quarta-feira, 16 de julho de 2014

5 Coisas que todo homem casado deveria fazer quando em companhia de mulheres solteiras

Certa vez, um sábio homem me aconselhou que, quando eu estiver reunido com mulheres solteiras, especialmente atraentes ou interessantes, devo mencionar minha esposa e minha família logo no início da conversa. Percebi que esse conselho foi útil em muitas ocasiões. 

Caros maridos companheiros, aprendi o conselho acima, como também outras dicas abaixo listadas, essenciais para manter o meu casamento saudável e forte. Quero que meu casamento seja forte e saudável e você também! Na verdade, é uma das maiores responsabilidades no seu casamento. 

Então, vamos nos aprofundar neste assunto. Em quais situações você se encaixa? Para muitos, isto poderia facilmente acontecer no trabalho. Você poderia estar iniciando em um novo emprego e encontrar-se cercado de mulheres jovens e agradáveis. Se for esse o caso, você precisa escolher entre atrair a atenção delas ou impor-se de forma amigável, mencionando sua bela esposa e família. 

Outros podem estar trabalhando com as mesmas mulheres há mais tempo. Você pode ter optado por envolver-se em flertes ou sair com os colegas de trabalho após o expediente. Se este for o seu caso e sua esposa estiver em casa esperando por você, então é hora de voltar atrás e reavaliar a sua posição como o marido e líder, tomar as medidas necessárias para tornar a sua relação com sua esposa a mais importante e não se esquecer disso. Liderança, senhores, liderança! 

Mesmo que tenham sido apenas alguns rápidos exemplos, sei que alguns precisam intensificar o seu papel de marido. Estes exemplos não se aplicam a você? Então, pense em suas amizades na academia, no supermercado, na padaria, na internet ou em qualquer outro lugar. Estes "simples" locais poderiam produzir relacionamentos difíceis que podem prejudicar tanto o seu relacionamento quanto o seu amor pela sua esposa. Tome coragem e faça o que precisa ser feito para o seu casamento! 

Agora que tenho sua atenção, aqui estão cinco coisas que todo homem casado deve fazer ao encontrar-se em companhia de mulheres solteiras:

1. Mantenha sua aliança no dedo. Há muito poucas exceções quando o anel precisa ser tirado, como ao operar máquinas pesadas, nadar em águas infestadas de tubarões e afins. Se você está prestes a entrar alguma situação que o faça olhar para o seu anel e considerar se você precisa dele no ou não, saia! Corra! Afaste-se! Sério, saia dessa situação; seus votos, casamento, filhos e muito mais dependem dessas decisões importantes. (Leia Lucas 16:10.)

2. Tenha fotos da sua esposa no trabalho. Um homem casado, nessa situação, seria sábio ao escolher um par de grandes e divertidas fotos dele e da sua esposa e mantê-las exibidas em seu escritório ou local de trabalho. Escolha uma situação que tenha sido divertida por dois motivos: você se lembrará porque gosta tanto dela, e será um ótimo assunto para conversa quando em companhia de outras pessoas, especialmente mulheres. Atualize a foto quando necessário, para que as pessoas ao seu redor vejam o crescimento no seu relacionamento. Separe esta foto ainda essa semana e apague o fogo. (Leia o Salmo 119:37.)

3. Mantenha contato simples e breve. Não leia isso da forma errada; não estou dizendo para ser rude. Estou falando para ser cuidadoso para onde viajam seus olhos e por quanto tempo eles viajam quando você está perto de uma mulher atraente. Você sabe que, ao se deter no primeiro olhar, você estará assinando na linha pontilhada para maiores problemas. Mantenha o olhar breve, mantenha-o decisivo e siga em frente. Olhe novamente para a foto em sua mesa. Faça isso! (Leia Mateus 5.28)

4. Mantenha a conversa geral e profissional. Se você trabalha com mulheres solteiras, não há dúvida de que a conversa vai acontecer. Cabe a você como falar com elas. Você pode optar por manter os diálogos curtos e generalizados, pode optar por mantê-los profissionais, ou você pode permitir que a conversa tome rumos que não deveria. Seja educado, mas muito intencional em suas conversas. Se necessário, mais uma vez, esteja sempre pronto para falar sobre a sua esposa ou sua família. Puxe o pino do extintor, mire e extinga a chama. Segurança em primeiro lugar. (Leia Romanos 6:13.)

5. Fale sobre a sua esposa e faça isso com frequência. Já mencionei sobre a importância de falar sobre a sua esposa em suas conversas? Acho que sim, mas esse último tópico solidifica essa idéia. As mulheres solteiras com quem você lida diariamente, não devem ser páreo para a sua esposa e para a sua família. Sua família deve ser a sua primeira prioridade onde quer que você esteja e com qualquer pessoa que se encontre diariamente. Sim, cada dia e todo dia. Seja breve, seja simples e mencione sua linda esposa. Agora dê um tapinha nas suas costas e ânimo. (Leia Efésios 5.25-33)

Nota Importante: Não importa o que você tenha feito em seus relacionamentos atuais com mulheres solteiras, esses passos podem e devem ser iniciados a qualquer momento. Os sentimentos da sua esposa são e sempre serão mais importantes do que os da mulher com quem você precisa dar início a esses passos. Seja firme.

Eu o desafio a dar esses passos de forma confiante, por você, pelo seu casamento e pela sua família. Novamente, é sua a responsabilidade de liderar!




Tradução: Carla Ribas
Fonte: Bryan Van Slyke em Charisma Mag
-------------------------------------

terça-feira, 15 de julho de 2014

Dica de Música: Jackie Evancho - To believe

Antes de me deitar para descansar
Peço ao Senhor um pequeno pedido
Eu sei que tenho tudo o que eu poderia precisar
Mas esta oração não é para mim
Muitas pessoas até hoje
Não tem um lugar tranquilo para ficar
Deixe que toda luta cesse e que suas crianças vejam a paz
Limpe suas lágrimas de tristeza

Para acreditar em um dia

Quando a fome e guerra passarão
Para ter a esperança em meio ao desespero
Que cada luta seja contada
Que você ouve cada grito e cada oração

Deixe-me tentar sempre acreditar

Que podemos curar os corações aflitos
Por favor, nos ajude a não ignorar
Os clamores dos pobres
Ou sua dor nunca vai passar

Para acreditar em um dia

Quando a fome e guerra passarão
Para ter a esperança em meio ao desespero
Que cada luta seja contada
Que você ouve seus gritos e cada oração

Pai, como você vê, eu sou apenas uma criança

E há muito para entender
Mas se Vossa Graça me cercar
Então eu vou fazer o melhor que puder
Eu prometo, eu farei o melhor que puder

Para acreditar em um dia

Quando a fome e guerra passarão
Para ter a esperança em meio ao desespero
Que cada luta seja contada
Que você ouve cada grito e cada
Oração {Ouça cada grito e cada oração}
Ajude-nos a fazer a Tua vontade, ó Pai
Em nome de tudo o que é verdade
E vamos ver no outro
A Sua imagem amorosa



domingo, 6 de julho de 2014

Pai de Neymar fala que Deus fará milagre na vida do filho

Em seus momentos difíceis, o atacante da Seleção Brasileira recebe apoio de pastor

O grande assunto da mídia nos últimos dois dias foi a lesão de Neymar, causada por uma joelhada do jogador colombiano Zuñiga. A imagem do camisa 10 do Brasil caído no gramado foi divulgado pela imprensa de todo o mundo.

Mas engana-se quem acredita que a Copa acabou para ele. Pelo menos é o que pensa seu pai. “Seu” Neymar escreveu uma mensagem para o filho no Facebook, onde afirma:  “Estou hoje através de uma rede social falando com você porque vi uma nação e o mundo te devolvendo o carinho e apoio e orando para que seu sorriso e alegria volte o mais rápido possível. Agora vamos novamente como sempre erguer a cabeça, clamar a Deus e esquecer quem nos criticou ou nos fez mal e como você mesmo fala “Vida Que Segue” e “Tudo Passa”, porque Deus opera milagres em sua vida e vai te renovar como uma flecha. Confie em Deus e de alguma forma teu sonho se realizará! Bóra (sic) pra final! Te amo!”.

Aparentemente, ele acredita que o atleta possa estar em campo no Maracanã na decisão, dia 13. A fé da família de Neymar é conhecida. Evangélicos, frequentam uma igreja batista há muitos anos e o próprio jogador já falou sobre isso várias vezes. Curiosamente, chegou a tatuar a palavra “fé” no braço antes do Mundial.

Quem também falou sobre fé e o incidente durante o programa Caldeirão do Huck deste sábado (5), foi a cantora Claudia Leite. Ela foi categórica: “Foi muito triste, tô até agora com a cara inchada. Eu acompanhei de perto a preparação dele, foi uma coisa terrível. Mas Deus livrou Neymar de algo pior”. No mesmo programa, a atriz Juliana Paes mandou uma mensagem para o craque:  “Deus sabe o que faz, nada é por acaso nessa vida”

A lesão ocorrida nas quartas de final, segundo os médicos o deixará sem condições de atuar por várias semanas. Segundo eles, não há como se recuperar a tempo.  O próprio Neymar Júnior parece resignado. Em um vídeo divulgado hoje pela CBF, o jogador aparece com cara de choro agradecendo todo o apoio recebido. Afirmou “Meu sonho ainda não acabou”. Sem prometer estar em campo, avisou apenas que confia na vitória de seus companheiros em campo.  Com mais de 800 mil visualizações apenas no Youtube, o vídeo foi compartilhado milhares de vezes nas redes sociais ao longo do dia.

Em várias ocasiões a família comentou que ele ora sempre antes dos jogos e pede apoio para seu pastor nos momentos de dificuldade.  No início da Copa, o pastor Newton Lobato, da Igreja Batista Peniel, que batizou Neymar em 2008, contou que constantemente faz contato com ele e o aconselha através do celular. Tempos atrás o site evangélico espanhol “Protestante Digital”, fez uma entrevista com Lobato que contou ter dado uma palavra profética ao jogador quando ele ainda era criança. Na ocasião, anunciou diante da igreja que Neymar seria um instrumento de Deus e um jogador importante no mundo do futebol.

Assista:





Fonte: Gospel Prime
-------------------

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Por que não recebo o que peço?

"Deu-lhes o que pediram, mas mandou sobre eles uma doença terrível." (Salmos 106:15)

Muitas vezes ouço pessoas dizerem: "Luto com Deus em oração!" E o primeiro pensamento que me vem à mente é: "Eu espero sinceramente que você perca esta luta."

Se você estiver tentando dobrar Deus à sua maneira, temos aí um grande problema. Quem ora não deve tentar mover Deus à sua maneira, pois é exatamente o contrário: quem ora é que deve buscar atender à vontade Dele.

Na verdade, sou grato porque Deus não disse sim a todas as minhas orações. Quando olho para trás e lembro das coisas pelas quais orei, percebo que se o Senhor tivesse atendido todas as minhas orações, eu poderia ter me auto-destruído. Não eram as coisas ou situações corretas. Por isso, Deus graciosamente e amorosamente disse: não!

Em João 15:7, Jesus deixou uma promessa incrível sobre oração respondida. Ele disse: "Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido." A partir da língua original, este versículo poderia ser traduzido como: "Se vocês manterem uma comunhão viva comigo e a minha palavra estiver em seus corações, eu lhes mando pedirem o que os seus corações desejarem, e isso lhes será concedido."

Quando leio uma promessa como essa, interesso-me imediatamente pela parte que diz que posso pedir o que meu coração deseja e isto vai se cumprir. Mas antes disso, Jesus disse: "Se você mantiver uma comunhão viva comigo e minha palavra estiver em seu coração..."

Se isso está realmente acontecendo em sua vida, você vai querer o que Deus quer. Se você mantém uma comunhão viva com Deus e as Suas palavras estão em seu coração, então a sua visão, os seus desejos e, com o tempo, as suas orações também irão mudar.



Fonte: Devocionais Diários
--------------------------

domingo, 22 de junho de 2014

Escritor e psiquiatra Augusto Cury lança bíblia de estudo e diz ser um “cristão sem fronteiras”

O psiquiatra e escritor Augusto Cury, conhecido por seus livros de sucesso, vai lançar uma bíblia de estudo: a Bíblia King James Atualizada “Freemind”, pela Editora Abba Press. O evento de lançamento vai ocorrer no dia 05 de julho, na Igreja Batista do Morumbi, em São Paulo (SP). 

Além da clássica versão King James, a Bíblia também traz cerca de 200 páginas com a tese de doutorado de Augusto Cury, chamada de “Freemind – Mentes Livres” com 24 princípios básicos, além de reflexões, exercícios e dinâmicas, que podem ser praticadas em grupo ou individualmente. A metodologia traz ferramentas psicossociais que auxiliam os usuários de drogas/álcool a lidar com suas mentes.

Na entrevista a seguir, Augusto Cury admite que já foi “um dos maiores ateus que pisou nesta terra. Mas depois de estudar a personalidade de Jesus sob o crivo da ciência, percebi claramente que ele não cabe no imaginário humano. Tornei-me um cristão sem fronteiras”.

1. Como a psiquiatria pode contribuir para uma leitura mais profunda da Bíblia? E como a Bíblia pode contribuir para um olhar mais maduro da psiquiatria? É possível fazer a relação entre as duas?

A psiquiatria é uma área nobre da medicina que estuda a mente humana e procura tratamentos científicos para os transtornos psicológicos. Importantes descobertas da ciência chegaram à conclusão de que na base de muitas doenças psiquiátricas, há, além de fatores genéticos e predisposições familiares, causas relacionadas à falta de proteção emocional, crise no gerenciamento da mente, traumas, perdas, sofrimento por antecipação, conflitos na relação entre pais e filhos e entre casais.

Mais de três bilhões de pessoas, mais da metade da população mundial, cedo ou tarde desenvolverão uma doença psíquica. E elas não escolhem cor, raça, religião, cultura. E a minoria vai se tratar. E o tratamento é caro. Por isso desenvolvi o “Freemind” e o estou disponibilizando gratuitamente. Embora as editoras que o publiquem, como a Aba Press, tenham seus custos e necessitem cobrar pelos livros, mas eu não recebo literalmente nada, a não ser o prazer em contribuir com a humanidade. 

Aprender a doar-se sem esperar o retorno, entender que por detrás de uma pessoa que fere há uma pessoa ferida, colocar-se no lugar dos outros, nunca exigir o que os outros não podem dar, aprender a arte de perdoar e de se perdoar, contemplar o belo e conquistar aquilo que o dinheiro não compra, são ferramentas psicológicas fundamentais que constam tanto da psicologia moderna como do pool de ferramentas que Jesus, como o Mestres dos mestres, ensinou e trabalhou amplamente em seus discípulos. O Freemind aborda todas essas técnicas. 

Essas ferramentas também constam do programa EI (escola da inteligência) para prevenir ansiedade e outros transtornos emocionais e desenvolver a inteligência socioemocional das crianças. Eu não apenas renunciei aos direitos autorais do Freemind, mas também aos direitos do programa EI. O Freemind é para os adultos e a EI é para entrar na grade curricular das escolas das crianças e adolescentes. Pais e diretores de escolas deveriam conhecê-lo com urgência. É como uma vacina emocional. 

Como toda vacina nenhuma é 100% segura, mas pode ser extremamente útil. Seu filho sabe proteger a emoção e lidar com a ansiedade? Tem autoestima sólida e sabe se colocar no lugar dos outros? Pense nisso e acesse contato@escoladainteligencia.com.br. Quem quiser acessar o Freemind, além da versão King James, acesse o site do escritor.

2. Muitos relacionam a religião com fanatismo e, consequentemente, com desequilíbrios emocionais e mentais. Que contribuições o Cristianismo poderia dar para nossa saúde mental e emocional?

O fanatismo, o radicalismo, a rigidez, a necessidade neurótica de estar sempre certo, são sintomas de doenças psíquicas. Se as religiões e as ciências humanas tivessem estudados as ferramentas psicológicas que Jesus utilizou na educação da emoção dos seus alunos ou discípulos, a humanidade não seria a mesma. Por exemplo, no exato momento em que Judas o traiu, ele não fechou as janelas do seu cérebro e, portanto, não reagiu por instinto, condenando e excluindo seu traidor. Ao contrário, para espanto da psiquiatria e psicologia, Jesus abriu as janelas da memória e deu uma resposta bombástica que retirou Judas das fronteiras das janelas Killer ou traumática. Como digo no livro “Felicidade Roubada, o Mestre dos mestres” abriu o circuito da memória do seu traidor.

O que ele fez? Conquistou o território da emoção para depois o da razão. Ele exaltou seu traidor, o chamou de amigo e lhe fez uma pergunta (Amigo, para que vieste?). Nunca alguém tão grande se fez tão pequeno para transformar os pequenos em grandes. Quase Judas reescreve sua história, corrige seus erros e se torna um grande pensador, mas infelizmente entrou numa janela Killer da culpa fatal e se autopuniu. Muitos pais e casais, inclusive cristãos, destroem suas relações, porque fazem o contrário do que Jesus fez. São especialistas em apontar falhas e criticar. Não entendem que ninguém muda ninguém. Temos o poder de piorar os outros e não de mudá-los. Só podemos contribuir com eles se aprendemos a elogiar antes de criticar.

Muitos religiosos fundamentalistas cometeram atrocidades em nome de Cristo, feriram, excluíram, mataram. Enfim, criaram um Cristo a imagem e semelhança da sua vaidade. Se de fato conhecessem o homem que dividiu a história, a humanidade não seria manchada de sangue, violência e hipocrisia ao longo das eras. Jesus foi “o poeta da generosidade” e da inclusão social. Investiu tudo o que tinha nos que pouco tinham. Nunca pressionou ninguém a segui-lo. Não queria mentes adestradas, mas mentes livres que o amasse o seguisse espontaneamente.

Os ensinamentos do maior educador da história é um convite a sabedoria, a tolerância e a saúde emocional.

3. Você é cristão? Qual sua experiência de fé?

Fui um dos maiores ateus que pisou nesta terra. Mas depois de estudar a personalidade de Jesus sob o crivo da ciência, percebi claramente que ele não cabe no imaginário humano. Tornei-me um cristão sem fronteiras. Mas não defendo uma religião, e dentro das minhas limitações procuro como escritor através do Freemind contribuir com a saúde emocional de todos os homens. Escrevo para dezenas de milhões de pessoas, inclusive para acadêmicos e ateus. 

Tenho amigos íntimos e preciosos no protestantismo, no catolicismo, no budismo em outras religiões. Acho importante que as pessoas através de suas religiões busquem ao Deus Vivo. Mas não podemos esquecer que uma pessoa é verdadeiramente madura quando ama os que pensam diferente e tem um caso de amor com a humanidade, como amplamente fez Jesus, caso contrário irá atirar pedras. A única vez que ele aceitou estar acima dos homens foi quando tremulava sobre um madeiro. Ele desculpou seus torturadores e abraçou o condenado ao seu lado como um príncipe, mesmo sem usar os braços e ainda protegeu sua mãe com a expressão “mulher, eis ai teu filho”. Parece fria a sua resposta, mas foi carregada de afeto. Lembrou-se que Maria era a mulher das mulheres, mas um dia ela o perderia. Pediu que Joao cuidasse dela em seu lugar. Ele foi Freemind, teve uma mente livre, mesmo quando o mundo desabava sobre ele. Quem reagiu como ele na história? Freud, Einstein, Marx, Spinosa, Sartre, Kant, Hegel?

Como digo no livro “Pais inteligentes formam sucessores e não herdeiros”, ele formou pensadores ou sucessores que construíram seu legado e se curvaram em agradecimento a tudo e a todos e não herdeiros irresponsáveis, ingratos, flutuantes e imediatistas e que vivem na sombra dos seus pais e líderes. Ele foi Freemind e produziu inúmeros Freeminds. Quanto ao que sou, minhas interpretações e minha história gritam por mim mais do que minhas palavras.

O diretor editorial da Abba Press e presidente da Sociedade Bíblica Ibero-Americana no Brasil, Oswaldo Paião, explica mais sobre esta edição King James:

1. Como você poderia descrever a Bíblia Freemind. É uma Bíblia de estudo? Qual o conteúdo desta edição? Como ela pode ser útil para os seus leitores?

Sim, a Bíblia King James Freemind é uma edição de estudo; reúne o melhor da erudição na tradução dos mais antigos manuscritos bíblicos nas línguas originais (hebraico, aramaico e grego) com a tese de doutorado do conhecido médico, psiquiatra de escritor cristão Dr. Augusto Cury, que para essa edição da King James Freemind crio uma série de exercícios práticos, a cada capítulo da obra, a fim de cooperar com os leitores em suas aplicações diárias. O leitor vai compreender passo a passo que pode sair de um ponto em sua existência para uma dimensão muito mais feliz e livre dos condicionamentos impostos por nossa sociedade (o que o autor chama de “janelas Killer”). É ao abrir de “janelas Light” – ou seja, novas e maravilhosas formas de responder aos problemas e à vida – que o leitor vai alçar voo em sua jornada rumo ao céu. Como nas palavras do Apóstolo Paulo em sua carta à igreja em Roma: “Portanto, caros irmãos, rogo-vos pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é vosso culto lógico” (Rm 12.1 KJA), compreendendo que o significado da expressão grega “logikos” é um viver totalmente “espiritual” cuja “razão” não está nos formalismo da lei nem nos rituais e formalismos do templo, mas em um estilo de vida de profunda comunhão de amor com o Espírito de Deus, o que proporciona a verdade libertação da alma (e da psique) de todos os bloqueios, traumas e condicionamentos sociais e psicológicos (1Pe 2.2 KJA).

2. Qual a contribuição do Dr. Augusto Cury para esta edição da Bíblia King James?

Essa edição de estudo da Bíblia King James Freemind é composta do texto bíblico completo (AT e NT), e ao final, cerca de 200 páginas com a tese do Dr. Augusto Cury, chamada de “Freemind – Mentes Livres” com 24 princípios básicos, além de reflexões, exercícios e dinâmicas, que podem ser praticadas em grupo ou individualmente.

3. Do que se trata a Conferência Freemind? É um projeto a longo prazo?

A Conferência Freemind, que ocorrerá no próximo dia 05 de julho no auditório da Igreja Batista do Morumbi, é um dia dedicado pelo Dr. Cury a ensinar como os leitores poderão colocar em prática as ferramentas e princípios da sua tese de reprogramação mental, emocional e espiritual a fim de que novos horizontes de felicidade sejam experimentados e a libertação de eventuais amarguras, traumas, vícios, sistemas nervosos e de autopunição (culpa) sejam equacionados e tratados. 

4. Qual será o tema da palestra do Dr. Augusto?

A palestra do Dr. Cury será das 9h30 às 13h30 basicamente sobre o Freemind e sua aplicação prática à vida de cada pessoa e seu circulo de amigos. No final, o Dr. Cury trará uma aplicação especial dos conceitos Freemind para o viver em família e especialmente entre marido e mulher.

Serviço:
As inscrições para a conferência ainda estão abertas.
Por telefone: (11) 5523-9441 ou 5686-5058
Por e-mail: jorge@abbapress.com.br 
Local: Igreja Batista do Morumbi em São Paulo.


Todos os inscritos na Conferência Freenmind receberão gratuitamente uma edição especial e de lançamento da Bíblia King James Freemind com todos os estudos da Conferência num único volume. Além de coffee-breaks e certificados.






Fonte: Ultimato
--------------

Moças e rapazes solteiros podem ser apenas amigos?

Semana passada estava muito feliz com um dos meus amigos solteiros, Roman, pois ele acredita ter encontrado a garota com quem deseja se casar. Naturalmente, estou feliz por ele e espero poder comparecer ao seu casamento. Meu desejo é que todos os meus amigos solteiros possam se casar.

Mas também me preocupa um pouco saber que muitos solteiros que eu queria que se casassem tem poucos amigos próximos do sexo oposto. Algo surgiu na cultura cristã que desencoraja amizades normais entre garoto e garota. É como se tivéssemos medo de que eles acabem indo para a cama se conversarem por mais de uma hora e compartilharem suas esperanças, medos ou lutas.

Enquanto isso, pressionamos rapazes e moças a se casarem se se tornam amigos (hmmmm Gina, eu vi você com o Brad ontem. Tem algo rolando entre vocês dois?”). Por que Gina e Brad não podem apenas se encorajarem em suas caminhadas com Deus sem fazerem muito caso de seu relacionamento? É possível para rapazes e garotas cristãs construir amizades saudáveis sem assumir que irão para o altar?

Eu creio que isso é possível. Aqui estão alguns pontos para desenvolver relacionamentos assim:

1. Veja seus amigos como família. Paulo disse a Timóteo que deveria tratar mulheres mais velhas como mães e mulheres mais novas como irmãs (cf. 1 Timóteo 5.2). A mesma regra se aplica às garotas: vocês deveria ver seus amigos cristãos homens como irmãos. Ter essa atitude de pureza de coração torna possível uma amizade. Se um rapaz vê sua amiga mulher como uma irmã, ele não vai desejar seu corpo; pelo contrário, seu instinto será de encorajá-la. Se uma jovem vê seu amigo homem como um irmão, ela cuidará dele e orará por ele sem esperar que ele tenha sentimentos sexuais por ela.

2. Evite a “pressão dos pares”. Em muitas igrejas hoje já uma pressão incrível para encontrar “a pessoa certa” que vai te tirar do mercado. Se você está carregando esse fardo, cada amizade com uma pessoa do sexo oposto pode ser um peso. “Ela é a pessoa certa?”. “Será que ele gosta de mim?”. “Como eu deveria me vestir?”. Essas preocupações se tornam ansiedade que pode arruinar a alegria da vida. Confie em Deus seu desejo de um cônjuge. Se você não se despreocupar, pode parecer desesperado – e isso é muito ruim. Pare de tentar fazer algo acontecer e apenas aproveite a oportunidade de conhecer uma pessoa nova. Lembre-se do Salmo 37.4: “Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.”

3. Diga adeus ao embaraço. Antes de nos casarmos, minha esposa e eu temíamos os encontros. Chamar alguém que você mal conhece e convidá-lo para jantar ou ver um filme é assustador – e essa é a razão pela qual muitos rapazes cristãos ainda estão solteiros aos 35. Enquanto isso, garotas cristãs ouvem que devem esperar os rapazes darem o primeiro passo e assim são condicionadas a esperarem “o convite”. Você pode deixar de lado todo esse embaraço organizando encontros de grupo: saia com vários amigos para tomar café, convide-os para cozinhar alguma coisa ou dê uma festa. Então apenas aproveitem a companhia uns dos outros. E garotas: sintam-se à vontade para iniciar os convites!

4. Redescubram a arte de conversar. Na cultura midiática atual, esquecemos de como conversar uns com os outros. Muitos rapazes se sentem socialmente desastrados, então se afogam em videogames e se tornam ermitões emocionais. Eles precisam de amigos – incluindo amigas – para ajudá-los a sair de suas zonas de conforto. Enquanto isso, tanto rapazes quanto garotas estão tão viciados em seus telefones que não sabem como conversar por mais de uma hora sem checar suas mensagens. Se você quer ser um bom amigo, ouça, aprenda a focar na pessoa com quem você está conversando.

5. Não permita qualquer tipo insinuação. A mensagem que recebemos da mídia é que tudo é sexo. Mas como cristão, você não precisa de dobrar perante esse ídolo. Você pode ter uma amizade significativa com uma pessoa do sexo oposto sem precisar ir para a cama com ela. Mas se você pretende manter o relacionamento puro, você precisará estabelecer alguns limites óbvios. Use o senso comum. Não use roupas reveladoras. Não se toquem de forma inapropriada. E não passe a noite na casa um do outros em nome da “amizade”. Se vocês são amigos verdadeiros, irão respeitar um ou outro o suficiente para evitar um pecado sexual do qual irá se arrepender depois.

6. Mantenha suas amizades centradas em Cristo. Hebreus 3.13 diz: “pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia”. Esse verso se aplica a homens e mulheres solteiras também. Nós precisamos do encorajamentos uns dos outros, e Deus quer que os membros solteiros da igreja estejam envolvidos nas vidas uns dos outros. Suas ligações, mensagens e conselhos honestos podem ser o que impulsiona os projetos de seus amigos; sua bondade e suas orações podem ser o que os ajudam a superar crises difíceis. Mantenha Jesus no centro de suas amizades e não perca a bênção que esses amigos podem ser para você.





Tradução: Filipe Schulz em Reforma 21
Fonte: J. Lee Grady em Charisma Magazine
------------------------------------------

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Evangélicos preparam evangelismo em massa durante a Copa do Mundo de 2014

Projeto de evangelização na Copa do Mundo de 2014 promovida pela Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil.

Diversos grupos evangélicos estão na preparação para um evangelismo em massa durante a Copa do Mundo de 2014, que acontecerá a partir de 12 de junho no Brasil.

Projetos como a Trans Copa 2014, Joga Limpo Brasil, Jocum Kickoff, entre outros, estão planejando enviar voluntários de todo o país para alcançar pessoas para Cristo durante todo o evento futebolístico.

A Junta de Missões Nacionais já possui um calendário para a Trans Copa 2014, onde os eventos evangelísticos ocorrerão em dias específicos durante o período de 12 de junho a 13 de julho de 2014.

As ações da Trans Copa acontecerão apenas nos dias dos jogos e exclusivamente nas cidasdes-sede do torneio. A tabela pode ser conferida aqui.

O projeto permite que todos os filiados de uma Igreja Batista filiada à Convenção Batista Brasileira devidamente recomendado pelo pastor e crentes a partir de 18 anos participem das atividades evangelísticas.

Menores de 16 anos também participarão se acompanhados de um responsável maior de 18 anos. Para maiores detalhes, acesse o site da organização no endereço http://www.jmn.com.br/jmn/projeto.aspx?url=transcopa2014.

Os voluntários irão evangelizar diretamente através do método “Golden Goal”, ou indiretamente através da oferta de serviços gratuitos como pintura facial, folhetos especiais, entre outros.

O Movimento Joga Limpo Brasil (MJLB), coordenado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), está mobilizando atletas, igrejas e organizações cristãs para difundir a mensagem bíblica em diversas cidades e nas cidades-sede da Copa do Mundo.

As instituições aderentes ao projeto atuarão de acordo com seus próprios projetos e objetivos. A SBB ajudará difundindo as ações dos parceiros do movimento através do site oficial do MJLB.

O JOCUM, uma organização missionária reconhecida mundialmente, fez rapidamente parceria com diversas organizações locais e internacionais para proclamar a palavra durante a Copa do Mundo.

Com grande paixão e com uma rede globalizada de contatos o grupo almeja “fazer Deus conhecido entre as nações.”

Outros projetos de evangelismo incluem Evangelizando o Mundo na Copa da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), JCTEM da igreja metodista, Escola do Clamor na Copa, entre outros.

A abertura da Copa do Mundo acontecerá no estádio de Itaquera, zona leste de São Paulo e encerramento será no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Outras cidades envolvidas no evento incluem, Manaus, Fortaleza, Natal, Recife, Salvador, Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.




Fonte: The Christian Post
-----------------------

Pastor travesti gera polêmica ao ser entrevistado por Danilo Gentili no "The Noite"

Ele falou que a Igreja Cristã Metropolitana o aceitou como homossexual e o escolheu como pastor mesmo ele sendo drag queen

Evangélicos que assistiam ao programa “The Noite”, no SBT, na última segunda-feira (2) ficaram indignados com as declarações dadas pelo pastor Marcos Lord, que é travesti.

Vestido de mulher Marcos, se apresentou como Luandha Perón e relatou que as igrejas evangélicas por onde ele passou não aceitaram sua homossexualidade até que ele se encontrou na Igreja Comunidade Metropolitana (ICM), onde hoje atua como pastor.

“Conheci [a igreja] em 2008, quando eu estava afastado por ter assumido homossexual. Comecei na Restauração, Batista, Deus é Amor até chegar na Assembleia. Hoje atuo como pastor na Comunidade”, disse ele ao apresentador Danilo Gentili.

Antes mesmo de se tornar pastor ele já se vestia de mulher e mesmo assim a denominação o escolheu para ser pastor. “Eu não escolhi ser pastor e a igreja me elegeu para isso. Eu já era drag queen e eu nunca imaginava [que seria eleito]. A igreja abraçou a plenitude da minha personalidade. Na igreja, normalmente, estou de pastor Marcos Lord. Mas já preguei de Luandha”, afirmou.

Quem assistia ao programa não aceitou a postura de Marcos e nem a unção que lhe deram. “Não é pastor. Palavra [Bíblia] fala sobre falsos profetas”, escreveu um internauta.

Pelo Twitter outro internauta questionou a unção. “Pastor travesti? Esse é o fim do mundo uma blasfêmia contra o Espírito Santo”.

Os telespectadores também comentaram sobre a ICM que é uma igreja inclusiva, isto é que aceita homossexuais sem pregar o que a Bíblia diz sobre tais relações. Para os internautas, pregar apenas uma parte da Palavra de Deus é blasfêmia.

“Igreja Gay ?! Sério Isso ?! To achando deboche com o nome de Deus! #TheNoite”, escreveu uma mulher. “Pastor Travesti esse é o fim do mundo uma blasfêmia contra o Espírito Santo…. #TheNoite”, disse outra internauta.




Fonte: Gospel Prime
--------------------

sábado, 7 de junho de 2014

Solidão

Não é a companhia que lhe tira a ausência do outro. Procurar ser enxergado no meio da multidão é loucura. É mais difícil ser visto ali do que onde há poucas pessoas. Por isso toda tentativa de ser visto ou ouvido não será satisfeita nos grandes ajuntamentos. A comunhão só pode existir quando entre os indivíduos existe a perfeita compreensão de que eles são iguais. Qualquer tentativa de escravizar o outro através da comparação com si mesmo tem o inevitável destino de ser algo que os distanciará.

A quebra da comunhão é pior do que o pecado, pois é sua consequência direta. É a ausência do sentimento, é o castigo e também a prisão.

Não é possível voltar pra Deus sem enxergar o outro. Deus se esconde nos invisíveis ao nosso lado. Não leve pessoas ao culto, leve-as a você mesmo. Se é que ainda quer mesmo viver o junto. Só assim encontrará o Pai e o ministério.

E nisso tudo ainda tome cuidado com seu coração. Porque tentando enxergar outros, você se tornará invisível a muitos. Ser invisível dói. Deprime. Mata.

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.” (Provérbios 4:23)



Autor: Ariovaldo Jr
------------------

Alto consumo de álcool acelera em seis anos a perda de memória

Estudo realizado com pessoas de meia idade mostrou que houve declínio precoce de memória, dificuldade de executar tarefas e problemas na fluência verbal

Homens de meia idade que mantêm alto consumo de bebidas alcoólicas podem apresentar perda de memória antecipada em seis anos. Estudo realizado com um grupo de mais de sete mil pessoas, com média de idade de 56 anos, mostrou que aqueles que ingeriam mais de 36 gramas de álcool por dia - ou mais de duas latas e meia de cerveja, ou duas taças e meia de vinho, ou 100 ml de destilado - apresentaram antecipadamente perda de memória e problemas em outras funções cognitivas, como a execução de tarefas cotidianas e fluência verbal.

O estudo comparou os resultados de duas baterias de testes cognitivos realizados ao longo de dez anos. De acordo com Severine Sabia, pesquisadora do departamento de Saúde Pública da University College London e autora do estudo publicado no periódico científico Neurology, a comparação mostrou que houve “notável” declínio de todas as funções cognitivas em todos os grupos de alto consumo de álcool.

“Os mecanismos que associam o consumo de álcool e a perda de memória são complexos. A hipótese principal está no fato de o consumo abusivo de álcool estar ligado ao maior risco de doença vascular, que, por sua vez, pode aumentar o risco de comprometimento cognitivo. Além disso, o consumo excessivo de álcool tem efeitos no curto e longo prazo prejudiciais para o cérebro”, disse Severine Sabia.

A médica psiquiatra brasileira Camila Magalhães Silveira, da Unidade de Dependência Química do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, explica que além da relação cérebro-doença vascular, o álcool age diretamente no cérebro de duas formas. “Ele estimula neurotransmissores inibitórios da função cerebral, ocasionando uma diminuição da função cerebral. Fora isso, a ação direta do álcool na célula promove uma desidratação nas células, prejudicando neurônios de determinadas áreas do cérebro, como aqueles ligados à memória”, disse.

Camila, que não participou da pesquisa, afirma ainda que os resultados dos estudos realizados no Reino Unido não a surpreenderam. “Você nota isso no dia a dia. Geralmente essas pessoas se queixam de falta de memória. Cinquenta e seis anos é uma idade precoce para isto aparecer, mas não é o tipo de caso que não se encontre por aí”, disse.

O estudo também mostrou que não houve diferença no que se refere à memória e funções cognitivas entre o grupo de abstêmios e o de pessoas de consumo baixo ou moderado de álcool. “É sabido que o consumo baixo ou moderado pode ser benéfico para o coração, e o que é bom para o coração é bom para o cérebro. Porém, se aumentar a dose, o quadro muda”, disse Severine.

A pesquisadora afirma que ainda é preciso fazer mais estudos com mulheres para saber como o alcool atinge a memória delas. No estudo, no caso das mulheres, o  alto consumo de álcool (mais de 19 gramas de álcool por dia para elas) foi associado não à perda de memória mas ao declínio da execução de funções. “É preciso fazer mais estudos com mulheres. Acredito que este resultado pode estar relacionado ao baixo número de mulheres que consumem muito álcool, o que reduz a chance de encontrar uma associação”, disse. 




Fonte: IG
-------

Pastor simula próprio sequestro para esconder da esposa traição

Ele confessou que inventou sequestro após receber 13 ligações da mulher.
Segundo a polícia, durante as buscas 2 caminhões foram furtados na cidade.

Um pastor de 43 anos simulou ter sido vítima de sequestro, em Joaçaba, no oeste catarinense, porque pretendia enganar a esposa, segundo Polícia Civil. Ele confessou ter inventado a história porque estaria com outra mulher e precisava encontrar uma desculpa para justificar o horário que chegaria em casa, de acordo com a polícia.

O caso começou na noite desta quinta-feira (5) e seguiu até a madrugada de sexta (6). A história mobilizou cerca de 13 profissionais, entre policiais militares e civis, investigadores e Corpo de Bombeiros, já que um amigo do pastor foi acionado por ele, que dizia-se sequestrado, e ligou para a polícia pedindo ajuda.

De acordo com a Polícia Civil, o homem, que se identificou como pastor de uma igreja evangélica, estava em uma rua próxima de sua casa, no bairro Jardim das Hortênsias. Ele registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Militar de Joaçaba relatando que fora sequestrado por três homens em um carro azul.

Ao chegar no local, por volta das 2h desta sexta, os policiais desconfiaram que o pastor estava ocultando informações, por apresentar descontrole durante o atendimento. A PM o encontrou dentro do veículo e, por afirmar que estaria machucado, foi levado pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Universitário Santa Terezinha, onde foi atendido e logo liberado.

Em depoimento à polícia, o homem ficou por aproximadamente duas horas sustentando a história do sequestro. Ele contou aos policiais que os suspeitos desferiram um golpe em sua nuca deixando-o desorientado. Disse ainda que os três sequestradores teriam feito isso por represália contra seu trabalho voluntário de recuperação de dependentes químicos, e que havia saído de casa para fazer visitas.

O que aconteceu de fato

Segundo o investigador Edson Luiz Tonielo, durante a madrugada, o pastor desmentiu a versão inicial e confessou não ter sido sequestrado. O homem disse aos policiais que tudo havia sido uma armação, pois ele tinha recebido 13 ligações da esposa enquanto estava fora de casa.

Por ter registrado um boletim de ocorrência alegando sequestro, ele vai responder um Termo Circunstanciado (TC) por falsa comunicação de crime e responder à Justiça. “Durante o período que os policias estavam envolvidos no caso, dois caminhões foram furtados na cidade”, afirma Tonielo.



Fonte: G1
---------

domingo, 1 de junho de 2014

Como identificar falsos mestres

O apóstolo Paulo escreveu a Tito que pastores não devem apenas pregar fielmente, mas também “convencer os que o contradizem” (Tito 1.9). A ideia é muito simples. O ministério pastoral não é meramente de edificar, mas também de derrubar. Como Paulo disse em outro lugar, envolve derrubar toda especulação e altivez que se levante contra o conhecimento de Deus (2 Coríntios 10.5). Falhar em fazer isso é má-prática ministerial e algo perigoso para o povo de Deus.

Dada essa obrigação, se torna imperativo ser capaz de identificar falsos mestres quando eles aparecem. Às vezes o falso ensinamento surge de fora da igreja. Às vezes, de dentro. O Novo Testamento ensina que uma reposta mais rigorosa é devida quando ele surge de dentro. Assim, pastores fiéis precisam aprender a identificar e lidar com falsos mestres. Mas como fazemos isso?

A Bíblia sugere pelo menos seis características que normalmente identificam os falsos mestres. Nem todo falso mestre exibe todas essas características ao mesmo tempo, mas muitas vezes apresentam uma combinação de alguns desses traços.

1. Falsos mestres contradizem a sã doutrina

Mesmo no primeiro século, durante a vida dos apóstolos, havia um corpo doutrinário autoritativo que funcionava como regra de fé e prática. Judas chama isso de “fé que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Judas 3). Paulo chama de “sã doutrina segundo o evangelho da glória do Deus bendito” (1 Timóteo 1.10-11). Em outro lugar, é o “padrão das sãs palavras” e de “bom depósito” (2 Timóteo 1.13-14), as “palavras da fé” e “boa doutrina” (1 Timóteo 4.6). João chama de “a doutrina de Cristo” (2 João 9).

No primeiro século, a sã doutrina consistia no Antigo Testamento, além das palavras apostólicas que Cristo atribuiu aos apóstolos. A autoridade apostólica eventualmente era escrita, conforme os apóstolos começaram a morrer. Para nós, o padrão da sã doutrina – a fé que uma vez por todas foi entregue aos santos – é a escritura, o Antigo e o Novo Testamento. O falso ensinamento, portanto, é qualquer ensinamento que foge dessa norma. Um falso mestre é qualquer um de dentro da igreja que se oponha ao que a Bíblia ensina (1 Timóteo 6.3; 2 João 9).

2. Falsos mestres promovem imoralidade

Judas nos mostra que falsos mestres muitas vezes se esgueiram na igreja e “transformam em libertinagem a graça de nosso Deus” (Judas 4). Libertinagem significa falta de restrição moral, especialmente na questão da conduta sexual. É uma total supressão das normas morais da escritura. É uma vida que permite comportamentos que a Bíblia condena. Pedro diz que tais mestres negam o Senhor Jesus ao perseguirem “suas práticas libertinas” (2 Pedro 2.2). Uma pessoa que não é dominada pela palavra de Deus é muitas vezes dominada por suas próprias paixões. Não há poucos charlatões que se infiltram nas igrejas com seu carisma apenas para se mostrarem aproveitadores sexuais do rebanho.

Alguns deles tentarão justificar sua própria imoralidade sexual ou a imoralidade dos outros. Mas muitas vezes não irão enfrentar com força os assaltos às normas morais da escritura. Isso é muito óbvio. Pelo contrário, eles irão redefinir os termos da Bíblia para que não mais os acusem de suas ações perversas. Aqueles que redefinem o ensinamento bíblico a respeito de casamento e sexualidade caem nessa categoria.

3. Falsos mestres diminuem a importância do pecado e do juízo

Esse é o traço dos falsos mestres que compartilham em comum com os antigos falsos profetas. Jeremias os descreve dessa forma:

"porque desde o menor deles até ao maior, cada um se dá à ganância, e tanto o profeta como o sacerdote usam de falsidade. Curam superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz." (Jeremias 6.13-14)

Falsos mestres caracteristicamente diminuem o pecado. Ao invés de chamar “as falhas” de pecado, eles simplesmente dizem “não há nada para ver, prossigam”. Os falsos mestres dizem aos pecadores, a quem Deus irá julgar, que eles não são tão ruins assim e que não há necessidade de temer o julgamento de Deus. Eles separam o amor e a graça de Deus de sua santidade. Eles dizem ao povo, que deveria ter toda a razão para temer o julgamento de Deus, que eles realmente não tem nada a temer. Eles fogem do confronto que a verdade traz e dizem aos pecadores qualquer coisa que seus ouvidos queiram ouvir (2 Timóteo 4.3-4).

4. Falsos mestres são motivados por ganância e ganho egoísta

Pedro diz que, em sua “avareza”, falsos mestres se aproveitam do povo de Deus com “palavras fictícias” (2 Pedro 2.3). De fato, o coração deles é “exercitado na avareza” (2 Pedro 2.14). Paulo diz que os falsos mestres supõe “que a piedade é fonte de lucro” (1 Timóteo 6.5). Pregadores que amam dinheiro e ganho material muitas vezes dirão o que for necessário para aumentar seu piso salarial. São mercenários, não seguindo o chamado de Deus, mas aquele que pagar mais. Irão abraçar qualquer novidade. Irão coçar onde quer que os pecadores desejem. Transformam o ministério em fonte de lucro porque são motivados por ganância. Tome cuidado com pastores que parecem ter apetite por ganho material. Essa é uma grande marca de um falso mestre.

5. Falsos mestres causam divisão

Falsos mestres irão tentar convencer o rebanho que a sã doutrina causa divisão. Mas isso é uma mentira. Esse é, na verdade, o falso ensinamento que busca dividir e conquistar o povo de Deus. Judas nos alerta a respeito deles dessa forma:

No último tempo, haverá escarnecedores, andando segundo as suas ímpias paixões. São estes os que promovem divisões, sensuais, que não têm o Espírito. Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus (Judas 18-21)

Quem causa dissensão no meio do povo? Não aqueles que ensinam a sã doutrina. O povo de Cristo se une ao redor da verdade e se dividem por conta do erro. Falsos mestres são aqueles que levam o povo para longe do padrão da verdade divina em direção ao erro.

6. Falsos mestres enganam o rebanho

Jesus nos diz para nos acautelarmos “dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas” (Mateus 7.15). O falso mestre nunca aparece a nós com uma placa pendurada no pescoço onde se lê “sou um falso mestre”. O falso mestre aparece disfarçado de cristianismo. Ele possui a forma da piedade mas nega seu poder (2 Timóteo 3.5). Se o falso mestre aparenta e soa como cristão, então como saberemos se ele é um falso mestre? Jesus nos diz como podemos saber: “pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7.16). Em outras palavras, o que eles fazem muitas vezes diz mais sobre quem eles são do que o que dizem.




Tradução: Filipe Schulz em Reforma 21
Fonte: Denny Burk em seu site
-------------------------------

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Grupo de evangélicos assusta seguranças na chegada da seleção da Austrália

Em Vitória, evangélicos levaram faixa de boas-vindas à primeira delegação estrangeira a chegar para o Mundial

Em tempos de protestos no Brasil, uma cena inusitada marcou o desembarque da seleção australiana em Vitória, na noite desta quarta-feira. Entre os cerca de 200 torcedores que foram ao aeroporto Eurico Salles, estava um grupo de 20 evangélicos que carregava uma faixa, em inglês, saudando a primeira delegação estrangeira a chegar no país para a disputa da Copa do Mundo.

Os religiosos chegaram a provocar um princípio de alvoroço nas forças de segurança que estavam de prontidão, quando se aproximavam do aeroporto.

- Viemos fazer uma recepção de boas-vindas, dizer que os queremos no Brasil. E também queremos chamar atenção para o movimento que fazemos de evangelização - disse Felipe de Souza Ramos, de 19 anos, um dos integrantes do grupo.

Estreia no dia 13

Na Copa do Mundo, a Austrália está no grupo B, e a estreia será no dia 13 de junho, contra o Chile, na Arena Pantanal. Os outros jogos na primeira fase serão contra Holanda, no Beira-Rio, dia 18, e Espanha, na Arena da Baixada, dia 23.

Time de azarões

Antes do desembarque em Vitória, a delegação australiana fez uma escala em Curitiba, onde o meia Tommy Oar falou sobre as pretensões da seleção no Mundial:

- Somos os azarões. Será uma grande oportunidade para que a seleção australiana surpreenda, e isso é muito animador. Estar no país do futebol é uma motivação a mais, com certeza - afirmou.




Fonte: O Globo
-------------

As estranhas escolhas de Deus

O modo de Deus fazer as coisas é sempre surpreendente e, por vezes, estranho para a lógica humana. Parece que Deus vê as coisas de ponta cabeça. Para ilustrar isso basta fazer uma rápida viagem pela história bíblica.

Ele escolhe um jovem casal pobre para assumir a paternidade terrena de seu filho Jesus. 

Escolhe uma cidade longínqua e insignificante no interior da Palestina como local para o nascimento desse Filho.

Escolhe um grupo de pastores pobres, gente da periferia, como os primeiros convidados a conhecer o menino recém-nascido e o significado de seu nascimento.

Esse Filho, por sua vez, adota um comportamento estranho para a época e cultura:
Toca em leprosos, perdoa adúlteros, dialoga com prostituas, convive com pessoas de reputação suspeita, adota o amor e o perdão como respostas às atitudes e ações agressivas. 

Identifica as crianças como padrão de pureza e põe em questão a sabedoria dos adultos. 

Exalta os fracos e ignorantes e expõe a insensatez dos sábios e entendidos deste mundo. 

Faz sua entrada em Jerusalém como filho de Deus, o Messias, montado num jumento. Com essa atitude zomba da pretensão dos homens sempre ávidos por receberem homenagens e demonstrarem prestígio.

Confia a tarefa de anunciar a mais importante notícia de todos os tempos a um grupo de homens iletrados, sem educação refinada, que não conheciam os clássicos da literatura, nem da filosofia grega e nem da ciência. 

Escolhe a “loucura” da pregação como instrumento de anúncio da graça salvadora de Deus. 

Morre como um marginal sob as mais abjetas humilhações e transforma a cruz, antigo símbolo de maldição, em instrumento de salvação. E, por fim, subvertendo a ordem natural do mundo até aquele momento, ressuscita de modo glorioso para a absoluta derrota do inferno, para surpresa de seus perseguidores, e para a suprema alegria de seus seguidores e de todos os que nEle crêem. 

A ordinária lógica humana jamais será suficiente para compreendê-lo e nunca encontrará categorias para definí-lo. Nada nos resta a não ser cairmos diante dEle em adoração à semelhança do Apóstolo Paulo... “Oh profundidade das riquezas tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus... quem conheceu a mente do nosso Senhor?”




Fonte: Adenilson Ribeiro de Oliveira em Ultimato
------------------------------------------------

Ex-ator pornô se torna pastor e lança livro

Em ‘Luz, câmera, ação e transformação’, Giuliano Ferreira - estrela de mais de 300 filmes - revela histórias como o envolvimento com uma atriz famosa.

Quem vê o paulistano Giuliano Ferreira, de 35 anos, vestido com um terno, de bíblia embaixo do braço, palestrando sobre Deus, não faz ideia que há dez anos sua identidade era outra. O rapaz era conhecido como Júlio Vidal, ator pornô com cerca de 300 produções no currículo. Seu último trabalho foi há dez anos, atuando ao lado de Rita Cadillac no filme “A primeira vez”. E foi daquele set que ele seguiu para uma consulta médica que iria mudar sua vida  para sempre.

Giuliano conta que estava com forte dor de dente. E mesmo após ter sido medicado por um dentista teve uma séria inflamação, que se espalhou para outros órgãos do corpo e contaminou os rins e os pulmões. O paulistano foi internado e ficou cinco dias em coma.

No hospital, ele diz que teve uma experiência sobrenatural. “Tive um encontro com Deus. Ouvi uma voz falar para mim: ‘Chegou o momento de você fazer a minha vontade’. Assim que me recuperei e deixei o hospital, abandonei a carreira de ator pornô”, lembra Giuliano, que a partir dali tornou-se evangélico.

Toda esta trajetória de vida é contada no livro escrito por ele, “Luz, câmera, ação e transformação”. Na obra, Giuliano revela - sem citar nomes - o seu envolvimento com uma atriz famosa e as propostas que recebeu para subir na vida. “Muitos apresentadores famosos me ofereceram subir na vida de forma fácil, mas nunca aceitei”, garante ele.

Giuliano nasceu em uma família pobre e foi pai aos 18 anos. Depois de ser demitido do emprego de auxiliar de redação de um jornal paulistano, ele resolveu aceitar o convite para ser gogo boy. Para atuar em filmes pornôs foi um pulo. “Precisava de dinheiro para sustentar meu filho, que era criado por mim e pela minha mãe. Passei três anos me dividindo entre a Europa e o Brasil, atuando em filmes pornôs”.

Dinheiro do filme sustentou o filho

Considerado estrela nesse segmento, Giuliano conta que seu salário girava em torno de R$ 12 mil e era direcionado para a mãe e para o sustento do filho, hoje com 18 anos: “Conseguimos comprar dois terrenos e construir duas casas”.

Quando acordou do coma e resolveu abandonar a indústria pornô, o ator viu sua situação financeira sofrer uma queda vertiginosa. Casado há 12 anos com a ex-secretária da escola de seu filho, Giuliano ganha a vida como representante de livros evangélicos e as suas palestras são gratuitas.

Focado na divulgação do livro, Giuliano  garante que não tem mais o que esconder. “Por causa do meu filho e do meu enteado, hoje com 17 anos, escondi minha história de ator pornô. Para que eles não sofressem bullying na escola. Mas agora é o momento de contar tudo. Com o livro, quero mostrar que a pessoa tem direito a ter a vida que quer e que também pode escolher um novo recomeço”.

Leia um trecho do livro:

"Passei um tempo dançando em uma boate em Moema, São Paulo. Era um grupo de Gogo Boys dançando ao som do DJ Mauro Borges. Um local também daqueles elitizados, onde havia muitos artistas frequentando. Em uma das noites de apresentação, acabei conhecendo uma jovem muito linda, ex-modelo. Na época, trabalhava em uma grande emissora de TV. Um verdadeiro furacão.

Vivemos momentos muito bons de paixão e loucura. Sempre que ia ao Rio de Janeiro, ficava um tempo com ela. Uma pessoa que tinha uma história de vida muito complicada, mas que, no fundo, cativava a gente com seu jeito meigo de ser."



Fonte: EGO
----------

Bispo Edir Macedo encoraja boicote de fiéis à Copa do Mundo

O bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da TV Record, organiza, via YouTube, um boicote de fiéis à Copa do Mundo, que começa no próximo dia 12. Em vídeo postado no site, ele convoca seus seguidores a realizarem um "jejum de informação" durante a competição da Fifa.

"Quero dizer que a partir do dia 10 de junho vamos começar um jejum. Não o jejum de Daniel, de 21 dias, mas o jejum que Jesus fez no deserto, de 40 dias e 40 noites. Só que ele ficou em jejum de comida. Nós vamos fazer um jejum espiritual, um jejum de informações. Um jejum de rádio, televisão, de tudo o que o mundo oferece. Um jejum de jogos, distrações, diversões", diz.

Segundo Macedo, a experiência de "jejum" deixará os fiéis mais próximos de Deus. No entanto, bispo também diz que o boicote não se aplica a filmes bíblicos e conteúdo televisivo de tom religioso, como programas da própria Record.

"Sem futebol, sem diversão, sem cinema, sem televisão. Apenas você vai ter o direito de assistir à série sobre Jesus, 'Milagres de Jesus'. Vamos assistir a 'Milagres de Jesus', filmes bíblicos, que transmitam um espírito", requisita.

Assista ao vídeo postado por Edir Macedo:




Fonte: ESPN do Brasil
--------------------

A vontade de Deus e não a minha

"Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: 'Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres'." (Mateus 26:39)

Infelizmente, há pessoas que ensinam que não devemos orar: "Seja feita a tua vontade e não a minha", porque orando assim, supostamente se estaria anulando aquilo que se acabou de pedir.

Isto é um absurdo. Se Jesus orou assim, certamente, devemos seguir o seu exemplo.

Ele nos deu o mesmo padrão quando disse: "Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu" (Mateus 6:10). Eu nunca preciso ter medo de dizer: "Senhor, seja feita a Tua vontade."

Há ainda, alguns que dizem que só devemos orar por uma coisa de cada vez. Caso contrário, estaríamos demonstrando falta de fé.

No entanto, Jesus ensinou aos Seus discípulos: "Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta" (Lucas 11:9). Desistimos muito facilmente,  às vezes.

Não saberemos a vontade de Deus em todas as situações. Há momentos em que, ao conhecer a vontade de Deus, não vamos gostar. Finalmente, há momentos em que vamos conhecer a vontade de Deus e não a entenderemos.

Eu gosto muito do que o saudoso D. L. Moody disse: "Espalhe seu pedido diante de Deus, e em seguida, diga: 'Tua vontade e não a minha deve ser satisfeita.'" Moody concluiu: "A lição mais doce que eu aprendi na escola de Deus é deixar que o Senhor escolha para mim."

- E você? Já descobriu essa verdade em sua vida?
Nunca devemos ter medo de confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido.


Fonte: Devocionais Diários
-------------------------

terça-feira, 29 de abril de 2014

Criando filhos para morrer

"Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão." Salmos 127:3

Os valores do mundo tem uma tendência inequívoca de se distanciar dos parâmetros bíblicos, e isto é um fato até mesmo esperado pois trata-se de um conflito de reinos e de cosmovisões diferentes. Alarmante mesmo é quando a própria igreja, povo de Deus comprado por um alto preço, deixa enveredar-se por caminhos que são sábios aos seus próprios olhos, ignorando os princípios eternos e imutáveis da palavra de Deus. Lamentavelmente isto tem ocorrido com bastante frequência, e, como de costume, a família é um alvo sempre almejado pelo mundanismo, principalmente a criação dos filhos.

Tendo como ponto de partida a reflexão presente no Salmo 127:3, já é possível verificar a flagrante inconsistência dos cristãos que não desejam ter filhos. Quem em sã consciência rejeitaria uma herança preciosa dada por um pai amoroso? Assim são os filhos, e aqueles que pensam como o mundo, colocando seu corpo, sua carreira, e suas finanças como prioridades de suas vidas, evitando filhos por vê-los como empecilhos aos seus projetos pessoais, demostram grande ingratidão contra Deus. Esta passagem é clara nesse sentido.

No entanto, o objetivo do texto vai além disto, e alcança até mesmo aqueles que aceitam esta bendita herança, mas não compreendem que o herdado deverá levar para sempre o nome e a memória daquele que concedeu os bens. Os filhos são herança de Deus e como tal devem levar adiante o legado e a honra daquele que nos presentou com tamanha dádiva. Não foram nos dados para nosso bel prazer e satisfação de carências afetivas. Também não estão sob nossa guarda para que possamos oferecer-lhes benesses matérias sem fim, numa plena e completa overdose de proteção e alegria irresponsável e mimada. Nós devemos esmerar-se para que honrem o legado do Senhor, ainda que isso custe suas vidas, reputações e bem estar. Filhos santos são o galardão do ventre de uma mãe santa!

Devemos refletir com sinceridade: Qual seria a nossa maior alegria como pais?

Ter um filho que teve uma vida gloriosa e próspera aos olhos do mundo, ou ter um filho que se mostrou sempre fiel à Deus ainda que isto lhe custasse caro, talvez até mesmo a vida? Nosso desejo é cevá-los com diversos cuidados e benefícios, sempre na meta de que eles devem ter tudo que não tivermos, ou nosso alvo é instrui-los ao crescimento, afastando-os das conquistas fáceis e sem luta, e dos alvos superficiais de uma sociedade consumista e materialista? Queremos filhos que sejam servidos ou que sirvam ao Senhor e ao próximo?

Vejamos o relato do Anjo que anunciou o nascimento de Zacarias e miremo-nos nos seu exemplo: 

"Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Zacarias; sua oração foi ouvida. Isabel, sua mulher, lhe dará um filho, e você lhe dará o nome de João. Ele será motivo de prazer e de alegria para você, e muitos se alegrarão por causa do nascimento dele, pois será grande aos olhos do Senhor." Lucas 1:13-15

O prazer de Zacarias tinha nome: João Batista. E este seria um mártir da fé. Não lhe aguardava um futuro fácil, um emprego estável, um concurso federal. Ele não seria aprovado numa faculdade de renome, tão pouco se casaria com uma bela e vistosa jovem de sua vizinhança. Por mais que essas coisas sejam legítimas, este não era o caminho proposto por Deus para João.

Mas nem por isso percebemos pesar em seu pai. A profecia diz exatamente o contrário: ele seria sua alegria. Como homem piedoso e temente, Zacarias tinha como satisfação perceber que o seu filho seria fiel a Deus e cumpriria a vontade do Pai Eterno. As outras coisas são secundárias diante de um futuro tão glorioso. Ele sabia o que era de fato importante, não se deixou levar-se pelas coisas lícitas, mas que podem nos afastar do caminho que glorifica ao Senhor quando entronizados como ídolos do coração. A morte de João pelo evangelho, em que pese a tristeza do luto, produzia a certeza da grande dádiva recebida por aquele pai tão temente ao Senhor. Morrer por Cristo é um privilégio dado a poucos. Teríamos nós esse mesmo sentimento?

É preciso criar filhos que desejem viver menos para si mesmos, e que anelem cada vez mais morrer pelo evangelho. E esse é o grande desafio. Pois nosso coração pode facilmente idolatrar casamento, emprego e tantas outras coisas. Não podemos priorizar as dádivas e esquecer do Deus doador. Honrá-lo, como herança sua, deve ser a prioridade em nossas vidas e nas vidas dos nossos filhos. Esse é o testemunho de Cristo para nós e para nossa futura ou atual descendência:

"E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará. Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo?" Lucas 9:23-25

Que este seja nosso desejo como pais, tanto aqueles que já são como os que serão. Aos que já tem filhos, sempre há tempo para corrigir posturas, e ensiná-los a amar a Deus mais do que o presente século e seu conforto temporal. Para os outros, nos quais me inclui, que ainda não receberam esta dádiva, que tenhamos desde já a sabedoria e o temor para prepará-los desde os primeiros passos à seguir o caminhos da cruz, pois assim um dia estaremos com eles e o nosso Cristo desfrutando de sua presença gloriosa na eternidade. Não há desejo mais belo do que esse na face da terra, por isso precisamos de pais com essa disposição santa, contrariando o mundo com os olhos no eterno.




Fonte: Rodrigo Ribeiro em UMP da Quarta
------------------------------------

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Pastor vira vítima de extorsão com sua foto nu divulgada escandalosamente por mulher nos EUA

Charles Jenkins, pastor da igreja Fellowship Missionary Baptist Church, em Chicago (EUA), se tornou vítima de um embaraçoso escândalo depois de uma mulher divulgar sua foto nu na internet, em um suposto plano de extorsão.

De acordo com informações da revista EEW Magazine News, a mulher não identificada seria uma ex-funcionária de Jenkins pedindo 20 mil dólares para manter segredo. No entanto, o canal ObnoxiousTV conta que ela era mais do que uma mera empregada, e que teria recebido apenas metade do acordado, gerando mais ameaças.

Após a divulgação do caso, a assessora de Jenkins, Lissa Druss Christman, foi procurada pela edição em inglês do The Christian Post, contudo não pôde oferecer resposta ou prestar esclarecimentos mais detalhados a respeito.

A questão tem levado a muitas pessoas a debaterem o assunto em redes sociais, onde muitos que se identificam com o pastor tem oferecido apoio, incentivando-o a permanecer forte, e outros também apontaram algumas críticas.

"Eu vou enviar orações para o pastor Charles Jenkins, que é um líder incrível e meu amigo. Deus é real e Ele irá prevalecer", clamou Keitra no Twitter, enquanto De Andrea MBA esbravejou de outra forma no microblog: "Eu nunca confiei em Charles Jenkins, ainda mais quando o Rev. Clay Evans o anunciou como seu sucessor. Eu era totalmente contra e agora vejo o porquê", resumiu.

A polêmica maior fica por conta do apelo popular de Jenkins nos EUA, já que ele é autor de canções de adoração de grande impacto no país. O pastor inclusive já foi reconhecido através do prêmio Grammy Awards, nas categorias de compositor e cantor gospel.

Na igreja Fellowship, o pastor tem se dedicado a cerca de treze anos. Além disso, trabalha para uma organização sem fins lucrativos que se concentra no desenvolvimento e renovação de bairros no centro de Chicago, liderando até um projeto que pretende angariar cerca de 26 milhões de dólares de investimento para 400 novos postos de trabalho na região.




Fonte: The Christian Post
-------------------------

6 motivos para o crescimento do ateísmo entre jovens

É fato, o ateísmo está crescendo entre os jovens. Gostaria de investigar algumas razões para isso a fim de trazer subsídios para pensarmos em um caminho de retorno e talvez de precaução. Eis o que venho pensando:

1. Cristãos e igrejas com projetos de poder e dominação. A todo o momento eu me pergunto como os ditos cristãos não conseguem perceber os delírios megalômanos dos seus líderes, e quão distantes seus projetos estão do que Cristo propôs e exemplificou nos evangelhos. Então não é de se admirar que “o Corpo de Cristo”, tão diferente dele mesmo, cause repulsa nas pessoas. Como já ouvi alguém de fora dizer: Se esses que estão falando de Jesus serão os habitantes do céu, me desculpem mas prefiro ir para o inferno!

2. Pais ausentes. Já escrevi sobre isso, mas não canso de dizer. Uma geração sem pai está vários passos atrás na jornada espiritual de encontrar o Pai. Os novos ateus que encontro poderiam mudar a frase “não acredito em Deus” para “não acredito no meu pai” sem que seu discurso perdesse o sentido, justamente porque o pai é a (me desculpem o paradoxo da declaração) razão afetiva da descrença ressentida deles.

3. A propaganda de que a tecnologia resolve todos os problemas. Segundo a cartilha pós-moderna, tudo que eu preciso está ao alcance de um clique! Aquele jovem inexperiente com as reais exigências da vida e desconectado com seus mais profundos anseios compra essa mentira e pensa que está vivendo na ilha da fantasia da deusa tecnologia. A semelhança dos povos antigos que dependiam da presença do sol para a maioria das coisas importantes que faziam e terminaram adorando-o, da mesma maneira o jovem do século XXI rodeia-se de bugigangas tecnológicas para tudo que julga fundamental e instintivamente adora no altar tecnológico.

4. Cristãos mal preparados nas universidades. Como diria C. S. Lewis, a boa filosofia deve existir, se não for por outra razão, que seja para combater a má filosofia. Poucas igrejas preparam seus jovens para o embate de ideias que enfrentarão na universidade. Sem preparo, ele acaba intimidado, e no coração começa a duvidar do que lhe foi ensinado. É uma guerra espiritual, pois uma ideia uma vez que conquiste a mente, governará o indivíduo. Está mais do que na hora das lideranças prepararem seus membros para o debate de ideias da universidade.

5. Selva de pedra. O salmo 19 diz que a criação é um livro que discursa sobre a glória e o desígnio inteligente de Deus. Um estudante de veterinária ao estudar os animais e a biologia me disse que não era possível descrer da existência de Deus diante de tamanho detalhamento no funcionamento do mundo animal. Parece que a rotina da cidade grande e suas estruturas de concreto cria uma cortina de fumaça nos olhos espirituais do homem.

6. Desobediência aberta. “Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor…” Uma verdade simples e objetiva é revelada no evangelho: é na obediência que conhecemos a Deus. Esse conhecimento é experiencial. E isso se dá quando eu aprendo e coloco a Palavra em prática na minha vida. A desobediência é uma forma de ignorar a Deus, e a prática de ignorar a Deus acaba dando a mente e ao coração a falsa convicção de que Deus de fato não existe.

Que essas questões nos forneçam pistas de um caminho alternativo para alcançarmos esses corações desalentados e talvez entendermos um pouco a nós mesmos.





Fonte: Fabiano Bohi Goulart na Revista Ultimato
------------------------------------------