quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Manual que defende surras para controlar filhos gera polêmica nos EUA

Livrarias britânicas já prometeram que não venderão mais cópias de 'To Train Up a Child'

 Um livro com conselhos para pais que defende surras em crianças com cintos e galhos faz sucesso há anos entre evangélicos conservadores radicais nos Estados Unidos, com centenas de milhares de cópias já vendidas.

Mas agora a morte de três crianças filhas de pais supostamente influenciados pelo livro provocou críticas aos autores e deu início a uma campanha para bani-lo de livrarias.

O livro To Train Up a Child ("Treinando uma Criança") – do pastor Michael Pearl e sua esposa Debbie – descreve em minúcias as punições consideradas ideais em cada caso. Para crianças malcomportadas com menos de um ano, o livro sugere uma régua de 30cm ou um galho pequeno de chorão. Para crianças maiores, galhos maiores ou cintos.

O objetivo da surra é submeter as crianças às vontades dos seus pais.

"Treinar é condicionar a mente da criança antes que surja uma crise; é uma preparação para obediência futura, instantânea e sem questionamentos", afirma o primeiro capítulo do livro.

O "treinamento" começa cedo na vida da criança. Caso ela seja muito malcomportada, os autores sugerem que os pais "usem toda a força necessária para vencê-los".

"Se você precisar sentar em cima dela para bater nela, não hesite. E segure ele nessa posição até que ele se renda. Derrote-o completamente", afirma o livro.

Galhos quebrados

Hannah (nome falso) cresceu em uma comunidade de cristãos batistas no noroeste do Estado da Flórida. Seus pais leram o livro do casal Pearl quando ela tinha nove anos de idade, e sua irmã, sete.

Pouco depois disso, ela começou a apanhar. Isso durou por mais oito anos. Nos primeiros cinco anos, as surras aconteciam com muita frequência – várias vezes ao dia.

Houve uma vez em que o pai de Hannah ficou sabendo de uma briga da filha na escola, quando ela tinha 14 ou 15 anos.

"Eu nem sei exatamente do que estavam me acusando, mas meu pai simplesmente perdeu a cabeça", conta Hannah.

Ele usou réguas e paus para bater na filha, chegando a quebrar cinco galhos durante a surra. A sua mãe mantinha galhos nos armários, já que eles quebravam com as surras e precisavam ser substituídos.

"Nas semanas seguintes, eu não conseguia sentar direito [devido à dor] e ele me dizia 'pare de fazer melodrama, o que há de errado com você?' Minha mãe me examinou e [a região próxima ao meu cóccix] estava ferida e inchada."

Hoje aos 20 anos, Hannah conta que seu pai ficou tão chocado que nunca mais bateu na filha. Mas a mãe continuou com a prática, usando um pedaço de plástico que deixava menos marcas na pele.

Para Hannah, seus pais foram iludidos com a sugestão dada pelo livro de Pearl de que uma simples fórmula é capaz de controlar as crianças.

"O problema é que [Pearl] diz que você precisa 'quebrar' seus filhos. E para chegar nesse ponto é preciso ser completamente tirânico."

800 mil cópias

To Train Up a Child é considerado nos Estados Unidos um dos livros mais radicais sobre educação conservadora.

Publicado em 1994 por uma organização não-governamental chefiada por Michael Pearl no Estado do Tennessee, o livro trata o ambiente escolar como nocivo às crianças, por não ser suficientemente religioso.

A entidade disse ter arrecadado US$ 1,5 milhão no ano fiscal de 2012 a 2013. O livro foi responsável por 60% desta receita. A organização trabalha ativamente na promoção do livro, enviando cópias para soldados americanos no Iraque e no Afeganistão.

Segundo o pastor, mais de 800 mil cópias foram vendidas. Nos últimos anos, a vendagem se manteve estável, mesmo após críticas feitas na imprensa.

"Nós temos vários milhões de pessoas muito felizes e pais contentes e crianças que perceberam os ótimos e maravilhosos frutos do livro e de outras coisas que escrevemos", diz Pearl.

Mortes e campanha

Em 2010, a menina Lydia Schatz morreu no Estado da Califórnia após ser espancada pelos pais. No ano seguinte, a jovem Hana Williams morreu de hipotermia e inanição, depois de ter sido aprisionada em um jardim de uma casa no Estado de Washington.

Os pais de Schatz estão cumprindo pena de prisão, depois de terem se declarado culpados de crimes como assassinato e tortura. Já os pais de Williams foram condenados em outubro a décadas de prisão por homicídio.

Os investigadores dos dois casos disseram que cópias do livro To Train Up a Child foram encontradas nas casas das duas famílias.

O promotor Michael Ramsey, encarregado pelo caso Schatz, disse que os pais não estão isentos de responsabilidade no assassinato da filha, mas acusou o livro de influenciar negativamente as pessoas a se comportarem desta forma.

Um terceiro episódio em que o livro foi acusado de influenciar pais ocorreu na Carolina do Norte, onde uma criança morreu sufocada pela mãe, que usou um cobertor.
Nos três casos, as crianças receberam surras com artefatos de plástico exatamente como os descritos por Michael Pearl em seu livro.

Mas o autor nega que To Train Up a Child possa provocar abusos deste tipo, dizendo que o livro é contra brutalidade ou contra a violência como forma de liberar raiva.

"Nenhum tribunal, polícia ou agência de proteção à criança jamais nos acusou de fazer qualquer coisa que coloque em risco a vida de crianças", diz ele.

Mas críticos condenam os métodos descritos no livro e dizem que eles podem incentivar abusos.
Um professor de psicologia da Universidade Metodista de Dallas, George Holden, lançou uma campanha na internet pedindo à Amazon e outras lojas de livros que parem de oferecer To Train Up a Child em seus catálogos.

Um abaixo-assinado em apoio a esta campanha já angariou 200 mil assinaturas e teve repercussões fora dos Estados Unidos. Duas grandes cadeias de livrarias na Grã-Bretanha – a Waterstones e a Foyles – já anunciaram que retiraram o livro de seus catálogos ou pararam de acumular estoques.

Mas a Amazon deu sinais de que não vai mudar sua política.

"Este livro foi amplamente debatido na imprensa e na Amazon por anos, e qualquer um que queira expressar seus pontos de vista sobre este título está livre para fazê-lo na página do produto em nosso site", disse a Amazon, em uma nota à imprensa.




Fonte: BBC Brasil
---------------

Líder de culto prega que fiéis fiquem 'chapados' por Jesus

Brandon Barthrop (foto) diz ser um ex-viciado em drogas. Com a ajuda preciosa da internet, o americano aderiu com destaque a um culto religioso bizarro, que prega que os fiéis simulem os efeitos da embriaguez para poderem "a comunhão com Jesus". Brandou já arregimentou uma legião de seguidores.

O culto bizarro foi criado nos EUA pelo pregador evangélico John Crowder. Graças à web e ao trabalho "messiânico" de Brandon, a seita se espalhou pela América do Norte e chegou ao Reino Unido, contou o "Daily Mail". 

O líder do "movimento da glória embriagada" garante ter largado o álcool e todas as drogas que consumiu por vários anos. Ele agora só se interessa por incenso. Depois de sofrer abusos pelo pai, entregar-se às drogas e passar pela rehab, onde ele disse ter tido uma epifania, Brandon se mudou para uma casa abandonada em Minneapolis (Minnesota, EUA) que era usada por viciados, juntamente com a esposa e os primeiros seguidores. 

"A maior parte das pessoas que vive na nossa casa é formada por ex-drogados, ex-alcoólatras e ex-prostitutas", disse Brandon em um documentário exibido pela "Vice". 

Durante os seus sermões, o líder encoraja os fiéis a se entregarem à "bebida" e às "drogas". Todas elas imaginárias. Os seguidores obedecem e simulam estar "chapados" no culto (foto), que ocorre em casa e na web. Para disseminar sua mensagem, Brandon divulga vídeos toda semana no YouTube, por meio da Red Letter Ministries, Inc.



Fonte: Page not found
--------------------

O verdadeiro arrependimento

"Dêem frutos que mostrem o arrependimento. E não comecem a dizer a si mesmos: ‘Abraão é nosso pai’. Pois eu lhes digo que destas pedras Deus pode fazer surgir filhos a Abraão." (Lucas 3:8)

O que  lhe vem à mente quando você ouve a palavra "arrependimento"? Talvez alguém vestindo uma placa com luzes gritando: "Arrependam-se!".
Trata-se de uma palavra que não se ouve muito hoje em dia, não é mesmo?.

Você vai se surpreender ao saber que a primeira palavra a sair dos lábios de Jesus Cristo depois que Ele começou o Seu ministério foi "arrependam-se" (Mateus 4:17).

A palavra "arrependimento" significa mais do que meras desculpas ou tristeza por algo feito. Você pode se lamentar de algo e não estar arrependido. Pode sentir muito sobre um certo pecado, especialmente se colher as consequências dele. A pessoa que é pega mentindo, se lamenta. O criminoso que é pego em flagrante, se lamenta. Mas a questão é saber o quando esse lamentar leva a uma mudança real. As vezes, ela pode nunca acontecer. O mentiroso pode passar apenas a ser mais cuidadoso. O criminoso pode só planejar seu próximo crime com mais inteligência. Há pessoas que lamentam por colher as consequências do que fizeram, mas nunca fazem qualquer mudança de comportamento em suas vidas.

Tristeza real, de acordo com a Bíblia, vai levar ao arrependimento. Conduzirá à mudanças. João Batista pregava às multidões "Dêem frutos que mostrem o arrependimento [...]" (Lucas 3:8). Muitas pessoas nunca realmente se arrependeram de seus pecados. Elas nunca realmente deram frutos dignos de arrependimento. Mas isso é absolutamente necessário se você quer ser perdoado pelo seu pecado. O reconhecimento do pecado é o primeiro passo para se receber perdão.

No entanto, você pode reconhecer que precisa se ​​arrepender e - mesmo assim - ainda não fazê-lo. Você pode reconhecer o seu pecado e não, necessariamente, agir. É preciso que as duas coisas andem juntas.



Fonte: Devocionais Diários
--------------------------

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Culto de cura, de libertação, de vitória, de prosperidade, dos empresários… estamos cultuando a Deus ou a nós mesmos?

Basta passar em frente a uma igreja evangélica e logo vê-se a faixa: “Grande culto da vitória”, “Culto de cura e libertação”, “Culto das causas impossíveis”, “Culto dos empresários”, “Grande campanha da prosperidade financeira”. Mas isso é bíblico?

Em primeiro lugar, vamos situar o que é culto, e para quem deve ser feito. A palavra culto vem do latim cultus, que significa cuidado, cultivo, adoração, reverência, segundo o site Origem da Palavra. Em tese, podemos adorar ou reverenciar pessoas e divindades. Porém, como cristãos, devemos prestar culto apenas a Deus.

Mas aí vamos à igreja prestar culto a Deus, em tese. Só que vamos na “terça-feira da prosperidade financeira”, pois estamos passando por um momento difícil e, nesse dia específico, será feita uma “oração forte” para ajudar os endividados a mudarem de vida.

Sinceramente: estamos indo a esse culto para adorar a Deus ou para tentar resolver nosso problema?

Cultuar, adorar, prevê se humilhar diante de Deus. Prevê demonstrar que nada podemos sem Ele. Prevê afirmar que, não importa o que Ele permita que aconteça em nossa vida, ainda assim O reconhecemos como Soberano Senhor e Salvador de nossas vidas. Então, por que misturamos isso com nossos desejos pessoais?

Veja bem, creio que é lícito orar a Deus e pedir por tudo aquilo que precisamos. Esse é um ponto. Porém, quando nomeamos um culto de “noite da libertação” tiramos a centralidade do culto na adoração a Deus, para coloca-la na busca por libertação dos fiéis. É uma coisa sutil, mas é.

E por que as igrejas passaram a fazer essas “campanhas” específicas nos dias de culto ao Senhor?

Estratégia para fidelizar a clientela. Se uma igreja tem apenas “culto”, atrai poucos fiéis. Mas, se tem a “sexta-feira forte da cura das doenças”, aí serão muitos fiéis, ávidos por aquilo que é prometido: no caso, cura. São fiéis não buscando a Deus pelo que Ele é, mas pelo que Ele pode fazer em nosso favor.

Mas é esse o culto que Deus espera de nós?

Veja o que Jesus nos ensinou:

“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” –  Mateus 6:25-34

Deus sabe das nossas necessidades, e Ele ouve nossas orações em secreto. Assim, Ele, como Pai Amoroso, está pronto para nos prover naquilo que precisamos, se essa for Sua vontade. Não é preciso, para isso, que façamos um culto de vitória, para buscar vitória nos nossos empreendimentos, ou campanha dos empresários (por que ninguém faz a campanha dos auxiliares gerais?), para cativar quem pode dar melhores dízimos e ofertas, ou culto de cura, afinal vemos nos Evangelhos que as curas aconteciam sem sequer a necessidade de um culto específico.

A grande verdade é que um líder gospel com visão negocial e de marketing descobriu que dar qualidades ou características místico-poderosas às reuniões de culto aumentaria a plateia. Afinal, cá para nós, entre assistir ao culto com o pastor fulano, que faz milagres extraordinários, e assistir a um culto comum, sem um nome chamativo que o torne especial, em qual culto a maioria de nós iria?

Com o tempo, muitas igrejas passaram a imitar esse método, considerado por muitos como algo vindo de Deus. Mas Deus quer que O cultuemos por amor, temor e tremor, ou por interesse pessoal?

“Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura.” – Isaías 42:8

Sim, muitos de nós – eu, inclusive – nos aproximamos de Deus por conta da busca de satisfação de algum interesse (saúde, finanças, família, etc). Porém, à medida em que caminhamos com Cristo, Ele nos faz perceber que devemos amar a Deus primeiramente e independentemente de qualquer coisa que Ele venha ou não a fazer por nós. Uma igreja que vive de cultos específicos para os fiéis e campanhas intermináveis não permite que seus membros cresçam e aprendam essa lição, estagnando-os ao estado inicial da fé, aquele em que, por desconhecimento de Deus, ainda O buscamos apenas por interesse pessoal.

Em outras palavras: quem vive de culto de campanha vive cultuando para si mesmo.

O amadurecimento espiritual está em buscar a Deus pelo que Ele é. E o amadurecimento espiritual do líder cristão está em deixar de depender de seus próprios métodos humanos, de marketing, para buscar a adesão de novos fiéis. Afinal,

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” – Atos 2:42-47

Igreja cheia não é e nunca foi sinônimo de multidão de cristãos verdadeiros. Infelizmente, muitas igrejas estão cheias de cristãos puramente nominais, que frequentam o lugar porque ali lhes é apresentado um evangelho agradável ao mundo, no qual Deus é um mordomo a nosso serviço, que é obrigado a nos dar o que pedimos se fizermos direitinho o que o líder religioso mandar. E, entre as ordens, está a de frequentar os cultos de campanha e trazer bons dízimos e ofertas alçadas em cada um deles (com a desculpa de que não se pode aproximar do altar de mãos vazias – já ouvi muuuuito isso!!!).

Se for da vontade de Deus, você será curado(a), provido(a), terá seu lar restaurado, independente de participar de algum culto específico para tal. Deus olha o seu coração, não a faixa na frente da igreja para agir na sua vida.

 “E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?” – Lucas 11:9-13

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!




Fonte: Vera Siqueira em Uma Estrangeira no Mundo
------------------------------------------------

Igreja Universal terá de devolver mais de R$ 74 mil em doações de fiel

A Justiça determinou que a Igreja Universal do Reino de Deus devolva a uma ex-fiel mais de R$ 74 mil, em valores de 2004 a serem corrigidos. A decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) foi mantida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

A fiel trabalhava como contadora e, em 2003, recebeu uma quantia significativa em pagamento de um trabalho. Um pastor da Universal a teria então pressionado para que fizesse um sacrifício "em favor de Deus". A insistência do pastor incluía ligações e visitas à sua residência.

A vítima alegou que estava em processo de separação judicial, atordoada e frágil. Diante da pressão, teria feito a doação de mais de R$ 74 mil, em duas parcelas. Depois disso, o pastor teria sumido da igreja, sem dar satisfações. A Universal afirmava não saber do ocorrido nem ter como ajudá-la. Em 2010, a contadora ingressou com ação para declarar nula a doação.

Ela alegou que, após a doação, passou a sofrer de depressão, perdeu o emprego e ficou em crescente miséria. Testemunhas apontaram que a mulher chegou a passar fome por falta de dinheiro. 

Para a Universal, atos de doação como esse estão apoiados na liturgia da igreja, baseada em tradição bíblica, que prevê oferendas a Deus, em inúmeras passagens. A defesa destacou a história da viúva pobre, em que a Bíblia afirmaria ser muito mais significativo o ato de fé de quem faz uma doação tirando do próprio sustento. 

Assim, a doação da contadora não poderia ser desvinculada do contexto religioso. A Universal apontou ainda a impossibilidade de interferência estatal na liberdade de crença, sustentando que o Estado não poderia criar embaraços ao culto religioso. Além disso, alegou que a fiel teria capacidade de reflexão e discernimento suficiente para avaliar as vantagens de frequentar a igreja e fazer doações.

Subsistência

O TJ-DF considerou que as doações comprometeram o sustento da mulher e violavam o artigo 548 do Código Civil, que afirma ser nula a doação de todos os bens sem reserva de parte ou de renda suficiente para a subsistência do doador. Apontou ainda que o negócio jurídico nulo não pode ser confirmado nem convalesce com o decurso do tempo. Por isso, não se fala em decadência no caso. 

A decisão também afastou a análise do caso sob o ponto de vista do vício de consentimento, já que se discutia a questão da doação universal de bens. Além disso, o TJ entendeu que, sendo profissional autônoma, ela não poderia contar com remuneração regular, e o valor doado constituiria reserva capaz de ser consumida ao longo de anos na sua manutenção. 




Fonte: Terra
----------

Festival evangélico derruba audiência da Globo

A transmissão do Festival Promessas, de música gospel, derrubou a audiência da Globo hoje (15). Segundo dados preliminares da Grande São Paulo, a exibição marcou 8,3 pontos, contra 7,5 do SBT, que tinha Luan Santana no programa Eliana. Pelos critérios de arredondamento, as duas emissoras podem ter empatado na liderança.

O desempenho do Festival Promessas ficou 21% abaixo do que a Globo obteve domingo passado, na mesma faixa, com o Sintonize (um festival de música sertaneja) e a estreia do Divertics. Em relação ao último Esquenta, de Regina Casé, a queda foi ainda maior, de 32,5%.

O Festival Promessas é uma tentativa da Globo de se aproximar do público evangélico.




Fonte: Notícias da TV UOL
-----------------------

Menina recebe resposta após enviar carta para Deus

A carta de uma menina de quatro anos para Deus emociona os nortes-americanos. Isso porque preocupada com a cadela Abbey, que morreu aos 14 anos, a pequena Meredith pediu ajuda da mãe para escrever a cartinha pedindo que Deus cuidasse do animal.

Na mensagem, a menina fala das preferências da cadela. "Querido Deus, O Senhor pode tomar conta da minha cadela? Ela morreu ontem e está no céu, aí com o Senhor. Fico feliz que tenha deixado ela ficar com a gente mesmo quando ficou doente. Espero que o Senhor brinque bastante com ela. Ela adora nadar e jogar bola. Para o Senhor não se confundir, estou enviando uma foto dela. Espero que reconheça logo minha cadela. Estou com muita saudade dela. Meredith".

Para surpresa da família, Meredith recebeu uma resposta. A carta foi enviada em um envelope dourado destinado à criança. "Querida Meredith, a Abbey chegou bem ao céu. A foto que você me enviou, ajudou muito e eu a reconheci imediatamente. Abbey não está mais doente. O espírito dela está aqui comigo, assim como está no seu coração. Ela adorou ter sido seu animal. Como não precisamos de nossos corpos no céu, não tenho bolso para guardar a sua foto. Assim, a estou devolvendo dentro do livro para você guardar como uma lembrança da Abbey. Obrigado por sua linda carta. Com amor, Deus".

A resposta foi enviada junto com a foto de Abbey e o livro "Quando um pet morre", de Fred Rogers. Após repercussão da história, uma funcionário do correio dos EUA assumiu que respondeu a carta de Meredith.



Fonte: A Tarde UOL
-----------------

Entrevista sobre Pornografia

Consumir pornografia é mais comum do que pensamos pelos que se declaram evangélicos. Infelizmente o número de homens e mulheres que se declaram cristãos e que consomem imagens pornográficas pela internet, celular e outras mídias, é alarmante.

Enquanto que muitos já cauterizaram a consciência com argumentações a favor de consumir pornografia, outros ainda estão lutando para se livrar dela. Esta luta por vezes é silenciosa, oculta, solitária, por causa da vergonha ou do receio de se buscar ajuda. Há muitos testemunhos de pessoas que um dia foram viciadas em sexo virtual mas que, com a graça de Deus, encontraram libertação.

Ninguém nunca me entrevistou sobre este assunto, mas imagino que uma entrevista seria mais ou menos assim:

1) Pode definir o que é pornografia?

Pornografia é aquilo tipo de coisa que é difícil de definir, mas que todo mundo reconhece na hora que vê. É a representação da nudez e do comportamento sexual humano com o objetivo de produzir excitação sexual por qualquer tipo de mídia. Geralmente trata os seres humanos como coisas e as mulheres, em particular, como objetos sexuais.

2) Por que as igrejas não falam mais deste assunto, já que certamente existem muitos membros viciados em pornografia? 

Diversas razões. O assunto é considerado como melindroso de ser tratado em público. Além disto, alguns líderes receiam despertar o interesse das pessoas pela pornografia se começarem a falar sobre ela. Mais importante, pode ser que a própria liderança de algumas igrejas não se sinta autorizada a falar contra isto pelo fato de estarem, eles mesmos, lutando contra a adição à pornografia. Mas, é dever da Igreja orientar seus membros quanto ao ensino bíblico da sexualidade. Uma abordagem honesta, firme e bíblica instruirá a comunidade sem despertar curiosidades indevidas.

3) É lícito a casais cristãos usarem material erótico em busca de maior enriquecimento das relações sexuais dentro do casamento? 

Acredito que não. O casamento não transforma o quarto de casal em quarto de motel. O que Jesus falou sobre a pureza das intenções no olhar para uma mulher (Mt 5.28 ) e o que Paulo nos ensinou sobre ocupar a mente com coisas aprovadas por Deus (Fp 4.8 ) continuam valendo para quem é casado. O fato de que o casal concorda em ver pornografia juntos não diminui em nada o peso destes ensinos. Casais cristãos que querem melhoria na vida sexual, podem utilizar livros sobre a sexualidade escritos da perspectiva bíblica, que ajudam a enriquecer a intimidade marital e melhorar a técnica sexual no casamento, sem incorrer em adultério e nos riscos envolvidos no uso de material pornográfico.

4) Mas, e fantasiar durante as relações sexuais com o marido ou a esposa, trazendo à mente imagens de relações sexuais? Seria errado também?

Sim, conforme resposta dada à pergunta anterior. É uma violação de Mateus 5.28 e de Filipenses 4.8.

5) Por que cristãos, que sabem que a pornografia é danosa e pecaminosa, se aventuram ainda a visitar sites pornográficos na Internet?

Eu poderia mencionar alguns aspectos da pornografia que a tornam atraente, como ser acessível, grátis e anônima. A razão primordial, porém, é a degradação do coração humano. Tal corrupção permanece no cristão e o inclina a todo mal. Conforme ensina o Senhor Jesus, “de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, … os adultérios … as malícias … a lascívia…” (Mc 7.22-23). Ensina ainda o apóstolo Paulo: “as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia…” (Gl 5.19). Portanto, a libertação tem que levar em conta que o problema é espiritual.

6) Se uma pessoa casada está tendo problemas com pornografia, deveria confessar ao cônjuge?

Teoricamente, sim. No processo de vencer este hábito pecaminoso é importante ter alguém – de preferência o cônjuge – a quem prestar contas dos seus atos e pedir orações e apoio. Além disto, consumir pornografia é pecado contra o cônjuge, pois se constitui em adultério. Biblicamente, deveríamos confessar ao cônjuge e pedir-lhe perdão, além de seu apoio e ajuda para vencer o hábito. Todavia, em certos casos, pode ser que o cônjuge não esteja preparado para tomar conhecimento destes fatos. Será preciso ajuda de um conselheiro capaz e experiente, para ajudar no processo.

7) É lícito ao cristão ver imagens de nudez apenas para apreciá-las como arte?

Devido ao fato que somos seres sexuados, é praticamente impossível se expor à nudez sem que haja despertamento sexual, fantasias, desejos, impulsos e intenções. Isto é agravado pela presença da natureza pecaminosa no cristão, tornando-se praticamente impossível para um homem apreciar a nudez feminina sem o despertamento da lascívia e intenções sexuais. Além disto, a indústria pornográfica produz imagens de mulheres e homens nus, não para serem apreciados como arte, mas para provocarem a excitação sexual e a masturbação. Por fim, ao cobrir a nudez de Adão e Eva (Gn 3.21), Deus já indicou que a nudez deve ser velada e desfrutada apenas no ambiente de casamento.

8 ) A masturbação é errada?

Este hábito está profundamente ligado à pornografia. A masturbação é errada porque envolve o uso de imagens mentais eróticas e fantasias sexuais, violando Mateus 5.28. Dificilmente alguém se masturbaria pensando nas cataratas do Niágara...

9) Já que a pornografia é legal no Brasil, por que um cristão, que também é cidadão brasileiro, não pode consumi-la?

O motivo é que o cristão se rege primeiramente pela Palavra de Deus. Ainda que no Brasil seja legal a publicação, veiculação e consumo de material pornográfico, contudo as Escrituras condenam a prostituição, a perversão sexual, o adultério, a sodomia, o lesbianismo, e outras práticas sexuais que são objeto da pornografia. 





Fonte: Rev. Augustus Nicodemus Lopes vem O Tempora, O Mores
-----------------------------------------------

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Novo vídeo do Porta dos Fundos mostra “Deus” criando um travesti para ser amante de Adão

O grupo humorístico Porta dos Fundos, que alcançou grande sucesso nacional recentemente e é conhecido por tratar temas religiosos de forma polêmica, lançou recentemente um novo vídeo que tem a religião como tema. Nesse novo vídeo, o Porta dos Fundos mostra “Deus” criando um travesti, para ser amante de Adão.

Durante cerca de dois minutos, o vídeo apresenta um diálogo entre Adão e Deus, que quer apresentar sua nova criação, um travesti chamado Juju Pantera, feito a partir do fêmur de Adão. No vídeo, o suposto travesti é apresentado como uma “quase mulher”.

Além de mostrar sua “nova criação” para Adão, a voz que se apresenta como Deus no vídeo diz que essa criação seria um segredo entre ele e Adão, que não deveria revelar a existência do travesti a Eva, sugerindo um relacionamento extraconjugal entre Adão e o travesti.

No texto de apresentação do vídeo, o Porta dos Fundos explica a criação do travesti dizendo que Deus “decidiu chutar o balde, sambar na cara da sociedade e fazer um bem bolado com o que ele já tinha”.

- No princípio, tudo era escuridão, até que Deus disse: “faça-se a luz!”. E Deus viu que isso era bom. Então Deus criou o homem, à sua imagem e semelhança, e da costela do homem fez a mulher. E Deus viu que isso também era bom, mas que dava pra melhorar. Foi aí que ele decidiu chutar o balde, sambar na cara da sociedade e fazer um bem bolado com o que ele já tinha – diz o texto de apresentação do vídeo.

Assista:




Fonte: Gospel+
-------------

domingo, 8 de dezembro de 2013

10 passagens para pastores decorarem

Aqui está uma maneira de relaxar durante um mês de calor: memorização.

Pegue um chá gelado, encontre um lugar com ar-condicionado e coloque essas dez passagens na memória. Você nunca se arrependerá de um tempo a mais gasto memorizando a palavra de Deus – especialmente quando são passagens que se mostram sempre úteis na vida cristã e ao pastorear outros.

Essas são dez que se mostram particularmente úteis para pastores e líderes cristãos, mas creio ser uma boa lista para todo cristão também. Veja quais você já conhece. Aprimore essas um pouco, e quem sabe se aperfeiçoe com uma nova passagem ou algumas que você ainda não memorizou.

Salmo 23

É um dos mais conhecidos textos bíblicos e um dos melhores para firmar nossas almas, e a de outros, no Bom Pastor (Sl 23.1; Jo 10.11-18) durante os melhores e piores momentos da vida.

1 Coríntios 11.23-26

Não importa com que frequência nossas igrejas celebrem a Ceia (quanto mais, melhor), essa é a passagem que muitos pastores (deveriam) recitam em público mais do que qualquer outra. Falar essas “palavras de instituição” com seus olhos fitando graciosamente a congregação em vez de ler da Bíblia ou de um pedaço de papel, pode se tornar um poderoso momento na vida da igreja em comunhão.

Mateus 28.18-20

A Grande Comissão é um texto tão importante, que foca na nossa missão, na nossa vida individual e comunitária, que espera-se que você tenha essa passagem na ponta da língua. Os generais e comandantes deveriam ter esse plano de ação memorizado.

Salmo 46.1-11

Esse Salmo de confiança em Deus como nosso refúgio e fortaleza – socorro presente nos momentos difíceis – pode ser profundamente confortante, pessoalmente. Particularmente ao consolar os outros em meio às mais difíceis circunstâncias da vida, seja ao lado da cama, no hospital ou no local de uma tragédia. Quando você é, inesperadamente, chamado para proferir uma palavra de conforto sobre a fiel e inabalável força de Deus, é difícil superar o gentil mas confiante Salmo 46 seguido de uma breve oração feita para o problema presente.

Colossenses 1.15-20

Qualquer lista de passagens para decorar precisa de um bom texto Cristológico como âncora, sobre a obra objetiva de Jesus por nós e além de nós. É fácil gravitar em direção aos textos mais subjetivos, que parecem ser mais imediatamente aplicáveis à postura do nosso coração e às nossas ações externas. Mas o Cristianismo começa com as conquistas objetivas de Cristo, não com as aplicações subjetivas a nós, por mais essenciais que sejam. E Colossenses 1.15-20 podem ser os seis versículos consecutivos mais poderosos da Bíblia para formar e estabelecer uma cosmovisão cristã. Esse é um potente pequeno pedaço de dinamite para se ter escondido no coração (junto com Hebreus 1.1-4 e Filipenses 2.5-11).

Filipenses 3.7-11

Esta é a melhor passagem subjetiva para complementar as grandes conquistas objetivas de Colossenses 1.15-20. Aqui é onde queremos viver diariamente, liderando os que nos seguem “considero(ando) tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor” (NVI). Mesmo que o mundo, a carne e o mal nos impeçam, quase constantemente, de experimentar completamente o que Paulo descreve aqui, nós amamos nossas pequenas provas e vislumbres – e queremos desesperadamente continuar realinhando e recalibrando nosso coração, e nossa igreja, à esse Cruzeiro do Sul emocional.

Gálatas 5.22-23

Muitos de nós descobrimos que, quanto mais vivemos a vida cristã, mais admirado e agradecido é o fruto do Espírito no final de Gálatas 5. É uma lista seriamente profunda. Quanto mais nossa vida é genuinamente caracterizada por essas virtudes, mais aprendemos a viver pelo Espírito, no tipo de fé e confiança que faz o nosso dia-a-dia surpreendentemente sobrenatural para os padrões desta era.

Romanos 8.28-39

Na verdade, vá e memorize Romanos 8 inteiro. Alguns o consideram o capítulo mais importante da Bíblia. E pode ser mesmo que seja. Talvez você possa combinar com um parceiro de ministério para estudar o capítulo juntos, cinco versos por semana, por dois meses. Se encontrem semanalmente para verificar e recitar o capítulo até onde você tiver aprendido, ouvir de outros ouvidos além dos seus. Mas se fazer esse tipo de compromisso é demais nessa temporada do ministério, pelo menos tente completar esses doze versos. Esses são os Himalaias bíblicos. E são extremamente importantes na vida e no ministério Cristão.

Números 6.24-26

Essa é a chamada “Benção de Arão” da antiga aliança. Deus instruiu Arão (irmão de Moisés e primeiro sumo sacerdote de Israel), e seus filhos depois dele, a abençoarem o povo dessa forma. A tripla repetição de “Senhor” chama por nosso Soberano Triúno e o uso desse nome, em particular, faz com que ela seja facilmente transferível para os cristãos da nova aliança com o Cristo soberano como nosso “Senhor”. Uma declamação clara, bem ritmada e pastoral dessa benção pode ser uma linda benção para adoração coletiva no fim de semana, ou num casamento ou funeral, ou para colocar os filhos ou netos para dormir.

Judas 1.24-25

Esses versos que concluem a pequena carta do irmão de Jesus, Judas, também são uma maravilhosa doxologia ao terminar um sermão ou ao proferir uma benção de boa noite. Ou ao pedir a benção de Deus num novo empenho ministerial.  Então nós terminamos com as palavras de Judas como oração para qualquer iniciativa para a qual Deus esteja nos chamando ao memorizar as Escrituras…

“Àquele que é poderoso para impedi-los de cair e para apresentá-los diante da sua glória sem mácula e com grande alegria, ao único Deus, nosso Salvador, sejam glória, majestade, poder e autoridade, mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, antes de todos os tempos, agora e para todo o sempre! Amém.” (NVI).




Tradução: Jéssica Lima no Reforma 21
Fonte: David Mathis em Desireing God
------------------------------------

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

‘Jesus Cristo Superstar’, musical considerado blasfemo ganha nova versão em 2014

Espetáculo polêmico revoltou cristãos quando estrou na Broadway em 1971; Jorge Takla dirigirá a versão nacional

Quando estreou na Broadway em 1971, o musical Jesus Cristo Superstar revoltou cristãos mais conservadores, que consideraram o espetáculo blasfemo. Afinal, a história é narrada por Judas Iscariotes, que mantém uma ambígua relação com Jesus ao não aceitá-lo como deus (para ele, a condição humana é mais importante) e com Maria Madalena que, além de ter mais destaque que a Virgem Maria, não esconde uma forte atração por Jesus. “Esses tabus não envelheceram e talvez possamos enfrentá-los novamente”, comenta Jorge Takla, diretor de uma nova versão de Jesus Cristo Superstar que estreia em março em São Paulo.

Especialista na direção e produção de musicais, gênero que domina como poucos no Brasil, Takla estendeu sua preocupação ao elenco de 29 atores, que se reuniu pela primeira vez nesta semana em encontro presenciado pelo Estado. “Já foi feita uma exaustiva pesquisa histórica pela produção para evitar equívocos e mal-entendidos”, disse ele, preparando o espírito do grupo.

A primeira montagem do musical no Brasil aconteceu em 1972, com Eduardo Conde no papel principal. Produzida pela T4F (a mesma de megassucessos como O Rei Leão, que está prestes a bater o recorde nacional, com 455 mil espectadores em nove meses de temporada), a nova estreia no dia 13 de março no teatro do Complexo Ohtake Cultural. Nesta semana, além de se conhecerem melhor, os atores receberam as partituras para estudar (os ensaios começam no dia 13 de janeiro) e tiraram as medidas para os figurinos criados por Mira Haar.

Como se tornou hábito nas produções brasileiras, a seleção do elenco foi disputada – especialmente para esta montagem. “Trata-se de um musical com uma pegada muito forte no rock, o que influencia a coreografia”, comenta Takla. “Mas a partitura também é complexa, exigindo especialmente nos agudos.”

Criado por Tim Rice (letras) e Andrew Lloyd Webber (melodia), o musical tornou-se clássico por utilizar o estilo como linguagem, estabelecendo de vez o gênero rock musical (que vinha sendo rascunhado no teatro desde os anos 60 e teve sua explosão em Hair, de 1968) e associando o rock-n’-roll à rebeldia libertária que Jesus representa para seus discípulos.

A montagem brasileira é a mesma do revival que aconteceu na Broadway no ano passado. E, como sempre acontece nos espetáculos criados por Webber e Rice, a dupla participa decisivamente na montagem do elenco: os dois receberam vídeos com os testes de candidatos aos sete principais papéis e seus votos tiveram um peso considerável.

Assim, Jesus será interpretado por Igor Rickli, que participou de Hair, na brilhante versão de Charles Möeller e Claudio Botelho, e também em Judy Garland – O Fim do Arco-Íris. Judas será vivido por Alírio Netto, que viverá agora uma curiosa experiência: em 2001, ele participou de uma versão mexicana do musical, mas no papel de Jesus. E Maria Madalena vai marcar a estreia no gênero da cantora Negra Li. Completam o elenco principal Fred Silveira (como Pilatos) e Wellington Nogueira (Herodes).

“Vejo a figura de Jesus como um revolucionário”, comenta Rickli. “Ele se via mais como homem que como deus, o que o torna mais próximo de todos nós. E, por ser carismático, ainda hoje convence multidões com sua mensagem de amor.”

Ao contrário de outros musicais dos quais participou, Jesus Cristo Superstar é, para Rickli, “rock na veia”. “Meu desafio vai ser o de cantar com muitos agudos e em um ritmo que normalmente não se vê em espetáculos assim.”

Adaptação também está nos planos de Negra Li que, apesar da voz de contralto, terá de cantar como mezzo-soprano. Conquistar o papel foi um grande desafio. “Contratei uma professora para adaptar minha voz ao canto dos musicais e treinei intensamente durante uma semana. No oitavo dia, participei das audições”, conta ela, que vai alterar toda a programação de seus shows. “Não farei praticamente nenhum durante o primeiro semestre de 2014.”

Para ela, Maria Madalena é uma mulher em todos os sentidos. “Ela sofre preconceito por ter sido uma prostituta, mas é forte o suficiente para enfrentar uma paixão por Cristo, mesmo sabendo ser um amor impossível”, comenta.

Na esteira das transformações, Alírio Netto prepara-se para mudar a chave. “Judas tem uma performance mais atlética que Jesus”, observa ele, que já busca um entrosamento com a performance a ser criada por Rickli. “É muito importante o público acreditar no pensamento de Judas, que admirava Jesus como homem e não como deus. Daí ser vital a amizade entre eles ser crível.”

Na telona

Em 1973, Norman Jewison dirigiu uma versão do musical para o cinema, com Ted Neeley no papel principal. Elogiado, o filme foi rodado em uma zona desértica de Israel.





Fonte: Estadão
------------

Paul Walker, ator de 'Velozes e Furiosos', teria se convertido ao Cristianismo no fim de sua vida

O ator norte-americano Paul Walker, que morreu neste sábado em um acidente de carro no sul da Califórnia, teria se convertido ao Cristianismo no fim de sua vida.

Segundo relatórios da mídia, a estrela da franquia de filmes “Velozes e furiosos” teve criação na igreja Todos os Santos dos Últimos Dias, igreja mórm
on, mas depois se tornou um cristão sem denominação.

O jornal IMDB citou: “Eu sou cristão agora. As coisas que me deixaram louco crescendo foi como todos trabalham em busca de falhas com diferentes religiões. As pessoas que eu não entendo são ateias. Eu surfo e pratico snowboard e estou sempre em torno da natureza. Eu olho para tudo e penso: ‘Quem não consegue acreditar que há um Deus? Tudo isso é um erro?’ Isso só me deixa louco.”

Paul Walker, 40, se formou no colégio cristão, Village Christian School, em Sun Valley, Califórnia.

O ator ocupava o banco de carona de um Porsche dirigido por seu amigo Roger Rodas, que também morreu no acidente.

Segundo informações preliminares, o carro perdeu o controle e chocou contra um poste de luz e uma árvore na tarde de sábado. A velocidade teria sido um fator no acidente.

A polícia investiga a possibilidade de que o carro participava de um “racha” pouco antes do acidente.

Sua única filha de 15 anos, Meadow Walker (foto), esperava seu pai em um evento de beneficente da Reach OuT Worldwide da qual Paul participava. O evento era destinado a beneficiar as vítimas do tufão Haiyan, nas Filipinas.

Meadow ficou devastada com a notícia. Nos sites de mídias sociais como o Facebook e Twitter, ela publicou mensagens ao seu pai, fez agradecimentos e pediu orações.

“Obrigada a todos por seu apoio. Isso é extremamente devastador & somente Deus sabe o que eu & minha família está passando, obrigada a todos novamente,” escreveu ela na sua página do Twitter.

“Por favor mantenham minha família & eu em suas orações.”



Fonte: The Christian Post
------------------------

Catarina Migliorini, leiloa outra vez a virgindade e usa trecho da 'Bíblia' para se defender

Catarina Migliorini, jovem de 21 anos que voltou a polemizar com sua virgindade ao realizar um novo leilão para perdê-la, já que o primeiro não deu certo, citou um trecho da "Bíblia" para defender os seus princípios.

"Há uma passagem que diz que a 'virgindade vale mais do que o rubi', e achei interessante, porque ambos são vermelhos, ou seja: a pedra por si só é o sangue que escorre de uma virgem. Bem, cada mulher sabe o valor do seu rubi", explicou à coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra".

E a catarinense já sabe o quanto vale a sua joia. Ela lançou seu website "Virgins Wanted 2", em que se apresenta como "Catarina, a virgem mais famosa do século 21". Nele, os interessados em ter a chance de vivenciar a primeira relação sexual da jovem, precisam dar o lance mínimo de R$ 230 mil.

Até às 11h deste sábado (30), Catarina recebeu 10 ofertas. Os dois lances, com valores entre R$255 mil a R$ 453 mil, foram realizados por seis pessoas dos Estados Unidos, três do México e uma da Índia. O leilão está previsto para terminar no dia 9 dezembro.

Apesar dos valores estipulados, a modelo afirmou ao Purepeople que já sonha com uma determinada soma. "Quero no mínimo R$ 1,5 milhão", enfatizou. Esse foi o lance do primeiro leilão da jovem, dado por um japonês de 53 anos.



Fonte: Purepeople
---------------

Cliente misterioso dá gorjetas para 'Jesus' e coloca recibos no Instagram

Filantropo já fez doações a garçons de US$ 1 mil (cerca de R$ 2,3 mil), US$ 3 mil (R$ 6,9 mil) até US$ 10 mil (R$ 23 mil)

Um cliente misterioso que gosta de dar gorjetas altas nos EUA está fazendo sucesso no site de compartilhamento de imagens Instagram com a hashtag @tipsforjesus (gorjetas para Jesus), de acordo com informações do El país publicadas nesta quinta-feira. O filantropo já fez doações a garçons de US$ 1 mil (cerca de R$ 2,3 mil), US$ 3 mil (R$ 6,9 mil) até US$ 10 mil ( R$ 23 mil). Segundo a publicação, se os recibos postados no site forem reais, o cliente já doou aproximadamente R$ 50 mil (R$ 115 mil)

As fotos com as doações são acompanhadas da frase "fazendo a obra do Senhor, uma gorjeta por vez". Segundo o El País, a história foi propagada nas redes sociais pelo fato da gorjeta não ser obrigatória nos EUA, mas mesmo assim ser a única forma de remuneração da maioria dos garçons do país, que confirmaram o recebimento dos altos valores.

Até o momento não foi divulgado quem seria o filantropo, mas o milionário Jack Selby, uma das 20 pessoas que fundaram a plataforma de pagamento online PayPal, que se dedica a gastar a fortuna e produzir filmes de baixo orçamento, seria o mais cotado para dono da conta @tipsforjesus, conforme fontes ouvidas pelo El País. Procurado, ele ainda não negou a autoria, diz a publicação. 



Fonte: Terra
-----------

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Gay, não se mate...

Como disse o poeta Maluco Beleza, Raul Seixas: “essa noite eu tive um sonho de sonhador”; Eu hoje sonhei com um amigo gay que se matou e que na realidade ele não era o meu amigo mais intimo, fomos colegas de profissão e algumas vezes estávamos em lugares com amigos em comum e ele acabou entrando para o meu rol de amigos-colegas.

Nesse sonho eu encontrei esse amigo, acho que em uma festa, ele estava bem vestido, com um namorado que eu não conhecia e quando eu o vi, o cumprimentei e continue a conversar com alguém que estava ao meu lado, e por alguns momentos eu olhei no rosto dele e vi algumas lágrimas rolarem, mostrando bastante triste e amargura e então eu parei a conversa e olhei para ele, e perguntei: Ximenes, porque você foi embora para tão distante da gente? Por que você fez isso como a gente?

No sonho eu não sabia que ele estava morto, mas tinha a certeza que ele tinha ido para longe de nós, os amigos. Ele me olhou e disse, com uma cara de quem estava desabafando: Eu fiquei sabendo que você e outros falaram mal de mim em uma festa e por isso eu fui embora. E nesse instante eu fiquei olhando para ele sem poder argumentar, pois eu não lembrava de ter falado nada, mas que com certeza poderia ter falado sim, pois quase sempre que nos encontrávamos, estávamos bebendo e bêbado conversa demais e em meio a esse tempo pensando, ele foi embora e eu acordei.

Eu não sou de sonhar muito e nem sou de lembrar sonhos, mas sempre que lembro, foi porque acordei na hora do sonho, como agora e quando me lembro do sonho é porque está trazendo alguma mensagem para alguém, para mim mesmo, ou algo revelador. E nesse caso, eu acredito que seja um sonho de admoestação para muitas pessoas.

Eu não acredito que meu amigo Ximenes, tenha se matado por minha culpa, ate porque nós não éramos os melhores amigos do mundo e então a minha opinião não era de grande importância em sua vida, mas o fato de me fazer escrever esse texto é de saber que isso é uma triste realidade hoje: Muitas jovens gays estão se matando pelo fato de alguém que eles amam, que são figura de autoridade na vida deles ou algo assim, emitem opiniões que desagradem a eles, que os deixa triste e com isso acabam se matando em função do que os outros pensam ou estão dizendo a seu respeito.

Eu não sei se uma pessoa nasce gay, não sei se uma pessoa se torna gay por um comportamento aprendido ou por opção, não sei se a causa foi um abuso sexual,(nem sei se exista uma causa) ou por falta de figura paterna, como também não sei se é uma doença ou uma dadiva, mas o que sei é que a opinião alheia não pode ser tão importante na vida de alguém, ao ponto desse alguém, (em geral gays) se matarem.

A opinião alheia terá o valor que eu dou a essa opinião, e como a palavra está dizendo é apenas uma OPINIÃO, e não uma ordem, e não um mandamento. Você só será aquilo que você quer ser, pois ninguém nessa vida, tem autoridade suficiente para dizer quem você é ou que você seja, pois Deus em sua infinita sabedoria, deu ao ser humano a livre escolha de ser o que quer que seja, de seguir o caminho que quiser seguir e concernente a isso Ele chamou de LIVRE ARBÍTRIO.

A mídia tem a opinião dela, o seu pai tem a opinião dele, a sua mãe tem a dela, os seus amigos, vizinhos, chefes, namorado, familiares entre outros, tem a opinião deles, mas isso não significa que você seja o que estão dizendo de você; Você não tem obrigação nenhuma em seu o que a sociedade diz que você seja, pois você tem livre escolha do que fazer ou ser da sua própria vida.

Apesar de esse texto ser endereçado aos gays, isso não é um “privilegio” apenas dos gays, de darem ouvidos demasiado ao que dizem deles, mas de muitas outras pessoas também. Eu estava conversando com minha esposa e dizendo a ela sobre o grande valor que ela dá ao que alguns familiares dela dizem ao nosso respeito, e encorajei ela como estou fazendo aqui especificamente aos gays, para não dar importância em demasia ao que estão dizendo, ou que supostamente vão dizer, pois quem tem boca fala o que quer, mas isso não quer dizer que eu tenha que entronizar essa opinião dentro de mim, e viver isso como regra de vida.

Nós seremos sempre aquilo que planejarmos para ser, pois Deus o pai criador de todos, inclusive de nós os pecadores, nos deu livre arbítrio para decidir a quem devemos dar ouvidos, nós temos dentro de nós a chance de escolher a quem seguir a quem irá ser figura de autoridade em nossas vidas e isso é o que diferencia os seres humanos de maquinas programáveis, entre outras coisas mais.

Eu não sei o motivo que levou meu amigo Ximenes, um rapaz bonito, inteligente, cheio de vida pela frente, no auge dos seus 30 e poucos anos, tomar veneno e dar fim a própria vida, mas posso imaginar que se ele tivesse a oportunidade de rever os amigos e conhecidos, ele derramaria aquela lagrima de arrependimento, pela separação eterna que ele fez com o ato de suicídio. 




Fonte: Joberson Lopes em Pôr do Sol Africano
----------------------------------------

Presidente da Fifa apela a Deus e Alá para ter estádios

O presidente da Fifa pede aos céus para que ninguém mais se machuque

Angustiado com o atraso na entrega dos últimos seis estádios da Copa do Mundo de 2014, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, largou mão. Em entrevista concedida na tarde desta sexta-feira, o mandatário apelou a divindades para que não haja mais nenhum acidente como o ocorrido na Arena Corinthians, palco do jogo de abertura, em 12 de junho.

O estádio (Arena Corinthians) ficará pronto por volta de 14 ou 15 de abril do ano que vem. É uma questão de confiança. Não há um plano B. O que podemos fazer, agora, é pedir a Deus e a Alá que não haja mais nenhum acidente", disparou Blatter.

Questionado se não era injusto entregar nas mãos de Deus a desorganização do país sede da Copa de 2014, Blatter tentou se corrigir. "Eu posso ter sido mal interpretado. Precisamos da ajuda de Deus para ninguém se lesione. Um trabalhador que se machuque na construção já é demais, quem dirá quatro mortes nesse período de preparação para a Copa", disse, referindo aos acidentes ocorridos nos estádios da Copa.

Decisões

Reunido pela manhã com o Comitê Executivo da Fifa, Blatter anunciou algumas decisões tomadas no encontro. Uma delas é um fundo de reserva a título de ligado para a Copa do Mundo de 2014. Segundo ele, o valor inicial de US$ 20 milhões será repassado em breve ao Brasil para investimentos no desenvolvimento do futebol no país. A entidade não informou oficialmente quem administrará o orçamento. As opções são a CBF ou a formalização de um projeto social.

Blatter também anunciou que o Mundial feminino Sub-17 de 2016 será na Jordânia e o Sub-20 na África do Sul. No futebol masculino, a Coreia do Sul foi designada para hospedar o Mundial Sub-20 e a Índia o Sub-17.



Fonte: Super Esportes
-------------------

Estátua de Jesus sem-teto é exibida no Canadá

Uma estátua em tamanho natural retratando Jesus como um sem-teto está sendo exibida em Toronto (Canadá). Timothy Schmalz criou uma figura humana deitada em um banco de praça com um cobertor e revelando nos pés as feridas da crucificação. Recentemente, de acordo com a Barcroft Media, a obra recebeu a bênção do Papa Francisco. O artista prepara uma réplica para ser enviada ao Vaticano.

Inicialmente, Schmalz tentou deixar a estátua na Catedral de São Miguel, em Toronto, e na Catedral de São Patrício, em Nova York, mas a peça foi recusada. 


Fonte: Page not found
--------------------

Orar pela cura ou tomar remédios? Igrejas africanas causam polêmica por incentivarem portadores da AIDS a interromper tratamento

A cura de doenças é descrita na Bíblia como um milagre possível através da oração e da fé. Na contemporaneidade, os avanços da ciência tem possibilitado em alguns casos a cura de males através de tratamentos medicamentosos, e em outros, permitido aos doentes que convivam de maneira confortável com seus problemas de saúde.

O continente africano vive uma significativa expansão dos adeptos às igrejas evangélicas pentecostais e neopentecostais, e em muitos casos, os excessos cometidos por suas lideranças motivaram protestos de alerta por parte de outras lideranças cristãs.

Agora, o surgimento de defensores radicais do princípio de cura através da oração tem levantado dúvidas sobre o nível de responsabilidade e precaução dos pastores pentecostais e neopentecostais nas igrejas africanas.

De acordo com o Religion News Service, os cultos dedicados exclusivamente às orações para a cura se tornaram comuns nessas igrejas, e em muitos casos, os pastores convidam os infectados pelo HIV para irem receber oração pela cura e, após orarem, queimam os remédios antirretrovirais na frente do público.

“Eu acredito que as pessoas podem ser curadas de todos os tipos de doenças, incluindo o HIV, através de orações”, defende-se o pastor José Maina, líder da igreja Oração Agmo Montanha, na periferia de Nairóbi, capital do Quênia. “Nós geralmente os guiamos. Nós não pedimos dinheiro, mas pedimos-lhes para deixar algum dinheiro semente que quiserem”, acrescenta.

A postura do pastor, no entanto, é bastante questionada por pessoas que concederam depoimentos ao jornalista Fredrick Nzwili. Muitos revelaram que as curas muitas vezes custam todas as economias dos doentes.

As autoridades de Saúde dos países africanos tem demonstrado preocupação com a expansão dos cultos de cura, pois a situação clínica de muitos pacientes tem piorado, e a interrupção do tratamento à base de antirretrovirais pode levar o soros-positivos a desenvolver em seu organismo uma resistência aos medicamentos.

Uma organização internacional chamada INERELA tem registrado, pelo menos, 10 casos por mês de pessoas infectadas com o HIV que tem seu estado de saúde piorado depois de interromper o tratamento por ter recebido a oração de cura nas igrejas pentecostais e neopentecostais.

“Esses pastores deveriam estar na cadeia”, afirmou a fiel Margaret Lavonga, que participou de um desses cultos e teve que desembolsar o equivalente a US$ 36 para receber a oração e depois perceber que seu estado de saúde estava piorando.

O reverendo Adama Faye, representante da Igreja Luterana no Senegal, disse que essas orações de cura milagrosa resultam em danos graves não só para aqueles que são portadores do HIV, mas também a toda sociedade: “Estamos preocupados pois isso está negando conquistas [da ciência] contra o HIV e AIDS. Os governos também devem manter estreita vigilância sobre aqueles pastores que enganam as pessoas através dos milagres”, alertou.




Fonte: Gospel+
-------------

Monique Evans vai a culto evangélico do Pastor Kleber Lucas a convite da amiga Marinara

'Não poderia deixar minha amiga sozinha', disse ex-modelo. Monique chegou a se internar por causa de depressão.

Monique Evans participou de um culto evangélico na noite da sexta-feira, 29, no Rio. A responsável por levar a apresentadora a casa do pastor Kleber Lucas, marido de Daniella Favatto (ex-mulher de Romário), foi a ex-modelo Marinara Costa: "Sou amiga da Monique Evans há 20 anos e não poderia deixar a minha amiga sozinha. Na situação que ela está, fica usando as redes sociais para desabafar e isso é péssimo. Convidei a Monique para participar de um churrasco de um casal de amigos pastores para ela se aproximar de Deus", disse ao EGO.

Monique passa por uma fase conturbada desde que deixou de ser empresária da filha, a modelo Bárbara Evans. Em depressão, ela chegou a se internar numa clínica psiquiátrica para se tratar depois que tentou suicídio. Marinara minimiza as brigas entre mãe e filha: "Quem nunca se estressou com filho? Até eu já entrei em crise com meus filhos. Isso vai passar".

Animada com o novo momento, Monique postou fotos do encontro em rede social: "Pós culto abençoado na casa do nosso pastor." Antes, ela comentou o encontro: "Hoje é dia de culto de Ação de Graças!!! Feliz em ir encontrar o meu Senhor!!!"

Seguindo a religião evangélica há quase dez anos, Marinara Costa contou em entrevista ao EGO que, depois de encarar muitas dificuldades, encontrou o caminho para a felicidade. E diz que deve a Deus por hoje se sentir uma pessoa realizada. "Eu me sinto muito mais feliz, amadurecida, e autoconfiante. Antes eu era uma pessoa muito preocupada com a opinião dos outros. O externo me influenciava muito. Hoje não, eu creio que a minha honra vem de Deus. Eu posso cada dia mais romper com os meus próprios obstáculos. Hoje me sinto mais forte, segura, confiante. Mais autocrítica", afirma.




Fonte: Ego
---------

Missão reversa: A diáspora das igrejas brasileiras em Londres

"Já se pode falar em termos de uma missão reversa, uma vez que os brasileiros agora trazem para o Velho Mundo as religiões que há séculos os missionários levaram para a América", constata a geógrafa inglesa.

A transnacionalização dos credos brasileiros para Londres, capital da Inglaterra, deve ser compreendida dentro do contexto de globalização, observa a pesquisadora inglesa Olivia Sheringham, na entrevista que concedeu por telefone à IHU On-Line.

Hoje, estima-se que existam aproximadamente 90 igrejas protestantes, sobretudo pentecostais, em Londres. Some-se a esse universo oito igrejas católicas, nas quais as missas são rezadas em português. Já se pode, inclusive, falar em termos de uma missão reversa, uma vez que os brasileiros agora trazem para o Velho Mundo as religiões que há séculos os missionários levaram para a América.

Para a pesquisadora, mais do que um centro econômico, o Brasil deve ser pensado sob a perspectiva de ser um “centro de religião” do planeta. “O Brasil está espalhando suas religiões para diferentes partes do mundo no contexto dessa diáspora religiosa”, disse na conversa com a IHU On-Line. E completa: “A igreja católica atuante em Londres tem sua ênfase na identidade brasileira. Em torno dela gravita um pequeno Brasil. A igreja dá apoio social e espiritual, mas se trata de um apoio que cria um ambiente brasileiro, para as pessoas sentirem um pouco de sua identidade nacional em Londres”. Já a igreja protestante tenta inserir o imigrante dentro da cultura inglesa e não quer se considerar como igreja do “migrante”.

Olivia Sheringham é graduada em Línguas Modernas (Francês e Espanhol) pela Universidade de Cambridge e em Estudos Latino-Americanos pelo Instituto de Estudos das Américas, além de PhD em Geografia Humana pela Universidade Queen Mary, em Londres. É pesquisadora no Programa Diáspora da Universidade de Oxford, na Inglaterra. Suas pesquisas incluem transnacionalização de credos, identidade e pertencimento com foco na imigração latino-americana, sobretudo brasileira. Em breve será publicado o livro de sua autoria Transnational Religious Spaces: Faith and the Brazilian Migration Experience (Basingstoke: Palgrave Macmillian). É autora do artigo Brazilian churches in London and transnationalism of the middle, publicado na obra The diaspora of Brazilian religions (Leiden: Brill, 2013).

Confira a entrevista.

HU On-Line - Quais são as principais igrejas brasileiras que se radicaram em Londres?

Olivia Sheringham – Estima-se que hoje existam cerca de 90 igrejas protestantes, sobretudo pentecostais, em Londres. Isso inclui a Igreja Universal do Reino de Deus, que tem 16 templos na capital britânica. Há, ainda, a Assembleia de Deus e igrejas evangélicas menores, como o Ministério de Luz para os Povos. Algumas dessas igrejas têm vínculos com as igrejas no Brasil.

Além das igrejas evangélicas, há oito igrejas católicas espalhadas em Londres que, juntas, formam a Capelania Católica Brasileira de Londres. Nesses locais são rezadas missas em português. A primeira missa rezada em português em Londres aconteceu em 1996.

Em 2004, seus adeptos conseguiram um passe mais permanente para estabelecer essa igreja. Há quatro padres brasileiros que foram enviados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil — CNBB para aí atuarem. O número de fiéis é de cerca de 3 mil pessoas.

Outra religião brasileira na capital é o espiritismo. Há uma Sociedade Espírita, fundada por brasileiros em 1998, e um terreiro de candomblé.

IHU On-Line - Qual foi o contexto histórico e social dessa transnacionalização de credos?

Olivia Sheringham - O contexto da globalização dos meios de comunicação influenciou a globalização da religião. Isso teve um impacto no movimento dos credos ao redor do mundo.

Falando especificamente sobre o Brasil, a diversidade religiosa desse país se espalhou pelo mundo em forma de uma diáspora. Há, assim, um “mercado” no qual é possível escolher a religião que se quer professar, e essa escolha pode ser mudada com o passar do tempo.

Minhas pesquisas abordam a questão da relação entre migração e religião e como a religião atravessa fronteiras. Esse fenômeno tem diversas características. A migração dos brasileiros para a Inglaterra aconteceu por causa de vários fatores, como das dificuldades econômicas enfrentadas pelo Brasil. As pessoas vinham para a Inglaterra para tentarem a vida.

Depois de 2001, ficou mais difícil de ir para os Estados Unidos, por isso houve um incremento na vinda à Europa. Como muitos brasileiros têm antepassados europeus em função da migração oriunda desse continente para o Brasil nos séculos XIX e XX, essas pessoas conseguem com mais facilidade passaporte europeu. A força da libra esterlina foi outro atrativo para os brasileiros rumarem a Londres como imigrantes. Some-se a isso que Londres teve um mercado informal de trabalho muito forte, sendo mais fácil para os brasileiros conseguirem emprego. Assim, chegaram os brasileiros na Inglaterra, formando uma diversidade religiosa.

Diáspora brasileira

Pode-se, também, falar em missão reversa, tomando em consideração a ida de inúmeros missionários para o Brasil no século passado e a recente volta dessas religiões para o Velho Mundo. Esse movimento traz a religião do Brasil para a Inglaterra. Trata-se de uma interessante missão reversa.

Agora se fala do surgimento do Brasil como centro econômico do mundo, mas também creio que esse país deva ser pensado como um centro da religião no planeta. O Brasil está espalhando suas religiões para diferentes partes do mundo no contexto dessa diáspora religiosa.

IHU On-Line - O que essas religiões brasileiras radicadas em Londres expressam sobre o pertencimento e a identidade de seus fiéis?

Olivia Sheringham - Esse foi um aspecto da minha pesquisa sobre a identidade brasileira e a religião. Também nesse caso as variações são inúmeras. Falo especificamente dos exemplos que estudei.

A igreja católica atuante em Londres tem sua ênfase na identidade brasileira. Em torno dela gravita um pequeno Brasil. A igreja dá apoio social e espiritual, mas se trata de um apoio que cria um ambiente brasileiro, para as pessoas sentirem um pouco de sua identidade nacional em Londres. A missa é rezada em português, sempre se fala no que acontece no Brasil, e as canções são entoadas em português. A comida servida depois da missa também é típica.

As festas católicas promovidas remetem, igualmente, ao Brasil, como é o caso das festas juninas, por exemplo. Certa vez fui a uma festa específica sobre o estado de Goiás. Então havia música, comida e bebidas brasileiras. A igreja católica tem o propósito de apoiar o imigrante para que ele se sinta mais em casa em Londres, e assim se insira na sociedade britânica com mais facilidade.

Cristo global

Por outro lado, a igreja evangélica onde trabalhei, em Londres, é parecida com outras igrejas evangélicas, que dão ênfase na universalidade do Reino de Deus, e não no Brasil especificamente.

Para essa religião, Cristo é mais global. Portanto, a ênfase é dada na integração, para que o imigrante aprenda inglês e que não fique sem os documentos oficiais. A partir dessa perspectiva, o imigrante deve entender que não está no Brasil, mas sim na Inglaterra. No centro espírita, a procura é por brasileiros de classe média, com ênfase também na integração à cultura inglesa.

IHU On-Line - Há uma interação entre a comunidade britânica e essas igrejas? Existe um diálogo inter-religioso?

Olivia Sheringham - A Aliança Pastoral, uma ligação entre igrejas protestantes da Inglaterra, é um meio de diálogo entre essas confissões com as igrejas brasileiras. Pensemos no fato de que muitas das igrejas evangélicas alugam e compartilham seus templos.

Na igreja evangélica em que fiz a minha pesquisa, convivem quatro igrejas evangélicas diferentes. O mesmo acontece com a igreja católica. São alugadas igrejas, que são compartilhadas com igrejas inglesas e de outras nacionalidades. Um padre católico me disse que há muitos ingleses que vêm às festas brasileiras — assim como a festa junina — organizadas pela Capelania Católica Brasileira. Portanto, eles procuram se comunicar com o público inglês.

IHU On-Line - Quais são as peculiaridades dessas religiões brasileiras em Londres em relação ao modelo que possuem no Brasil?

Olivia Sheringham - Como o papel da igreja muda em Londres? Em muitos aspectos. O papel da igreja em Londres é apoiar o imigrante, não apenas no contexto e vida espiritual, mas social.

Como essas pessoas podem viver em Londres? A igreja católica dá aulas de inglês, oferece conselhos sobre o contexto legal em Londres, como conseguir um visto, trabalho e outros aspectos. O papel da igreja é quase como centro social, além de religioso. Ao final de cada missa o padre anuncia se há trabalho disponível para brasileiros. Além disso, vários padres católicos falam que é preciso ter maior flexibilidade, pois muitos dos fiéis que procuram a igreja em Londres não eram católicos no Brasil. No Brasil, por exemplo, se espera que as pessoas que frequentem a igreja sejam casadas formalmente. Em Londres a situação é bem mais complicada e é preciso estar mais aberto às diferenças. Um migrante pode ir à igreja católica porque ali são oferecidas aulas de inglês, por exemplo.

Hoje há uma clareza por parte da igreja católica, que percebe que seu papel é proteger o imigrante, defendendo-o do Estado. Portanto, usa a própria história religiosa para justificar essa atitude de defesa, visto que Jesus Cristo foi um refugiado. Então, o mundo não deve ter essas fronteiras, e as religiões devem proteger o imigrante. Para os evangélicos, por outro lado, o imigrante deve ser legalizado, ter seu visto e ser integrado à sociedade britânica. Assim, não apoiam o migrante sem visto e aconselham os membros da igreja para que se regularizem.




Fonte: Márcia Junges no Instituto Humanistas Unisinos
--------------------------------------------------

Justiça aceita denúncia de superfaturamento em show da cantora gospel Fernanda Brum

A Justiça acatou a denúncia do Ministério Público de improbidade administrativa contra a secretária municipal de Cachoeiro de Itapemirim por ter contratado um show da cantora Fernanda Brum com valores superfaturados.

Foram denunciados a secretária municipal Cristiane Resende Fagundes, a empresa O. ES Consultoria e Assessoria Fonográfica Ltda. e seus sócios Marcelo Leite da Silva e Edson da Silva Cruz, segundo informações da Folha do Espírito Santo.

O Ministério Público afirmou que o show de Fernanda Brum vale quatro vezes menos que o valor pago pela prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim, mas não incluiu Fernanda Brum no processo, por enxergar que o superfaturamento ocorreu através da empresa intermediadora da contratação.

O show em questão foi realizado em março de 2012 e a assessoria de imprensa da cantora preferiu não se manifestar sobre o assunto.

A secretária Cristiane Fagundes já seria ré em quase uma dezena de processos por irregularidades semelhantes, segundo a Folha do ES.



Fonte: Gospel+
-------------