recomendações da Bíblia quanto à infidelidade. Paulo doutrinou bastante sobre o assunto. A igreja em Corinto disse: "Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o des-truirá: porque o templo de Deus, que sois vós, é santo" (1 Co .3.16,17). O homem, ou a mulher cristã, deve tomar em consideração esta advertência solene e grave da Bíblia: Se alguém destruir o seu próprio corpo, pelo pecado, Deus o destruirá. Mais clara, ainda, é a exortação, quando lemos o trecho de 1 Coríntios 6.18-20: "Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o que se prosti-tui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que O NOSSO CORPO E TEMPLO DO ESPIRITO SANTO, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vos mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai pois a Deus NO VOSSO CORPO, e no vosso espíri-to, os quais pertencem a Deus".

Vemos, então, que a infidelidade conjugal, geralmente tornada em adultério, é considerada o maior pecado contra o corpo. Isto porque o corpo é "templo de Deus", "templo do Espírito Santo. Havendo o verdadeiro amor, não haverá frieza sexual. Haverá interesse, atração de um pelo outro; haverá prazer no ato sexual. É necessário evitar a infidelidade sob qualquer forma ou pretexto.


Fonte: Pr. Elinaldo Renovato de Lima
------------------------------------

Embaixada afirma que Pastor Yousef Nadarkhani está livre da senteça de morte

O caso do Pastor Yousef Nadarkhani, 34 anos, foi levado à Assembleia Geral de Assuntos Sociais da ONU. Ele foi condenado a pena de morte pelo governo do Irã, em setembro deste ano, com a acusação de ter abandonado a religião islâmica. A acusação é devido a conversão de Yousef ao Cristianismo, quando ele tinha 19 anos de idade.

O representante do “Comitê de Assuntos Humanitários”, Ahmed Shaheed, pediu ao Governo do Irã que libertasse o Pastor: “Estamos particularmente perturbados por uma recente decisão do Supremo Tribunal (do Irã) de ter sustentado uma sentença de morte para Yousef Nadarkhani, um pastor protestante que supostamente nasceu de pais muçulmanos, mas se converteu”. O pastor foi detido em 2009, quando tentava registrar a sua igreja na cidade. A Embaixada do Irã no Brasil informou que o Pastor Yousef Nadarkhani está livre da sentença de morte, mas continua preso.

Sua primeira condenação à morte aconteceu em 2010, mas a Suprema Corte do Irã interveio e conseguiu adiar a sentença. Ao ser revisto, o processo resultou na mesma condenação ao fim do sexto dia de audiência. O pastor pode ser solto caso se converta, mas ele se recusa a negar a sua fé.

Apesar da Embaixada do Irã ter anunciado que ele está livre da pena de morte, o seu futuro é incerto. O Centro Americano de Lei e Justiça, ACLJ, informou recentemente que o Serviço Secreto do Irã estaria oferecendo livros e folhetos muçulmanos ao Pastor, mas suspeita-se que a intenção não seja apenas de tentar convertê-lo, mas de fazer com que ele ofenda o Islamismo, para ter provas de que ele desrespeitou a religião oficial do país e executar a pena de morte.

Outro caso de Cristão executado por questões religiosas no Irã que teve repercussão mundial foi o do Pastor da Assembleia de Deus, Hossein Soodmand, em 1990. O informativo de 2010 de Liberdade Religiosa no Mundo afirma que cerca de 350 milhões de Cristãos sofrem perseguição ou discriminação, e 200 milhões destes correm risco de morte.


Fonte: The Christian Post
-------------------------

Tá na Bíblia: na tentação Deus sempre nos providencia um escape



“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.”

(1 Corintios 10:13)

sábado, 29 de outubro de 2011

Caroline Celico, esposa do jogador Kaká conta por que deixou a igreja do apóstolo Estevam Hernandes e da bispa Sônia

Caroline Celico, mulher do craque do futebol Kaká, conta como ele enfrentou a má fase profissional, assume que era fanática quando pertencia à Igreja Renascer em Cristo e diz por que deixou de frequentá-la.

Caroline Celico, 24 anos, está atrasada. Quando chega ao terraço do hotel onde a conversa foi marcada, entra com pressa e pede desculpas. “Levei um chá de cadeira do pediatra”, explica ela, impecável na maquiagem, na roupa, nas joias e na dicção. Mãe de Luca, 3 anos, e Isabella, 6 meses, ela aproveitou a passagem pelo Brasil para levar os dois ao médico. Mulher de Kaká, craque do Real Madrid e eleito, em 2007, o melhor jogador de futebol do mundo pela Fifa, ela está no País para lançar a segunda edição de seu CD e DVD evangélicos. Dois anos depois de deixar a Igreja Renascer em Cristo, do apóstolo Estevam Hernandes e da bispa Sônia, ela colhe os frutos de sua liberdade espiritual. “Amadureci em coisas que eram tabu para mim”, admite. “Eu me achava superior. E essa é das piores características que já tive na vida.”

O processo de amadurecimento de Caroline não foi fácil. Aos 15 anos, começou a namorar uma das grandes estrelas do futebol brasileiro. Um ano depois entrou, segundo ela, por vontade própria para a Igreja Renascer em Cristo, da qual Kaká sempre fez parte. Batizou-se, matriculou-se em grupos de estudo da “Bíblia” e passou a frequentar os cultos de maneira quase compulsiva. A mãe da jovem, Rosângela Lyra, 46 anos, católica, empresária da moda e representante da Dior no Brasil, percebeu o exagero e tentou conter a filha. “Ela quis me proteger da Renascer. Tentou me afastar da igreja, mas sempre que ela tentava, eu entrava mais e mais”, lembra Caroline. As brigas ultrapassaram os limites das disputas entre adolescentes e seus pais e as duas quase romperam. “Cheguei a jogar fora as coisas dela de santo, a quebrar uma pulseirinha, diz. “Me envolvi completamente, fui fanática.”

Em 2005, aos 18 anos, Caroline se casou na sede da Renascer, então na avenida Lins de Vasconcelos, no bairro do Cambuci, área central da cidade de São Paulo. O prédio viria a ruir quatro anos depois por problemas de conservação e manutenção da estrutura, matando nove pessoas e ferindo outras 117. Vivia o ápice da fé. Quando se mudou para a Itália, onde o marido já morava desde a transferência para o time do Milan, em 2003, desembarcou convencida de que expandiria a Renascer na Europa. Foi nesse período que ela se tornou pastora e passou a pregar para o rebanho da Renascer via internet. Em 2009, durante um desses sermões, sugeriu que Deus havia dado dinheiro para o Real Madrid, em plena crise financeira, para contratar seu marido. “Me arrependo profundamente dessa declaração. Escutei de uma pessoa e repeti”, diz. Quando questionada sobre o autor da frase, ela sorri, toma um gole de água e desconversa. “Não penso mais como aquela Carol, mais imatura, influenciável. Quero seguir o meu caminho com as minhas próprias pernas. Esse foi o motivo pelo qual saí da Renascer.

"Alguns amigos se afastaram por ele não estar jogando tanto. Isso acontece, ainda mais quando a pessoa tem uma visibilidade gigantesca como o Kaká"

Foi também em 2009 que ela deixou a igreja. Sem dar detalhes, conta que viu coisas na Renascer que nunca tinha visto, das quais já tinham falado para ela, mas que nunca havia acreditado. Em seu mea culpa, não poupa a si mesma. Reconhece que tentava agradar aos homens e não a Deus, defeito grave entre os evangélicos, e admite a própria hipocrisia. “Ia para a igreja, era super heroína da fé, super pastora, mas chegava em casa e tratava mal a pessoa que trabalhava para mim”, diz. Como uma esponja, justifica-se ela, absorvia o comportamento dos que a rodeavam no ambiente que mais frequentava, a igreja. Segundo ela, era gente “que não podia dar o que não recebeu”, como carinho, educação e respeito. É direta sobre os problemas da Renascer: “Virou um negócio que precisava ser administrado”, afirma. “Não queria isso para mim.”

Hoje sem pertencer a nenhuma igreja, ela prefere orar em casa, sem intermediários e só com a família. Que, segundo Caroline, estreitou os laços depois do tempo em que Kaká passou em casa se recuperando das lesões que sofreu por insistir em jogar, mesmo machucado, a Copa de 2010. “Vimos que futebol não é tudo”, resume ela. Nos momentos de desânimo do marido, Caroline conta que enumerava as conquistas do jogador para animá-lo. Mas a travessia foi difícil. “Alguns amigos se afastaram por ele não estar jogando tanto”, revela. “Isso acontece em qualquer profissão, ainda mais quando a pessoa tem uma visibilidade gigantesca como é o caso do Kaká”, acrescenta Caroline, para quem talvez essa tenha sido a pior parte da fase em que ele não jogou.

Convocado pelo técnico Mano Menezes na semana passada para os amistosos da Seleção Brasileira contra o Gabão e o Egito, Kaká voltará à evidência e os tais colegas certamente ressurgirão. Caroline os receberá de braços abertos. “A gente também precisa de colegas, não só de amigos”, diz, com a tolerância e a resignação que marcam esta nova fase de sua vida. Enquanto o marido retoma o futebol, aos poucos, Caroline já se dedica a um novo projeto chamado Amor Horizontal. Trata-se de um site que canalizará doações na forma de produtos de higiene, alimentação e saúde, entre outros. “Quero ajudar pequenas instituições que cuidam de crianças carentes, seja qual for a fé que elas praticam”, diz, mostrando que a antiga Caroline ficou no passado.


Fonte: Istoé
-------------

Solte as amarras

Você já teve a impressão que a vida de todo mundo vai pra frente e a sua não? Já se perguntou por que você não consegue isso ou aquilo? Alguma vez já pensou que você anda, anda e parece estar sempre no mesmo lugar?

Há muita e muita gente assim, que dá passos e mais passos e não avança. São pessoas atracadas a algum porto e que ainda não conseguiram se libertar.

Não adianta, se estamos amarrados a alguma coisa, não dá pra ir adiante. A corrente pode até nos levar de um lado para o outro, as tempestades nos atingirem e até mesmo o sol e lindas noites de lua, mas não saímos do lugar. São as amarras da vida, problemas mal ou não resolvidos. Coisinhas que julgamos pequenas e que deixamos pra depois, mas que, estando no nosso caminho ainda, acabam nos atrapalhando.

Muitas vezes pensamos que "deixar pra lá" resolve e acabamos deixando. Nos dizemos que o tempo é o melhor remédio e não digo que não seja. Mas não há remédio que possa funcionar se a raiz do mal continua intacta.

As feridas que carregamos no nosso ser, os relacionamentos doentes, mas deixados para o amanhã, os empregos que não nos dão nenhuma satisfação, fazem com que nossa vida ande devagar, mesmo se o tempo passa e envelhecemos com ele. Falta-nos coragem para tomar atitudes e é a vida quem decide do nosso destino.

Se você quer, realmente, que sua vida ande enquanto você é jovem o bastante para bem viver, solte as amarras. Lave a alma do que te atormenta, converse sobre seus problemas com as pessoas envolvidas; no trabalho, se você acha que é seu único meio de sobrevivência e que não pode ficar sem ele, então, mude sua maneira de trabalhar, procure encontrar satisfação naquilo que você faz.

Os horizontes existem para que não percamos a fé, para que possamos sonhar com o que há do outro lado e, quem sabe, seguir nesse rumo.

Ninguém pode evoluir se está aprisionado a alguma coisa. Se tiver que se apegar, que seja então à vontade de construir algo positivo da sua vida. Nunca espere pelos outros, nunca olhe para os outros se dizendo por que eles conseguem e você não. Evite comparar-se com este ou aquele, pois você é uma pessoa única e de qualquer maneira não existe ninguém perfeito, com vida perfeita. Dando o melhor de si, você vai perceber que seu potencial é muito maior do que você pensa. Dando o primeiro passo, que geralmente é o mais difícil, os outros se seguirão.

E se você acha que sozinho não vai conseguir, há um Libertador que pode ouvir seu pranto, segurar sua mão e te ajudar.

"Cristo é a verdade que liberta."

Solte as amarras da sua vida, sejam elas quais forem, uma a uma, devagarinho. Depois navegue...e seja muito, muito feliz!



Autor: Letícia Thompson
--------------------------

Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) promove a 10ª campanha Natal dos Ribeirinhos

Ribeirinhos retiram os donativos da campanha natalina.

Pelo décimo ano consecutivo, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) promove a campanha Natal dos Ribeirinhos. A iniciativa tem o objetivo de mobilizar empresas, organizações e sociedade civil em torno de uma causa: possibilitar que cerca de dois mil ribeirinhos, que vivem na região amazônica, celebrem o Natal.

Realizada em âmbito nacional, a campanha Natal dos Ribeirinhos 2011 visa captar recursos financeiros, alimentos, roupas, brinquedos, calçados e literatura bíblica para essa população. Este ano, a meta é beneficiar 14 comunidades carentes localizadas nos municípios de Belém, Acará, Barcarena e Bujaru, onde serão alcançadas 600 famílias.

As ofertas de material poderão ser realizadas no posto de arrecadação da Secretaria Regional da SBB em Belém (Av. Assis de Vasconcelos, 356, Campina). Nas demais regiões do País, serão aceitas apenas contribuições em dinheiro, já que pela distância há uma grande dificuldade em se transportar o material arrecadado. Os interessados em contribuir financeiramente com a campanha podem realizar depósito no Banco Bradesco (Ag. 3390-1 e Cc. 18507-8).

As comunidades atendidas pela campanha deste ano serão: Espírito Santo, Santa Maria, Guajará Miri, São Pedro e Genipauba (Acará); Ilha Grande – Escola Nazaré, Ilha Grande – Escola São José, Aurá e Cacau (Belém); Madre Deus, Olaria, Cristo Redentor e São Raimundo (Barcarena); Mocajuba (Bujaru).

Mais informações podem ser obtidas pelo 0800-727-8888 ou pelo e-mail relacionamento@sbb.org.br. Assista também ao vídeo da campanha.



Fonte: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB)
---------------------------------------

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Filme chileno zomba dos métodos de arrecadação da Igreja Universal

O filme “Deus me Livre” [Dios me libre] estreia essa semana nos cinemas do Chile fazendo uma sátira com a Igreja Universal do Reino de Deus e com a forma como eles arrecadam dinheiro dos fiéis. A trama mostra como dois primos abrem uma igreja e passam a fazer muito sucesso com esse “novo negócio”.

Os criadores da obra confirmam que o filme é uma crítica à igreja “Pare de Sofrer” e dizem que esses brasileiros [os líderes da IURD] são espertos em inventar artigos supostamente divinos, e também é uma crítica a todos os televangelistas.

“[o filme] Está inspirado nos televangelistas em geral, mas claramente na Igreja Universal do Reino de Deus que são como os mestres. Pare de sofrer é um programa da igreja, são brasileiros. No Brasil são um império. Nesse programa vendem a armadura de Davi, a rosa de Sarón…”, disse Martín Duplaquet diretor do filme.

A comédia foi filmada no Chile e também no Brasil, onde os novos pastores passam por um curso para aprender a falar, se comportar na frente das câmeras e atrair multidões.

O roteirista, Juan José Hurtado, disse que provavelmente muitos evangélicos se sentirão ofendidos com o texto do filme, pois ele conta a vida de dois homens Jonás e Lenin que fundam a igreja “Transprofética” para tirar dinheiro das pessoas. Jonas passará a ser conhecido como “o último dos profetas”.

“Esta é a história de Lenin e Jonás Cifuentes. Não é a história de outra coisa, nem um ponto de vista crítico sobre a igreja, nem sobre os televangelistas”, disse ele. O escritor também diz a identificação pode acontecer porque “há muitas igrejas evangélicas que pedem dinheiro”. Mas para ele fica claro que algumas estão mais interessadas em vender do que em salvar.

“Agora em caso de algumas é claro que há o objetivo de conseguir dinheiro e não de salvar almas”, disse Hurtado para um jornal chileno afirmando que em nenhum momento o filme fala a palavra ‘evangélico’.

Assista ao trailer



Fonte: Gospel Prime
-----------------

Selo marca início dos festejos dos 500 anos da Reforma Luterana

A Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) promoveram, ontem à noite, no Hotel Plaza São Rafael, nesta capital, o lançamento dos 500 Anos da Reforma protestante.

Os pastores presidentes Egon Kopereck, da IELB, e Nestor Friedrich, da IECLB, recepcionaram os convidados, entre eles o prefeito municipal de Porto Alegre, José Fortunati, empresários, políticos, membros das duas denominações, teólogos e pastores.

Na cerimônia de ontem à noite ocorreu a apresentação do selo comemorativo dos 500 Anos da Reforma protestante. A Comissão de Festejos prepara calendário de eventos, iniciados ontem, e que se estenderão até 31 de outubro de 2017, quanto o luteranismo completa 500 anos.

O selo, em azul escuro, cor que simboliza serenidade, racionalidade, fé e esperança, e em laranja, representando movimento, comunicação e expansão, traduz graficamente a contribuição luterana ao ser Igreja no mundo.

O contraste das cores representa a ruptura que a Reforma produziu no pensamento teológico, social e cultural. A Rosa de Lutero, presente no selo, aponta para o centro da teologia luterana: a morte de Cristo na cruz, que dá nova vida ao ser humano, proporcionando-lhe alegria, paz e esperança numa dimensão eterna.

Para os próximos seis anos estão programados, entre outros, seminários voltados ao tema da Reforma, a criação da Praça de Lutero, em Porto Alegre, a publicação de revista alusiva ao marco histórico e uma Caminhada Luterana.



Fonte: Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC)
-----------------------------------------------------------

Técnico Mano Menezes convoca Evangélico Kaká para Seleção Brasileira

O técnico Mano Menezes confirmou a presença do meia evangélico Kaká, do Real Madrid, a seleção brasileira que vai jogar dois amistosos, e deixou de fora outros jogadores.

Mano convocou nesta quinta-feira (27) a seleção brasileira que vai jogar dois amistosos, contra Gabão e Egito, nos próximos dias 10 e 14 de novembro.

O jogador evangélico expressou seu contentamento com o retorno à Seleção Brasileira por meio das redes sociais.

No Twitter e no Facebook o jogador postou: “Muito feliz com a convocação para voltar à Seleção. Depois de um longo período fora, a emoção de voltar é muito grande. Obrigado a todos que como eu esperavam esse momento”, disse, sem esconder a emoção.

Depois de mais de um ano, o meia se recuperou de uma sequência de lesões que prejudicaram o atleta desde o mundial na áfrica do Sul, de acordo com o R7.

No último jogo pelo Real Madrid, Kaká fez um gol na vitória sobre o Villareal, na partida que terminou em 3 a 0 pelo Campeonato Espanhol. Titular do time espanhol em seis dos últimos sete jogos da equipe, o brasileiro vive o seu melhor momento pelo clube ibérico, após longo período de problemas médicos.

A decisão de Mano Menezes de convocar apenas jogadores do futebol europeu, se deu para que as equipes que lutam pelo título na reta final do Brasileirão não sejam prejudicadas. Nos últimos amistosos, os seis primeiros colocados na tabela cederam atletas para a seleção.

As partidas contra Gabão e Egito serão os dois últimos confrontos da seleção brasileira na temporada.

Depois, disso, a prioridade será a preparação para a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres, que terá início em fevereiro de 2012.


Fonte: The Christian Post
------------------------

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Até que a complicação nos separe!

O ser humano é essencialmente formado em diversas complexidades. O corpo humano é por demais complicado em suas minúcias e funcionamentos. Os mapas genéticos revelam que não há dois seres humanos iguais. Não é necessário ter muito conhecimento ou acesso a muitas informações para saber que a mente humana é complexa, o corpo humano é complexo, a personalidade humana é complexa...
A partir daí, não preciso nem dizer que as relações entre esses seres humanos também serão complexas, não é verdade?

Sabe que nesse mundo de complexidades, todo mundo tenta arriscar algum tipo de simplificação. Li num artigo que a psicologia, por causa de estudos recentes, tem afirmado que só há seis maneiras de amar. Faço um resumo dessas maneiras abaixo:

1.Romântica - trata-se daquela forma de amar que toda mulher deseja. Carinho, afeto, responsabilidade, compreensão e respeito, tudo muito bem dosado e altamente satisfatório.

2.Altruísta - é aquele jeito de amar em que os que amam se anulam totalmente, e um se dá tanto em sacrifício pelo outro que se esquece de si mesmo.

3.Lúdica - é aquele amor que se ocupa de emoções e sensações passageiras e que, via-de-regra, está tão fora da realidade que naufraga nas primeiras ondas de dificuldades.

4.Pragmática - é o tipo de amor vivido por aquelas pessoas que geralmente vieram de uma criação muito austera e que minimizam ou reprimem todo sentimento e está perto e comprometido, mas não são dadas a manifestações de carinho.

5.Cooperativa - tem a ver com aquela forma de amar onde o casal parece mais dois bons amigos do que realmente casados. O amor destes é alimentado por hábitos e interesses comuns.

6.Possessiva - trata-se daquela maneira de amar onde todas as ações são determinadas pelo ciúme e por comportamentos obsessivos e compulsivos, exigindo atenção do outro de forma exagerada e um controle doentio das palavras, do jeito, do olhar, do caminhar (e etc.) do outro.

Aí você me pergunta: Qual desses é o ideal? Eu respondo: Nenhum!

Fugindo de todo e qualquer rótulo, a ponderação singela que aqui faço é que, se somos complexos por natureza e em essência, o desafio então é amar de uma maneira onde o complexo se torne simples!

No meu entender, o Livro de Cantares na Bíblia é um "grito ao amor"! Além de fases de um relacionamento, o livro é uma poesia que toca em momentos do relacionamento. O capítulo 5, a partir do verso 2, mostra um conflito entre o casal a coisa se complicou na relação dos dois! Observe:

Eu dormia, mas o meu coração velava; eis a voz do meu amado, que está batendo: Abre-me, minha irmã, querida minha, pomba minha, imaculada minha, porque a minha cabeça está cheia de orvalho, os meus cabelos, das gotas da noite. Já despi a minha túnica, hei de vesti-la outra vez? Já lavei os pés, tornarei a sujá-los? O meu amado meteu a mão por uma fresta, e o meu coração se comoveu por amor dele. Levantei-me para abrir ao meu amado; as minhas mãos destilavam mirra, e os meus dedos mirra preciosa sobre a maçaneta do ferrolho. Abri ao meu amado, mas já ele se retirara e tinha ido embora; a minha alma se derreteu quando, antes, ele me falou; busquei-o e não o achei; chamei-o, e não me respondeu. (Cantares 5.2-6)

Ao que tudo indica no texto, eles se separaram, mas a separação parece ter sido profundamente terapêutica, eles parecem mais simples após a reconciliação. Veja que em 6.8-9 a forma como ele pensa sobre ela:

Sessenta são as rainhas, oitenta, as concubinas, e as virgens, sem número. Mas uma só é a minha pomba, a minha imaculada, de sua mãe, a única, a predileta daquela que a deu à luz; viram-na as donzelas e lhe chamaram ditosa; viram-na as rainhas e as concubinas e a louvaram. (Cantares 6.8-9)

Ou seja, na ótica do amado, sua amada é singular, é o seu grande amor! Aparentemente tudo se reacendeu dentro dele, ele reencontrou os caminhos do desejo, da atração e do amor apaixonado.

Observe ainda como ela passou a vê-lo, como ela pensa nele e sobre ele e como ela toma a iniciativa de expor seus desejos mais íntimos e intensos a ponto de convidá-lo para juntos desfrutarem das delícias do verdadeiro amor:

Eu sou do meu amado, e ele tem saudades de mim. Vem, ó meu amado, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias. Levantemo-nos cedo de manhã para ir às vinhas; vejamos se florescem as vides, se se abre a flor, se já brotam as romeiras; dar-te-ei ali o meu amor. As mandrágoras exalam o seu perfume, e às nossas portas há toda sorte de excelentes frutos, novos e velhos; eu tos reservei, ó meu amado. (Cantares 7.10-13)

Preste bem atenção e entenda uma coisa: O amor precisa de simplicidade... O amor carece da candura do perdão, da singeleza ao entender o que o outro está precisando de fato, da pressa em resolver as diferenças, da simplicidade do desejo de ser a melhor pessoa ainda que o outro não seja a melhor pessoa!

Simplicidade é tudo o que o Amor precisa! Que Deus te abençoe nesse intento.


Fonte: Pr Antonio Lazarini Neto em Elnet
------------------------------

Briga por voto evangélico já começou

O estado é laico, mas o crescimento político passa pelas igrejas, principalmente as evangélicas. Não foi à toa que muitos articuladores partidários concentraram suas forças nessas instituições durante o período de filiação. Olheiros em busca de candidatos, assim podemos resumir a movimentação dos últimos meses. Um saldo parcial dessa procura no estado chega a 500 pessoas ligadas às igrejas entre os novos filiados. O principal partido a investir no grupo foi o PP. “Devemos ter aproximadamente 300 candidatos a vereador dentro do segmento religioso”, comentou o presidente da sigla, Eduardo da Fonte.

A estimativa apresentada por ele é superior ao total de candidatos que o partido teve nas eleições passadas. “Em 2012 vamos superar os 1.000 candidatos (ao todo). A parceria com os evangélicos contribuiu muito para isso. Estamos em sintonia”, admitiu. Ele, porém, não vai estar sozinho. Apenas do PMDB serão sete candidatos evangélicos para a Câmara de Vereadores do Recife. No grupo estão pastores, radialistas e cantores como Miriam Pereira.

“Queremos conquistar as quatro cadeiras que o partido pretende atingir”, disse o vereador André Ferreira, articulador entre o partido e a igreja, na capital. Ele comentou ter sido procurado por muita gente, mas foi rigoroso na seleção. “O PMDB tem interesse de trazer muitos evangélicos, só que buscamos gente de representatividade dentro do segmento. Não se trata apenas de ser um membro. Procuramos formadores de opinião, conhecidos e com credibilidade”, afirmou.

Do lado socialista, um dos principais canais entre a política e religião foi o deputado estadual e presbítero, Adalto Santos e o deputado federal, Pastor Eurico. Até o momento, darão apoio a 25 candidatos evangélicos. Quantitativo que deve subir até o final do ano. “Muitas pessoas ligadas a igrejas se filiaram e querem ser candidatos”, comentou Adalto. Muitos desses nomes, porém, devem aparecer fora do PSB, em partidos aliados como PTB. “Procuramos descentralizar, afinal, todos são do grupo”, disse Adalto.

Os nomes serão lançados aos pares e em cidades estratégicas como Recife, Olinda, Caruaru, Petrolina e Jaboatão dos Guararapes. A imagem deles, porém, não será veiculada às igrejas a que pertencem. “Eles terão o nosso apoio, não o apoio da igreja enquanto instituição. A igreja trabalhou somente nas candidaturas de deputado estadual e federal (em 2010).”

O PRB é um dos poucos partidos que deve se aproximar do PP, em termos de números. O vice-presidente estadual da sigla, Renato Cruz, avisa que, um cenário prévio, aponta para mais de 50 candidaturas evangélicas espalhadas pelo estado. “Temos 102 diretórios, ou seja, o número pode ser bem maior”, lembrou. Em Recife, a articulação com as igrejas foi feita pelo vereador Alfredo Santana que já anunciou: “Vamos trabalhar com seis candidatos à Câmara na capital”.


Fonte: Diario de Pernambuco
----------------------------

O caminho que eu escolhi

O caminho que eu escolhi é o do Amor!
E não importa as dores, as angústias
nem as decepções que vou ter que encarar,
eu escolhi o caminho do amor,
e escolhi ser verdadeiro,
no meu caminho, o abraço é apertado,
o aperto de mão é sincero,
e quando eu me apaixono eu me entrego,
e me entrego de corpo, alma e emoção.

Por isso não estranhe a minha maneira de sorrir,
de te desejar o bem,
eu sou aquela pessoa que acredita no bem,
que vive e anseia pelo bem.

Por isso, não estranhe se eu te abraçar bem apertado,
se eu me emocionar com a sua história,
se eu chorar junto com você,
se nos arrepiarmos ao ver o arco-íris no céu,
afinal de contas somos gente
e gente que fez a opção pelo bem,
e gente do bem se ama, se entrega,
vive e não se arrepende da vida.

É assim que eu enxergo a vida,
e é só assim que eu acredito que valha a pena viver.
Viver com emoção, com verdade.
Infeliz de quem trai,
infeliz de quem passa por cima das emoções das pessoas de bem,
triste daquele que rouba, que mata, que pratica a violência,
pobre daquele que nunca sentiu o que é ser amado de verdade,
e mais infeliz ainda aquele que nunca amou.
Escolha também, o caminho do amor…


Autor: Paulo Roberto Gaefke
---------------------

Pastor americanoTerry Jones que queimou Alcorão será candidato à presidência dos EUA

O pastor evangélico americano Terry Jones, cuja igreja queimou publicamente um exemplar do Alcorão, está preparando sua campanha para se candidatar à presidência dos Estados Unidos, informou em um comunicado nesta quinta-feira.

A campanha, denominada "Se levante agora Estados Unidos", propõe sete pontos centrais em sua agenda entre os quais destaca-se "deportar todos os ilegais".

"Temos que começar imediatamente a deportação dos 20 milhões de cidadãos ilegais que estão vivendo em nosso país", diz o comunicado de campanha. A estimativa oficial de ilegais nos Estados Unidos é de 11 milhões.

Jones propõe também reduzir os impostos às corporações porque são um "dos mais altos no mundo" e diz que se estes forem reduzidos, impulsionará a abertura de novos negócios, e as corporações já existentes poderão "se expandir, portanto criar mais postos de trabalho".

Entre sua oferta de reduzir o gasto militar, equilibrar o orçamento da nação e cortar os gastos, oferece também diminuir a burocracia tanto no Estado como nas companhias.

"Estamos nos afogando em burocracia, regras e regulações", afirmou.

O pastor Terry Jones, que dirige a igreja Dove World Outreach Centre em Gainesville, centro da Flórida, despertou a atenção mundial em setembro de 2010 por seu plano de queimar exemplares do Alcorão em sua igreja no aniversário dos atentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos.

Após fortes reações no mundo muçulmano e condenações de líderes internacionais, entre eles do presidente americano Barack Obama, Jones desistiu de sua ideia e disse que nunca mais voltaria a tentar, mas não cumpriu sua promessa.

O controverso pastor Jones presidiu a queima do Alcorão em sua igreja em 20 de março deste ano, uma ação que ameaçava levar à prática há tempos, apesar de ter sido advertido, inclusive pelo governo americano, sobre o risco que significaria esse fato para as tropas dos Estados Unidos e outras no Afeganistão.


Fonte: AFP
----------

Alice Cooper é a favor legalização das drogas pesadas e afirma: o cigarro e o álcool é que deveriam ser proibidos!

Alice Cooper é metaleiro, ensinador da Bíblia Sagrada, curte um horror, é parceiro de cantora pop, e ainda arranja um espaço nas aparentes contradições pra discursar em favor da legalização das drogas, mais especificamente das drogas 'pesadas'!

Em entrevista à OK Magazine, o roqueiro disse que a prisão não corrige o drogado: "A última coisa que eu queria fazer era ir pra cadeia [...] você não leva apenas um tapa no pulso se é pego com drogas. Eles te pegam e levam direto pra jaula", disse.

Cooper ainda completou que o cigarro e o álcool é que deveriam ser proibidos: "Você sabe, olhando as estatísticas, eu acho que drogas deveriam ser legais e o álcool e o cigarro deveriam ser proibidos. Eles matam mais do que as drogas".

O músico sofreu com o alcoolismo durante os anos 70, mas afirmou ter superado o problema de vez em 1983.


Fonte: MTV
-----------

Dinheiro, consumismo e luxo: demônios vestidos de branco

“A sociedade do progresso rápido, a sociedade capitalista, é filha legítima do demônio.” Fernando Pedreira

O poder do dinheiro é grande, mas não é ilimitado. O mundo do dinheiro é o das circunstâncias, que são, por definição, relativas [...]. “Valores” mensuráveis, circunstanciais, que tentam se fazer passar por valores essenciais, duradouros, tornam-se trapaceiros, impostores [...]. O dinheiro não substitui esses valores. E, quando se pretende usá-lo para substituí-los, ele os destrói." Leandro Konder

"Nos últimos 150 anos, parte da população do mundo consumiu mais do que em todos os anos anteriores". Mauro Santayana

"O consumismo é orientado e disciplinado a ser insaciável. Ele nunca deve ficar satisfeito com o que tem, pelo menos não por muito tempo". Rodney Clapp

O alvo da propaganda é ensinar o povo a desejar o que não desejava antes, e indicar onde tais desejos podem ser atendidos. Thompson Red Book on Advertising, em 1901

"A lógica do capitalismo é criar necessidades, para então satisfazê-las." Barbara Axt

"Quem não é rico adoraria ser, [pois] o luxo mexe com as emoções, com os sonhos e com as fraquezas da alma humana." Rita Martins

"Quem nunca desejou o luxo que jogue a primeira pedra. Ele já esteve ligado às divindades, passou pelos salões suntuosos dos reis e hoje quer ser alcançado por qualquer mortal." Solange Bagdadi

"Além de ser um fenômeno comportamental, o luxo se transformou em atividade econômica, virou negócio. Excelência, nobreza, beleza e ostentação ainda têm os mesmos significados." Carlos Ferreirinha

"A renda média na Inglaterra, nos Estados Unidos e no Japão chegou a dobrar na segunda metade do século 20. Por outro lado, os avanços da medicina e o crescente consumo facilitaram o alcance de uma maior qualidade de vida. Nada disso, porém, tornou as populações desses países mais felizes." Jornal do Brasil, “Idéias”

Como salvar a vida de 900 mil crianças até 2015

Embora tenha havido uma ampla redução da extrema pobreza no mundo nos últimos 25 anos, mais de 1 bilhão de pessoas ainda vivem com menos de 1 dólar por dia (menos de 70 reais por mês).

Chega a quase 300 bilhões de dólares o que os Estados Unidos estão gastando com as guerras no Iraque e no Afeganistão.

Com 25 milhões de dólares por ano, seria possível reduzir bastante a desnutrição nos países mais críticos da África e da América Latina e, com isso, salvar a vida de 900 mil crianças até 2015.

Uma guerra é capaz de destruir em horas o que levou anos ou décadas para ser desenvolvido.

A pobreza faz com que 44% da população da América Latina viva em favelas ou bairros precários, que só oferecem condições mínimas para sobreviver.

Em pleno século 21, a fome ceifa 5 milhões de crianças todos os anos (a cada segundo morre uma criança de fome). Quando não matam, a desnutrição e a fome causam muitos sofrimentos, inclusive dor e deficiências físicas e mentais, na maior parte das vezes para sempre.

O mercado de luxo movimenta mais de 200 bilhões de dólares por ano, e este montante pode chegar a 1 trilhão de dólares daqui a cinco anos.


Fonte: Ultimato
---------------

Guia sexual para esposas muçulmanas estimula o prazer em grupo para combater o divórcio

A associação indonésia de esposas muçulmanas que editou o guia propõe a submissão da mulher para combater o divórcio e a violência doméstica

Uma associação indonésia de esposas muçulmanas, que propõe a submissão da mulher para combater o divórcio e a violência doméstica, editou um guia que estimula o sexo em grupo para fortalecer os casamentos polígamos, assunto que gerou rejeição de entidades muçulmanas e de direitos humanos.

'Islamic sex, fighting Jews to return Islamic sex to the world' (Sexo islâmico, combatendo os judeus para devolver o sexo islâmico ao mundo, em livre tradução) é o título do manual de 115 páginas que foi distribuído entre as mais de 1 mil fãs na Indonésia, Malásia e Cingapura pelo 'Obedient Wives Club', ou seja, Clube da Esposas Obedientes.

A organização alcançou notoriedade ao defender que as mulheres devem se comportar como prostitutas especialistas na cama para atender os desejos dos maridos e manter a união familiar.

A espécie de 'Kama Sutra' para preservação do casamento oferece, sem conter nenhuma fotografia ou desenho, instruções sobre como entreter, obedecer e dar prazer aos maridos.

Com este intuito pedagógico, a associação pretende melhorar o desempenho das mulheres que só oferecem 10% do desejo de seus cônjuges, segundo o texto.

A imprensa local revelou trechos do manual, apesar de 'a leitura ser restrita as integrantes do clube', revelou à Agência Efe a diretora da associação na Indonésia, Gina Puspita.

'Alá garantiu ao homem a possibilidade de ter sexo simultâneo com todas suas esposas. Se a mulher assim agir, o sexo será melhor', diz um dos capítulos do guia, que estimula as mulheres a manter relações com seus maridos e com suas demais esposas.



Fonte: Exame
-----------

Mulher morre atropelada por trem durante ritual religioso em São Paulo

Uma mulher de 45 anos morreu na noite de sábado (22) ao ser atingida por um trem da linha 11-Coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

O acidente aconteceu entre as estações Brás Cubas e Mogi das Cruzes, e a mulher morreu no local.

Segundo a companhia, a mulher realizava um ritual religioso nos trilhos do trem, por volta das 20h, quando foi atingida pela composição --que trafegava no sentido Mogi das Cruzes. Ela estava acompanhada do marido, que não teve ferimentos.

A CPTM informou que há muros de proteção para evitar que pessoas passem pelos trilho e que ainda será apurado como o casal entrou no local. O caso foi registrado no 2º DP da cidade.


Fonte: Folha
-----------

Pensamento sobre salvação

“Para o mundo ser salvo bastaria entender em seu sentido amplo a significação mais alta dessa verdade: ‘Deus é amor’.”

(Dwight L. Moody)

Igrejas Cristãs são oficialmente extintas no Afeganistão

Relatório do Departamento de Estado sobre liberdade religiosa dos EUA indica que no Afeganistão não tem mais nenhuma igreja cristã aberta para o público, como também nenhuma escola de ensino cristãos.

O Afeganistão tem visto uma redução na liberdade religiosa na última década, especialmente desde que as tropas americanas têm atuado lá. Embora a última conhecida igreja cristã foi demolida no ano passado, Todd Nettleton com Voz dos Mártires diz: “Eu acho que há um elemento de abertura que talvez não estivesse lá, particularmente durante o tempo em que o Talibã estava no controle, foi um lugar muito difícil de evangelizar, um lugar muito difícil de entrar. “

As conclusões do relatório não é surpresa. Afeganistão ocupa a terceira posição no Aberto Watch List Doors World, uma compilação dos países onde a perseguição aos cristãos é o pior.

Mais uma vez, citando opiniões negativas sociais e suspeita de atividade cristã e ocidental como as causas por trás da “segmentação de grupos cristãos e indivíduos, incluindo muçulmanos convertidos ao cristianismo”, o relatório observa que “a falta de capacidade de resposta do governo e proteção para esses grupos e indivíduos contribuiu para a deterioração da liberdade religiosa. “

Nettleton também diz, no entanto, que não vai mudar sua abordagem ao afegãos.“a igreja é um edifício, ou a igreja é o povo de Deus”, diz ele. “A última igreja(templo) foi destruída, contudo sabemos através de nossos contatos que a Igreja como povo de Deus no Afeganistão ainda está muito viva e bem. “

Constituição do Afeganistão declara: “A religião do Estado da República Islâmica do Afeganistão é a religião sagrada do Islã.” Seguidores de outras religiões possam exercer sua fé e os ritos religiosos “dentro dos limites das disposições da lei”. No entanto, o problema é “nenhuma lei pode ser contrária às crenças e provisões da religião sagrada do Islã”.

Devido à força da oposição, Nettleton diz que os crentes não são de forma imprudente seguir a Cristo: “Há um risco, e nós vimos relatórios no início deste ano de um cristão ser morto; vimos cristãos que haviam sido presos pelo governo afegão porque eles tinham deixado o islã e seguir outra religião “.

A coisa mais importante agora, Nettleton diz, é “orar para os cristãos afegãos terem grande sabedoria, mas também para ter ousadia em compartilhar sobre Jesus Cristo com seus familiares, com os seus amigos, com seus vizinhos.”


Fonte: Inforgospel
------------------

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Corinhos inesquecíveis: Amigo de Deus

Não existe nada melhor
Do que ser amigo de Deus
Caminhar seguro na luz
Desfrutar do seu amor
Ter a paz no coração
Viver sempre em comunhão
E assim perceber
A grandeza do poder
De Jesus meu bom pastor


O que é ser um membro da igreja?

Você já se sentiu sozinho ou sozinha? Mesmo caminhando por uma rua movimentada ou morando numa casa com várias pessoas, muitas vezes a solidão nos atinge em cheio. Há uma grande diferença entre sentir-se só e estar só. A primeira situação se revela quando somos abandonados, esquecidos e separados daqueles que convivem conosco. Sentir-se só significa não ter ninguém com quem repartir as dores e as frustrações da vida. Já o estar só tem outra dimensão. Muitas vezes torna-se necessário um afastamento do dia para refletir sobre como estamos vivendo (disciplina da solitude).

A importância da membresia

Ser membro da igreja, além de ser um preventivo contra a solidão imposta, cria também condições para a pessoa se esconder de tudo e de todos numa comunhão íntima com o Pai. Num culto de adoração você pode sentir a alegria de estar na presença de outras pessoas, mas pode também desfrutar de uma interioridade com Deus.
Um membro efetivo desfruta de muitos privilégios, mas assume também algumas responsabilidades:

1- Ser membro é pertencer em primeiro lugar a Deus

A solidão mais profunda que o homem pode sentir é quando ele está separado de Deus. O crescimento da violência até mesmo dentro dos lares deve-se em primeiro lugar à ausência de Deus. Aqueles que por algum motivo se afastam da igreja acabam curtindo uma solidão que enfraquece e debilita todo o sistema da vida. Muitos que deixam a comunhão da igreja não admitem, mas sabem que não estão vivendo como deveriam viver. É importante saber que antes de pertencemos à igreja nós pertencemos a Deus. Paulo nos ensina esta verdade (Ef 2:1-7).

2- Ser membro é ser redimido por Cristo

Todos pertencemos a Deus por direito de criação. Mas, segundo o apóstolo Paulo,para pertencermos a Cristo nós precisamos ser redimidos (libertados,resgatados), e para que esta remissão aconteça é preciso que a graça de Deus se manifeste em nossa vida. Se pertencemos a Cristo, devemos também pertencer à sua santa igreja, sendo batizados segundo o seu exemplo e o seu mandamento (Mt 28:18-20/Ef 5:25).

3- Ser membro é pertencer à família da fé

Como Deus é o nosso dono e Cristo é o nosso Senhor, devemos fazer o que eles nos mandam. Ao nos unirmos à igreja tornamo-nos membros de uma grande família. Passamos a ser irmãos e irmãs, tendo Cristo como o nosso irmão mais velho. Assim, como numa família, cada um tem um dom específico. O importante é que esse dom seja aplicado para a edificação dessa família de Deus (Gl 6:10).

4- Ser membro é pertencer a um exército invencível

Jesus afirmou que edificaria a sua igreja (família) e as portas do inferno não teriam poder sobre ela (Mt16:18). Ninguém vai à guerra sozinho. Quem se arrisca a enfrentar o mundo confiando na própria força, acaba sempre derrotado (Lc 10:17-19).

Características de um membro

Ao definirmos as características de um membro precisamos ter o cuidado de evitar os rótulos. Muitas vezes classificamos as pessoas como: "um bom membro", "um membro fiel", ou um "membro inconstante". Estas definições são falhas e geralmente não correspondem à verdade. O texto de Paulo aos romanos (Rm 12:1-21) nos ensina a medida de um verdadeiro membro.

1) O membro precisa ter uma consagração pessoal

Consagrar significa separar, dedicar,entregar. Paulo nos exorta a oferecer os nossos membros como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus (Rm12:1). Esta separação diz respeito também ao mundo no qual vivemos. Isto significa que devemos consagrar a nossa vida social a Deus (Rm 12:2). Deus não é contra uma vida social, Ele condena a vida social quando ela é regida pelas normas do mundo. Devemos também consagrar nossas mentes ao Senhor (Fp 4:8), pois uma mente cheia de pensamentos negativos e contrários à palavra de Deus nunca poderá ser instrumento de edificação para a igreja.

2) O membro precisa participar com o seu dom

A grande lacuna que encontramos na igreja hoje é a falta de interesse de muitos que a ela se ligam. Leia o que Paulo afirmou em (Rm 12:4-8). Este espírito de cooperação é a mola mestrado crescimento da igreja. Não deixe de se envolver com o dom que Deus lhe concedeu, para que a igreja seja edificada (1Co 14:12).

3) O membro precisa ter um bom testemunho

A pior propaganda para a igreja é a de um membro não convertido, que não dá testemunho de Cristo. Veja em (Rm 12:9-13) o modelo que Paulo nos dá para que tenhamos um bom testemunho. Estas recomendações são mais do que bons conselhos, são verdadeiros mandamentos.

4) O membro precisa cultivar uma conversação sadia

O nosso modo de falar indica a classe de pessoas à qual pertencemos (Mt 12:34/Tg 3:3-6). No Novo Testamento "conversação" significa mais do que falar, refere-se a uma forma de vida (Rm 12:14-16).

5) O membro precisa aspirar ser um imitador de Cristo

Paulo retrata como um membro deve agir em relação aos seus irmãos. Leia com atenção (Rm 12:17-21). Estes versículos mostram o caráter daquele que abraçou o evangelho.

Ser membro é uma das decisões mais sérias da vida cristã. Pelo fato de a igreja não ter poder de salvar ninguém, nós acabamos por não valorizá-la. Mas lembre-se: você, ao ingressar na igreja, está ingressando em primeiro lugar na família de Deus. Procure viver como um verdadeiro membro desta família.


Fonte: Ebtm
-----------