segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Lady Gaga e suas Mensagens Subliminares. Assista!

A polêmica cantora da atualidade Lady Gaga e suas performances repletas de ocultismos vem encantando a muitos jovens. Não há como negar que as cenas dos vídeos são cheias de simbologia satânica. Há os que garantem que é tudo intriga da oposição e que os crentes costumam ver mensagens subliminares em tudo. Veja você mesmo e tire suas próprias conclusões:









Fonte: Libertos do Opressor
------------------------------

Igreja Luterana posta no Twitter todo Novo Testamento

O propósito de Kyle usar o microblog é diferente da maioria das pessoas. Durante oito meses ele publicou 7.358 posts. O conteúdo? Todo o Novo Testamento, incluindo os números de capítulo e versículo. A versão escolhida foi a clássica King James, que tem mais de 400 anos.

Como o limite de cada postagem é de 140 caracteres e a timeline do Twitter precisa ser lida de baixo pra cima, ele começou do fim. Ou seja, inverteu a ordem, começando as postagens pelo último versículo de Apocalipse. Ao fazer isso, qualquer um que deseje ler as mensagens verá o texto como ele se apresenta nas edições impressas.

Kyle disse que não foi uma tarefa fácil pela limitação do tamanho das mensagens. Ele precisava contar os caracteres antes de digitar para que nem uma palavra ficasse incompleta. Seu plano original era tuitar toda a Bíblia, mas contentou-se com o resultado quando completou o Novo Testamento em janeiro. Ele percebeu que levaria muito tempo para fazer tudo sozinho.

O pastor da igreja, Brian Davies, comemora: “Sempre tentamos fazer a igreja pensar de maneira diferente, fora dos padrões habituais. Ele se dedicou muito a esse projeto… Era sua paixão”. Para o pastor, esse esforço faz parte do que significa ser cristão no século 21. “Não há maneira melhor de espalhar o evangelho em nossos dias”. O resultado pode ser visto no perfil da igreja no Twitter: twitter.com/lordofglorylcms


Fonte: Pavanews, com informações de Chicago Tribune e UPI
----------------------------------------------------------

Tá na Bíblia: Quem espera sempre alcança!


“E assim,
depois de esperar
com paciência,
obteve Abraão
a promessa.”

(Hebreus 6.15)

Cristãos egípcios lotam igrejas após queda de Mubarak

Deus está abalando as nações do mundo árabe e agora é o tempo que as pessoas vão ouvir o Evangelho. Depois que o presidente do Egito, Hosni Mubarak, foi expulso do poder, os crentes no país estão esperando por uma nova era de liberdade, não apenas em seu próprio país, mas em todo o mundo árabe.

A revolução tem sido difícil, admite Abdul Al-Latif, Christian living em Cairo, capital do Egito, onde centenas de pessoas passaram semanas protestando contra o regime.

Desde a queda de Mubarak, os militares têm governado o país. "Geralmente dizemos que temos medo das dificuldades, mas foi a dificuldades que trouxe a bênção, que nos tornou mais fortes em nossa fé", diz ele.

Sua esperança é compartilhada por Mohklis Amin, um membro da equipe egípcia, braço Arab World Ministries. Em entrevista a rádio UBC, Mohklis disse que a igreja tem uma grande responsabilidade de compartilhar o Evangelho no novo Egito.

"Por muitos anos, o espírito de temor dominou nosso país. As pessoas não se atreviam a falar de Cristo em público, com os seus vizinhos e amigos, pois tinham medo de serem presos", disse ele.

"Agora nós podemos orar para que o Senhor nos dê a liberdade para dar anunciar uma palavra boa e de esperança a uma nação faminta".

Al-Latif disse que as manifestações mostraram que a segurança não pode ser encontrada em um governo ou em seu saldo bancário, mas somente em Jesus Cristo. "Os cristãos começaram a ir à igreja todos os dias, inclusive para orar pela manhã", disse ele.

"Quando eu chamo o povo, eles dizem que a igreja já está cheia, às sete horas da manhã. As pessoas se reuniram para orar pela igreja, líderes cristãos, muçulmanos, país. Talvez isso nunca aconteceria se não fosse essa tragédia".

Sob a liderança desses regimes autoritários, as atividades da igreja têm sido restritas e evangelismo tem sido praticamente impossível.

Agora, os cristãos esperam novas ordens para substituir o antigo regime, para um novo baseado nos princípios democráticos de igualdade para todos os cidadãos, incluindo a igualdade e a liberdade religiosa.

Amin acrescentou que Deus está abalando as nações. "É hora do mundo árabe acordar para a mensagem do Evangelho. As pessoas estão na escuridão há tantos anos e agora existe uma luz no fim do túnel".


Fonte: Christian Today / Redação CPAD News
---------------------------------------------

Carnaval gospel é na Tabajara Church!


Na foto, a pastora Baby do Brasil e Daniela Mercury animando carnaval de Salvador

Você é aquele crente que fica em casa no feriado enquanto todos seus colegas de escola vão pular carnaval? Está cansado de ficar lendo blogs e postando frases sem sentido nesse seu twitter peba que só tem 14 seguidores? Sente falta de uma programação gospel no carnaval?

Pois seus problemas acabaram!

A Tabajara Church acaba de lançar o seu maior empreendimento evangelístico: O Trio Elétrico gospel! Agora você não precisa mais ficar curtindo fossa no feriado nacional. Sai da poltrona, Mané! Vamos pra balada!

Compre hoje mesmo seu abada gospel, e venha curtir com a gente um eletrizante carnaval gospel! Lá você pode encher a cara de wísque gospel, conhecer um monte de gatinhas gospel e ainda dar aquele amasso gospel! Ah, mas não esquece: Se pintar um clima, não deixe de usar sua camisinha gospel!

Na Tabajara Church é assim: Diversão garantida para crentes que querem entrar no céu sem abrir mão de certos prazeres da terra.



[No vídeo, a Irmã Carla Perez e o Irmão Xandy dando uma requebrada gospel em Salvador]

Fonte: Leonardo Gonçalves em seu Blog
---------------------------------------------

Dica de Filme: Geração de Deus

O filme curta-metragem “Geração de Deus” surgiu através do concurso Sua Ideia Pode Virar Um Filme. Ele já possuí um site oficial acesse: http://www.geracaodedeusofilme.com.br/. O filme será levado ao Gideon Film Festival, onde concorrerá neste festival de uma semana ao "Oscar" do cinema cristão!

O concurso Sua Ideia Pode Virar Um Filme (abreviado – SIPVUF) é uma iniciativa do Nazateen (ministério de adolescentes da Igreja do Nazareno Central – Campinas/SP – Brasil), e visa levar o nome de Jesus Cristo através de filme. Seus organizadores estão promovendo um Coquetel de Inauguração da Produção do Filme no dia 10 de Março às 19h na capela da Igreja do Nazareno Central de Campinas.

Fernando é um jovem cristão que está sempre em evidência. Líder em sua igreja e comunidade onde vive, exemplo para os amigos e orgulho de seus pais. Ao entrar na universidade em uma cidade distante ele passa a viver no mundo universitário, numa república estudantil, em um ambiente totalmente diferente do que está acostumado. Seu maior objetivo é falar do amor de Deus para todos seus novos amigos, mas ele percebe que não é tão fácil quanto pensava. Meio a drogas, álcool e sexo fácil, o que parecia ser uma grande oportunidade de evangelizar torna-se uma grande tribulação liderada pelo colega de sala, Caio. Fernando sente-se frustrado pois seu testemunho parece não ter influência alguma naquele meio, e é quando Carol surge em cena que a situação fica ainda mais complicada... Será que ele permanecerá firme? Será que cumprirá seu objetivo de impactar seus amigos?

Assista a Entrevista com o autor do argumento do filme Geração de Deus:




Fonte: Cinema Cristã0
----------------------

Mineiros do Chile são batizados no Rio Jordão

Sobreviventes mergulharam nas águas do batismo de Jesus. Chilenos fazem visita de oito dias a lugares sagrados de Israel.

Alguns dos 33 mineiros resgatados no ano passado na Mina San José, no Chile, fizeram fila para serem batizados para uma nova vida em Cristo no Rio Jordão, mesmo local em que João Batista batizou Jesus (Mt 3:13; Mc 1:9; Lc 3:21; Jo 10:40).

Os mineiros, que ficaram conhecidos no mundo todo depois do resgate, estão em uma viagem de oito dias pelos lugares onde Jesus passou em Israel. A iniciativa é patrocinada pelo ministério de Turismo do país.


Fonte: G1
---------------

É você um pagão que adora o “Jesus/Igreja”?

Na mente dos cristãos uma das maiores dificuldades é entender por que Jesus é de um modo e a igreja de outro completamente diferente Dele.

Quando tal “diferença” aparece na pratica diante do crente, em geral ele pensa que Jesus era como os evangelhos nos contam, mas que agora Ele se tornou como a “igreja”.

Ou seja: Jesus teria se desconvertido de Sua Graça e Amor e se tornado “cristão”.

Sim! Cristo virou apenas um grande Cristo, um Cristo Grandão; literalmente um “Cristão”.

Ora, o hibrido “Jesus/Igreja” é o “Deus misto” da maioria dos cristãos. E é bem grandão, pois, crêem de fato Jesus virou um Cristão.

Assim, se não há sublimidade em tal “Sagrado Hibrido”, também não há muita inspiração que demande que a existência transcenda o que os homens chamam de “minha vida”.

Desse modo, tal “Jesus/Igreja” é amado pelos crentes com a fidelidade de quem ama a Jesus mesmo, porém, devotando tal amor a um ente que é, muitas vezes, a total negação do que Jesus diz que vale o nosso amor.

Os “sacerdotes” da “religião de Jesus”, o Cristianismo, precisam que os crentes amem a “igreja” com o amor com o qual só deveriam amar a Jesus, e a nada mais.

E por que eles precisam que seja assim?

Ora, é que na “igreja” os “sacerdotes/pastores” se tornam os “Jesuses” dos crentes, posto que na falta de Jesus na “igreja”, é do “sacerdote” que vem a oferta de amor pessoal; ou seja: amar e reverenciar o “sacerdote” é como amar e servir a Jesus.

Tal possibilidade, todavia, não é fácil para todos; pois, poucos têm intimidade com o “Jesus” da “igreja”: o sacerdote. Desse modo, para os “demais” sobra o “átrio dos gentios”, que é a atividade na “igreja”.

O “Jesus” da “igreja”, o “sacerdote/pastor”, diz que seus objetivos de expansão e crescimento são projetos de Jesus para a Igreja. E, assim, o “Jesus/sacerdote” da “igreja” ganha o poder da cruz e da ressurreição a fim de motivar os crentes a trabalharem pelo Baú da Felicidade que o “Jesus/sacerdote” definiu como projeto de parceria com Deus.

É tudo tão perverso e tão obvio que somente apelando para o diabo se pode entender tal cegueira na mente dos crentes!

Se você é um dos “sacerdotes/pastores” que vive do engano ensinado e praticado por você, abra mão disso hoje. Ainda é tempo de deixar de ser bruxo desse paganismo perverso feito em nome de Jesus, como algo que o representa, mas que é o pior engano do diabo no mundo e o maior inimigo do Evangelho na Terra.

Se você é dos enganados seguidores, olhe para Jesus, segundo o Evangelho, ame-o de todo o coração, sirva-o, ame os que confessam o Seu nome e também até mesmo os que odeiam o Seu nome. No entanto, deixe de tentar amar e seguir a Jesus nesse caminho humano e hibrido, no qual se tem coisas do Jesus do Evangelho apenas como isca; sendo que o restante é mandamento e megalomania do “Jesus/sacerdote”, o qual é segundo a imagem e semelhança do “Jesus/Igreja”, que é uma besta de muitas denominações e cabeças, e com ofertas para todos os gostos de pagãos.

É fácil saber se digo a verdade. Basta ler os evangelhos e ver se falo do Jesus ali descrito ou se falo do Jesus criado para ser seguido enquanto se odeia e se vive a morte como salvação, segundo o desevangelho do “Jesus/Igreja”.

Eis meu desafio a você:

Leia o Evangelho de Jesus e depois me julgue como bem entender!

Você tem essa coragem?

Quem me dera você a tivesse!



Fonte: Caio Fábio em seu site
--------------------------------

Governo dos EUA pode ter representante para defender minorias religiosas no Oriente Médio

Uma organização cristã envolvida com o tema da perseguição a cristãos comentou e declarou apoio, em 22/2, à possibilidade dos Estados Unidos criarem um cargo de enviado especial do Departamento de Estado ao Oriente Médio e Sul da Ásia central para defesa dos direitos das minorias religiosas. O deputado Frank Wolf (foto) apresentou recentemente projeto de Lei com este objetivo no Congresso norte-americano. A entidade aproveitou a ocasião para reforçar o alerta para que a oração da igreja por cristãos perseguidos, e outras minorias religiosas, se intensifique, especialmente no Egito, Irã, Líbia, Afeganistão, Paquistão e outras áreas de conflitos.

Em comunicado divulgado à imprensa, a Portas Abertas norte-americana (Open Doors USA) relacionou alguns fatos a serem considerados pelos líderes missionários em suas orações e estratégias. Primeiro, relembrou que países como Irã, Afeganistão, Arábia Saudita, Maldivas, Iêmen, Iraque, Uzbequistão e Paquistão estão entre os 11 maiores perseguidores dos cristãos, de acordo com a lista de 2011 da organização em que são classificados os países segundo o grau de perseguição religiosa em seu território.

Segundo, tratou do momento histórico da região em que Egito, Iêmen, Tunísia e Líbia estão atraindo a atenção da mídia mundial nas últimas semanas, com os cidadãos nas ruas para protestar contra a falta de direitos humanos básicos e outras questões. Mas também mencionou que, no Egito, houve vários ataques contra os cristãos desde o Natal, e que no Ano Novo um homem-bomba matou 22 cristãos numa igreja em Alexandria. Além disso, de acordo com as portas abertas, mais de 120 cristãos iranianos foram presos desde dezembro, incluindo vários que costumam se reunir em uma casa para adoração.

O Oriente Médio inclui países como a Argélia, Bahrein, Egito, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia, Marrocos, Omã, Qatar, Arábia Saudita, Síria, Tunísia, Emirados Árabes Unidos, Iêmen e também a Cisjordânia e Faixa de Gaza. Os países do Sul da Ásia Central incluem o Afeganistão, Bangladesh, Butão, Índia, Quirguistão, Cazaquistão, Maldivas, Nepal, Paquistão, Sri Lanka, Tajiquistão, Turquemenistão e Uzbequistão. Quase todos esses países estão entre os 50 mais perseguidores da lista de Portas Abertas, excetuando-se Israel, Líbano, Nepal e Cazaquistão. O enviado especial seria nomeado pelo presidente e apresentar um relatório ao Presidente e ao Secretário de Estado.
"A organização Portas Abertas EUA apoia este projeto de lei criando o cargo de enviado especial, porque se refere a países em que algumas das piores perseguições contra os cristãos acontece", diz o diretor jurídico da entidade, Lindsay Vessey. "Esse esforço para chamar mais a atenção do mundo para a falta de liberdade religiosa, e para dar poderes ao enviado especial para tomar medidas para melhorar a situação das minorias perseguidas, é uma iniciativa muito necessária e oportuna do deputado Wolf. Aplaudo a sua liderança, incansável na promoção da liberdade religiosa internacional. Nossa expectativa é que, se esta lei for aprovada, o enviado especial vai dar ainda mais relevância à pauta da liberdade religiosa no estabelecimento da política externa norte-americanca. O resultado final deste projeto tem o potencial de beneficiar significativamente os cristãos que sofrem em todo o mundo".


Fonte: Agência Soma
-----------------------

Homens e Mulheres o que eles querem no Casamento?

Apesar de todas as dificuldades e desafios que a relação a dois envolve, as pessoas continuam encontrando boas razões para se casarem, que vão desde o medo de estar só (Gn.2.18), até os desencadeados pelos temores da vida contemporânea, de construir um lar que funcione como porto seguro num mundo cada vez mais cheio de incertezas, além de outros.

As diferentes motivações e necessidades

Homem e mulher são dois modos de ser. Têm estruturas cerebrais diferentes, estruturas emocionais diferentes e diferentes campos perceptuais da dimensão espiritual, ainda que em essência, sejam seres humanos.Em face dessas diferenças fica mais fácil compreender que, em se tratando de casamento, as razões do homem parecem não ser as mesmas da mulher, de modo que, ao empreenderem o matrimônio, ambos o fazem por diferentes necessidades e motivações.

O que eles querem?

Satisfação sexual

Sem nenhum exagero, para homem, o casamento se faz na cama. Acredito que este instinto é mais focalizado no homem que na mulher.No casamento o homem projeta a sua realização e satisfação sexual. Quando isto não acontece, o casamento pode perder a sua razão de ser, pois quase nada pode compensar tal carência. É evidente, que com a exploração que a mídia e a sociedade em geral, fazem do sexo, os problemas sexuais no homem, podem se transformar facilmente em traumas psicológicos.

Companhia prazerosa

Desde o princípio foi constatado por Deus. De fato, o homem é carente de uma companhia, da presença estável de uma mulher que esteja ao seu lado, livrando-o da terrível sensação de solidão.O relacionamento para o homem é presença; ele se guia pela vista, ainda que não necessariamente, pelo tato, como acontece com a mulher. É necessário porém, que esta companhia lhe seja prazerosa, no sentido de lhe proporcionar certas gratificações ou prêmios, em face de sua condição de provedor. Pelo menos é assim na psique do homem.O homem considera uma atividade compartilhada com sua companheira como uma alta expressão de intimidade. Isto lhe causa muito prazer. A mulher conquistaria melhor seu marido se participasse mais, com ele, de atividades recreativas. Na realidade, para o homem, não é tão importante o realizar junto, mas, estar junto dele em atividades que lhe dão prazer.

Uma esposa atraente

O livro de Cantares de Salomão ilustra bem esta necessidade do homem. O escritor, ao longo de todo o livro não deixa de expressar o seu encanto com as formas de sua esposa, partes do seu corpo que em geral, recebem alta cotação do clube masculino, chegando mesmo a descrevê-las, comparando-as com paisagens e formas da natureza que tanto os fascinam. Talvez, em função da valorização que o homem dá à aparência de sua esposa, muitas mulheres estão percorrendo verdadeiros calvários para manter suas formas bem acentuadas, o que tem levado algumas, inclusive, a comportamentos obsessivos a esse respeito. É bom lembrar que nem sempre as pessoas têm total controle sobre alterações que se processam no seu corpo.

Uma guardiã do lar

Muitas mulheres enganam-se, ao imaginar que os homens abandonaram definitivamente a imagem internalizada, ao longo de milhões de anos, da esposa que cuida da casa, desempenhando tarefas típicas dessa função. Muitas mulheres, inspiradas nos ideais feministas abandonaram por completo o cuidado da casa, para que não fossem vistas como súditas do império machista. Esta mudança radical causou um forte impacto na relação conjugal. Nem a mulher nem o homem conseguiu assimilar bem tal mudança. Estudos revelam que a grande maioria dos homens casados ainda se incomoda muito quando as suas esposas deixam de lhes fazer pequenas tarefas como, prega os botões de suas camisas.

Admiração

O desejo de ser admirado e reconhecido é mais aguçado no homem que na mulher. O homem parece viver em função desse desejo, que lhe é visto como o preço mais justo que pode lhe ser pago por aquilo que ele realiza. Sem admiração o homem definha e empobrece. Sem admiração, sua motivação para as conquistas e para as realizações se esvaem e seu entusiasmo pela vida desaparece. A admiração para o homem funciona como combustível e ao mesmo tempo, como parâmetro que mede a eficácia de seus atos.

O que elas querem?

Afeto

A mulher é movida por afeto, que é o mais nutritivo alimento do seu coração. Quando elege o seu cônjuge, ela espera receber dele afeto, em forma de palavras, de toques e de atitudes, pois as relações conjugais lhes são sinônimos de relações afetivas. A sensibilidade da mulher ao toque, por exemplo, é dez vezes maior do que a do homem. O casamento para a mulher, é acima de tudo, a expressão máxima de amor e compromisso entre duas pessoas, e só secundariamente, entendido como uma instituição.O afeto é uma de suas necessidades permanentes e, independente do tempo que está casada, a mulher espera receber sempre do seu esposo boas e constantes doses de carinho e afeto.

Intimidade

No relacionamento conjugal, quanto mais proximidade, melhor. No caso da mulher, parece que sua estrutura emocional e sua estrutura cerebral, têm este campo de necessidade maior que a do homem, fazendo com que, a convivência íntima seja muito mais buscada por ela do que por ele, no casamento. A mulher cobra constantemente do homem esse tipo de convivência e um ambiente onde haja compreensão empática e um nível de confiança baseado no compromisso da fidelidade e da continuidade das relações conjugais.

Diálogo

Um outro aspecto relevante, é que para a mulher, a comunicação vai além de mera conversa clichê, aquela que se faz através de frases prontas e chavões, em que as palavras soam vazias. Ao se comunicar, a mulher expressa sentimentos e usa a comunicação num nível mais profundo, para se aproximar e tornar-se íntima. Daí a sua grande necessidade de falar sobre a relação e de ter o feeedback do seu cônjuge a esse respeito.Sem sombra de dúvida, ao lado de um homem calado, com o olhar perdido, sempre há uma mulher se sentindo desprezada e distante, com a sensação de que algo vai muito mal na sua relação conjugal. O silêncio do homem é uma das maiores ameaças para a mulher.

Honestidade

A personalidade de uma pessoa sempre foi um aspecto importante a ser avaliado no momento de se decidir por uma relação duradoura. Nas mulheres, isto parece ser ainda mais valorizado que nos homens. Enquanto estes têm a tendência de se basear mais pela vista, aquelas se interessam mais por qualidades interiores do homem, os traços de sua personalidade, suas características pessoais, seu caráter. A honestidade é um dos traços que a mulher mais admira no homem. Só numa relação de honestidade e franqueza a mulher se sente segura e tranqüila para expressar livremente toda a grandeza dos seus sentimentos.

Sustento financeiro

Quase que em toda história da humanidade o homem exerceu o papel de provedor da família. Era o responsável pelo abrigo e o sustento desta. Há no seu cérebro, uma estrutura programada para esse tipo de comportamento e, mesmo nos nossos dias, não é simples para ele conviver numa situação em que a mulher esteja fazendo o seu papel, como acontece em muitas famílias. A mulher, por sua vez, não superou o condicionamento de milhões de anos, vivendo sob a proteção do homem e continua a vê-lo como o mantenedor do lar, mesmo nos casos em que esteja ganhando mais que ele. Concluindo, a dinâmica dessas diferenças dentro de um ambiente de mútua compreensão enriquecerá ainda mais a fascinante aventura da vida, o casamento.


Fonte: Pr. Risan-Joper no Portal Melodia
-----------------------------------------

Bíblia escrita a mão na Albânia

Os missionários Pr. Henrique e Henriqueta Davanso com a filha Emanuelle, estabeleceram novos alvos e metas para a Igreja Batista em Bathore, Tirana, capital da Albânia. “Estamos na fase de aprimoramento de cada departamento e trabalhando com quatro classes da Escola Bíblica para crianças de 3 a 12 anos. Há um total de 220 crianças divididas em suas faixas etárias”, conta o Pr. Henrique Davanso. Eles desenvolvem um ministério de plantação de igrejas na Albânia e, atualmente, estão plantando mais duas que ficam há 4 km da Igreja Batista de Bathore.

Campanha Bibla me Dora

No mês de julho de 2010, foi iniciada a campanha Bíblia Escrita por Nossas Mãos (Bibla me Dora). Os missionários desafiaram todos os irmãos da igreja a escreverem a Bíblia com suas próprias mãos, valorizando ainda mais a sua leitura e o conhecimento geral da Palavra de Deus. “Ainda hoje, existem muitos irmãos que estão escrevendo a Bíblia, porém somente duas pessoas estão bem adiantadas, que são Geni e Eduardo Albani. Eles terminaram de escrever todo o Novo Testamento e estão bem avançado no Velho Testamento”, diz a missionária Henriqueta.

Testemunho de Eduardo

“Todos falam que Deus faz milagres, e é verdade! Mas Ele pode fazer muito mais que milagres... que é a transformação de vidas! Eu era uma pessoa muito difícil e desobediente aos meus pais; não gostava de receber ordens de ninguém. Além disso, sempre trazia problemas para minha família. Certo dia, chegaram duas missionárias em meu bairro e começaram um trabalho de evangelismo na casa de uma de minhas tias. Ali, todas as semanas, elas se reuniam. Eu ia às reuniões só para desafiar as missionárias; atrapalhava o trabalho delas, e sempre me expulsavam. Um dia fiquei com muita raiva, pois elas me haviam colocado, mais uma vez, para fora da casa. Para acabar com aquela reunião, fui a uma venda e comprei algumas bombinhas grandes; depois as joguei no meio das pessoas. Mas, no ano de 2008, a missionária me chamou e me disse: “Edisoni, acontecerá um acampamento de cinco dias e você é o meu convidado. Eu vou pagar para você ir”. Eu fiquei muito feliz pelo convite e esperei com alegria chegar aquele momento. No acampamento, olhei os jogos e brincadeiras que aconteciam. Em um culto, à noite, eles adoravam o seu Deus que é Jesus Cristo, isso me falou muito forte ao coração. Ali, decidi que iria aceitar a Jesus como meu Salvador e Senhor. E, assim, o fiz. Depois falei para Deus que seria obediente à minha família e aos missionários.

Quando voltei do acampamento, comecei a frequentar todos os cultos normalmente. Depois chegou um casal de missionários para trabalhar e plantar a primeira igreja local, Pr. Henrique e Henriqueta Davanso, os quais me evangelizaram e discipularam. No dia 10 dezembro de 2008 fui batizado e comecei a minha vida na igreja, com todo o meu ser e entendimento. Hoje procuro fazer a vontade de Deus em minha vida, pois o que mais importa para mim é agradá-Lo e fazer a Sua vontade, mesmo que para isso eu tenha que passar muitas dificuldades. Pois, vivo em um local muçulmano e a vida aqui, para um cristão, não é nada fácil.”

Eduardo (16 anos) nasceu em Burelli, Albânia. Sua família, pai, mãe, cinco irmãos e seus avós eram todos muçulmanos, e moravam todos numa mesma casa, cujo chefe era o seu avô paterno, que dava todas as ordens. Ao aceitar a Jesus, passou a enfrentar grandes dificuldades no âmbito familiar. Mas, com a graça do Pai, esse bravo servo do Senhor tem experimentado as bênçãos de Deus em sua vida!

Em outubro de 2010, o Pr. Lauro Mandira (Gerente de Missões da JMM) esteve na Albânia e entregou, pessoalmente, medalhas ao mérito a todos que participavam da campanha Bíblia Escrita por Nossas Mãos (Bibla me Dora), entre eles estava o jovem Eduardo (foto acima).


Fonte: Junta de Missões Mundiais
---------------------------------

Revelações e Revelamentos



Fonte: Cristão Confuso
-------------------------

Filhos de ateus vão para biblioteca no horário do ensino religioso

Os pais de dois alunos de Pranchita, no interior do Paraná, fizeram um acordo com a direção da escola pública onde os filhos estudam para que eles deixassem de frequentar as aulas de religião.

A professora Eliane Lambert Junkes, 26, e o marido, o caminhoneiro Alberi Junkes, 40, são ateus e defendem o direito de os gêmeos, de sete anos de idade, não serem "doutrinados" sobre a existência de Deus.

A mãe de Marco Antônio e João Antônio não admite que as aulas de ensino religioso comecem com uma oração nem que Deus seja tratado como uma entidade real e superior, que zela pela humanidade e tem poderes para julgar as ações dos homens.

O acordo foi feito no ano passado -as crianças foram às aulas por quase três anos- e permitiu que, nesse horário, os meninos frequentem a biblioteca. Eliane diz que a decisão foi amigável.

"Não quero que eles sejam doutrinados a crer. Ninguém precisa ser bom na vida porque tem alguém superior olhando. As pessoas devem ser boas porque isso é correto", afirma a professora.

Eliane acredita que os filhos, quando amadurecerem, poderão adquirir conhecimento suficiente para decidir qual papel a religião terá em suas vidas.

"Quando eles crescerem, teremos condições de conversar melhor", diz.

A mãe dos garotos afirma que, se as aulas tivessem outro tipo de abordagem, como a história das religiões, não se oporia ao aprendizado.

"A história das religiões é importante para contar o processo de formação do homem. Jamais vou privar meus filhos do conhecimento, mas não é o que acontecia na escola", afirma.

Procurado pela Folha, o diretor da Escola Municipal Márcia Canzi Malacarne, Everaldo Canzi, declarou que não daria entrevista por telefone porque considera o tema "complexo e amplo".

Ele negou, no entanto, que as aulas tenham o objetivo de "doutrinar" os alunos a crer e disse que a "diversidade das crianças é respeitada".


Fonte: Folha
--------------------

As pessoas que eu gostaria de encontrar no céu

As pessoas que eu gostaria de encontrar no céu,
segundo as normas de salvação
e os critérios de se reconhecer um réu,
é bem provável que no céu não estarão.

Não são anjos que me inspiram;
ocasos deslumbrantes num deserto,
decerto que não seriam.
Ao coro de vozes não me desperto,
nem à intrincada melodia lauta;
saiu do tom o que me intriga...
Desafinou, pulou da pauta
o que me encanta e irriga.

O que alenta um espírito
assim tão frágil tão incauto,
não é o forte nem o fausto;
é vício de vida o que respiro.

As pessoas que eu gostaria de encontrar no céu,
são as mesmas que encontro ao léu.
E as cadelas que vagueiam prenhas
nas calçadas lixando suas mamas...
E um pombo cinza de guerra
que erra por não ser branco,
aos pés do vadio sentado no banco
que banca todo lixo da terra.

O que me lança vivo na fogueira,
não é promessa de vida eterna
ou recompensa devida e terna;
é a vida e a causa
das pessoas e coisas
que eu gostaria de encontrar no céu.


Fonte: Wilson Tonioli em Verticontes
------------------------------------------

Malafaia diz em culto que quem não desse oferta ficaria sem bençãos

O pastor Silas Malafaia (foto), 52, durante um culto em Araruama (RJ) no dia 16 de fevereiro, lembrou que no templo em que estavam tinha custado R$ 600 mil e em seguida disse: “Quem não der oferta, tudo bem. Mas não sairá daqui abençoado”.

Malafaia é da Igreja Assembleia de Deus, da subdenominação Vitória em Cristo, criada por ele.

Araruama é uma cidade de 112 mil habitantes do litoral fluminense a 108 km do Rio. Com 450 cadeiras, a igreja ali da Vitória em Cristo foi inaugurada no dia 18 dezembro de 2010. Ela é mais uma das 1.000 que o pastor planejou inaugurar nos próximos anos.

Malafaia faz parte de uma minoria entre os evangélicos que possui curso superior. Ele se formou em psicologia, mas se distingue por um estilo direto e ríspido, com casca de abacaxi. Ou "franco", como afirmam seus admiradores.

É um estilo bem diferente, por exemplo, do apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial, que, tendo estudado até o quinto ano do ensino fundamental, tem sido sutil e criativo na abordagem aos fiéis, como no caso da invenção do trízimo – 10% da Deus, 10% para Jesus e 10% para o Espírito Santo.

Em Araruama, quando Malafaia disse que quem não desse dinheiro ficaria sem benções, uma parte dos fiéis desistiu do culto.


Fonte: Paulopes Weblog e Revista Istoé
--------------------------------------------

Depois da teologia da prosperidade, os ditados populares não são mais os mesmos...

A teologia da prosperidade, além de revolucionar [para pior] o meio cristão, também veio para revolucionar o mundo dos ditados populares. Vejam os novos ditados baseados nessa teologia:


Diga-me quanto é a tua oferta e te direi quem és.

Quando a oferta é demais o apóstolo [não] desconfia.

Em terra em que não se estuda a Bíblia, quem tem uma revelação é rei.

Oferta pouca é bobagem.

É melhor um fiel ignorante na mão, do que dois voando [para uma igreja séria].

Quem oferta sempre alcança.

Contra ofertas não há argumentos.

De avião se vai longe.

Campanha da prosperidade não faz mal a ninguém.

Dinheiro é o que traz felicidade.

Quem semeia ofertas não colhe adversidades.

De grão em grão o apóstolo enche o jato.

Ofertar hoje, para receber a bênção amanhã.

Doutrina da minha igreja não se discute.

Saco de oferta vazio não pára em pé.

Não dê pérolas aos porcos, dê aos apóstolos.

Quem oferta o que quer, ouve o que não quer.

Não há nada como uma reunião da prosperidade após a outra. [o cofre fica cheio!]

Quem entra na igreja é para ofertar.

Não deixe para amanhã a oferta que você pode dar hoje. [vai que amanhã você não vem!]

Para quem quer a "bença", meia revelação basta.

Determinar não ofende.

Quem dá para a igreja oferta a Deus.

Quem oferta quer ganhar. [algo de volta de Deus]

O pior crente é aquele que não quer ofertar.



Fonte: André Sanchez no Esboçando idéias
--------------------------------

Juca Kfouri, jornalista esportivo afirma que Rede Record é mantida com dinheiro da Igreja Universal

Em sua coluna na Folha de São Paulo desta quinta-feira, dia 24, o jornalista Juca Kfouri afirmou que o dinheiro da Rede Record vem dos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, a igreja e a TV pertencem ao bispo Edir Macedo.

O tema veio a tona no texto que falava dos seis clubes de futebol que deixaram o “Clube dos 13″. Segundo o jornalista eles assim o fizeram para negociar de forma independente os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. “Porque os que saíram (Botafogo, Corinthians, Coritiba, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama) não querem saber de mudanças e preferem a Globo”.

“Eu, aliás, também preferiria, ainda mais que o dinheiro da Record é uma forma de concorrência desleal, porque vem da Iurd”, escreveu Juca.

O jornalista também já seu envolveu em polêmica com Kaká, por causa da religião do jogador.


Fonte: Gospel Prime
--------------------------

Sem máscaras

Quando olha bem no íntimo
Através do teu sorriso
O que será que Deus vê?
Bem além da tua lógica
Bem atrás de toda a estética
O que será que Deus vê?
Um coração aflito,

um espírito ferido
E uma alma já cansada

de representar
Alguém desconfiado,

sem um verdadeiro amigo
Com quem possa se abrir

sem se envergonhar
Quando Deus te investiga
Bem no âmago da vida
Lá no teu eu verdadeiro
É que Ele quer por inteiro
Transformar a tua essência
Num batismo de alegria
Verdadeiramente livre te fazer



Fonte: Poema extraído de "outra espiritualidade" de Ed René Kivitz e atribuído a uma canção de Alisson
-------------------------------------------------------

Padre manda destruir igreja evangélica no Piauí

Os moradores do bairro Baixão da Guiomar acusam o Prefeito de São Raimundo Nonato (Piauí), Padre Herculano de Negreiros, de mandar, sem autorização judicial, derrubar uma Igreja Evangélica.

De acordo com a Sra. Maria Teresa Brito, proprietária do local, abalada, diz que a igreja não está na rua, ela tem a documentação registrada em cartório do local.

Os moradores se dizem indignados com a atitude do Prefeito Herculano que mandou um trator junto com a Polícia Militar destruir a igreja.

De acordo com a Polícia Militar, existe um decreto de n° 153/2001, que solicita a Polícia Militar acompanhar os fiscais para demolir a Igreja com o Ofício de n° 063. Segundo, ainda, o Tenente da Polícia Militar, o proprietário já havia recebido várias notificações.

A proprietária Maria Brito esteve abalada e chorou bastante quando viu a Igreja destruída. Sua casa que fica ao lado teve paredes rachadas e segundo ela, toda a população está chocada.



Fonte: Portal SRN
------------------------

Igreja Metodista em Vila Rica lança projeta pelas mulheres

A Igreja Metodista na Vila Rica lançou, neste sábado (26), o projeto "Mulher Brasileira em primeiro Lugar". Que tem como objetivo promover a valorização da mulher contemporânea. A proposta é favorecedor de aprendizagens, de trocas, de sociabilidades, visando o desenvolvimento social e político destas mulheres. Tem-se como base ações educativas que levem a construção da cidadania, bem como o resgate de suas identidades e autonomia.

De acordo com a coordenadora do Ministério de Ação Social e assistente social Mitchelly Barros, a proposta é construir junto a mulheres a capacidade de elas poderem se olhar na sociedade.

- Como membro participante e determinante, capaz de interagir, mudar e transformar. E isto só se torna possível através de ações educativas e de sociabilidade, dando subsídios para que elas busquem conhecer seus deveres e direitos como saúde, trabalho e educação.

O projeto vai ter um ciclo de palestras mensais, aberta a toda comunidade, com temas diversificados voltados para a realidade da mulher na sociedade brasileira.

A abertura do evento teve como palestrante a assistente social Sillei Martins, cujo tema da palestra foi: "Gênero; Violência contra mulher e reflexões sobre a Lei Maria da Penha".

Foram distribuídos panfletos explicativos sobre o tema, contendo informações a respeito das unidades de atendimento a mulher vítima de violência na cidade de Volta Redonda.

As próximas palestras abordarão temas como: Doenças sexualmente transmissíveis (conceito e prevenção); A Sexualidade da Mulher (sensualidade sadia); A Mulher no mercado de trabalho; Mulher, mãe e esposa no século XXI; A Mulher e a política; A Mulher e o envelhecimento; Mulher e Direitos sociais (Retrospectiva das principais conquistas) e A Mulher e a Religião.

Segundo o seminarista Wagner Marcelo S. Santos, um dos idealizadores, o lançamento do projeto atendeu todas as expectativas, pois os convidados, em sua maioria mulheres, tiveram a oportunidade de expor suas dúvidas e reflexões sobre o tema, atingindo também a educação dos filhos e adolescentes do sexo masculino que participaram do evento.

As próximas palestras serão divulgadas através dos principais meios de comunicação da cidade. O Projeto é desenvolvido na sede da Igreja, situada na Rua 19, nº 300, Vila Rica/Jrd. Tiradentes, Volta Redonda.


Fonte: Diário do Vale
-------------------------

Dica de Música: Seja o Centro - Diante do Trono

Seja o centro, seja o tudo
Em meu coração, Senhor
Seja a vida em meu peito
Cada dia aqui e eternamente
Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,
Seja o sol que me aquece
Em meu coração, Senhor
Seja a força que me sustenta
Cada dia aqui e eternamente
Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,
Meu tesouro
Minha razão de viver
Meu anseio
É te conhecer
Pois não há outro igual a ti
A quem tenho eu além de ti
És minha vida, és a fonte, Jesus

Governo comunista do Laos tenta obrigar cristãos a renunciar à fé

O Governo comunista do Laos continua a perseguir os seus próprios cidadãos que professam o Cristianismo.

Recentemente, segundo a agência AsiaNews, 65 cristãos de uma mesma aldeia foram levados para um campo de prisão onde estão mantidos sem acesso a comida, até renunciarem à sua fé.

Os cristãos pertencem a 18 famílias da aldeia de Katinno distrito de Ta-Oi, a sul do país. O Governo expulsou-os das suas casas e está a proibi-los de cultivarem as suas terras. Vizinhos e amigos foram igualmente ameaçados de represálias caso ajudem os cristãos.

Numa população de cerca de seis milhões, apenas 0,7% professam o Catolicismo, mas o Governo continua a tratar os cristãos como se representassem uma ameaça à nação.


Fonte: Renascença
------------------------

Pensamento sobre Fé



“Muitas pessoas
tem considerado
a fé cristã como algo fácil.
Elas pensam assim porque
nunca a experimentaram”.

(Martinho Lutero)

Pastor Voddie Baucham desafia emissoras cristãs a não comprarem a propaganda ‘Gay é o Novo Negro’

O pastor e apologista cultural Voddie Baucham desafiou as emissoras cristãs na convenção aunal no sábado a não comprarem a propaganda “gay é o novo negro,” mas urgiu a permanecerem comprometidos a defender o casamento bíblico nas radiofrequências.

Baucham, que prega na Igreja Grace Family Baptist em Spring, Texas, soube que ele iria deixar muitas pessoas desconfortáveis ou contorcerem-se em seus assentos ao levantar essa questão da homossexualidade na abertura da sessão das Emissoras Religiosas Nacionais de 2011.

“Quando se trata de emissoras cristãs, nós ficamos nervosos, mesmo preocupados em lidar com esse tema,” disse ele aos atendentes da NRB no Gaylord Opryland Resort no Centro de Convenções.

O ministério Africano-Americano apontou que as emissoras cristãs sentem a necessidade de se desculpar diversas vezes ao público antes de falar sobre a homossexualidade em seus shows. Eles tentarão provar que eles não odeiam os gays dizendo que eles tem muitos amigos gays ou membros da família que são gays, disse ele.

“A razão é porque os homossexuais tem efetivamente co-optado por negro... pelo que agora, nós em verdade acreditamos que gay é o novo negro e nós acreditamos que o casamento homossexual é uma questão de direitos civis,” explicou ele.

“Eu me sinto insultado quando as pessoas igualam não somente uma atitude pecaminosa, mas uma conduta que é uma categoria especial de pecado chamado de abominação com o nível de melanina na minha pele,” disse ele.

Esse desconforto, de acordo com Baucham, é um resultado de uma agenda homossexual agressiva que começou cerca de 2 décadas atrás.

Voltando para 1989, um encontro ocorreu entre 144 nações com lideranças de ativistas homossexuais para encontrar como aproveitar a crise da AIDS para seus benefícios próprios e delinear uma estratégia de avançar o movimento LGBT.

Um dos produtos finais foi o que o encontro chamou de “Depois da Bola,” uma campanha de propaganda baseada em princípios de psicologia e publicidade para fazer os Estados Unidos aceitarem a homossexualidade, disse Baucham.

A campanha foi uma abordagem de três frentes envolvendo “dessensiblização,” “interferência,” e “conversão,” explicou ele.

Dessensibilizar significa trazer homossexualidade em frente à cultura em formas atrativas tais como mostrando o caráter de um gay em um filme sendo o mais esperto e melhor vestido. Intervenção é sobre igular a idéia de ser contra a homossexualidade com a idéia de ser como Nazi ou membro da KKK para criar desconforto entre as pessoas que não aceitam o homossexualismo. A conversão é ganhar pessoas para avançar a sua causa.

Baucham forneceu diversos exemplos de como essa estratégia está sendo conduzida por ativistas não homossexuais mas por líderes negros, juízes, líderes de negócios, e líderes religiosos.

Ele lamentou que os líderes negros estão promovendo “cobertura” para os ativistas homossexuais para fazer o papel de “carta de raça” ao invés de dar razões legítimas para suas demandas.

Para os líderes religiosos, ele os advertiu de serem vítimas de três ataques comuns na agenda homossexual: o ataque “ad hominem” (em latim, argumento contra a pessoa) , o petitio principii (ou argumento circular, uma falácia que se utiliza para demonstrar uma tese partindo do princípio que a mesma é válida) e falácia genética.

Com o ataque ad hominen, os ativistas homossexuais atacam o homem e os rotulam de “homofóbios” ou “má pessoa” e a tática do argumento circular eles somente assumem que casamento gay é um direito fundamental sem ter que provar isso. A falácia genética é usada quando os ativistas homossexuais dizem, “você está usando a religião para impor sua moralidade sobre mim,” rejeitando assim o argumento simplesmente baseado em ‘de onde eles vem,’ não baseados na lógica do argumento.

Lendo diversos versículos da Bíblia, Baucham sustentou que os Cristãos devem responder à homossexualidade com a verdade bíblica. Alguns Cristãos devem apontar o versículo que diz para não julgar os outros para justificar seu silêncio, reconheceu ele, mas eles devem também ler a parte onde Jesus nos diz para julgarmos a nós mesmos para que possamos julgar aos outros.

“Tire primeiro a trave do seu próprio olho para que você possa ver claramente para tirar o argueiro do olho do seu irmão. Nós somos ordenados a julgar,” disse Baucham.

Referindo-se a Ezequiel 33, o pastor relembrou os profissionais da mídia cristã que o sangue irá ser requerido em suas mãos se eles não falarem ao homem ímpio sair de seu caminho.

Mostrando amor, Baucham argumentou, não é somente permitir os homossexuais de viverem no pecado, mas é chamá-los para se arrepender e falar do que Cristo tem feito na cruz.

“Não há nada mais amoroso que chamar uma pessoa a se arrepender de seus pecados.”

Durante a sessão da noite no sábado, Frank Wright, presidente e diretor executivo das Emissoras Religosas Nacionais, também discursou à multidão para dar o status de relatório da associação. Ele delineou os três principais desafios enfrentando as emissoras Cristãs hoje: o acesso da mídia, a discriminação ao ponto de vista, e a fidalidade bíblica.

Jay Sekulow, conselheiro-chefe do Centro Americano para a Lei e Justiça, deu atualizações sobre como seu grupo legal está defendendo a liberdade religiosa em todo o mundo desde o Paquistão à Nova York à Zimbabwe.

A artista de música Nicole C. Mullen também fez performance durante a sessão.

As Emissoras Religiosas Nacionais são a maior associação nacional cristã de profissionais cristãos da mídia. Sua convenção anual atrai centenas de profissionais desde rádio cristã, televisão, filmes e outras companhias de comunicação para workshops de treinamento e rede. A Convenção NRB e a Exposição este ano será concluída em 1º de Março.


Fonte: Christian Post
-------------------------

Mãe entra na justiça contra marido que é Testemunha de Jeová e proibiu filho de receber transfusão de sangue

O desespero de uma família entre salvar a vida de uma criança de dois anos e o respeito a preceitos religiosos repercutiu na opinião pública de Altamira. A Justiça precisou interferir, a pedido da mãe, para que a criança recebesse uma transfusão de sangue, já que o pai do garoto é Testemunha de Jeová, religião que proíbe essa ação.

A criança de dois anos está internada na UTI pediátrica do Hospital Regional da Transamazônica desde o último dia 4. De acordo com o conselho tutelar, os médicos que atenderam o menino afirmaram que o estado de saúde dele é grave. Os exames comprovam anemia crônica, diarreia e desnutrição, o que exigia imediatamente uma transfusão de sangue.

Enquanto a conselheira tutelar Málaque Maud, que acompanha o caso desde o início, declarava o medo de que a criança viesse a morrer se não fosse feito nada, um documento foi feito pelo pai do menino e entregue aos médicos, declarando a religião dele e proibindo qualquer transfusão de sangue.

Reações

A decisão do pai do menino em não autorizar a transfusão provocou reações de revolta entre os familiares. A avó da criança acusou o pai de negligência e culpou a religião dele. “Será que Deus quer que o filho dele morra? Isso não é normal, não”.

Acionado pelo conselho tutelar, o juiz Geraldo Neves Leite, da Vara da Infância e Juventude de Altamira, decidiu pela transfusão, autorizando os médicos a tratarem o garoto mesmo contra a vontade do pai.

A transfusão foi feita logo em seguida à decisão judicial. A criança passa bem, mas deve ficar ainda por cerca de duas semanas no hospital, em observação.

O pai do garoto foi procurado pelo DIÁRIO, mas não quis falar sobre o assunto. (Diário do Pará)



Fonte: Diário do Pará
---------------------------

Salmos 33

Cantem de alegria ao Senhor, vocês que são justos;
aos que são retos fica bem louvá-lo.
Louvem o Senhor com harpa;
ofereçam-lhe música com lira de dez cordas.
Cantem-lhe uma nova canção;
toquem com habilidade ao aclamá-lo.
Pois a palavra do Senhor é verdadeira;
ele é fiel em tudo o que faz.
Ele ama a justiça e a retidão;
a terra está cheia da bondade do Senhor.
Mediante a palavra do Senhor foram feitos os céus,
e os corpos celestes, pelo sopro de sua boca.
Ele ajunta as águas do mar num só lugar;
das profundezas faz reservatórios.
Toda a terra tema o Senhor;
tremam diante dele todos os habitantes do mundo.
Pois ele falou, e tudo se fez;
ele ordenou, e tudo surgiu.
O Senhor desfaz os planos das nações
e frustra os propósitos dos povos.
Mas os planos do Senhor permanecem para sempre,
os propósitos do seu coração, por todas as gerações.
Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus,
o povo que ele escolheu para lhe pertencer!
Dos céus olha o Senhor e vê toda a humanidade;
do seu trono ele observa todos os habitantes da terra;
ele, que forma o coração de todos,
que conhece tudo o que fazem.
Nenhum rei se salva pelo tamanho do seu exército;
nenhum guerreiro escapa por sua grande força.
O cavalo é vã esperança de vitória;
apesar da sua grande força, é incapaz de salvar.
Mas o Senhor protege aqueles que o temem,
e os que firmam a esperança no seu amor,
para livrá-los da morte e garantir-lhes vida,
mesmo em tempos de fome.
Nossa esperança está no Senhor;
ele é o nosso auxílio e a nossa proteção.
Nele se alegra o nosso coração,
pois confiamos no seu santo nome.
Esteja sobre nós o teu amor, Senhor,
como está em ti a nossa esperança.

-------------------------------------

Cenas do Mundo: Desabamento em La Paz

Cerca de 800 famílias bolivianas ficaram sem moradia pelo desabamento de 250 casas em La Paz devido às intensas chuvas, mas até o momento não há relatórios de vítimas, declarou à Agência EFE o prefeito da cidade, Luis Revilla.

Revilla disse que o desastre, que começou na noite de sábado (26) no bairro Kupini II, após as fortes chuvas que desde janeiro causaram 60 mortes em toda Bolívia, se estenderam a nove setores e já alcançam 80 hectares. Ainda não informaram o número de mortos e feridos, enquanto as autoridades afirmam que os danos são "enormes" porque "é o deslizamento mais sério da cidade", explicou o prefeito. Cerca de 2 mil voluntários, entre funcionários municipais, policiais, militares e bombeiros, trabalham na região para resgatar os desabrigados.

O presidente Evo Morales decretou "emergência nacional" nesta semana e anunciou que destinará US$ 20 milhões para ajuda e reparação de danos.


Fonte: G1
---------------

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Jean Wyllys reage à ofensiva evangélica contra gay

"Se os partidos políticos prestam contas, por que igrejas não?", questiona o deputado

Primeiro gay a se eleger deputado federal defendendo a bandeira dos homossexuais, Jean Wyllys (Psol-RJ) anuncia uma contra-ofensiva à iniciativa de parlamentares evangélicos de tentar derrubar a principal novidade da declaração do Imposto de Renda deste ano: a inclusão de parceiros homossexuais como dependentes para fins de dedução fiscal. O deputado disse que vai discutir esta semana com outras lideranças da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgênero), ainda em reestruturação, uma maneira de barrar o movimento articulado pelo deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF), que considera o benefício ilegal.

Jean Wyllys afirmou ao Congresso em Foco que pretende utilizar o mesmo argumento “legalista” do colega, que é pastor da Assembléia de Deus, para cobrar que as igrejas, que têm imunidade fiscal, passem a prestar contas à sociedade. “Posso recorrer também à legalidade para exigir do ministro da Fazenda que ele explique por que as igrejas não prestam contas à sociedade. Se os partidos políticos prestam, por que igrejas não?”, questionou.

Pastor da Assembléia de Deus, Ronaldo Fonseca tem em mãos desde a quinta-feira passada um parecer técnico elaborado na Câmara (leia a íntegra) que contesta a concessão dos benefícios aos homossexuais, conforme revelou o Congresso em Foco. O deputado do DF estuda recorrer à Justiça e apresentar um projeto de decreto legislativo para sustar os efeitos da portaria da Fazenda que garantiu o benefício aos homossexuais. Ele também cogita chamar à Câmara o ministro Guido Mantega para dar explicações sobre sua portaria.

Apoiado no parecer, o deputado alega que a medida é inconstitucional, viola o artigo 226 da Constituição e precisaria do aval do Congresso para entrar em vigor. Ronaldo busca apoio da Frente Parlamentar Evangélica, que deve se decidir sobre o assunto nos próximos dias. “Na canetada, eu não vou [aceitar], não. Tem de ter o debate”, disse Ronaldo Fonseca na quinta-feira.

“Motivação homofóbica”

“Ele disse que na canetada, não. Eu digo que no grito da falsa legalidade, nós também não vamos aceitar”, respondeu Jean Wyllys. Para o parlamentar, a ofensiva evangélica sobre o assunto tem motivação homofóbica. “A máscara do discurso deles é da legalidade, mas isso tem uma motivação homofóbica disfarçada”, acusou.

O deputado fluminense ressalta que a portaria que beneficia os homossexuais está amparada em parecer da Procuradoria-Geral da Fazenda, que está ancorado, por sua vez, no artigo 87 da Constituição, que define os poderes de Estado, e também no artigo 5, que diz que “todos são iguais perante a lei” no Brasil. Para ele, a portaria da Fazenda é legal. “O direito é extensivo aos homossexuais. Em nenhum momento, a lei diz que companheiro ou companheira tem de ser heterossexual. Pode ser tanto homossexual ou heterossexual”, afirmou o deputado.

Jean Wyllys diz que vai tratar do assunto na terça-feira em reunião com a deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) e na quarta, com a senadora Marta Suplicy (PT-SP), responsáveis pela reativação da frente parlamentar que defende os direitos dos homossexuais. O deputado também rebate o argumento utilizado por Ronaldo Fonseca, sustentado no parecer da Câmara, de que o governo está abrindo precedente a outras categorias ao atender às reivindicações dos homossexuais.

Impacto

Ele conta ainda que pediu um estudo à sua assessoria técnica para levantar de quanto será a renúncia fiscal com a dedução do Imposto de Renda por parceiros do mesmo sexo. “O impacto será muito pequeno. A Receita só vai aceitar a inclusão como dependente de casais reconhecidos pela Justiça, que ainda são muito poucos no Brasil”, afirmou.

O deputado diz que não pretende tratar a bancada evangélica como “inimiga”, mas cobra respeito dos parlamentares religiosos à causa dos direitos humanos e civis e à tolerância de credo. “A liberdade religiosa deles, em geral, só vale para um lado, não pensam em termos de pluralidade. Eles vêm sempre agindo nisso. Com minha presença e por estar trabalhando na frente parlamentar, isso acirra mais os ânimos. Não sou inimigo, nosso espaço é do diálogo. Se eles tiverem projeto de interesse coletivo, vou defender. Mas eles têm de se abrir ao diálogo, e não ficarem presos a dogmas”, declarou.

A nota da Consultoria da Câmara ressalta que o artigo 226 diz que apenas “é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher”. Afirma ainda que a Lei de Responsabilidade Fiscal obriga toda concessão de benefícios fiscais, como a dedução de imposto para os gays, lésbicas e transexuais vir acompanhada de impacto orçamentário e fonte de compensação da receita a ser perdida. De acordo com o estudo, isso não aconteceu.

Nota técnica

A nota alega ainda que a concessão desse benefício aos homossexuais abrirá brecha para outros segmentos da sociedade exigirem novas isenções de imposto. O texto cita como exemplo os irmãos solteiros que moram juntos; os filhos solteiros que permanecem morando com os pais, às vezes adotando filhos; e as pessoas celibatárias que vivem juntas fraternalmente.

A consultoria da Câmara entende que o governo federal foi descuidado ao tentar encaixar os gays nas hipóteses de dedução de imposto. Em nota enviada ao site, a Procuradoria da Fazenda diz ter “plena convicção da constitucionalidade e legalidade de seu parecer”, que embasou a decisão do ministro Guido Mantega.


Fonte: Congresso en Foco
----------------------------

Sete coisas que não haverá no céu

Na eternidade tudo será maravilhoso, se acabarão as lutas as provações, daqui apouco tudo isso irá acontecer na nossa vida, para aqueles que esperaram as promessas do Senhor.

No céu não haverá mar (Ap. 21.1)

O mar fala de inquietação, agitação tribulação, ventos e tempestades - se acabarão no céu.

No céu não haverá choro (Ap. 21.4)

O Deus dos abatidos e tristes, ele mesmo enxugará pessoalmente as nossas lágrimas, que serão transformadas em alegria (Sl 126.5) , bem aventurados os que choram pois eles serão consolados.

No céu não haverá dor (Ap. 21.4)

O ser humano sofre com dores, cansaços, dor no coração, na alma, e é afligido lá ele tirará todo fardo pesado toda opressão deste mundo de pecado que nos rodeia e os enfados da carne.

No céu não haverá tristeza (Ap. 21.4)

Tristeza é algo que destrói a alma e deixa abatido nosso coração, lá não seria possível ter a tristeza pois na presença do Rei dos Reis até a tristeza salta de alegria, pois será alegria no Espírito, a tristeza será transformada em uma alegria eterna.

No céu não haverá noite (Ap. 22.5)

A noite é período de trevas, Jesus mencionou sobre a noite, noite lembra o juízo de Deus sobre o rei Belsazar quando apareceu a mão misteriosa, noite lembra as trevas do mundo onde não pode mais trabalhar, noite lembra o choro (Sl 30.5), mas lá o Cordeiro de Deus iluminará a cidade para todo sempre.

No céu não haverá maldição (Ap. 22.3)

No Éden, o homem vivia em comunhão, após pecar a maldição entrou na terra e ela começou a produzir espinhos e abrolhos, gerada pela desobediência do homem quando pecou, mas no céu tudo será restaurado e a maldição do pecado, da terra será aniquilada (Gl 3.10) A maldição já foi destruída.

No céu não haverá morte (Ap. 21.4)

O último inimigo foi vencido ele ressuscitou e vive, morte onde está seu aguilhão onde está a tua vitória, a morte foi vencida eu e você viveremos com ele estaremos com ele, pois somos vencedores e lá no céu tudo será imortal, para toda eternidade.

CONCLUSÃO:

Na vida futura tudo isto vai acontecer, se você vive por momentos difíceis vale a pena continuar pois estaremos indo para o céu e participando de todas as bênçãos de Cristo Jesus.


Fonte: Estudos Gospel
------------------------

Mulheres buscam homem ideal na web e caem em golpe

Fazer amizade pela internet é uma realidade dos tempos modernos, mas todo cuidado é pouco. Muitas vezes, o amigo virtual pode virar um perigo.

Algumas mulheres buscam na internet o parceiro ideal. “Um cara muito inteligente, bom papo, boa conversa, muito entendido de muitos assuntos”, revela uma das vítimas.

Danillo Fernandes, preso esta semana, usa o computador pra escolher suas vítimas. “A gente começava a conversar, marcava encontro e, quando dava a oportunidade, eu furtava e ia embora”, revela o suspeito.

Janinha Pereira foi seu alvo mais recente. E o desfecho do primeiro encontro real foi trágico. Ela foi morta pelo galanteador, que ia atrás de mulheres em sites de namoro com um objetivo: roubar.

Janinha, de 37 anos, era secretária. Solteira, ela tinha acabado de terminar um relacionamento de seis anos. Morava em Montes Claros, Minas Gerais.

“Ele começou a conquistar ela aos poucos, falando que sabia cozinhar bem, que sabia dançar, que era uma pessoa que gostava muito de casa, de cuidar de casa”, conta a cunhada da vítima, Lidiane do Carmo Guimarães. “Ela acreditava no que as pessoas falavam. Quando esse cara falou essas coisas para ela, ela ficou toda encantada”.

“Geralmente, elas buscam companhia, acho que é o principal”, diz suspeito pelo assassinato. Danillo está preso e já confessou para a polícia que matou Janinha. Segundo ele, o crime ocorreu depois de uma discussão.

Ele revelou também nove casos em que roubou as "namoradas" que tinha conquistado pela internet. “Celulares, dinheiro, máquina fotográfica. Quando surgia a oportunidade por descuido da pessoa, eu simplesmente pegava as coisas de valores e ia embora, saía”, conta Danillo.

“Existe a possibilidade de elas nem mesmo terem procurado a polícia”, diz a delegada de Montes Claros, Karla Marques.

Danillo dizia morar em São Paulo, ser solteiro, sem filhos. Incrementava o perfil com informações que ele mandava por email. O Danillo "virtual" era um amante da cultura e culinária japonesas. Dizia que praticava o budismo, que morava no bairro da Liberdade e que dividia a casa com um cão da raça Akita, chamado Fred.

Era um perfil atraente, mas mentiroso. Terminava enviando suas fotos e mais um recado:
“Isso é o que tem para saber de mim pela net. O mais, só com o dia a dia”.

Por trás dessa imagem de ‘bom partido’, Danilo escondia sua verdadeira identidade: não trabalhava e, sem endereço fixo, dormia em pensões baratas do centro de São Paulo. Escondia também uma vida criminosa com passagens pela polícia por roubos e estelionato.

“Era galanteador demais, cavalheiro, prestativo e assim, acima de qualquer suspeita. O tipo de homem que toda mulher gosta”, lembra uma vítima de Danillo.

Contadora, solteira, 35 anos: uma mulher também caiu no golpe do homem perfeito. Ela conheceu Danillo pela internet. Depois, o apresentou para os amigos. Sem desconfiar, levou um bandido para dentro de casa e foi roubada. Ela enumera o que foi roubado: “dinheiro, jóias, celular, notebook, quase R$ 3 mil”.

Danillo era bom de lábia na internet e também pessoalmente. Há dois anos, se aproximou de uma jovem: “Ele dizia as coisas certas. Me radiografou e dizia as coisas que eu gostava. Foi assim que ele se aproximou”, explicou.

Fantástico: Quando o senhor percebeu que o namorado da sua filha era, na verdade, um estelionatário?

Pai da vítima: Pelas atitudes dele, pela forma como ele agia. Ele responde às perguntas com evasivas.

Os alertas do pai não adiantaram. “Quando eu cheguei no meu apartamento não tinha nada: televisão, DVD, meu notebook. Então, olha o que a ingenuidade, a carência e sua falta de vivência podem acarretar”, diz a vítima.

“Além de lidar com a perda material, você lida com um trauma emocional também de ter confiado, de ter acreditado em alguém que você julgava uma pessoa boa e efetivamente só queria te roubar ou tinha um segundo interesse em você. Dá inclusive para dizer que, em alguns casos, não dá para superar. Você fica tão com o pé atrás que você nem quer outro relacionamento”, explica Luciana Ruffo, do Núcleo de psicologia em informática – PUC/SP.

Mais de três milhões de brasileiros navegam todo mês por sites de namoro. Como desconfiar se você se corresponde com uma pessoa de má fé? “Se ela está mais interessada em quanto você ganha, em quanto você tem na poupança, que tipo de carro você tem”, explica o presidente de um site de relacionamento, Claudio Gandelman.

Veja outras dicas:

- Evite também mostrar fotos de viagens;
- Não dê o endereço de sua casa;
- Marque encontros em um lugar público e avise outras pessoas que isso vai acontecer.

A última dica é de quem aprendeu com um erro: “você tem que confiar desconfiando”, lembra uma vítima.


Fonte: Fantático Globo
--------------------------

O namoro virtual

"Arranjar um(a) namorado(a) virtual está se tornando uma situação cada vez mais comum. Homens e mulheres das mais variadas idades se rendem às facilidades do computador para encontrar sua alma gêmea no outro lado da tela. Entretanto, da mesma forma como é fácil encontrar uma pessoa bacana, também é muito fácil cair em certas armadilhas. "Quando chega o momento de se conhecer pessoalmente, pode ser que se confirme ou não o que a pessoa escreveu sobre si", afirmam as psicólogas do Núcleo Vida, Maria Ioko Otani e Maria Lucia Camões da Costa.

Há todo um procedimento antes de, enfim, o casal marcar um encontro. É importante não acreditar 100% no que se lê e conversarem bastante pela internet.

Confira abaixo mais algumas dicas:

- Não acredite em tudo que estiver escrito. Desconfie sempre;
- Conheça bem a pessoa antes de passar algumas informações pessoais e o endereço;
- É importante salvar as conversas e as mensagens para verificar se há contradições;
- Peça para ver fotos antes de um possível encontro.
- Não demore demais, não acredite que o fato dele se tornar seu amigo vai fazer ele te amar.
- Não coloque fotos mentirosas, a foto sendo feia ou bonita, deve corresponder a realidade.
- Não minta, o diabo é perverso, de preferência ore a Deus e peça a direção antes de se encontrar com alguém.
- Não olhe só a aparência, o perfeito seu não é o perfeito de Deus. Queria o perfeito de Deus em sua vida, ok?
- Condição financeira não é tudo, ok?

Tomou todos os cuidados e vão marcar um encontro? Confira outras dicas:

- É importante marcar encontros em lugares públicos e movimentados e, se possível, de dia;
- Não marque o encontro na casa de ninguém;
- Avise alguém de sua confiança do encontro e peça para ligar para saber se está tudo bem;
- Tenha pudor, não se ofereça demais, não fale imoralidades, voce pode estar perdendo a benção pelo linguajar, por sua postura.
- Se possível pegue todos os dados da outra pessoa, emprego, nome completo, onde trabalha, veja se conhece alguém que ele conhece, pessa referências pessoais, o mundo é perigoso!!!!!!
- Pense no ditado: Laranja madura na beira da estrada, está azeda ou tem marimbondo!!!!! Pense aonde está entrando, com quem está conversando!!!!
- Distância prejudica. Procure alguém da sua cidade, vai procurar e se apaixonar lá do outro lado do país, vai sair caro!!!!!!
- Mentira tem perna curta, a mentira sempre é descoberta, não minta, fale a verdade.
- Não vá só por sua cabeça, apresente-o(a) aos amigos, a seu pastor, peça uma opinião, entre no propósito!!!

As vantagens do namoro virtual

- Investir em um(a) namorado(a) virtual é útil para os mais tímidos. Além disso, é uma forma de treinamento para o relacionamento real;
- Aprende também a ter mais confiança, pois a pessoa terá experiências com o sexo oposto;
- Se logo no começo da conversa o(a) pretendente não atingir suas expectativas, não é necessário explicações esfarrapadas. Simplesmente, delete-o(a);
- Na internet, você pode ser quem você quiser: loiro(a) ou moreno(a), alto(a) ou baixo(a), cabelos curtos ou compridos. Mas não se esqueça que o outro também pode estar fingindo ser alguém que não é.
- Na internet tem mais gente que nas igrejas, tem um campo maior para esquecer, mas será que maior é melhor?
- Pode conversar sobre todos os assuntos com uma pessoa com um MSN ou por seu ORKUT, é ótimo para avaliar e ganha tempo em dizer um sim e um não...
---------------------------

A "tatuagem" de Judas


Fonte: Nani humor
--------------------

O resgate do pastoreio

Nas duas últimas décadas, o foco do pastorado tem mudado muito na realidade da Igreja, dentro ou fora do Brasil. Esta não é uma percepção nova ou inédita. As igrejas locais foram perdendo seu aspecto pessoal e comunitário, ao mesmo tempo em que se fortaleciam mais como estruturas eclesiásticas em expansão. A opção preferencial foi pelo crescimento, ampliando a membresia e a captação de recursos; as congregações tornaram-se grandes organizações, capazes de bancar seus projetos. Essa abordagem não deseja ser pueril ou ingênua, mas constatar o quadro com que temos nos defrontado, tentando enxergar caminhos.

Os referenciais neotestamentários da qualificação e trabalho pastoral à luz de uma nova realidade foram sendo substituídos pelos modelos de gestão empresarial e mercado corporativo. Gestão pressupõe o cuidado e organização, no seu aspecto mais positivo. É verdade que, na história da prática da vocação pastoral, outras ênfases também foram alimentadas em função do contexto da época que a Igreja estava vivendo. As denominações históricas, pentecostais e até as neopentecostais foram refletindo esse aspecto em sua maneira de ser e se estabelecer, buscando padrões e caminhos ora semelhantes nas bases e ênfases, ora bem diferentes e distantes no conteúdo e no que desejam ser.

Tornou-se evidente que, em nossa realidade contemporânea, as relações pastor-ovelha e pastor-igreja passaram a ser redefinidas em outras bases e expectativas. Somos esmagados dentro de uma sociedade de consumo ávida por encantar e escravizar nossa mente e coração. O desejo de ver a igreja numa perspectiva de megacrescimento, com o consequente aumento de patrimônio, visibilidade, poder e influência na sociedade, seduziu e tomou conta dos que dão os rumos na comunidade local. Esse processo alimenta o ego de alguns e gera uma espiritualidade distorcida e abafa insatisfações com suas próprias limitações e frustrações pessoais e profissionais, projetado no sonho da igreja corporativa – o que sufoca o grito ou pedido de socorro constante que vamos encontrando no Brasil por pastoreio.

Pastores não são mais encorajados na oração, meditação da Palavra, serviço abnegado e doação para a missão da Igreja. Líderes de comunidades locais são cobrados muito mais pelo seu desempenho, capacidade administrativa e liderança ao estilo empresarial do que por sua presença, cuidado, ensino e discipulado junto às ovelhas. Nos dias de hoje, ter visão ministerial, comunitária e missionária coerente com o Evangelho parece ser dispensável – tanto, que os chamados “perfis” dos pastores procurados pelas igrejas incluem muito mais capacidade gerencial do que piedade cristã. Pouco consideradas são as qualificações relatadas nas cartas de Paulo a Tito e Timóteo, isto é, que o pastor tenha qualificações como integridade, caráter, ética, equilíbrio familiar, vida de oração e voluntariado para o serviço, que maneje bem a Palavra da verdade e que ame suas ovelhas, dedicando tempo a elas. Impressiona ver os próprios mestres e pastores submetendo-se sem resistência a este quadro de requisitos impostos pela igreja-empresa – talvez, porque este seja um caminho de sobrevivência e sustento, e ninguém, afinal, quer lutar contra este novo “status quo” e arriscar o emprego.

Os resultados desse panorama preocupante estão aí e não podemos ignorá-los. As comunidades locais têm visto uma evasão contínua de membros. São crentes que não receberam cuidados e não estão equipados para toda a boa obra, que engordam as fileiras do segmento dos “sem igreja”. Os pastores-gestores e as lideranças denominacionais acabaram terceirizando o cuidado do rebanho, deixando uma lacuna enorme de contato com as pessoas de carne e osso. Uma consequência disso é que as ovelhas saem aos montes pelas portas dos fundos do aprisco onde congregam, já que o pastoreio não é realizado – lembrando que cuidar de gente deve ser tarefa de todo cristão, a não apenas por pastores e líderes.

O incentivo ao cultivo da fé em todas as dimensões relacionais que temos – com Deus, com a família, a sociedade e conosco mesmos – vai sendo esquecida ou negligenciada. Uma realidade que nos traz questões difíceis de serem resolvidas no dia a dia; e não temos respostas prontas para atender a contento todas as demandas. O que precisamos é, corajosamente, revisitar as bases da vocação pastoral e resgatar os cuidados do rebanho enfatizados nos evangelhos e na vida de Jesus. Assim, teremos o necessário para a implantação do Reino de Deus na nossa vida comunitária.


Fonte: Nelson Bomilcar em Cristianismo Hoje
-----------------------------------------------

Blogueiros em oração

A União de Blogueiros Evangélicos está organizando para o próximo Domingo, dia 06 de Março, às 8h30, um encontro em oração de todos os blogueiros cristãos.

A idéia é propor a união dos blogueiros em um só propósito de fé para rogarmos a Deus por salvação de almas.

O grupo organizador também levanta outros motivos de oração envolvendo missões, preservação do planeta e despertamento de vocações.

Se você é blogueiro e deseja se juntar ao esforço, obtenha mais informações aqui: http://www.ubeblogs.net/2011/02/blogueiros-evangelicos-conectados-em.html


Fonte: Danilo Fernandes no Genizah virtual
-------------------------------------------

Missionário da Jocum assassinado

Tragédia em Nairobi deixa Jocum em alerta. A Jocum está devastada em noticiar que por volta de uma da manhã na sexta-feira, 25 de fevereiro, ladrões armados invadiram um orfanato operado por um time da Jocum em Athi River, Quênia, a 50 km de Nairobi. Um casal holandês, Ebel e Lora Kremer, gerenciavam o orfanato. No ataque, Ebel foi baleado e morto na frente de sua esposa e de seus dois filhos pequenos. Um vigia noturno também ficou ferido no tiroteio.

O orfanato compartilha uma propriedade com uma comunidade da Jocum que está se preparando para receber a formatura da Escola de Treinamento de Discipulado (Discipleship Training School) e que recebeu, recentemente, estudantes para a nova DTS. Membros profissionais da equipe de cuidados e trauma da Jocum África e outros líderes da missão estão em cena para prestar suporte e cuidados.

Pedimos orações pela família, equipe e estudantes da Jocum de Athi River.

Fonte: Creio
---------------------------

Tá na Bíblia: Deus nos amou com amor eterno!


“Com amor eterno
eu te amei; por isso,
com benignidade
te atraí.”

(Jeremias 31.3)

"Jesus foi judeu desde que nasceu" afirma historiador e teólogo César Vidal

César Vidal esteve em Lisboa para falar sobre a polémica obra ‘Jesus, o Judeu’ [Esfera dos Livros], em que diz que muitos cristãos não seguem os Dez Mandamentos

Correio da Manhã - Quando decidiu que queria ser cristão evangélico?

César Vidal -
Já lá vão muitos anos. Foi em 1977. Não decidi que queria ser evangélico. Na verdade, o processo foi diferente. Converti-me lendo o Novo Testamento em grego. Eu tinha tinho aulas de grego durante o bacharelato e tinha muita pena de perder uma língua que aprendera. Então, todos os dias tentava alguns capítulos do Novo Testamento nesse idioma. Durante essa leitura, ao fim de uns anos, converti-me, mas não sabia onde ir, sabia sim onde não podia ir. Meses depois acabei numa igreja evangélica. Não decidi ser evangélico, sofri uma conversão e só depois terminei numa igreja evangélica.

- Antes de o ler em grego, já o tinha feito em outros idiomas?

- Sim. Tinha-o lido várias vezes em espanhol e também em inglês, um ano antes. Mas a leitura em grego teve várias consequências: permitia-me maior analisar com mais profundidade os textos e lia mais devagar. Às vezes lemos demasiado depressa.

- Notou alguma diferença nos mesmos textos em línguas diferentes?

- Diferenças não. Podia ter-me convertido a ler a Bíblia noutro idioma. Mas a leitura em grego marcou-me muito.

- Colabora com rádios, publicações e ainda escreve livros. Como consegue ainda ter tempo para consultar as dezenas de livros que refere na bibliografia de 'Jesus, o Judeu' [Esfera dos Livros]?

- Na verdade, esta obra é a consumação de mais de 20 anos de trabalho. A minha tese de doutoramento, que escrevi no final dos anos 80, era um documento que se centrava nos primeiros cristãos ou judeu-cristãos que, num momento determinante, no final do século I, são expulsos de Israel, dando origem à separação entre judaísmo e cristianismo. Essa tese, que obteve um prémio carreira da Universidade [Nacional de Educación a Distancia] e a máxima classificação académica, fez-me ler bastante durante quatro anos. Foi um início. A partir daí comecei a trabalhar com o cristianismo primitivo, com Jesus, e livros meus, alguns dos quais distinguidos com prémios, estão relacionados com esses temas. Por exemplo, a minha biografia de Paulo, que se intitula 'Pablo, el judío de Tarso', obteve um Prémio Biografia [Algaba] em 2006. E o meu mais recente livro, que será lançado nos Estados Unidos no final de Abril, é uma edição do Novo Testamento em grego com uma tradução interlinear, palavra por palavra, em espanhol. Portanto, é uma área em que trabalho há mais de 20 anos.

- Afirma que Jesus sempre foi judeu. Então o que mudava era apenas a sua interpretação da Torá?

- Eu tenho a certeza de que Jesus foi judeu desde o nascimento até à sua morte: foi circuncidado ao oitavo dia após o nascimento, a sua mãe passou pelo rito de purificação das mulheres judeus quando dão à luz, foi levado ao Templo, ia à Sinagoga aos sábados, podia ler em hebraico do rolo da Torah e morreu a recitar o Salmo 22. Portanto, é muito claro que era judeu. A interpretação da Torah feita por Jesus não é nova. Mas é uma interpretação especial, no sentido em que ele afirma que o tempo chegou, ou seja, dizia que 'Vocês esperam o Messias, e eu sou o Messias. Vocês esperam que Deus entre na História e eu digo-vos que Deus está a entrar'. Esse é o elemento essencial e provoca um choque com as autoridades espirituais da época. Porque Jesus parte de uma mensagem que é muito simples, que ele expressa recorrendo a uma metodologia judaica, os ‘meshalim’, o que nós chamamos parábolas, e dessa forma conseguia explicar, por exemplo, que todos os seres humanos, como indivíduos ou mesmo em conjunto, são iguais a um doente que precisa de médico, a uma ovelha que se perdeu, a uma moeda que se extraviado, a um filho que gastou tudo o que tinha. Neste caso, a ovelha não pode voltar a casa, a moeda não regressa ao bolso e o filho apenas pode entrar se o pai o deixar. Mas a mensagem de Jesus é a boa notícia: o pastor vai procurar a ovelha, a mulher encontra a moeda e, claro, o pai abraça o seu filho. São símbolos das acções de Deus. Isto faz com que qualquer pessoa, ainda que seja má, perceba que pode ser recebida por Deus, coloca-se no caminho para a salvação. É o que Jesus conta na parábola do fariseu e do publicano: o primeiro é visto, desde o ponto de vista humano, como sendo bom enquanto que o segundo era um pecador, mas Jesus disse que o fariseu não foi para casa perdoado e o publicano sim. A razão disto acontecer é simples: o publicano reconhece que é pecador e o outro não. Isto faz com que Jesus possa afirmar que as prostitutas e os publicanos precedem os outros no Reino dos Céus. Esta é a primeira parte da sua mensagem. E isto tudo é legitimado pelo facto de Jesus ser o Messias. Logicamente que isso vai contra algumas autoridades, como por exemplo as do Templo.

– Como é que Jesus, sendo criado por um carpinteiro, numa família pobre, tinha os conhecimentos necessários para interpretar as escrituras? Onde foi instruído?

- Isso é algo que numa cultura, como por exemplo as de algumas sociedades católicas, se torna chocante, porque a aquisição da alfabetização e dos estudos escritos não está relacionada com os conhecimentos religiosos. Não se pode ser muito católico, muito religioso e ser analfabeto. Algo que é praticamente impossível numa sociedade como a judaica ou a protestante, onde a religião e a piedade estão ligadas com os estudos de um livro, o que faz com que no judaismo, em que sempre houve uma taxa de alfabetização superior à de outras sociedades, pois se não sabes ler e escrever não podes ler a Bíblia e, além disso, os ensinamentos da Bíblia dão-se na mesma Sinagoga e noutra língua. Assim sendo, uma pessoa muito humilde, e a história do tempo de Jesus tem muitos exemplos, pode ser muito instruída no que chamaríamos de teologia. A situação economicamente débil não significa que não se tenha educação.

– Refere na sua obra que existem várias teorias que negam a concepção virginal de Jesus: Maria pode ter sido violada, ter tido relações sexuais antes da menstruação ou mesmo relações extra-conjugais. Em que tese acredita mais?

- Acredito que todas essas teorias são novelas. Tentam explicar algo que só se pode explicar de uma forma milagrosa. Teorias muito sofisticadas mas que não têm fundamentação. Como historiador tenho que contar a existência dessas teorias mas acredito que, tendo em conta o que sabemos, não podemos ir mais além. Há uma referência clara no Evangelho de Mateus, que destaca que a concepção de Jesus foi virginal, referindo ainda uma profecia do Livro de Isaías. Uma pessoa que acredite na Bíblia tem de aceitar que a concepção foi virginal. Tentar explicar isso recorrendo a teses como a de um pai romano, as relações sexuais anteriores, a violação... Parece-me novela e não uma investigação histórica.

– Há uma outra teoria, defendida por alguns historiadores, em que é afirmado que Jesus terá casado com Maria Madalena...

- Isso é uma estupidez, um disparate. Não temos nenhuma referência histórica de que Jesus fosse um homem casado. Se ele tivesse casado sabe-lo-íamos pois, no caso do judaismo, não existia praticamente o celibato, era normal que as pessoas se casassem, até mesmo os rabinos. Não exista nada nesse sentido.

– Neste livro diz que, ao longo dos anos, foi feita uma má interpretação da Bíblia, que existiam duas Maria Madalena: a prostituta e irmã de Lázaro. Como ocorreu a deturpação das personagens de forma a que se acreditasse que se trata da mesma pessoa?

- Os evangelhos são muito claros relativamente a Maria: é uma personagem que está relacionada com Lázaro e que João, a certa altura, refere que esta tinha vários demónios e que Jesus a curou. É também uma das primeiras pessoas que o vê ressuscitar. Isto é o que sabemos de Maria. Historicamente quis-se identificar Maria com a prostituta que lava os pés de Jesus. Mas nos evangelhos não há nada disso. A identificação das duas personagens não parte da Bíblia, é uma interpretação posterior. Além de que é praticamente impossível que o seja. A família de Lázaro é uma família rica, não existindo referências de que Maria se comportasse dessa forma. É uma interpretação errónea.

– Poderá ter sido porque ambas lavam os pés a Jesus e os secam com o seu cabelo?

- Sim, penso que é isso. Apesar de serem dois episódios diferentes. Uma quando Jesus se encontrava na casa de um fariseu e outro antes da Última Ceia. Pode ter sido esta origem do engano, apesar de, qualquer pessoa que leia com atenção os textos dos Evangelhos, veja que são dois episódios diferentes.

– Antes da traição de Judas, Jesus já sabia que este se desviara do caminho dos restantes apóstolos há um ano, que roubava e se sentia desiludido com as acções do seu Mestre. Sabendo isto, porque não o tentou trazer de volta para a harmonia do grupo?

- Penso que Jesus tentou até ao último momento que Judas volte atrás. Mesmo no último encontro entre ambos, em Getsémani, dirige-se a Judas como amigo, até ao último instante tenta dar-lhe a mão. O problema de Judas é o de uma pessoa magoada por estar desiludida. A prova está na quantia que recebe para atraiçoar Jesus, quase ridícula. É o salário de um mês de um jornaleiro, 30 moedas de prata. Aí se verifica o quão decepcionado estava, e mesmo assim Jesus dá-lhe a oportunidade de voltar.

– Judas apercebe-se do seu erro apenas quando Jesus é detido, devolve o dinheiro e enforca-se. Acredita que ele se arrependeu das suas acções?

- Não me parece que assim seja. Acredito que ele seja uma pessoa que vê que a sua mágoa o levou demasiado longe.

– Na obra revela que o governo de Pôncio Pilatos era caracterizado por ser corrupto, violento e com execuções sem julgamento. No entanto, quando vê que Jesus está inocente tenta libertá-lo. Porque esta demonstração de algum sentido de Justiça?

- Não se trata de uma mudança por parte de Pilatos. É algo que encaixa muito bem nele. Ele não pode permitir que o Sinédrio lhe diga o que tem de fazer. Tenta manter a autonomia do seu poder, como se dissesse 'Não vou entrar nesses jogos de poder. Sou demasiado importante como governador romano para entrar nisto'. Tenta enviar Jesus a Herodes e evitar que o executem mas, no final, a forma de governação corrupta de Pilatos continua, porque quando se vê ameaçado decide que irá acabar com a vida de um inocente. No fundo, o que tentou mostrar foi que se tratava de um poder independente, e acima de tudo alguém que odeia as autoridades do templo, pois quando Herodes lhe devolve Jesus sem o julgar, ficou amigo do rei. Nesse momento, ambos perceberam que odiavam as autoridades do Templo.

- De acordo com as conclusões do seu livro, muitos cristãos não seguem os Dez Mandamentos, pois prestam culto às imagens de Jesus e de santos, quando devem louvar apenas um Deus...

- Esse é um mandamento muito claro. Se consultarmos a Bíblia, no capítulo 20 do Livro do Êxodo, podemos ver os Dez Mandamentos, sendo que nos versículos 4 e 5 está a proibição de prestar culto às imagens. Jesus defendia isso. Não se conhecem imagens cristãs durante o século I. E, mesmo no século II, os aparecem alguns desenhos nas catacumbas que não são imagens de culto mas sim símbolos, como o lírio, a âncora, etc..

- Como vê o poder que a Igreja Cristã detém actualmente no Mundo?

- Jesus é muito crítico quanto ao poder. Uma das tentações diabólicas que enfrenta é exactamente a do poder. Há um determinado momento em que ele faz ironia ao afirmar que 'os reis dominam sobre nações, e os que exercem autoridade sobre elas são chamados benfeitores, mas vós não sereis assim'. Penso que há uma incompatibilidade entre o domínio, o poder e o facto de se seguir Jesus.

- Conhece Fátima, em Portugal? Em torno da cidade existe um grande comércio religioso. Pode comparar-se aos comerciantes que estavam no Tempo na época de Jesus e que este expulsou, de forma a ‘limpar’ a casa de seu Pai?

- É algo totalmente contrário aos ensinamentos de Jesus. Na passagem do Templo ele afirma que é uma casa de oração e que o converteram num covil de ladrões. Provavelmente aquelas pessoas não roubavam e vendiam objectos religiosos, mas para ele era claro que tal não podia ser. Também porque a oração que Jesus ensina [Pai Nosso] é uma oração íntima, não é uma repetição contínua de orações. Não se trata da exibição da oração mas de entrares no quarto e, em segredo, dirigires-te ao Pai, que te escuta e ouve. Não visitei ainda Fátima mas conheço. Não é muito diferente de outras partes no resto do Mundo.

- Defende que Jesus tinha quatro irmãos e, pelo menos, duas irmãs. Quando se referem esses irmãos no Novo Testamento não poderá ser no sentido de muito amigos, que o seguem por toda a parte?

- Não, porque as palavras não as diz Jesus. O texto que aparece em Mateus 13, 54-55 e em Marcos 6, 3-4, refere que são os vizinhos quem o diz. Os vizinhos conhecem os irmãos e as irmãs. E, realmente, existem palavras para parentes ou primos que são distintas das que indicam irmãos. Mas, além disso, há um ou facto importante: num apêndice do livro, juntei 52 profecias messiânicas que se cumprem em Jesus. Uma das profecias, que recolhi no Salmo 68, o mesmo onde diz que ele se irritaria com os que comerciavam na casa de Deus, é dito que os filhos da sua mãe não acreditarão nele. Penso que essa profecia também se cumpre.

– O livro apresenta muitas referências bíblicas e, certamente, requereu muita análise. Mas há quem afirme que alguns dos livros que constituiam a Bíblia foram retirados da mesma ao longo da História...

- Não penso que seja verdade. Há circunstâncias que comprovam o que digo. Por exemplo, a descoberta dos Manuscritos do Mar Morto, de Qumran, mostram a exactidão do texto bíblico que temos, relativamente ao Antigo Testamento. E o mesmo sucede com o Novo Testamento. No meu próximo livro apresento as variantes que aparecem em alguns manuscritos, que deixa isso bem claro.

- Jesus é condenado à morte porque os sacerdotes temiam que os romanos, ao ouvir falar de um Messias, destruíssem o Templo de Jerusalém. Esperavam o Filho de Deus, mas quando este aparece desprezam-no para se salvarem?

- Isso acontece muito nos Evangelhos. Por exemplo, quando Jesus chega a Gesara e cura um endemoniado que vivia no cemitério. Aqueles que tinham visto durante anos o homem possuído, a quem não conseguiam prender nem com correntes, disseram a Jesus que se fosse embora.

– Mesmo com todos os milagres que lhe são atribuídos, como não o reconheceram como sendo o Messias?

- O problema é que, em muitos casos, a própria sensação de auto-justificação e de bondade própria fazem com que fechemos a porta de vez. Esse é um grande problema. Se acreditas que tens a chave do Reino dos Céus, e que és tu quem abre e fecha a porta de Reino, é muito difícil que escutes o Messias. No capítulo 23 de Mateus, Jesus diz que eles têm a chave do Reino dos Céus e não entram nem deixam entrar outros, penso que é feita uma descrição muito triste mas também muito exacta dessa situação.

– Apesar dos receios da destruição do Templo, este chega mesmo a ser destruído, 40 anos após a morte de Jesus...

- Considero esse outro ponto importante. Primeiro há gente que considera que a sua estrutura religiosa é o mais importante do que Deus. Mas isso não significa que a mesma vá durar. E penso que este é um caso muito claro.

- Acredita que o Filho de Deus vai voltar?

- Sim. Mas não sei quando.

– Acha que o Mundo estará preparado para o receber?

- Essa é uma pergunta que Jesus faz também, no Evangelho: 'Quando o Filho do Homem voltar à Terra, encontrará fé?' Eu penso que haverá pessoas que estarão preparadas e outras que não.

– O seu próximo livro será publicado nos EUA. Apenas estará disponível nesse país?

- Não. Será publicado pela editora americana Thomas Nelson mas será distribuído por toda a hispano-américa e também estará disponível em Espanha.


Cesar Vidal nasceu em Madrid, em 1958. Licenciado em Direito e doutorado em História, Teologia e Filosofia, lecionou em várias universidades da Europa e dos EUA. Tem publicadas mais de 100 obras.


Fonte: Correio da Manhã
------------------------